Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Como favorito, Vasco inicia a caminhada na Série B contra o Brasiliense

Time titular tem cinco jogadores que já viveram a experiência de disputar a Segunda Divisão

Os holofotes estão virados para São Januário. Tetracampeão brasileiro, dono de uma das cinco maiores torcidas do país, o Vasco disputa pela primeira vez a Série B. E entra como favorito. Conquistar uma das quatro vagas que garantem a volta para a Primeira Divisão soa como uma obrigação na Colina. Afinal, “o sentimento não pode parar”. A caminhada começa neste sábado, às 16h10m, contra o Brasiliense, em São Januário. A Rede Globo transmite ao vivo a partida Saiba como comprar os ingressos.

Fernando Maia/O Globo

Carlos Alberto domina a bola durante o último treino do Vasco antes da estreia na Série B. O meia volta ao time titular neste sábado contra o Brasiliense, em São Januário

O Vasco espera seguir o exemplo de outros grandes clubes campeões brasileiros que foram rebaixados nos últimos anos e conseguiram voltar em seguida para a Série A: Palmeiras, Botafogo, Grêmio, Atlético-MG e, por último, o Corinthians, que passeou na competição no ano passado e garantiu uma das quatro vagas com seis rodadas de antecipação.

A fórmula da Série B ajuda. Não há o arriscado mata-mata. Ao fim das 38 rodadas, em que os 20 clubes se enfrentam em turno e returno, os quatro melhores garantem a volta para a Primeira Divisão. Por isso, o segredo para o sucesso está na ponta da língua do técnico Dorival Júnior e dos jogadores cruzmaltinos.

– Regularidade. É o ponto vital para disputar a Série B. Eles (os jogadores) têm que saber que estaremos entrando em uma competição difícil, complicada. Todas as equipes vão estar, com certeza, bem preparadas. O Vasco já que entra com uma obrigação de vencer. A competição é a nossa prioridade neste ano – disse o técnico vascaíno.

Dorival Júnior já comandou três clubes na Série B em seis anos de carreira: Criciúma, em 2005, e Sport e Avaí, em 2006. Não chegou a completar um turno no comando de cada um. Mas foi tempo suficiente para entender o espírito da competição.

– São jogos mais brigados, mais disputados. Na Série A a qualidade ainda prevalece. Na Série B é mais transpiração – garante.

Dos titulares vascaínos que entram em campo neste sábado para enfrentar o Brasiliense, cinco já disputaram a Série B: o goleiro Tiago, o lateral Paulo Sérgio, o zagueiro Gian Mariano e os atacantes Rodrigo Pimpão e Elton.

– O Vasco vai ser o grande atrativo da Série B deste ano e quem jogar contra a gente vai estar jogando a vida. Vamos ser o time mais visado do campeonato. Por isso, vai ser muito difícil. Quem enfrentar o Vasco vai sempre jogar muito fechado. Precisamos fazer um jogo de paciência – disse.

A estrela do time é mesmo Carlos Alberto, que volta a ser titular após se recuperar de um problema muscular. O meia comprou o projeto vascaíno e vem sendo um líder dentro do grupo. Por isso, virou o homem de confiança do técnico Dorival Júnior e um jogador muito admirado pela torcida.

–  Se me perguntassem anos atrás se eu gostaria de disputar a Série B, eu diria com certeza que não. Mas o clima aqui é tão bom que, hoje em dia, até a Série C eu disputaria com o Vasco. Todos aqui têm a chance de fazer história por um dos grandes clubes do futebol brasileiro. É o nosso grande objetivo nesta temporada. Por isso, todos estão motivados – disse Carlos Alberto.

Hexacampeão, o Brasiliense vai jogar na retranca

O Brasiliense confirmou sua supremacia no Distrito Federal e conquistou o hexacampeonato. Foi o sexto título consecutivo em menos de nove anos de existência do clube – foi fundado em 1º de agosto de 2000.

Depois de levar um susto na Série B do ano passado, quando somou apenas 13 pontos no primeiro turno e quase caiu para a Terceira Divisão, o Brasiliense desistiu dos antigos medalhões como Athirson, Fábio Baiano e Dimba e enfrentará o Vasco com um time mais jovem. Mas como o jogo é contra o favorito a conquistar uma das vagas, o técnico Roberval Davino já avisou que vai mandar um ferrolho para segurar o time carioca.

Montado no esquema 3-6-1, o Jacaré terá apenas Fábio Júnior na frente como atacante. Com isso, o recém-contratado Éder, que veio do Mirassol, entra no meio de campo ao lado do maior nome da equipe, o meia Iranildo, ex-Flamengo. Na zaga, Ailson, Cris e Cláudio Luiz serão responsáveis por segurar o ataque vascaíno. Sobre a expectativa do clube para começar a luta por uma vaga, o diretor de futebol Paulo Henrique Lorenzo garantiu que o Jacaré está na briga.

– Esse ano nós vamos brigar para subir. Trouxemos o técnico Roberval Davino, que já subiu vários clubes de divisão. Estamos apostando em bons jogadores, mas que não são conhecidos no cenário nacional. Os únicos que são mais conhecidos são o Iranildo e o Fábio Júnior – garantiu Paulo Henrique.


VASCO BRASILIENSE
Tiago; Paulo Sérgio, Vilson, Gian Mariano e Ramon; Amaral, Mateus, Léo Lima e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Elton. Guto; Ailson, Cris e Cláudio Luiz; Júlio César, Pedro Ayub, Juninho, Éder, Iranildo e Edinho; Fábio Junior.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Roberval Davino.
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro.

Data: 09/05/2009.

Horário: 16h10m (de Brasília).

Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP).

Auxiliares: Claudson Lincolon Beggiato (SP) e Dante Mesquita Júnior (SP).

Transmissão: A Rede Globo transmite ao vivo a partida.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h50m (de Brasília

maio 9, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário