Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Dagoberto decide e Sampa é primeiro

Atacante marca duas vezes e vira o jogo no Morumbi. Tricolor garante a liderança do grupo 4

Dagoberto marcou os dois gols do Sampa no Morumbi (Crédito: Reginaldo Castro)

Dagoberto marcou os dois gols do Sampa no Morumbi (Crédito: Reginaldo Castro)

Longe de ser brilhante, mas mostrando vontade e disposição no segundo tempo, o São Paulo venceu, de virada, o América de Cali nesta quarta-feira, no Morumbi, por 2 a 1, e garantiu o primeiro lugar do grupo 4 da Copa Libertadores. Dagoberto fez os dois gols do Sampa e Parra descontou.

Errando muito, e longe de apresentar um futebol de hexacampeão, o Tricolor por pouco não perdeu a quarta partida seguida, fato que não ocorria desde 2002. Naquele ano, Palmeiras, São Caetano, Corinthians (Rio-São Paulo) e o Figueirense (Copa do Brasil) superaram o Tricolor seguidamente. Neste, duas derrotas para o Corinthians na semifinal do Paulistão e mais um tropeço para o Independiente de Medellín.

Mais uma vez apático e sem criatividade alguma, os comandados de Muricy começaram apresentando um mau futebol e, pior, sem garra e qualquer poder de reação.

Logo aos oito minutos do primeiro tempo, Parra, com liberdade, abriu o placar e silenciou o Morumbi. A partir daí, vieram as jogadas aéreas, o futebol previsível e os erros constantes, que tem marcado o São Paulo nos últimos jogos.

Dagoberto, mais uma vez escalado na direita, tentava criar, brigava, mas a inspiração era pouca. Assim como a da dupla de atacantes. Borges e Washington se revezaram na tarefa de perder gols. Inexplicável.

Difícil de explicar também a queda de produção de Hernanes, cada vez mais longe do futebol brilhante do ano passado. A defesa tricolor, tida como a melhor dos últimos anos no Brasil, voltou a jogar abaixo do rótulo que ganhou.

No segundo tempo, o São Paulo voltou com mais atitude, mas ainda com pouca inspiração. Empurrado pela torcida, o Tricolor chegou ao gol. Aos 12 minutos, Jean fez grande jogada e rolou para Dagoberto. O atacante tirou do goleiro e foi premiado pela garra demonstrada.

Nove minutos depois, Dagoberto usou novamente de sua determinação e conseguiu virar o jogo. A zaga recuou para o goleiro Meza, que tentou afastar. O goleiro, porém, vacilou e chutou em cima do atacante são-paulino, que acreditou na jogada. Virada no Morumbi, com gol de costas.

Depois disso, o São Paulo administrou e agora espera a definição dos grupos para saber o adversário das oitavas-de-finais da Libertadores. Ufa!

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 2 X 1 AMÉRICA DE CALI (COL)

ESTÁDIO: Morumbi, em São Paulo (SP)
DATA/HORÁRIO: 22/04/2009 às 21h50
ÁRBITRO: Carlos Torres (PAR)
AUXILIARES: Nicolas Yegros (PAR) e Oscar Viera (PAR)
Renda/público: R$ 472.815, 00 / 23.221 pagantes
Cartões amarelos: Lenny (PAL); Arango, Valdés (AME)
Cartões vermelhos:
GOLS: Parra 8’/1ºT (0-1); Dagoberto 12’/2ºT (1-1), Dagoberto 21’/2ºT (2-1)

SÃO PAULO: Bosco; Rodrigo (Aislan, 42’/2ºT), Renato Silva, Miranda e Júnior César; Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Dagoberto; Borges (Hugo, 39’/2ºT) e Washington. Técnico: Muricy Ramalho.

