Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

São Paulo tem desafio duplo no Morumbi

Além de encarar o Figueirense, tricolor tenta evitar que empolgação da torcida contagie elenco

Quando entrar no Morumbi neste domingo às 17 horas (de Brasília), o São Paulo terá um adversário talvez mais perigoso que o próprio Figueirense. É a empolgação da massa tricolor, que vai mais uma vez lotar o estádio para ajudar o Sampa a ficar a apenas três vitórias do hexacampeonato.

Até o momento, mais de 50 mil torcedores já adquiriram ingressos e a expectativa é que o Tricolor quebre seu recorde de público no Brasileiro (54 mil presentes, no duelo contra o Inter). São esperados entre 55 e 60 mil são-paulinos no Morumbi.

Apesar da confiança da torcida, que está esperando goleada e show no duelo, os jogadores se preparam para uma partida dura e lembram que o Figueira já conseguiu empates contra Palmeiras e Grêmio fora de casa. Na vice-lanterna da competição, com 35 pontos, os catarinenses devem apostar na fórmula “retranca+contra-ataque” para neutralizar as ações do líder.

Foi justamente contra times que vêm fechados na defesa que o Sampa mais sofreu para conseguir suas vitórias em casa. Alerta contra o ‘oba-oba’, o técnico Muricy Ramalho sabe das dificuldades que o time enfrentará e já pediu paciência à torcida e aos jogadores.

O grande retorno será o meia Hugo, que cumpriu suspensão contra a Portuguesa. Borges, autor dos três gols são-paulinos no clássico do último domingo, está confirmado no ataque. A baixa fica por conta do zagueiro André Dias, que cumpre suspensão. O coringa Zé Luis seria o possível substituto, mas no treino da última quinta-feira, o volante levou uma pancada no joelho direito e não treinou na sexta. Se não tiver condições, o zagueiro Anderson entra em campo no lugar de André Dias. Jancarlos ainda pode aparecer se o Sampa resolver atuar no 4-4-2.

Penúltimo colocado no Brasileiro, o Figueirense não poderia encontrar adversário pior na luta para escapar da degola. E para piorar, o técnico Mário Sérgio precisará fazer algumas mudanças importantes na equipe. O time precisará também quebrar o tabu de nunca ter vencido o São Paulo no Morumbi.

Como Alex Bruno está impedido de jogar por pertencer ao São Paulo e Bruno Perone está suspenso, o treinador deverá improvisar o volante Gomes na zaga e escalar Rafael Lima para completar o setor. Já o meia Marquinho, suspenso, deve ser substituído por Ramón.

A novidade fica por conta do volante Roger, contratado ao Guarani em agosto, que ainda não havia tido uma oportunidade entre os titulares. Na frente, mudança total: saem Tadeu e Bruno Santos e entram Lima e Rafael Coelho. Apesar de estar numa situação bem diferente em relação ao São Paulo, o meia Cleiton Xavier promete que o time irá atacar e não ficará na retranca.

– Respeitamos o São Paulo, mas precisamos atacar para vencer. Temos uma motivação a mais por se tratar do líder, e sabemos da repercussão que terá se vencermos. O Brasil todo estará de olho nesta partida – avisou Cleiton Xavier.
FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X FIGUEIRENSE

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 16/11/2005 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Altemir Hausman (Fifa-RS) e José Javel Silveira (RS)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Anderson (Zé Luis), Rodrigo e Miranda; Joilson, Jean, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Borges e Dagoberto Técnico: Muricy Ramalho.

FIGUEIRENSE: Wilson, Gomes, Asprilla, Rafael Lima; Diogo, Magal, Roger, Cleiton Xavier e Marquinho; Lima e Rafael Coelho. Técnico Mário Sérgio.

novembro 15, 2008 Posted by | Figueirense, São Paulo | , , , , , | 1 Comentário

Sampa: pelo menos 50 mil no Morumbi

Expectativa é de quebra de recorde de público no duelo contra o Figueirense.

No mínimo 50.474 pessoas estarão no Morumbi neste domingo para a partida entre São Paulo e Figueirense. Esta foi a carga de ingressos vendidos até o fechamento das bilheterias neste sábado.

Os ingressos serão vendidos até o início da partida, mas apenas no Morumbi. O maior público do Tricolor no Brasileirão foi diante do Internacional, na última partida em casa, quando 54.160 pessoas estiveram presentes. A tendência é que o recorde seja quebrado, já que a procura ainda deve ser grande por ingressos do duelo.

Em 2008, 61.704 foi o maior público do Tricolor no Morumbi. Foi nas quartas-de-final da Libertadores quando o Sampa venceu o Fluminense por 1 a 0.

O time carioca é o próximo – e último – adversário do São Paulo em casa no ano. Para este confronto, 33.928 ingressos já foram vendidos antecipadamente.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

Joilson comemora seqüência após contusão

Lateral-direito tem se beneficiado de desfalques e segue na equipe

Depois de se recuperar de um entorse no tornozelo esquerdo, Joilson voltaria como opção de banco para Muricy Ramalho. Mas o lateral-direito tem contado com a sorte.

Diante da Portuguesa, com Hugo suspenso, foi aberta uma vaga para o camisa 12. Neste domingo, contra o Figueirense, André Dias, também suspenso, deu nova oportunidade ao jogador.

Como Muricy ainda não anunciou a formação que vai a campo, Joilson não sabe como vai atuar. Pode ser ala ou então jogar no meio-de-campo, um pouco mais avançado e com liberdade. Apesar da dúvida, o que importa é jogar.

– Não tenho preferência por jogar com dois ou três zagueiros, quero apenas entrar e ajudar o São Paulo em campo – analisou o jogador.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

Muricy revela a sua terapia: lavar louça

Em entrevista ao jornal ‘O Globo’, treinador do São Paulo diz que adoraria receber um convite para dirigir a seleção brasileira.

No dia-a-dia, Muricy Ramalho acumula estresse ao comandar os jogadores do São Paulo, pensar em estratégias, estudar os rivais… Para relaxar, o técnico recorre à sua terapia particular e peculiar: lavar louça.

– Outro dia, uma moça nova que trabalha lá em casa não entendeu nada quando pedi para deixar a louça que eu lavaria. É uma terapia. Vou pensando, desestressando (sic), me desligando. Gosto do barulho da água – diz o técnico, em entrevista ao jornal “O Globo”.

Muricy, que se acha organizado na cozinha, acrescenta que também gosta de preparar pratos, mas sem receitas complicadas. Um de seus prazeres é preparar churrasco e assar pizza no seu sítio, no interior de São Paulo.

O treinador está a caminho de se tornar o primeiro a ser tricampeão por uma mesma equipe. Na década de 70, Rubens Minelli foi campeão por Internacional (1975 e 76) e São Paulo (1977). O prestígio faz o são-paulino sonhar com a seleção brasileira. E já tem a resposta na língua para o caso de ser convidado.

– Não gosto de cobiçar o que é de outro, mas é óbvio que vou adorar se o convite surgir. Quem não aceitaria uma convocação para representar o país? Quem não gostaria de poder escolher os melhores? Tem vezes que olho no meu banco e não tenho quem colocar em campo. Peço para contratar o Chiquinho, e vem o Luizinho. O desgaste numa seleção é outro – explica.

‘Luxemburgo trabalha para voltar à seleção’

Ele acrescenta, no entanto, que não tem obsessão pelo cargo e cita isso como uma diferença que o separa do palmeirense Vanderlei Luxemburgo.

– O Luxemburgo já disse que é melhor do que eu. Também acho. Ele tem mais experiência. Mas, no confronto direto, nunca perco para ele. Ele trabalha para voltar à seleção, é um aficionado. Eu não sou.

Ampliar Foto arte/GLOBOESPORTE.COM arte/GLOBOESPORTE.COM

O treinador são-paulino na versão atual e na época de ‘música barulhenta’

Ao falar do passado, Muricy lembra a época em que usava tamanco, deixava o cabelo comprido e ouvia “música barulhenta”. E recorda os episódios com o técnico argentino e linha-dura José Poy.

–  Ele não gostava do cabelo comprido. Falava que, se eu não cortasse, não precisava treinar no dia seguinte. Eu respondia que não voltaria e não voltava mesmo! Passava uma semana, e eles me buscavam em casa – diverte-se o são-paulino, para em seguida concluir: – O futebol era mais alegre. Não era lucrativo como hoje, com o peso e a responsabilidade atuais.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , , , , | Deixe um comentário

Sampa x Figueira: 48.775 ingressos vendidos

Já para a partida contra o Fluminense, 29.771 já foram comercializados

A torcida são-paulina promete nova festa no domingo diante do Figueirense. Até esta sexta-feira à noite, foram vendidos 48.775 ingressos para o duelo contra os catarinenses. A expectativa é bater o recorde do jogo contra o Inter, quando pouco mais de 54 mil pagantes estiveram no Morumbi.

Neste sábado as vendas serão até as 17h. Já no dia do jogo, até o momento do apito inicial. Ainda restam ingressos para os setores de cadeira amarela e laranja, geral laranja, azul e vermelha, e, cativa proprietário azul e vermelha.

Além deste jogo contra o Figueirense, a diretoria o São Paulo já colocou à venda ingressos para a partida contra o Fluminense, na penúltima rodada do Brasileirão. Até esta sexta, 29.771 já foram comercializados. Expectativa de mais um bom público no Morumbi.

Confira os postos de venda para domingo:

AV. JULES RIMET
PORTÃO 03
Geral Azul R$30,00 e ½ entrada R$15,00

PORTÃO 04
Geral Laranja R$20,00 e ½ entrada R$10,00

PORTÃO 05
Cativa Azul Proprietário R$20,00
Cadeira Laranja R$30,00 e ½ entrada R$15,00

AV. GIOVANNI GRONCHI
PORTÃO 16
Cativa Vermelha Proprietário R$20,00
Cadeira Amarela R$30,00 e ½ entrada R$15,00

PORTÃO 17
Geral Vermelha – Deficientes entrada gratuita – acompanhantes ingressos R$20,00 e ½ entrada R$10,00

PORTÃO 18
Geral Vermelha R$30,00 e ½ entrada R$15,00

PONTOS DE VENDA
Site:www.ingressofacil.com.br
Estádio do Morumbi – Bilheteria 3 – Praça Roberto Gomes Pedrosa, s/n – de segunda a sábado, das 10 às 17 horas. No dia do jogo até o início da partida.
Ginásio Ibirapuera – Rua Manoel da Nóbrega, s/n – de segunda a sábado, das 11 às 17 horas.
Estádio Bruno José Daniel – R. 24 de Maio, s/n – Santo André – de segunda a sexta, das 11 às 17 horas. Aos sábados, das 10h às 16h.
Ginásio de Esportes José Correia – Av. Guilherme P. Guglielmo, 1000 – Bilheteria A. – Barueri – de segunda a sábado, das 11 às 17 horas.
Pitta Sports – Rua Silva Bueno, 1156, Ipiranga – de segunda a sexta, das 11 às 17 horas. Aos sábados, das 9h às 14h.
Estádio do Canindé – Portão 07 Comendador Nestor Pereira, 33 – de segunda a sábado, das 11 às 17 horas.

novembro 15, 2008 Posted by | São Paulo | , , | Deixe um comentário

SÃO PAULO X FLUMINENSE AO VIVO

Acesse:

 

LEIA NOTÍCIAS E ASSISTA JOGOS AO VIVO DO SÃO PAULO

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO TRICOLOR PAULISTA

setembro 18, 2008 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 175 Comentários