Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em jogo morno, Vasco não sai do zero contra o São Caetano

Nervoso, Gigante joga segundo tempo com um a menos

Vasco, de Carlos Alberto, fica no 0 a 0 com o São Caetano em casa (Crédito: Ricardo Cassiano)

Vasco, de Carlos Alberto, fica no 0 a 0 com o São Caetano em casa

LANCEPRESS!

Horário ingrato, presença discreta da torcida e atuação nervosa. A ressaca do Vasco após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil continua e a equipe, após perder a invencibilidade contra o Paraná na rodada passada, perdeu os 100% de aproveitamento em casa ao ficar no 0 a 0 com o São Caetano neste sábado, em São Januário.

O placar faz o Cruzmaltino ir a dez pontos, mas devido aos critérios de desempate seguir no G4, na quarta posição (Bahia e Ipatinga levam a melhor no saldo de gols e o Vila Nova, a pior). O Azulão, por sua vez, que estreou o técnico Antônio Carlos, após duas derrotas seguidas, chega a quatro pontos e segue em 16° lugar.

Em um primeiro tempo morno, a temperatura foi elevada pelo nervosimo elevado dos atletas. O Vasco ficou mais tempo com a bola, mas pouco criou, assim como o tímido São Caetano, que ameaçou apenas em um chute de longa distância de Iran já nos acréscimos.

O Cruzmaltino, sem muitas jogadas pelas laterais, teve sua melhor oportunidade em uma bola parada, aos 40 minutos: Paulo Sérgio bateu falta e Elton desviou de cabeça para boa defesa de Luiz. Além disso, o camisa 9 cruzmaltino só produziu uma cotovelada e um carrinho frontal que provocaram sua expulsão.

Com um a menos e sem o técnico Dorival Júnior, expulso por ter reclamado veementemente dos critérios de André Martins (MG) – Dias também cometeu duas faltas duras e só recebeu o amarelo apenas na primeira -, o Vasco, com o goleiro reserva Tiago como canal entre treinador e time, seguiu mais presente no ataque.

Porém, nervoso – Nilton deu entrada criminosa em Ademir Sopa e recebeu apenas o amarelo -, o Gigante da Colina estava desorganizado e pouco ameaçava o Azulão, que, apesar da vantagem numérica, estava visivelmente confortável com o empate. Contudo, em dois chutes, Fernando Prass fez grandes defesas.

Vasco e São Caetano voltam a campo no próximo sábado, às 16h10, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time carioca vai a Campinas enfrentar o líder Guarani. Já a equipe paulista, em casa, encara a Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 0 SÃO CAETANO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 6/3/2009 – 21h
Árbitro: André Luiz Martins Dias Lopes (MG)
Auxiliares: Jair Albano Félix (MG) e Marcos Vinícius Gomes (MG)
Renda/público: R$ 79.613,00 / 5.317 pagantes
Cartões amarelos: Elton, Amaral e Nilton (VAS); Dias, Everaldo, Gerson, Roger e Tobi (SCA)
Cartão vermelho: Elton, 45’/1ºT (VAS)

GOL:

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral (Mateus, 13’/2°T), Nilton, Léo Lima (Ernani, 11’/2°T) e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Elton (Edgar, 28’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

SÃO CAETANO: Luiz, Iran, Marcelo Batatais, Everaldo e Everton Ribeiro; Tobi, Dias (Gerson, intervalo), Ademir Sopa (Perdigão, 20’/2°T) e Roger; Luan (Betinho, 28’/2°T) e Marinho. Técnico: Antônio Carlos Zago.

junho 6, 2009 Posted by | São Caetano, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário