Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

São Paulo defende escrita contra Cruzeiro

Última vitória da Raposa contra o Tricolor foi em 2004, no Mineirão

Manter a invencibilidade e continuar sonhando com o tricampeonato do Brasileirão. Está é a ordem do São Paulo para o domingo, quando a equipe recebe o Cruzeiro, às 16h, no Estádio Morumbi. Na quinta colocação, com 43 pontos e a sete do líder Grêmio, o Sampa enfrenta um rival que não sabe o que é vence-lo há pouco mais de quatro anos. Já são oito jogos – 4 vitórias são-paulinas e quatro empates.

A última vez que o time da Toca bateu o São Paulo foi em maio de 2004. Naquela oportunidade o Cruzeiro fez 2 a 1 no Mineirão, e da equipe que jogou naquele dia, apenas Rogério Ceni continua no Tricolor. Nomes como Cicinho, Lugano, Fábio Simplício e Grafite também estiveram presentes nesta equipe que perdeu pela última vez para o time celeste.

Para manter essa invencibilidade diante dos mineiros, o técnico Muricy terá apenas um desfalque. O zagueiro Miranda, que tomou o terceiro cartão amarelo no empate em 0 a 0 com o Sport, na última rodada. No lugar do zagueiro suspenso entra Zé Luiz, deslocado do meio-de-campo para a defesa, e que vai atuar ao lado de Rodrigo e André Dias.

Assim, Joílson continua na ala-direita e o volante Jean, que cumpriu suspensão contra o Sport, retorna ao time para jogar ao lado de Hernanes e Hugo no meio. Com a possível volta de Borges, Muricy tem apenas uma dúvida no ataque. Manter André Lima, ou colocar o camisa 17 no seu lugar.

O Cruzeiro encara o São Paulo, motivado pela última vitória contra o Figueirense, que manteve acesa a chama do título brasileiro na Toca da Raposa. A equipe do técnico Adilson Batista segue na cola do líder Grêmio, que tem quatro pontos a mais, e do segundo colocado Palmeiras, que está a três de diferença.

Como trunfo, a equipe celeste contará com a informação de quem já esteve do outro lado há pouco tempo. O lateral Maurinho, recém contratado pela Raposa, estava no Tricolor. Além dele, outros jogadores do elenco cruzeirense também já tiveram passagens recentes pelo clube paulista, como o atacante Thiago Ribeiro e o lateral Jadilson.

Em coletivo comandado nessa semana, o treinador celeste trocou a formação do time na quinta e na sexta. Em um 3-5-2, Léo Fortunato entrou na zaga ao lado dos titulares Espinoza e Thiago Heleno. No meio-de-campo, Wágner chegou a ser improvisado na lateral-esquerda, já que Carlinhos sofreu uma
indisposição intestinal na sexta-feira.

Apesar da mudança feita nos treinamentos, o Cruzeiro deve entrar em campo no tradicional 4-4-2, com a volta de Ramires, recuperado de lesão na coxa esquerda, e de Fabrício, que retorna de suspensão. Marquinhos Paraná deve atuar pela lateral-esquerda, no lugar de Carlinhos, que possivelmente não começará entre os 11 titulares.

Questionado sobre as mudanças feitas na formação do time azul, Adilson Batista explicou que está testando várias opções, pois não sabe o time do São Paulo que entrará em campo.

– O Muricy (Ramalho) é um grande treinador, conhece o Cruzeiro e sabe como vamos atuar. Não fiz nada para confundir – disse o treinador.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X CRUZEIRO

ESTÁDIO: Morumbi, São Paulo (SP)
DATA: 28/09/2008 às 16h (de Brasília)
ÁRBITRO: Leonardo Gaciba da Silva (FIFA-RS)
ASSISTENTES: Altemir Hausman (FIFA-RS) e Carlos Berkenbrock (SC) SÃO PAULO: Rogerio, Zé Luis, André Dias e Rodrigo; Joilson, Jean, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Dagoberto e Borges (André Lima). Técnico: Muricy Ramalho.

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Espinoza e Marquinhos Paraná; Fabrício, Ramires, Henrique e Wagner; Guilherme e Thiago Ribeiro. Técnico: Adilson Batista

setembro 28, 2008 Posted by | Cruzeiro, São Paulo | , , , | Deixe um comentário