Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

R9 quer manter tradição de marcar em clássicos

Ronaldo já jogou contra o Palmeiras, mas não marcou gol. Pelo Corinthians, quer manter a tradição de artilheiro de derbis

Mal estreou pelo Corinthians e Ronaldo já está prestes a fazer seu primeiro clássico pelo Timão, amanhã, diante do Palmeiras.

E, se é clássico, é sinônimo de gol para R9! O retrospecto do Fenômeno contra os principais arquirrivais de seus ex-clubes é animador para a torcida corintiana. Ronaldo sempre marcou contra eles.

Seja por Cruzeiro, PSV Eindhoven (HOL), Barcelona (ESP), Internazionale (ITA), Real Madrid (ESP) ou Milan (ITA), o R9 deixou sua marca em pelo menos um dos duelos diante dos principais rivais: Atlético-MG, Ajax, Real Madrid, Milan, Barcelona e Inter, respectivamente (veja mais ao lado).

No total, foram 25 clássicos disputados por Ronaldo, que marcou em 15 oportunidades – média de 0,6 gol por jogo. O aproveitamento do craque no que diz respeito a resultado, porém, é apenas regular: oito vitórias, nove empates e oito derrotas – 44% dos pontos disputados.

Chegou a hora de desempatar.

Desempatar e desencantar contra o Palmeiras. Sim, porque em dois jogos contra o Alviverde, pela Libertadores, passou em branco.

As partidas aconteceram há 15 anos, em março de 1994. Ainda menino franzino, com 17 anos, Ronaldo defendia o Cruzeiro e nos dois confrontos não fez gol. No primeiro duelo, em 2 de março, no Parque Antarctica, os mineiros saíram derrotados: 2 a 0 para o Palmeiras.

No outro jogo, no Mineirão, a Raposa deu o troco: 2 a 1. Estas partidas faziam parte da primeira fase do torneio. Os dois times se classificaram para as oitavas-de-final.

Algumas curiosidades marcaram estes confrontos. Vanderlei Luxemburgo – único treinador a comandar o Fenômeno em um clube e na Seleção – era o técnico do Palmeiras. Antônio Carlos, vilão da polêmica balada de R9 em Presidente Prudente, estava na zaga do time alviverde e marcou Ronaldo.

março 7, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário