Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Souto revela que sonha com Seleção Brasileira

E aproveita para elogiar companheiro de equipe, o lateral-esquerdo Kléber

Desde que chegou ao time do Santos, no começo de 2007, o volante Rodrigo Souto sempre foi uma unanimidade na equipe titular da Vila Belmiro. E por ser um dos principais líderes do Peixe, muitos santistas acreditam que o jogador mereceria uma vaga na Seleção Brasileira, que atualmente tem os volantes Josué e Gilberto Silva como titulares de Dunga.

– Esse é o sonho, desejo de todos. Mas como falei anteriormente, o Dunga está usando o critério dele. Mantendo as convocações. Quem sabe um dia possa estar com ele na Seleção Brasileira – disse Rodrigo Souto, após o treino desta terça-feira, no CT Rei Pelé.

Ainda de olho na atuação da Seleção Brasileira, que venceu a Venezuela no último domingo, por 4 a 0, fora de casa, Souto comentou o momento vivido pelo lateral-esquerdo Kléber, companheiro de equipe e titular de Dunga na vitória em Puerto La Cruz (VEN):

– Todos nós percebemos que o Kléber evoluiu. Muita gente de fora não sabe que ele estava com uma contusão no tornozelo. A partir do momento que elas (lesões) vão sumindo, ele passa a render melhor. Não sei se ele está 100% curado, mas já está melhor.

Já o volante Brum, não economizou nos elogios ao companheiro que está servindo a Seleção Brasileira e que deve voltar a equipe no próximo sábado, quando o Santos vai ao Rio de Janeiro, enfrentar o Botafogo, no Engenhão.

– O Kléber vai dar um brilho (ao Santos) porque jogou muito contra a Venezuela. Está crescendo na reta final de campeonato. Acompanho de perto a luta do Kléber. Tive a oportunidade de ser também amigo dele. No momento mais difícil, ele abriu o coração comigo, foi quando ele estava recebendo muitas críticas. Ele voltando nos dá força e coragem para vencermos o Botafogo – destacou Roberto Brum.

outubro 14, 2008 Posted by | Santos | , , , , , , | Deixe um comentário

Fora, Santos é um dos piores da história

Aproveitamento de 16,7% iguala a marca de 1997, a pior do Alvinegro

O Santos está impedido de sonhar com uma condição melhor no Brasileirão devido ao péssimo desempenho fora de casa. A campanha é péssima, soma apenas uma vitória em 14 jogos, o que resulta, até o momento, no pior desempenho como visitante da história do time no torneio.

O aproveitamento de 16,7% é idêntico ao de 1997, quando a equipe somou só oito, dos 48 pontos possíveis como visitante. Mesmo assim, o time comandando por Luxemburgo chegou até a semifinal da disputa graças ao aproveitamento de 88,9% como mandante. Neste ano, o aproveitamento na Vila é de 57,8%.

Gramados ruins, campos grandes, pressão da torcida, tudo isso já foi argumento para os jogadores santistas, mas nada justifica o pífio desempenho longe da Vila.

A disparidade entre as atuações dentro e fora de casa neste campeonato são impressionantes, e assombra inclusive a era Márcio Fernandes. Com o treinador, considerado fundamental para a recuperação do elenco, já foram cinco partidas como visitante, sendo dois empates e três derrotas. O único triunfo obtido sem o mando foi diante do Internacional (1 a 0), no Beira-Rio. Na época, a equipe era dirigida por Cuca.

– O Santos tem mostrado qualidade e competência para conquistar o resultado fora – acredita Fernandes.

Não é o que mostram os números. A dificuldade para marcar fora de casa impressiona. Foram apenas sete, dos 36 feitos no Brasileirão.
Kléber Pereira ilustra bem este quesito. Já que o artilheiro do Brasileirão com 20 gols, marcou apenas um longe do alçapão. O tento aconteceu no clássico contra o Palmeiras, no Palestra Itália.

Como visitante ainda restam cinco jogos. Tempo suficiente para o elenco reagir e não entrar negativamente para a história do clube.

Sofrimento fora de casa

Kléber Pereira
É o artilheiro do Brasileirão com 20 gols, mas só marcou uma vez fora de casa, na partida contra o Palmeiras, no Palestra Itália. chutou a bola na trave.

Molina
Fez dez gols com a camisa do Santos, e todos foram marcados na Vila Belmiro. Os números justificam sua fama de jogador caseiro.

No Brasileirão
Saldo de gols da equipe como visitante é de 18. Nenhum jogador marcou mais de uma vez fora de casa. Sete atletas têm um gol cada.

outubro 12, 2008 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário