Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco atropela Vitória na ida das quartas da Copa do Brasil

Cruzmaltino faz dois de falta e só tragédia evita semifinal

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira (Crédito: Paulo Sérgio)

Em uma competição mata-mata como a Copa do Brasil é fundamental aproveitar as chances, não raro poucas, especialmente em partidas nas etapas finais da disputa. E o Vasco foi preciso ao atropelar o Vitória na noite desta quarta-feira, em São Januário, por 4 a 0, no jogo de ida das quartas-de-final.

Com o resultado, o Cruzmaltino jogará em Salvador (BA), na próxima quarta, podendo perder por um gol de diferença (além de ter o empate ou vitória por quaisquer placares a seu favor) para avançar à semifinal. Ao Rubro-negro baiano, só resta devolver os 4 a 0 para levar a disputa para os pênaltis ou golear por cinco ou mais gols de diferença.

PRIMEIRO TEMPO: VITÓRIA FALHA E VASCO MARCA

A partida começou truncada, como se podia prever do pensamento com que as duas equipes entraram em campo: o Vasco não querendo sofrer gol em casa e o Vitória desejando não deixar o Rio de Janeiro derrotado para definir em casa a classificação à fase seguinte.

No entanto, o Gigante da Colina foi aproveitando o recuo acentuado do Leão (não finalizou nenhuma vez no primeiro tempo) para enjaulá-lo em seu campo de defesa. Mesmo com o domínio, os mandantes pouco ameaçaram Viáfara. Mas souberam colocar na rede as chances que apareceram, quase casualmente.

Aos 27 minutos, após chute de longa distância sem perigo de Nilton, o ala-esquerdo / zagueiro Luciano Almeida tocou a bola bisonhamente no meio da área nos pés do Carlos Alberto errado (o Vitória tem um volante chamado Carlos Alberto). O meia e capitão do Vasco driblou o “ajudante”, passou por Victor Ramos e abriu o placar.

Sem aumentar o ritmo, o Cruzmaltino chegou ao segundo aos 44 minutos. Paulo Sérgio cobrou escanteio pela direita do ataque, a bola bateu na canela do Carlos Alberto vascaíno e sobrou para Léo Lima, que encontrou Élton livre na pequena área para escorar enquanto a zaga rubro-negra pedia impedimento.

SEGUNDO TEMPO: EFICENTE, VASCO AMPLIA VANTAGEM

Para a etapa final, a estratégia do Vasco foi reforçada, evitar a todo custo que o Vitória marcasse. Já o time baiano foi retornou para diminuir o prejuízo. E o planejamento da equipe carioca em fazer um bom resultado em casa para atuar confortável na Bahia não poderia ser melhor.

Em duas cobranças de falta em menos de dez minutos o Cruzmaltino ampliou o resultado. Aos dez minutos, Rodrigo Pimpão sofreu falta na entrada da área e Paulo Sérgio colocou a bola no canto esquerdo do goleiro rubro-negro. Aos 18 minutos, Luciano Almeida colocou a mão na bola, foi expulso e Nilton, com uma bomba no ângulo direito, definiu a goleada.

Aos 24 e aos 35 minutos, Fernando Prass ainda fez duas grandes defesas evitando o gol de honra dos visitantes, permitindo ao Gigante da Colina exorcizar o oponente, para o qual perdeu duas vezes no Campeonato Brasileiro de 2008: derrota por 5 a 0 no turno e 2 a 0 no returno, em São Januário, que provou a queda à Série B. O confronto terminou ao som do “Olé” da torcida.

Vasco e Vitória voltam a se enfrentar no jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 21h50, no Estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador (BA).

Antes, porém, os dois times atuam no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Na Série B, o Cruzmaltino pega, no sábado, o Ceará, às 16h10, em Fortaleza (CE). Já o Rubro-negro baiano, na Série A, recebe o Sport, domingo, às 18h30, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA:
VASCO 4 X 0 VITÓRIA

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/5/2009 – 19h30
Árbitro: Alício Pena Júnior (Especial-MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago (Fifa-MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Renda/público: R$ 223.925,00 / 10.598 pagantes e 12.677 presentes
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Paulo Sérgio, Amaral e Élton (VAS); Ramon, Neto Baiano e Apodi (VIT)
Cartões vermelhos: Luciano Almeida, 16’/2°T (VIT)

GOLS: Carlos Alberto, 27’/1°T (1-0), Élton, 44’/2°T (2-0), Paulo Sérgio, 10’/2°T (3-0) e Nilton, 18’/2°T (4-0)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto (Alex Teixeira, 15’/2°T); Rodrigo Pimpão (Faioli, 20/2°T) e Élton (Alan Kardec, 34’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi, Ramirez, Carlos Alberto, Bida (Adriano, intervalo), Ramon (Washington, 28’/2°T) e Jackson (Robson, 20/2°T); Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpeggiani.

maio 13, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário