Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Campeonato à parte: Vasco x Flamengo em nova casa

Pela primeira vez, Clássico dos Milhões será no Engenhão. Sem grandes pretensões, times buscam vitória para torcida

Vasco e Flamengo se enfrentam neste domingo, às 18h30. E pela primeira vez o Clássico dos Milhões será realizado no Engenhão. Em situações parecidas no Brasileiro, os times entram em campo em busca da vitória no “campeonato à parte” e de moral para a reta final da competição.

No Vasco, o técnico PC Gusmão barrou Ernani e lançará o jovem Diogo na lateral esquerda, já que não conta com Ramon e Max, lesionados, além de Carlinhos, suspenso. No restante das posições, o time de São Januário será o mesmo que acabou derrotado para o Atlético-GO.

– Deixei claro para eles que comigo não tem idade e nem nome. Se chegar no grupo e tiver o brilho no olhar que os companheiros têm e a vontade vencer que o companheiros têm, vai ter oportunidade. É lógico que, acima de tudo, vem a qualidade. O Diogo foi posto ali em duas ocasiões na Sub-23. Contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, e contra o Corinthians,  e foi muito bem – disse o treinador.

Um dos mais experientes do grupo e acostumados a Vasco x Flamengo, Felipe reafirma a importância da vitória para a continuidade do campeonato e garantiu que a equipe se entregará ao máximo para sair de campo com os três pontos.

– É um campeonato à parte. Ganhar do maior rival é sempre uma alegria grande, o torcedor fica muito feliz, além da conquista dos três pontos. Vamos tentar repetir algumas boas atuações, como contra o Corinthians. Vamos respeitar o Flamengo, mas procurando nos impor para sair com a vitória.

Invicto há cinco partidas, o Flamengo vive um dos melhores momentos na disputa do Brasileirão. A chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo e a nova postura em campo resgatou a confiança dos jogadores. Se antes o pensamento era em fugir da zona de rebaixamento, com os últimos resultados conquistados, o grande objetivo agora é garantir uma vaga na Sul-Americana.

É com esse clima que o Rubro-Negro vai para o primeiro clássico contra o Vasco no Engenhão. Após cumprirem suspensão na partida contra o Internacional, David, Léo Moura e Willians voltam ao time titular no próximo domingo. Os dois últimos, aliás, serão a grande arma do Fla pelo lado direito.

Apesar da boa atuação de Ronaldo Angelim na vitória de 3 a 0 sobre o Colorado, Luxemburgo deverá confirmar a volta de David. E mesmo com a volta de Diogo, vetado dos últimos jogos por lesão no tornozelo, o comandante rubro-negro irá confirmar Diego Maurício ao lado de Deivid no ataque. Vivendo um bom momento no time principal, Drogbinha, estreante no Clássico dos Milhões, já sonha em marcar um gol no rival.

– É um momento muito especial para mim. Será o meu primeiro clássico com o Vasco no profissional. Este duelo representa muito. Seria uma emoção incrível fazer gol neste jogo. Fico imaginando como seria. Já sonhei com isto. Espero ajudar o Flamengo a sair vitorioso – disse o atacante.

FICHA TÉCNICA
VASCO X FLAMENGO

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 24/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Auxiliares: Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Luiz A. Muniz de Oliveira (RJ)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Cesinha, Dedé e Diogo; Rafael Carioca, Rômulo, Fellipe Bastos e Felipe; Zé Roberto e Eder Luis. Técnico: Paulo César Gusmão

FLAMENGO: Marcelo Lomba; Léo Moura, Welinton, David e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson, Renato; Diego Maurício e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

outubro 24, 2010 Posted by | Flamengo, Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Vasco relaxado vence o Macaé no Maracanã

Equipe vascaína, desinteressada, bate oponente muito frágil

Rodrigo Pimpão comemora com Enrico (à esquerda) o gol da vitória vascaína no Maracanã

Rodrigo Pimpão comemora com Enrico (à esquerda) o gol da vitória vascaína no Maracanã (Crédito: Julio César Guimarães)

LANCEPRESS!

Já classificado para a semifinal da Taça Rio, o Vasco enfrentou o Macaé na noite desta terça-feira, no Maracanã, com uma postura relaxada e apenas para cumprir tabela. Sem muito apoio da torcida, que parece ter se resguardado para as partidas decisivas, o Gigante da Colina fez o suficiente e venceu o oponente por 1 a 0.

Com o resultado, o Alvianil permaneceu com dez pontos no Grupo B, no qual ocupa o quarto lugar neste segundo turno e não tem chances de avançar à fase decisiva. Na classificação geral, o time tem 20 pontos e é o quinto colocado, atrás dos quatro grandes. Já o Cruzmaltino foi a 21 pontos no Grupo A e manteve a liderança.

Diante de arquibancadas vazias, o primeiro tempo transcorreu em ritmo lento e sem cara de jogo oficial: de um lado, o Macaé não mostrou ímpeto algum e o trio de zagueiros não se encontrou; do outro, Elton tropeçou na bola, Tiago soltou bolas fáceis, a defesa do Vasco não se encontrou.

Exceção entre os 22 em campo, o lateral-esquerdo vascaíno Ramon foi o principal atleta em campo e criou as melhores chances da partida. Aos 12 minutos, em jogada iniciada por Enrico e Alex Teixeira, Ramon cruzou rasteiro e Rodrigo Pimpão, na pequena área, completou para a rede. E aos 25 minutos, o lateral fez bonita jogada e bateu forte para boa defesa de Darci.

No segundo tempo, o Gigante da Colina mostrou mais toque de bola no meio-de-campo. No entanto, por falta de capricho tanto no último passe quanto nas finalizações a posse de bola não se transformou em gols. E o ataque do Alvianil, se teve produção rara na etapa inicial, ela seria nula na final não fosse o chute de Bill aos 20 minutos.

Assim, cozinhando a partida, a equipe vascaína chegou a nona vitória consecutiva (sete pelo segundo turno, uma pela Copa do Brasil e outra ainda pela Taça Guanabara) e ao 14° jogo invicto no ano – a única derrota foi na estreia do Campeonato Carioca, para o Americano, por 2 a 0.

Na última rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, que acontece toda no próximo domingo, às 16h, o Vasco recebe o Bangu em São Januário e o Macaé vai a Duque de Caxias (RJ) enfrentar o Tigres do Brasil.

FICHA TÉCNICA:
MACAÉ 0 X 1 VASCO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/3/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Ivan Silva Araújo (RJ) e Marçal Rodrigues Mendes (SP)
Renda/público: R$ 44.921,00 / 4.813 pagantes (5.635 presentes)
Cartões amarelos: Helton (MAC); Amaral, Rodrigo Pimpão, Enrico e Milton Benítez (VAS)

GOL: Rodrigo Pimpão, 12’/1ºT (0-1)

MACAÉ: Darci, Otávio, Helton e Marciel; Chiquinho (Fred, 35’/2°T), Andre Gomes, Fabricio (Osmar, 14’/2ºT), Wallacer, Gláuber e Bill; Kayke (Gedeil, 23’/2ºT). Técnico: Dário Lourenço.

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Titi (Leonardo, 27’/2°T) e Ramon; Amaral, Mateus, Enrico e Alex Teixeira (Milton Benítez, 15’/2ºT); Rodrigo Pimpão e Elton (Edgar, 19’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

abril 1, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla vence no fim e fica a um passo da semi

Rubro-Negro bate o Americano por 1 a 0 e dispara no Grupo B

Erick Flores tenta passar pela marcação

Erick Flores tenta passar pela marcação (Crédito: Gilvan de Souza)

LANCEPRESS!

O Flamengo visitou o Americano na noite desta terça-feira, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, e, com doses de dramaticidade, venceu por 1 a 0, gol de Juan, de pênalti. Com o resultado, o Rubro-Negro foi a 16 pontos, na liderança do Grupo B, e está muito perto da semifinal da Taça Rio.

Na última rodada da Taça Rio, que será realizada toda no próximo domingo, o Flamengo fará o clássico contra o Fluminense, que pode tornar-se um mero amistoso, dependendo do restante dos resultados da sétima rodada.. O Americano visitará o Boavista em Saquarema.

Apesar de atuar fora de casa, o Flamengo começou a partida mais presente no campo de ataque. Josiel e Léo Moura criaram as duas primeiras chances e assustaram o goleiro Jefferson. Pouco depois foi a vez de Kleberson desperdiçar boa chance.

A partir daí, a partida rareou em emoção no restante da primeira etapa. O Flamengo carecia de disposição para buscar o gol e o Americano era perigoso apenas nos lances de bola parada, mas nada de excepcional. Os times foram para o intervalo com um já esperado placar em branco.

O Flamengo voltou para a segunda etapa com mais apetite e ameaçou logo no segundo minuto numa boa descida do lateral-direito Everton Silva. A pressão aumentou e Josiel teve chance para marcar depois de jogada de Kleberson, mas a zaga campista afastou o perigo.

O Americano respondeu com Kieza. O atacante arriscou de longe e por pouco não atingiu o ângulo do goleiro Bruno. Kim também teve oportunidade, mas chutou por cima da meta rubro-negra.

O jogo ganhou em movimentação e o Flamengo era mais perigoso. Josiel teve boa chance de marcar, mas foi travado pela zaga. Léo Moura pegou a sobra e errou na finalização. Pouco depois, Juan e Léo Moura tiveram ocasiões de gol quase na pequena área, mas não foram bem nas conclusões.

Sentindo que Josiel estava isolado, Cuca colocou uma companhia para ele. Maxi entrou em campo na vaga de Kleberson. O primeiro lance do argentino foi bonito. Ele deixou de calcanhar para Erick Flores, que deixou Josiel na cara do gol. O camisa 9 demorou a finalizar e a zaga do Americano se recuperou.

Por conta do volume de jogo bem superior, o Flamengo já era merecedor de um gol, mas insistia em falhar nas conclusões, como aconteceu com Ibson, que recebeu de Erick Flores e bateu por cima.

Aproveitando-se da exposição rubro-negra, o Americano explorou bem um contra-ataque. Ernani iniciou a jogada, que foi finalizada por Cafezinho. Bruno fez defesa sensacional.

Quando o empate parecia definitivo, o Flamengo achou o gol. Numa jogada de Maxi pela direita, a bola bateu na mão de Ânderson e o juiz marcou pênalti. Juan foi para a cobrança e, para não correr riscos, bateu no meio do gol para converter. A vantagem, mesmo que tardia, fez justiça ao que aconteceu na partida.

FICHA TÉCNICA:
AMERICANO 0 X 1 FLAMENGO

Estádio: Godofredo Cruz, Campos (RJ)
Data/hora: 31/03/2009 – 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ) e Luiz Felipe Scofield Costa (RJ)

Renda/público: R$ 132.000, 00 / 8.100 pagantes

Cartões amarelos: Renan, Paulo Henrique, Diego Sales (AME); Willians, Léo Moura, Juan, Ibson, Bruno (FLA)
Cartões vermelhos: Não houve

GOL: Juan, 41’/2ºT (0-1)

AMERICANO: Jefferson, Elson, Carlão, Ânderson e Paulo Henrique; Renan, Siller (Kim, 6’/2ºT), Diego Sales (Cafezinho, 20’/2ºT) e Ernani; Eberson (Gil, 20’/2ºT) e Kieza. Técnico: Toninho Andrade.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Kleberson (Maxi, 23’/2ºT), Ibson (Jônatas, 37’/2ºT) e Leonardo Moura; Erick Flores (Fierro, 37′, 2ºT) e Josiel. Técnico: Cuca.

abril 1, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Macaé e Vasco se enfrentam no Maracanã

Time do interior promete complicar a vida do Cruzmaltino

LANCEPRESS!

Macaé e Vasco se enfrentam nesta terça-feira, às 21h45, no Maracanã. O jogo é o segundo entre as equipes na hitória, o primeiro no Maracanã. A partida tem caráter decisivo para o time do Norte Fluminense, que ainda luta no grupo B por uma vaga na semifinal da Taça Rio.

Depois da vitória de 3 a 1 sobre a Cabofriense, em pleno estádio Alair Corrêa, a equipe comandada pelo técnico Dário Lourenço embalou de vez no segundo turno do Carioca. O Macaé tem os mesmos 10 pontos que Botafogo e Bangu, adversários diretos na luta pela segunda vaga do grupo – a primeira dificilmente sairá das mãos do Flamengo.

O desafio, nesta terça-feira, será outro. Derrotar o Vasco este ano é tarefa para poucos, mais precisamente, apenas para o Americano, na primeira rodada do Carioca. Depois disso, o time de São Januário venceu 11 jogos e empatou dois.

– Não temos que nos ater aos números. Precisamos sim é vencer e continuar na briga por uma vaga na semifinal. Sabemos que a missão é complicada, mas chegou a hora de nós beliscarmos pontos contra os grandes – afirmou o técnico Dário Lourenço.

Já em São Januário, o clima é outro. Tranquilo após a conquista da vaga na semifinal com duas rodadas de antecedência, o Vasco tem como objetivo aprimorar ainda mais o conjunto, responsável pela melhor campanha da competição, e garantir o primeiro lugar no grupo A.

O técnico Dorival Júnior terá dois desfalques muito importantes. Carlos Alberto, lesionado, e Jeferson, suspenso, deixam o Cruzmaltino sem os dois principais homens de armação. Léo Lima e Enrico deverão ser o titulares.

– Pude marcar dois gols contra o Volta Redonda. Espero aproveitar os próximos jogos para seguir conquistando o meu espaço na equipe – disse o apoiador Enrico.

FICHA TÉCNICA:
MACAÉ X VASCO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/03/2009 – 21h45min (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Ivan Silva Araújo (RJ) e Marçal Rodrigues Mendes (RJ)

MACAÉ: Darci; Rodrigão, Otávio e Hélton; Fred, André Gomes, Gedeil, Wallacer, Gláuber e Bill; Kayke. Técnico: Dário Lourenço.

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Enrico; Rodrigo Pimpão e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

março 31, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla joga para embalar de vez no Carioca

Rubro-Negro enfrenta Americano e pode se garantir na semifinal

LANCEPRESS!

Depois da bela exibição contra o Resende, o técnico Cuca tem um problema para escalar a equipe. O meia-atacante Zé Roberto voltou a sentir dores na coxa direita e nem viajou com a delegação. Seu substituto ainda não foi definido. Kleberson, que fez um gol na última rodada é o grande favorito a assumir a vaga no time. Jônatas e Aírton correm por fora.

Independentemente de quem entrar, o time vai modificar de certa forma a sua maneira de jogar. O apoiador Erick Flores ficará mais adiantado e terá a função de segundo atacante, a mesma desepenhada por Zé Roberto, recentemente. Kleberson deve o segundo volante, liberando Ibson e Leonardo Moura para a criação.

Quem tem lugar garantido para a partida é o atacante Josiel, artilheiro da competição com 11 gols, ao lado de Bruno Meneghel, do Resende. O camisa 9 espera seguir nesta toada e ressalta que tem cumprido o seu dever à risca.

– Não estou fazendo mais do que a minha obrigação. Vim para suprir esta carência e hoje me sinto realizado por estar ajudando. Estou com uma boa média de gols, mas não tem nada ganho. Sempre é preciso melhorar – declarou.

Pelo lado do Americano, já eliminado da Taça Rio, as metas já estão traçadas para o restante do Carioca. Primeiramente, os comandados do técnico Toninho Andrade buscam somar o maior número de pontos para classificar o clube para a Série D do Brasileiro.

Outra ambição é de garantir o Americano no torneio João Elis Filho, que reúne o terceiro e quarto colocados de cada grupo. Na versão da Taça Guanabara, que levava o nome Taça Moisés Mathias de Andrade, o Cano sagrou-se campeão ao bater o Mesquita na decisão.

– A motivação maior de todas é enfrentar o Flamengo, pois é sempre uma vitrine. A Série D também está na nossa mente, pois é uma competição nacional importantíssima – disse Toninho, que ainda não sabe se poderá contar com o meia-atacante Eberson.

FICHA TÉCNICA:
AMERICANO X FLAMENGO

Estádio: Godofredo Cruz, Campos (RJ)
Data/hora: 30/03/2009 – 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ) e Luiz Felipe Scofield Guerra Costa (RJ)

AMERICANO: Jefferson, Elson, Carlão, Ânderson e Paulo Henrique; Renan, Kim, Siller e Ernani; Eberson (Diego) e Kieza. Técnico: Toninho Andrade.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Kleberson (Jônatas), Ibson e Leonardo Moura; Erick Flores e Josiel. Técnico: Cuca.

março 31, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

A comemoração é toda da torcida do Vascão!

Em mais um clássico recheado de cartões amarelos e vermelhor, equipe da Colina supera o arquirrival Flamengo, quebra jejum de dois anos e segue líder com 100% de aproveitamento

Com gols de Elton e Jéferson, time da Colina vence o rival e assume liderança do Grupo A. Árbitro expulsou cinco jogadores no clássico

O Vasco comprovou a sua boa fase no Campeonato Carioca na noite deste domingo e venceu o Flamengo, no Maracanã, por 2 a 0. Com duas expulsões para cada lado (Carlos Alberto, Ramon, Léo Moura e Willians), o time da Colina voltou a derrotar o arquirrival após dois anos ser um triunfo sobre a equipe da Gávea. Com gols de Elton (veja o vídeo ao lado)e Jéferson, o grupo comandado por Dorival Júnior chegou à liderança do Grupo A da Taça Rio, segundo turno do Estadual, com 12 pontos.

Alheio aos problemas políticos que ocorreram durante a semana, o time da Colina superou o rival. Por outro lado, mesmo com os salários de janeiro pagos pela diretoria na última sexta-feira, o Rubro-Negro até correu, mas sucumbiu diante do time cruzmaltino. Com o resultado, o Vasco superou o Fluminense no saldo de gols e assumiu novamente a ponta de sua chave. O Flamengo permaneceu em terceiro lugar no Grupo B, com sete pontos.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Mesquita, em São Januário. O Flamengo vai encarar o Madureira. Os dois jogos vão acontecer na quarta-feira.

Ampliar Foto André Durão /GLOBOESPORTE.COM André Durão /GLOBOESPORTE.COM

Vascaínos riram por último no Maraca

Carlos Alberto e Willians são expulsos na etapa inicial

Os primeiros dez minutos de jogo foram iguais. Enquanto o Vasco marcava forte e buscava os contra-ataques, o Flamengo tentava manter a poss de bola para chegar com perigo ao gol de Tiago. O time rubro-negro foi o primeiro a assustar. Aos 14, Léo Moura fez grande jogada e cruzou para área. Ibson tentou marcar de sem-pulo, mas a bola subiu e passou por cima do travessão cruzmaltino.

No lance seguinte, a história do jogo começou a mudar. Aos 15, Willians levou cartão amarelo após uma sequência de faltas em Carlos Alberto. No lance seguinte, um minuto depois, o volante foi expulso pelo árbitro Luiz Antônio da Silva Santos ao derrubar o capitão vascaíno na entrada da área.

Porém, mesmo com um jogador a menos, o Flamengo perdeu uma ótima chance de abrir o marcador. Na primeira, aos 19, Zé Roberto e Josiel avançaram contra apenas um defensor, mas por excesso de preciosismo não conseguiu chutar a tempo de balançar a rede cruzmaltina. Após sofrer uma pequena pressão rubro-negra, o Vasco colocou os ânimos no lugar e a bola no chão.

Aos 32 foi a vez do meia Carlos Alberto dar mole. O jogador já havia levado o cartão amarelo aos 11 minutos do primeiro por causa de um carrinho em Willians e acabou sendo expulso por ter chutado para o gol após o árbitro ter assinalado impedimento em um contra-ataque do Vasco. O capitão cruzmaltino deixou o campo revoltado, esbravejando com Luiz Antônio da Silva Santos.

O Vasco teve a melhor chance do jogo aos 41 minutos. Elton passou por dois adversários e entrou na área do Flamengo. O atacante ficou de frente para o goleiro Bruno e fez o mais difícil: chutou na rede pelo lado de fora, desperdiçando uma chance de ouro. No último minuto da etapa inicial, Ramon fez uma bela jogada e chutou à esquerda de Bruno.

Elton e Jéferson garantem a vitória cruzmaltina

Sem paciência com Josiel, o técnico Cuca voltou para a etapa final com Obina no comando do ataque. Logo aos quatro minutos, o baiano recebeu uma bola dentro da área, ajeitou o corpo e chutou de forma bisonha longe do gol de Tiago. Aos oito, Léo Moura deu um carrinho em Ramon e também foi expulso.

Três minutos depois, Nilton cobrou mal uma falta da intermediária e a bola sobrou para Elton, já dentro da área. O atacante acertou uma bomba sem chance para Bruno: 1 a 0 Vasco. Aos 13, Ramon, que já tinha levado cartão amarelo, fez uma falta em Everton Silva e foi expulso.

Com dois jogadores a menos para cada lado, o Vasco soube aproveitar um contra-ataque fulminante para ampliar o marcador. Aos 16, Pimpão, que acabara de entrar na vaga de Alex Teixeira, carregou pelo lado direito e rolou para Jéferson. De frente para Bruno, o meia tocou por cima do camisa 1 rubro-negro para fazer o segundo do time da Colina.

Mesmo perdendo por 2 a 0, o Flamengo foi em busca do empate e chegou perto de diminuir o marcador aos 20 minutos. Everton Silva aproveitou rebote da entrada da área e chutou. A bola passou à direita de Tiago. O time rubro-negro seguiu melhor, mas não conseguia marcar o seu gol.

O técnico Cuca também foi expulso pelo árbitro já no fim do confronto. Aos 45, Nilton recebeu de Pimpão, entrou na área e chutou para bela defesa de Bruno. Na arquibancada, a festa após o apito final foi vascaína.

Ficha técnica:

VASCO 2 X 0 FLAMENGO
Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Jéferson (Edu Pina) e Carlos Alberto; Alex Teixeira (Rodrigo Pimpão) e Elton (Léo Lima). Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Aírton  (Everton), Willians, Ibson e Léo Moura; Zé Roberto (Kleberson) e Josiel (Obina).
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Cuca.
Gols: Elton, aos 11 minutos, e Jéferson, aos 16 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Ramon, Titi, Nilton, Jéferson, Pimpão, Elton (Vasco); Willians, Aírton, Ronaldo Angelim, Fábio Luciano (Fla). Cartão vermelho: Carlos Alberto, Titi e Ramon (Vasco); Willians e Léo Moura (Fla).
Estádio: Maracanã. Data: 22/03/2008. Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos (RJ). Auxiliares: Jorge Luís Campos Roxo (RJ e Silbert Faria Sisquim (RJ). Renda: R$ 1.213.044,00. Público: 69.648 pagantes

março 19, 2009 Posted by | Flamengo, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco x Flamengo jogam em clima de decisão

Times invertem os papéis. Do lado vascaíno, o clima é de tranqüilidade, do lado rubro-negro, semana tensa

O jogo virou. Pelo menos fora de campo foi o que aconteceu para Vasco e Flamengo, adversários neste domingo, no Maracanã. Se antes da 30ª rodada a projeção era por uma semana tensa em São Januário e dias de paz na Gávea, o que aconteceu foi bem diferente.

A derrota do Rubro-Negro para o Atlético Mineiro – 3 a 0 -, no dia 11, e o empate na raça conquistado pelo Vasco contra o Sport, mudaram o clima de ambos os lados para a partida. Adicionado com declarações polêmicas de Marcio Braga e a resposta de Roberto Dinamite, o clima para o Clássico dos Milhões esquentou ainda mais.

Mandante do jogo, o Gigante da Colina teve uma injeção de ânimo após voltar de Recife com um empate na bagagem. O ponto conquistado, apesar de o time cruzmaltino chegar a estar vencendo, foi considerado muito importante. Pela raça e determinação demonstrada em campo, a equipe fez com que a torcida acreditasse mais na reabilitação.

O ambiente nos treinos era de descontração, com brincadeiras entre os jogadores, respostas comedidas sobre o rival e muito respeito. Não fosse o choque de Odvan com Leandro Amaral no treino da última terça-feira, que tirou o atacante do jogo, o clima estaria ainda melhor. Mas, ainda assim, o técnico Renato Gaúcho, que optou por lançar Alan Kardec na vaga, se mantém tranqüilo:

– O Vasco precisa pontuar, mas não há desespero. O momento é de total tranqüilidade. Temos 27 pontos para disputar e acredito que com 40 pontos o time se livra do rebaixamento. Mas quanto mais rápido somar pontos, melhor.

No Flamengo aconteceu o oposto. Marcio Braga havia garantido a festa do hexacampeonato rubro-negro antes do jogo com Atlético Mineiro, mas seu time foi derrotado por 3 a 0 e ficou distante da briga pelo título. Se não bastasse o clima de tensão com a derrota, o presidente do Flamengo, apesar de considerar o jogo com rival difícil, declarou que o time de Renato Gaúcho é fraco.

Um dia após a declaração do mandatário, Kleber Leite reuniu os jogadores para uma conversa na terça-feira. A tensão do lado rubro-negro estava clara. De bom, o fato de os salários atrasados de agosto terem sido pagos.

Mas dentro de campo, Caio Júnior procurou esquecer dos problemas e ajustar o time para o clássico. Bom para Obina. O xodó da torcida flamenguista ganhou outra chance, agora no lugar de Vandinho. Já o lateral-esquerdo Juan estava servindo à Seleção e volta a ficar à disposição do treinador.

O jogo é considerado uma decisão para os dois lados. Se o Vasco quer fugir da zona de rebaixamento, o Flamengo ainda luta para voltar ao G-4. Prova disso é a vontade do goleiro Bruno, que mesmo com dores no ombro esquerdo, não admite a hipótese de ficar fora do jogo.

– Se o jogo fosse hoje, eu jogaria porque eu não pipoco. Eu vou para o pau – afirmou, confiante.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X FLAMENGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 19/10/2008 – 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hílton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ)

VASCO: Rafael, Eduardo Luiz, Fernando e Jorge Luiz; Baiano, Jonílson, Mateus, Madson, Alex Teixeira e Valmir; Alan Kardec. Técnico: Renato Gaúcho.

FLAMENGO: Bruno, Airton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Toró, Ibson, Kleberson (Everton) e Juan; Marcelinho Paraíba e Obina. Técnico: Caio Júnior.

outubro 18, 2008 Posted by | Flamengo, Vasco da Gama | , , , | Deixe um comentário

FLAMENGO X GUARANI AO VIVO

Acesse:

LEIA NOTÍCIAS DE SEU TIME E ASSISTA OS JOGOS DO MENGÃO

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO MENGÃO

CLIQUE IMAGEM

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO MENGÃO

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO MENGÃO

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO MENGÃO

JOGO DO FLAMENGO AO VIVO CLIQUE NA IMAGEM

setembro 20, 2008 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 374 Comentários

VASCO X CRUZEIRO AO VIVO

Acesse:

 

LEIA NOTÍCIAS ATUALIZADAS E ASSISTA OS JOGOS DO VASCÃO

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO VASCÃO

CLIQUE IMAGEM

CLIQUE NA CAMISA E COMPRE AGORA A SUA NOVA CAMISA OFICIAL DO VASCÃO


setembro 17, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 129 Comentários