Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Palmeiras recebe o Santos em nova casa

No Pacaembu, Verdão começa nova fase contra um Peixe com a cabeça na Copa do Brasil

Nesta quinta-feira, Palmeiras e Santos se enfrentam no Pacaembu, às 21h. Enquanto o Verdão tenta se recuperar de um primeiro semestre desastroso, o Peixe volta ao Brasileirão com a cabeça na Copa do Brasil.

Depois de uma despedida melancólica no Palestra Itália – derrota para o Boca Juniors (ARG) por 2 a 0 – o Palmeiras mandará suas partidas no Campeonato Brasileiro no Pacaembu. O clássico contra o Santos será o primeiro jogo do time alviverde como mandante no estádio este ano. Da última vez que as duas equipes se enfrentaram no Pacaembu, quem se saiu melhor foi o Santos, que venceu o Verdão no Brasileirão de 2004 por 2 a 1.

O goleiro Marcos falou sobre a “mudança” do Verdão para o Pacaembu e disse que espera se acostumar logo com a sua nova casa.

– Precisa ser a nossa nova casa. A torcida tem de comparecer como comparecia no Palestra. Já conquistamos títulos e vitórias importantes no Pacaembu e não vejo problema algum em nos acostumar a atuar lá – comentou o ídolo palmeirense, que é dúvida para a partida.

Mas uma coisa é certa no Palmeiras, o reforço de Kleber. O nome do atacante apareceu no BID na última terça-feira. Por isso, o Gladiador está liberado para formar com Ewerthon o ataque do Verdão. Felipão é outro que deve marcar presença no Pacaembu. O novo técnico do Palmeiras será apresentado antes do jogo e, apesar de ainda não sentar no banco de reservas, já estará presente, assistindo à reestreia do Alviverde no Brasileirão. O desfalque fica por conta de Cleiton Xavier, que foi vendido na noite de quarta e já está fora.

Se Luiz Felipe Scolari ainda não pôde realizar as mudanças que gostaria no time, pelo menos o clima na Academia de Futebol já está diferente. Com a chegada do técnico, tanto jogadores, quanto a torcida se mostram mais confiantes para o segundo semestre.

A tristeza fica por conta das ausência de Pierre, que está em fase final de tratamento da lesão na sola do pé direito. Por não estar 100%, o jogador deve ficar fora da partida. Com isso, Edinho e Márcio Araújo devem formar a dupla de volantes do Verdão.

O Santos, pensando mais na final da Copa do Brasil – contra o Vitória, nos dias 28 de julho e 4 de agosto – retoma as atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Em quarto lugar, com 12 pontos, o técnico Dorival Júnior terá que superar os desfalques do Peixe. Robinho, que retornou recentemente da Copa do Mundo, pediu para ser poupado e não será opção nem no banco de reservas. Além dele, o meia Marquinhos e o lateral-esquerdo Léo, com lesões musculares, também ficarão fora da partida.

Em compensação, Dorival ganhou nesta semana um grande reforço: Paulo Henrique Ganso, que está recuperado de artroscopia no joelho direito e fica como opção para o treinador.

Avaliado através do ‘Soccer Test’ – teste que avalia a condição aeróbia dos atletas -, o treinador santista recebeu o sinal positivo para relacioná-lo.

– O Ganso tem condições de até mais do que um tempo, se tivesse mais quatro ou cinco dias poderia até iniciar a partida – disse Dorival.

Antes do clássico, o Peixe passou por uma intensa preparação. Após a vitória por 4 a 0 contra o Vasco, pela sétima rodada do Brasileirão, o clube ficou de recesso do dia 8 a 20 de junho. Retornou aos trabalhos no dia 21 e ainda realizou dois amistosos, contra a Ferroviária e o XV de Piracicaba.

– Vai ser um jogo complicado, difícil. Primeiro pelas modificações que tivemos necessidade de fazer, segundo pela estreia do Luiz Felipe, no mínimo observando a equipe de fora já dará muita motivação ao grupo deles – explicou o técnico, que chegou a trabalhar com Felipão, ainda quando era jogador, no Grêmio.

Para o confronto, Dorival escolheu Maranhão, que vem bem nos treinamentos como substituto de Léo. Pará, então, vai para a esquerda. Alan Patrick continua na vaga de Ganso e Madson na de Robinho.

– Tudo é questão de tempo para o Alan Patrick, ainda que tenha qualidade. A equipe estava acostumada com Marquinhos e Ganso e vai levar tempo para a adaptação. É um garoto que promete – elogiou o treinador.

Dorival acredita no potencial do seu time, sensação do primeiro semestre, mas sabe que a cobrança e a marcação será mais forte agora. Recomeça, então, o sonho santista em busca da Tríplice Coroa.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS X SANTOS

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 15/7/2010 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Cléber Welington Abade (CBF-SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Roberto Braatz (SP)

PALMEIRAS: Deola (Marcos), Vitor, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Márcio Araújo, Marcos Assunção (Tinga) e Lincoln; Ewerthon e Kleber.Técnico: Flávio Murtosa.

SANTOS: Rafael, Maranhão, Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Wesley, Alan Patrick e Madson; Neymar e André. Técnico: Dorival Júnior.

julho 15, 2010 Posted by | Palmeiras, Santos | , | Deixe um comentário

Palmeiras recebe o Santos em nova casa

No Pacaembu, Verdão começa nova fase contra um Peixe com a cabeça na Copa do Brasil

Nesta quinta-feira, Palmeiras e Santos se enfrentam no Pacaembu, às 21h. Enquanto o Verdão tenta se recuperar de um primeiro semestre desastroso, o Peixe volta ao Brasileirão com a cabeça na Copa do Brasil.

Depois de uma despedida melancólica no Palestra Itália – derrota para o Boca Juniors (ARG) por 2 a 0 – o Palmeiras mandará suas partidas no Campeonato Brasileiro no Pacaembu. O clássico contra o Santos será o primeiro jogo do time alviverde como mandante no estádio este ano. Da última vez que as duas equipes se enfrentaram no Pacaembu, quem se saiu melhor foi o Santos, que venceu o Verdão no Brasileirão de 2004 por 2 a 1.

O goleiro Marcos falou sobre a ‘mudança’ do Verdão para o Pacaembu e disse que espera se acostumar logo com a sua nova casa.

– Precisa ser a nossa nova casa. A torcida tem de comparecer como comparecia no Palestra. Já conquistamos títulos e vitórias importantes no Pacaembu e não vejo problema algum em nos acostumar a atuar lá – comentou o ídolo palmeirense, que é dúvida para a partida.

Mas uma coisa é certa no Palmeiras, o reforço de Kleber. O nome do atacante apareceu no BID na última terça-feira. Por isso, o Gladiador está liberado para formar com Ewerthon o ataque do Verdão. Felipão é outro que deve marcar presença no Pacaembu. O novo técnico do Palmeiras será apresentado antes do jogo e, apesar de ainda não sentar no banco de reservas, já estará presente, assistindo à reestreia do Alviverde no Brasileirão.

Se Luiz Felipe Scolari ainda não pôde realizar as mudanças que gostaria no time, pelo menos o clima na Academia de Futebol já está diferente. Com a chegada do técnico, tanto jogadores, quanto a torcida se mostram mais confiantes para o segundo semestre.

A tristeza fica por conta das ausência de Pierre, que está em fase final de tratamento da lesão na sola do pé direito. Por não estar 100%, o jogador deve ficar fora da partida. Com isso, Edinho e Márcio Araújo devem formar a dupla de volantes do Verdão.

O Santos, pensando mais na final da Copa do Brasil – contra o Vitória, nos dias 28 de julho e 4 de agosto – retoma as atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Em quarto lugar, com 12 pontos, o técnico Dorival Júnior terá que superar os desfalques do Peixe. Robinho, que retornou recentemente da Copa do Mundo, pediu para ser poupado e não será opção nem no banco de reservas. Além dele, o meia Marquinhos e o lateral-esquerdo Léo, com lesões musculares, também ficarão fora da partida.

Em compensação, Dorival ganhou nesta semana um grande reforço: Paulo Henrique Ganso, que está recuperado de artroscopia no joelho direito e fica como opção para o treinador.

Avaliado através do ‘Soccer Test’ – teste que avalia a condição aeróbia dos atletas -, o treinador santista recebeu o sinal positivo para relacioná-lo.

– O Ganso tem condições de até mais do que um tempo, se tivesse mais quatro ou cinco dias poderia até iniciar a partida – disse Dorival.

Antes do clássico, o Peixe passou por uma intensa preparação. Após a vitória por 4 a 0 contra o Vasco, pela sétima rodada do Brasileirão, o clube ficou de recesso do dia 8 a 20 de junho. Retornou aos trabalhos no dia 21 e ainda realizou dois amistosos, contra a Ferroviária e o XV de Piracicaba.

– Vai ser um jogo complicado, difícil. Primeiro pelas modificações que tivemos necessidade de fazer, segundo pela estreia do Luiz Felipe, no mínimo observando a equipe de fora já dará muita motivação ao grupo deles – explicou o técnico, que chegou a trabalhar com Felipão, ainda quando era jogador, no Grêmio.

Para o confronto, Dorival escolheu Maranhão, que vem bem nos treinamentos como substituto de Léo. Pará, então, vai para a esquerda. Alan Patrick continua na vaga de Ganso e Madson na de Robinho.

– Tudo é questão de tempo para o Alan Patrick, ainda que tenha qualidade. A equipe estava acostumada com Marquinhos e Ganso e vai levar tempo para a adaptação. É um garoto que promete – elogiou o treinador.

Dorival acredita no potencial do seu time, sensação do primeiro semestre, mas sabe que a cobrança e a marcação será mais forte agora. Recomeça, então, o sonho santista em busca da Tríplice Coroa.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS X SANTOS

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 15/7/2010 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Cléber Welington Abade (CBF-SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Roberto Braatz (SP)

PALMEIRAS: Deola (Marcos); Vitor, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Márcio Araújo, Cleiton Xavier e Lincoln; Ewerthon e Kleber. Técnico: Flávio Murtosa.

SANTOS: Rafael; Maranhão, Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Wesley, Alan Patrick e Madson; Neymar e André. Técnico: Dorival Júnior.

julho 14, 2010 Posted by | Palmeiras, Santos | , | Deixe um comentário

Verdão x Peixe: sem carrasco e sem técnico

K9 está fora da partida e pode ajudar Santos e prejudicar Palmeiras. Luxa é demitido e não dirige o Verdão

LANCEPRESS!

O clássico deste domingo, entre Palmeiras e Santos, no Palestra Itália, às 18h30, terá menos brilho que o habitual. Além dos desfalques do time da Baixada, o Verdão também não terá em campo o atacante Keirrison, principal carrasco do rival. Em cinco jogos foram dez gols contra o Peixe.

O artilheiro da equipe alviverde, com 24 gols, deve ser vendido para o Barcelona e com a transação em andamento, a diretoria preferiu retirar o K9 do restante dos treinos desta semana e também do jogo deste domingo.

Pelo lado do Verdão, além da saída de Keirrison, outra bomba estorou na Academia de Futebol antes do clássico. Na madrugada deste sábado, a diretoria do Palmeiras, em reunião que se arrastou por horas, decidou demitir o técnico Vanderlei Luxemburgo.

O motivo alegado pela cúpula palmeirense foi de que o treinador não respeitou a hierarquia do clube, ao dizer que não Keirrison não jogaria mais com ele, mesmo que o negócio com o Barcelona não se concretizasse. Jorginho, técnico da equipe B, comandará o Alviverde no clássico interinamente.

Para apimentar um pouco mais o time alviverde quer apagar as derrotas na semifinal do Campeonato Paulista. Em contrapartida, o rival da Baixada quer manter o ótimo desempenho contra o Verdão e por consequência voltar a se aproximar dos líderes do Brasileirão.

Durante a semana, o técnico Vanderlei Luxemburgo aproveitou para focar em coletivos e testar a equipe. O ex-comandante alviverde surpreendeu alterando o esquema tático que utilizou mais vezes nesse ano, o 3-5-2. Luxa optou por deixar um time mais leve com dois zagueiros. E ainda promoveu a entrada de Mozart na equipe titular. A tendência é de que Jorginho mantenha o time treinado durante a semana.

Já o rival santista quer a vitória para afastar a crise que ronda a Vila Belmiro. Com a equipe na décima colocação e exibindo a segunda defesa mais frágil do Brasileirão, média de dois gols por jogo, o elenco do Peixe sente-se na obrigação de vencer o clássico.

– Se eu disser que a pressão não existe, estarei mentindo. Esse jogo é muito importante, porque nos últimos três jogos não conseguimos o nosso objetivo. Então temos que reverter a situação e vencer para buscar novamente o topo da tabela – afirmou o meia Madson.

Com o trabalho cada vez mais questionado, o técnico Vagner Mancini estuda modificar a formação do Santos para o clássico. A dúvida é se Mancini escala Neymar, mantendo a equipe ofensiva, ou se opta pelo zagueiro Paulo Henrique, numa tentantiva de reforçar o sistema defensivo.

– Ainda não está definido. A entrada dele (Paulo Henrique) me dá a chance de ter, dentro do jogo, uma alteração interessante, que é a entrada dele como o terceiro homem na zaga, com a subida dos alas, ou como mais um volante -garantiu o treinador.

Para a partida, o Santos não poderá contar com o goleiro Fábio Costa, lesionado, nem com o lateral-esquerdo Léo e o zagueiro Fabiano Eller, suspensos. Pará e Domingos serão os substitutos.


FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS X SANTOS

Estádio: Palestra Itália, São Paulo (SP)
Data/hora: 28/6/2008 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS)
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto (SP) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)

PALMEIRAS: Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Pablo Armero; Pierre, Mozart, Cleiton Xavier e Diego Souza; Obina e Willians. Técnico: Jorginho.

SANTOS: Douglas, Wagner Diniz, Fabão, Domingos e Pará; Roberto Brum, Paulo Henrique Rodrigues, Rodrigo Souto, Madson e Paulo Henrique Ganso; Kéber Pereira. Técnico: Vágner Mancini.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 27, 2009 Posted by | Palmeiras, Santos | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Últimos campeões fazem semifinal

Palmeiras e Santos venceram os últimos três estaduais

Keirrison e Neymar podem decidir o duelo deste sábado

Keirrison e Neymar podem decidir o duelo deste sábado

LANCEPRESS!

Palmeiras e Santos venceram os três últimos campeonatos paulista. Em 2006 e 2007, deu Santos. Em 2008, Verdão. No banco, o mesmo técnico: Vanderlei Luxemburgo. Porém, neste sábado, às 18h10, no Palestra Itália, um dos dois ficará pelo caminho. O confronto decidirá uma das vagas na final da Paulistão.

No Palmeiras, o discurso é de superação. Após perder por 2×1 na Vila Belmiro, a equipe alviverde precisa da vitória para continuar na disputa pelo bi-campeonato paulista.

O Verdão vem de um empate contra o Sport, pela Libertadores, no Palestra Itália, na última quarta-feira. O resultado complicou as pretensões do time na competição sul-americana. Além do tropeço, a equipe ainda perdeu Edmílson, no mínimo, pelos próximos três meses.

Além de não poder contar com o zagueiro, Vanderlei Luxemburgo terá mais quatro desfalques. Seu camisa 10, Cleiton Xavier, recebeu o terceiro cartão amarelo na partida de ida, na Vila Belmiro e está fora do clássico. Sandro Silva e Marquinhos também estão suspensos. Já Willians, se recuperando de uma lesão no púbis, deve ficar pelo menos mais uma semana fora.

Entretanto, o Palmeiras conta com a força de sua torcida para a sequência de decisões que começou na última quarta-feira, contra o Sport. O fator campo pode ser preponderante já que, pelo Campeonato Paulista, o Verdão não perde para o Peixe há 40 anos jogando em sua casa. A última derrota foi em 1969.

No entanto, o tabu pode não valer de nada, mesmo se for mantido. Isto porque o Santos, para se garantir na final, não precisa vencer, um empate já basta. Mas, mesmo com o regulamento a seu favor, Vagner Mancini não pretende abdicar do esquema ofensivo, com Paulo Henrique, Madson e Neymar na armação das jogadas, além do artilheiro Kléber Pereira de referência na frente.

A única baixa para o jogo decisivo no Alvinegro é o volante Rodrigo Souto. O camisa 8 já estava suspenso para a partida e, para piorar, sofreu um estiramento muscular na coxa direita e está fora das finais, caso o Santos se classifique. O jogador já havia jogado a primeira partida das semifinais no sacrifício e deve desfalcar a equipe por cerca de 20 dias. Germano deve ser o substituto.

Em compensação, Mancini terá o retorno de Fabiano Eller à zaga. O jogador ficou fora do duelo na Vila por suspensão e volta a fazer dupla com Fabão. A única dúvida do Peixe está na lateral direita. O titular Luizinho volta de suspensão, mas Pará foi bem na primeira partida e pode permanecer.

Se vencer, o Santos reedita 2000, quando as equipes se enfrentaram pela última vez em uma semifinal de Paulistão. Na ocasião, a equipe santista, comandada por Giba, eliminou o rival com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, marcado por Dodô.
FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SANTOS

Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data/hora: 18/04/2009 – 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes
Auxiliares: Vicente Roman Neto e Giovani Cesar Canzian

PALMEIRAS: Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Marcão; Fabinho Capixaba, Pierre, Jumar, Diego Souza e Armero; Lenny (Ortigoza) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS: Fábio Costa; Pará (Luizinho), Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Germano, Roberto Brum, Paulo Henrique e Madson; Neymar e Kléber Pereira. Técnico: Vagner Mancini

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Palmeiras, Santos | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Palmeiras empata e não garante liderança

Verdão ainda pode ser ultrapassado pelo São Paulo na última rodada

Keirrison, mal na partida, passou em branco mais uma vez. (Foto: Célio Messias)

Keirrison, mal na partida, passou em branco mais uma vez. (Foto: Célio Messias)

O Palmeiras não jogou bem, apenas empatou com o Oeste, em Itápolis, e não garantiu a liderança na primeira fase do Campeonato Paulista. Com 41 pontos e faltando uma rodada, o Alviverde ainda pode ser ultrapassado pelo São Paulo. O resultado de 1 a 1 também não foi bom para o Oeste, que segue ameaçado pelo rebaixamento.

O Verdão começou a primeira etapa ameaçando. Keirrison, logo aos três minutos, recebeu livre de marcação na área, mas chutou em cima do goleiro Weverton. Mas a pressão palmeirense parou por aí.

Como nas últimas partidas, o Palmeiras diminuiu o ritmo e, sem o brilhantismo de seus principais jogadores, pouco ameaçou o gol do Oeste. A equipe de Itápolis, por sua vez, defendeu com eficiência e chegou a marcar com Dezinho, mas o assistente indicou impedimento do zagueiro.

Sem conseguir criar boas jogadas ofensivas, o Verdão chegou apenas nas bolas aéreas. Diego Souza e Maurício Ramos tiveram suas oportunidades, mas não conseguiram marcar e o placar não foi alterado no primeiro tempo.

Nenhuma das equipes voltou com mudanças para a segunda etapa. O Palmeiras, assim como no primeiro tempo, ameaçou logo no começo. Jumar, de fora da área, bateu forte, mas Weverton fez a defesa. E, assim como no primeiro tempo, o Verdão parou e o Oeste marcou, mas desta vez o gol não foi anulado.

Nei Paraíba, aos sete minutos, dominou na intermediária e tocou em profundidade para Ademar. O camisa 6 do Oeste avançou com muita liberdade, entra na área e bate forte. Marcos conseguiu desviar, mas a bola acabou entrando.

Atrás no marcador, Luxemburgo tirou o zagueiro Marcão e o volante Jumar para colocar os atacantes Lenny e Marquinhos. A equipe melhorou, ganhou mais movimentação ofensiva e chegou ao empate aos 25 minutos. Marquinhos bateu falta fechada para a área. Maurício Ramos desviou de cabeça e igualou o marcador.

Keirrison teve chance de virar no final da partida, mas, assim como no começo do jogo, chutou em cima do goleiro Weverton.

Com o empate, o Verdão ainda permanece na liderança, com 41 pontos mas pode ver o São Paulo encostar na tabela. Se o Tricolor vencer o Guaratinguetá na quinta-feira, chega a 39 pontos, faltando apenas uma rodada para o final da primeira fase do Paulista. O Oeste chega a 17 pontos e segue ameaçado pelo rebaixamento.

