Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

FH faz e sofre pênalti e Flu vence no sufoco

Tricolor bate o Americano por 2 a 1 de forma apertada. Goleiro passa de vilão a herói

Fernando Henrique comemora o pênalti sofridoFernando Henrique comemora o pênalti sofrido (Crédito: Paulo Sérgio)

De vilão a herói. Assim foi o goleiro Fernando Henrique na noite desta quinta-feira em Campos. Após proporcionar um lance bisonho, onde agrediu um adversário sem a menor necessidade e cometeu um pênalti convertido pelo Americano, o camisa 1 das Laranjeiras se redimiu, foi até a área e sofreu um pênalti, que Conca bateu e deu a vitória suada ao Tricolor por 2 a 1.

O Fluminense iniciou o jogo imprimindo um forte ritmo. Explorando bastante as laterais, principalmente o lateral-direito Mariano, o Tricolor sufocava o Americano. O time de Campos procurava se segurar na base de faltas. Aliás, muitas faltas. E a punição para isso não demorou muito tempo, pois logo aos 12 minutos Thiago Neves, em seu melhor estilo, fez uma perfeita cobrança e o goleiro Jéferson ficou apenas olhando. O camisa 10 marcou seu primeiro gol no retorno às Laranjeiras.

Após inaugurar o placar, o Tricolor diminuiu o ritmo e o Americano começou a se soltar. Entretanto, nenhuma das duas equipes demonstrava muita criatividade. Pelo Fluminense, Thiago Neves e Mariano eram as melhores opções, já no time de Campos, Kieza e Éberson ofereciam algum perigo, mas nada que fizesse o resultado do primeiro tempo se alterar.

Na segunda etapa, o Americano veio com tudo para cima do Tricolor. Diversos foram os chutes de fora da área e o goleiro Fernando Henrique, atento, teve muito trabalho. Já a equipe do técnico René Simões voltava a apresentar os mesmos defeitos dos outros jogos da Taça Guanabara. Resultado? Sufoco e pouco futebol.

Porém, o pior ainda estava por vir. Numa jogada bisonha, após cruzamento que já havia sido cortado, Fernando Henrique aplicou um soco no adversário e o árbitro Lenílton Rodrigues marcou a infração. Pênalti que Éberson cobrou, marcou e empatou a partida para o Americano.

No fim, o que se viu foi um Fluminense desesperado e desorganizado. Entretanto, nas surpresas que só o futebol proporciona, Fernando Henrique foi até a área se redimir tentando um gol de cabeça e acabou arrumando um pênalti aos 47 do segundo tempo. Conca, com raiva, bateu e deu a vitória ao Tricolor, que agora ainda respira no Grupo A da Taça Guanabara.

AMERICANO 1 X 2 FLUMINENSE

Estádio: Godofredo Cruz, Campos (RJ)
Data/hora: 12/02/2009 – 18h45 (de Brasília)
Árbitro: Lenílton Rodrigues Gomes(RJ)
Auxiliares: Flávio Manoel da Silva (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Público: 5.554 pagantes
Cartões amarelos: Nirley, Ernani, Paulo Henrique, Éberson (AME); Fabinho e Luiz Alberto, Thiago Neves, Leandro, Fernando Henrique (FLU).
Cartões vermelhos: Paulo Henrique, 47’/2ºT
GOLS: Thiago Neves, 12’/1ºT (0-1); Éberson, 37’/2ºT (1-1); Conca, 50’/2ºT (1-2)

AMERICANO: Jéferson, Élson, Carlão e Nirley (Diego Salles, 24’/2ºT); Gil, Siller (Caboclo, 44’/2ºT), Paulo Henrique, Ernani e Rondinelli (Cafezinho, 24’/1ºT); Éberson e Kieza. Técnico: Paulo Marcos.

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano, Cássio (Digão, 22’/2ºT), Luiz Alberto e Leandro; Fabinho, Diguinho (Romeu, intervalo), Conca e Thiago Neves (Leandro Bomfim, 28’/2ºT); Maicon e Roger. Técnico: René Simões.

fevereiro 12, 2009 Posted by | Fluminense | , , , , , , | Deixe um comentário