Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Bota vence Inter e sai da zona de rebaixamento

Alvinegro abre 2 a 0, vê o Colorado empatar a partida mas Alessandro garante a vitória no fim

O Botafogo de Renato sai da zona de rebaixamento com a vitória sobre o Internacional (Crédito: Paulo Sérgio)


O Botafogo finalmente respirou. Após várias rodadas amargando uma vaga cativa na zona de rebaixamento, a equipe alvinegra fez valer o fator de jogar em casa e vencer o Internacional, neste sábado, no Engenhão, por 3 a 2. Wellington e André Lima colocaram o clube carioca na frente mas o Colorado foi buscar o placar com Andrezinho e Leandrão. Alessandro, quase no fim, fez o gol que garantiu os três pontos para o time do técnico Ney Franco.

A vitória comprovou a boa fase do Botafogo. A equipe chegou ao quinto jogo seguido sem saber o que é derrota, chegou aos 15 pontos e, finalmente, saiu da tão inCômoda zona de rebaixamento. Já o Colorado gaúcho permaneceu com 24 pontos e perdeu uma ótima chance de se aproximar da liderança da tabela.

Blitz Alvinegra em 15 minutos

O Botafogo, para variar, assustou pela primeira vez com uma falta da intermediária cobrada por Juninho, mas que Michel Alves espalmou para a linha de fundo. O Alvinegro nem chegou a sair do ataque quando abriu o placar. Após este escanteio, a bola sobrou na esquerda para Victor Simões. O atacante cruzou na área, o goleiro do Inter não segurou e Wellington, bem colocado, apenas escorou para o fundo da rede: Botafogo 1 a 0.

Foi em um novo escanteio que o Botafogo ampliou a contagem com apenas 15 minutos. Da direita, Lucio Flavio cruzou na área. Eduardo escorou e a bola quicou na pequena área e André Lima não perdoou. Foi o primeiro gol do atacante pelo Alvinegro depois de seu retorno ao clube: Botafogo 2 a 0.

E quem acreditou que o Inter ia partir para cima, se enganou. Sem Nilmar – vendido para o Villareal (ESP) – e mais três reservas, os colorados ficavam restritos às boas jogadas de D’Alessandro e as arrancadas de Taison. No entanto, nenhum dos dois estavam inspirados na partida.

O Botafogo pouco se importou com as dificuldades do Inter e partiu em busca de mais gols. Victor Simões quase ampliou a contagem aos 27, com um chute da entrada da área. Três minutos depois, o capitão alvinegro soltou uma bomba de falta da intermediária, mas que acertou o poste esquerdo. Aos 39, Victor Simões novamente tocou na saída de Michel Alves mas o goleiro do Inter conseguiu a defesa.

Pênalti no começo do segundo tempo

Mal tinha começado a segunda etapa e o Internacional já teve logo uma oportunidade de empatar de pênalti. Giuliano, que tinha acabado de entrar no lugar de D’Alessandro, invadiu a área pela direita e foi derrubado por Leandro Guerreiro. Andrezinho partou para a cobrança e não deu chance para Castillo; Botafogo 2 a 1.

Mas adivinhem como o Botafogo respondeu? Claro, de bola parada com Juninho. O zagueiro cobrou falta da intermediária com violência mas, novamente, a bola explodiu na trave. André Lima chegou a fazer o segundo gol, mas o árbitro Evandro Rogério Roman assinalou equivocadamente impedimento de Wellington na jogada.

Mas o Internacional voltou ao segundo tempo disposto mesmo a empatar. Aos 18, a equipe gaúcha aproveitou um cochilo da zaga alvinegra para igualar a contagem. Andrezinho achou Leandrão entre os zagueiros e o atacante só teve o trabalho de tocar na saída de Castillo: 2 a 2.

Alessandro salva o Botafogo no fim

O empate irritou a torcida alvinegra, que começou a reclamar muito da arbitragem e perder a paciência em alguns lances. Mas os torcedores vibraram antes do fim da partida. Após bola cruzada da esquerda, um desvio no meio da área deixou Alessandro livre na pequena área. O lateral escorou e colocou o Botafogo novamente na frente: Botafogo 3 a 2.

O Alvinegro poderia até ter marcado mais um, com Juninho de cabeça, após cruzamento de Lucio Flavio. Mas com o placar já garantido, a equipe tocou a bola até o fim e garantiu mais três pontos na tabela de classificação.

Agora, o Botafogo tentará continuar com essa sequência de jogos sem perder contra o Coritiba, na próxima quarta-feira, às 19h, no Paraná. Já o Internacional tenta se manter na parte de cima da tabela contra o Barueri, também na quarta-feira, às 21h, no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 x 2 INTERNACIONAL

Data/Hora: 25/07/2009 – 18h30
Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Renda/Público: R$ 101.927,00 / 8523 pag.
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa/PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Antônio Carlos de Oliveira (ES)
Cartões Amarelos: Álvaro, Kléber (INT)

GOLS: Wellington, 10’/1ºT (1-0); André Lima, 16’/1ºT (2-0); Andrezinho, 1/2ºT (2-1); Leandrão, 18’/2ºT (2-2); Alessandro, 28’/2ºT (3-2)

BOTAFOGO: Castillo, Juninho, Wellington (Thiaguinho, 33’/2ºT) e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Renato (Reinaldo, 20’/2ºT), Lucio Flavio e Batista; Victor Simões (Jônatas, 28’/2ºT) e André Lima. Técnico: Ney Franco.

INTERNACIONAL: Michel Alves, Bolívar, Álvaro, Sorondo e Kléber; Sandro, Magrão (Marcelo Cordeiro, 38’/2ºT), Andrezinho e D’Alessandro (Giuliano, intervalo); Taison e Bolaños (Leandrao, intervalo). Técnico: Tite.

julho 25, 2009 Posted by | Botafogo, Internacional | , , , , , , , , , , , | 1 Comentário