Na rodada final, o Palmeiras recebe o Botafogo, já a equipe de Itápolis encara o Guará, fora de casa.
FICHA TÉCNICA:
OESTE 1 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Ildenor Picardi Semeghine (Picardão), Itápolis (SP)
Data/hora: 31/03/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral
Auxiliares: Rafael Luiz da Silva e David Botelho Barbosa
Cartões amarelos: Dias e Ademar (OES); Cleiton Xavier, Diego Souza, Maurício Ramos e Pierre (PAL)
Gols: Ademar, 7’/2°T (1-0); Maurício Ramos, 25’/2°T (1-1)

OESTE: Weverton; Dede, Dezinho, Adriano e Ademar; Dias (Leandro Melo, 46’/2°T) Gleidson, Luciano Santos e Bruninho (Caíque, 15’/2°T); Luizinho (Leandro Love, 21’/2°T) e Nei Paraíba. Técnico: João Ricardo.

PALMEIRAS: Marcos; Marcão (Lenny, 19’/2°T), Maurício Ramos e Danilo; Sandro Silva (Evandro, 24’/2°T), Pierre, Jumar (Marquinhos, 19’/2°T), Cleiton Xavier, Diego Souza e Armero;Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

abril 1, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Verdão encara o Oeste para garantir liderança

Palmeiras só precisa vencer em Itápolis que vai às finais com vantagem sobre os demais

LANCEPRESS!

O líder Palmeiras tenta se recuperar da primeira derrota no Paulista encarando o Oeste de Itápolis, 16º colocado na tabela. Uma vitória garante o Verdão como melhor equipe da primeira fase da competição, garantindo a vantagem para a semifinal e uma eventual final.

O técnico Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com Willians e Ortigoza, ambos machucados. Além de Fabinho Capixaba, que segue lesionado. Lenny, vice-artilheiro da equipe no Paulista com seis gols, deve ser o companheiro de ataque de Keirrison, já que Marquinhos, a outra opção, não vem jogando bem e deve ficar no banco.

Apesar dos desfalques no ataque, o Alviverde poderá contar com dois jogadores importantes para a partida. Diego Souza e Armero devem jogar. O meia foi expulso contra o Bragantino e cumpriu suspensão no clássico contra o São Paulo. Já o colombiano estava defendendo sua seleção, mas recebeu o segundo cartão amarelo (nas Eliminatórias, dois cartões suspendem) e foi liberado para voltar ao Palmeiras.

Palmeiras e Oeste se enfrentaram apenas duas vezes. A primeira, em 2004, a equipe de Itapólis bateu o Verdão em um amistoso por 2 a 1. Pelo Paulista do mesmo ano, a equipe do Palestra Itália deu o troco com o mesmo placar, 2 a 1. Vágner Love e Pedrinho marcaram os gols.

O Oeste está na beira do rebaixamento, com 16 pontos, na 16ª posição. para piorar, o técnico Luciano Dias pediu demissão. João Ricardo assume a equipe. Em campo, Luizão e Filipe, expulsos na última partida, não jogam. Dede e Dezinho, que cumpriram suspensão, voltam para o time.

FICHA TÉCNICA:
OESTE X PALMEIRAS

Estádio: Ildenor Picardi Semeghine (Picardão), Itápolis (SP)
Data/hora: 31/03/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral
Auxiliares: Rafael Luiz da Silva e David Botelho Barbosa

OESTE: Weverton; Dede, Dezinho, Adriano e Ademar; Dias, Dionísio, Mazinho e Vander; Caíque e Leandro Love. Técnico: João Ricardo.

PALMEIRAS: Marcos; Sandro Silva, Maurício Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Jumar, Cleiton Xavier e Diego Souza; Lenny e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

março 31, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

PALMEIRAS X ATLETICO MG AO VIVO

Acesse:

LEIA NOTÍCIAS E ASSISTA JOGOS AO VIVO DO PALMEIRAS

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO VERDÃO

CLIQUE IMAGEM

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO VERDÃO


CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO VERDÃO

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO VERDÃO

“CLIQUE NA CAMISA E COMPRE AGORA” !!!!!!

 



setembro 20, 2008 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 255 Comentários