Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Thiago Heleno faz dois, Verdão goleia e dorme líder

Curtindo dia de artilheiro, zagueiro marca dois gols na vitória do Palmeiras por 3 a 0 sobre o Bragantino

O Palmeiras jogava mal e não vivia um dia inspirado. Sem Valdivia ao seu lado, Kleber também pouco fez para salvar o Verdão. O dia acabou sendo de… Thiago Heleno! Com dois gols do zagueiro-artilheiro, o Palmeiras goleou o Bragantino por 3 a 0, na noite deste sábado, jogando no Canindé, assegurou classificação para a próxima fase do Paulista e chegou à liderança. João Vítor marcou o terceiro gol.

A vitória dá ao Verdão a primeira posição até a partida do Corinthians, que, neste domingo, encara o São Paulo na Arena Barueri, às 16h.

Já o Bragantino se mantém na 11ª colocação, mas pode perder o posto para o Botafogo (que joga neste domingo contra o Linense) e para o Americana (que encara o São Bernardo).

VERDÃO MARCA RAPIDAMENTE E RECUA

Jogando no estádio do Canindé numa tentativa de atrair a torcida e lotar a casa (mais de 10 mil torcedores compareceram à partida), o Verdão entrou em campo com uma zaga ‘diferente’. Danilo, suspenso, deu lugar a Leandro Amaro, que atuou ao lado de Thiago Heleno.

E foi justamente Heleno quem põs fogo na partida logo a 2 minutos de jogo. O camisa 4 cobrou falta com violência e marcou o primeiro gol da partida.

O lance escancarou o nervosismo do time de Bragança Paulista, que passou a cometer muitas faltas na sequência. O mais exaltado era o zagueiro Everaldo. Depois de tomar o cartão amarelo e cometer mais duas faltas em seguida, o técnico Marcelo Veiga realizou uma substituição precoce e preservou o atleta, em vias de ser expulso na partida.

Sem criatividade para assustar o Braga de novo, o Palmeiras, a exemplo do rival, foi precoce, mas em outro aspecto. A equipe de Felipão se posicionou para aproveitar os contra-ataques e passou a jogar defensivamente ainda na segunda metade do primeiro tempo.

Muito acuado, como o próprio treinador diagnosticou, o Verdão viu o Bragantino se lançar à frente e arriscar bons lances. Cristian, aos 30, Carlinhos, aos 31 e aos 41 e Léo Jaime, aos 35, deram trabalho ao goleiro Deola.

Em um última tentativa de ataque na primeira etapa, o Verdão avançou em bela troca de passes aos 39 minutos. Depois do corta-luz de Lincoln, Kleber tentou ajeitar para trás, mas a zaga afastou. Na sobra, Chico soltou a bomba, a bola desviou e foi para fora.

Na segunda etapa, o Verdão não mudou, mas passou a se apoiar nas jogadas de Cicinho para chegar ao ataque.

Se o Palmeiras tinha Cicinho pelo lado direito, o lado esquerdo passou a ser suprido a partir da entrada de Luan, no lugar de um apagado Adriano Michael Jackson – que não marca desde os 5 a 1 da vitória sobre o Comercial-PI, na Copa do Brasil.

Com o camisa 21, o time de verde, renovado, bem que emplacou algumas jogadas pelos lados do campo. Na melhor delas, Luan serviu Kléber, que, em posição irregular, tirou tinta da trave direita de Gilvan.

Sem grandes lances na segunda etapa, sobrou para o juiz Magno de Sousa Lima Neto protagonizar lance bizarro. O árbitro se posicionou na meia-lua em cobrança ensaiada do Bragantino e atrapalhou a jogada da equipe, que buscava o empate.

Sem repetir as boas atuações que teve até aqui, o Palmeiras chegou ao segundo gol usando a bola aérea. O herói, de novo, foi Thiago Heleno. O camisa 4 aproveitou cobrança de falta de Lincoln e marcou seu segundo gol na partida, e o segundo do Verdão, aos 35 minutos.

Seis minutos depois, o gran finale alviverde, Patrik dividiu na área e a bola sobrou livre para o novato João Vítor, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Verdão e o terceiro e derradeiro tento da partida deste sábado.

Contando com trapalhadas do árbitro e dois gols de um zagueiro, o dia não poderia terminar mais atípico para o Verdão. 3 a 0 e, de quebra, liderança do Paulista até este domingo.

Na próxima rodada, o Palmeiras tem o clássico contra o Santos pela frente, no domingo. Já o Braga recebe a Ponte Preta no mesmo dia.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 3X0 BRAGANTINO

Estádio: Canindé, São Paulo (SP)
Data/hora: 26/3/2011- às 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Magno de Sousa Lima Neto
Auxiliares: João Edilson de Andrade e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva
Renda/público: R$ 272.631,00 / 10.460 pagantes
Cartões amarelos: Cicinho, Rivaldo, Patrik (PAL); Everaldo, Cristian, Júnior Lopes, Carlinhos (BRA)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Thiago Heleno, 2’/1ºT (1-0); Thiago Heleno, 35’/2ºT (2-0); João Vítor, 41’/2ºT (3-0)

PALMEIRAS: Deola, Cicinho (João Vítor, 24’/2ºT), Leandro Amaro, Thiago Heleno e Rivaldo; Márcio Araújo, Chico, Patrik e Lincoln; Kleber (Mauricio Ramos, 38’/2ºT) e Adriano (Luan, 13’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BRAGANTINO: Gilvan; Murilo, Carlinhos e Everaldo (Júnior Lopes, 22’/1ºT); Nêgo, Éder, Marcos Aurélio (Fabricio Carvalho, 35’/2ºT), Cristian (Paulo Roberto, 13’/2ºT) e Rodriguinho; Marcelinho e Léo Jaime. Técnico: Marcelo Veiga.

março 26, 2011 Posted by | Palmeiras | , | Deixe um comentário