Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Santos ameaça ir à Fifa contra o Chelsea por aliciamento a Neymar

Departamento Jurídico do Peixe já tem até a minuta do processo pronta. Para presidente Luis Alvaro Ribeiro, atitude do clube inglês é antiética

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, ameaça ir à Fifa para denunciar o Chelsea por assédio a Neymar. Já há inclusive uma minuta do processo pronta para ser encaminhada ao órgão que comanda o futebol mundial. O dirigente diz que a postura do clube inglês (acertar bases de um contrato com o jogador antes de apresentar uma proposta ao Peixe) é intolerável.

O clube nos apresentou uma proposta formal, que foi recusada liminarmente. Mas o assédio continuou. À luz de posturas éticas que devem reger a relação entre clubes isso é totalmente intolerável e o Santos irá defender seus interesses junto à Fifa – afirmou o dirigente, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, durante cerimônia em que recebeu a visita do presidente do Benfica-POR, Luís Filipi Vieira.

Representantes do Chelsea jantaram com o empresário do jogador, Wagner Ribeiro, na última segunda-feira, em Nova York, onde Neymar estava concentrado com a Seleção Brasileira para amistoso contra os Estados Unidos. A família de Neymar já aceitou a oferta salarial do clube inglês, mas ainda não há acordo entre os clubes.

Na próxima segunda-feira, chegará uma nova oferta oficial ao Santos: € 30 milhões (R$ 68,1 milhões). Mas Ribeiro avisa que não tem acordo. É a multa ou nada. A cláusula para quebra de contrato prevê o pagamento de € 35 milhões (R$ 79,9 milhões).

– Ontem (quarta-feira), houve uma sondagem telefônica. Eles (Chelsea) entraram em contato com a minha secretária e pediram o número do nosso fax. Isso não significa a abertura de negociação. O Santos não tem interesse em negociar Neymar por dinheiro nenhum. Agora, o contrato de trabalho entre jogador e clube prevê uma cláusula, que é uma indenização paga à outra parte em caso de descumprimento do que foi acordado. Isso vale para qualquer jogador, qualquer trabalhador. Se a cláusula for cumprida, não podemos fazer nada – admitiu o dirigente.

Por fim, Luis Alvaro negou a hipótese de o Santos receber apenas a parte que lhe cabe dos direitos econômicos do jogador. Embora a multa custe R$ 79,9 milhões, o Chelsea poderia pagar os 60% ao Santos (R$ 47,9 milhões) e negociaria o restante com o grupo de investimento DIS, que detém os outros 40% (R$ 32 milhões). Isso, no entanto, não existe, segundo o dirigente santista.

– O Santos detém os direitos desportivos do jogador e só libera se receber a multa. A multa é 35 milhões de euros e é isso que deve ser pago. Ponto final.

Na visão do clube, o Peixe deve receber o valor total e, depois, repassaria a parte que cabe ao investidor. Ou seja, para o Alvinegro, não há duas negociações (Santos/Chelsea e DIS/Chelsea).

agosto 12, 2010 Posted by | Santos | | Deixe um comentário