AMÉRICA DE CALI: Meza, Ângulo, Valdés, Viáfara e Távima; Banguero, Chara, Arango (Casañas, 41’/2ºT), Alex Del Castillo e Restrepo (Otálvaro, 32/2ºT); Parra (Morelo, 38’/2ºT). Técnico: Alex Escobar

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 23, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Marcinho é o novo reforço do Furacão

Atacante estava no Japão e encerra ciclo de contratações no clube

Divulgação/Site Oficial do Atlético-PR

Marcinho estava no Kashima Antlers, do Japão

O Atlético-PR tem mais um reforço para o setor ofensivo. O clube anunciou, nesta segunda-feira, a contratação do meia-atacante Marcinho, que estava no futebol japonês, onde foi campeão nacional em 2008, com o Kashima Antlers. Com passagens pelo Cruzeiro, São Caetano, Corinthians e Palmeiras, onde foi vice-artilheiro do Brasileiro em 2005, com 18 gols, o jogador de 27 anos acertou contrato de dois anos com o Furacão.
Apesar da boa temporada no Japão, Marcinho decidiu voltar ao futebol brasileiro e a boa infraestrutura do Atlético-PR pesou para que o atacante optasse pela Arena em seu retornou ao país.
– Estou bastante feliz. Todo o atleta gostaria de jogar no Atlético Paranaense, pela estrutura, pelo projeto e tudo que a equipe oferece – disse o jogador ao site oficial do clube.

O presidente do Conselho Administrativo do clube, Marcos Malucelli, analisou a contratação do meia-atacante e se mostrou muito satisfeito com a nova aquisição do Furacão.
– A vinda do Marcinho atende a uma necessidade que tínhamos de aprimorar ainda mais tecnicamente o time, deixando em condições de lutar pelo título estadual e da Copa do Brasil, que para o Atlético inicia-se em março. Com isso, criamos oportunidade para que o time se entrose para o Campeonato Brasileiro – disse o dirigente.
Marcos Malucelli confirmou, ainda, que o acerto com Marcinho encerra o ciclo de contratações no Atlético-PR.
– Com a chegada desse reforço fechamos o elenco e ficamos na expectativa de que todos correspondam ao que espera a diretoria e comissão técnica. Conforme promessa de campanha, estamos enxugando o elenco e deixando o grupo com mais qualidade – concluiu
Confira a ficha técnica de Marcinho
Nome Completo: Marcio Miranda Rocha da Silva
Posição: Meia-atacante
Nascimento: 20 de março de 1981, em Campinas-SP
Peso: 70 Kg
Altura: 1,71 m
Clubes Anteriores: Paulista de Jundiaí F.C (1996-2001); Corinthians (2002); A.D. São Caetano (2003-2005); Palmeiras (2005-2006); Kashima Antlers (2008); Cruzeiro E.C (2007-2008)
Títulos: Campeão Paulista A2 (2001); Campeão Brasileiro Serie C (2001); Vice-Campeão Brasileiro Série A (2002); Campeão Paulista A1 (2004); Campeão Mineiro (2008); Campeão Japonês – J League (2008)

janeiro 12, 2009 Posted by | Atlético-PR | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Chicão segue sem poder jogar pelo Corinthians

Timão teve seu pedido de efeito suspensivo negado pelo STJD, nesta segunda

A volta do zagueiro Chicão à equipe do Corinthians segue indefinida para o restante do Campeonato Brasileiro da Série B. Isto porque nesta segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o pedido de efeito suspensivo do Corinthians para que o zagueiro pudesse atuar pelo time até que seja julgado o recurso de sua suspensão, que não tem data definida para ocorrer.

Chicão foi a julgamento na última quarta-feira e acabou sendo suspenso por 120 dias, após acertar um pisão na barriga do atacante Luan, do São Caetano, em jogo realizado no dia 27 de setembro.

Na partida realizada na cidade Campinas, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, o Corinthians empatou com o Azulão em 2 a 2 e aos 15 minutos do segundo tempo, Chicão acertou seu adversário e levou direto o cartão vermelho.

Coincidentemente, o Corinthians não vence uma partida desde que o zagueiro foi expulso. Já são três empates consecutivos, contra o São Caetano, Marília e Santo André. Mesmo sem o zagueiro, o Timão segue folgado na liderança da competição, com 11 pontos a mais que o Avaí, segundo colocado, com 53 pontos ganhos, contra 64 do Alvinegro Paulista.

outubro 13, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário