Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Náutico e Atlético-PR se enfrentam nos Aflitos

Equipe pernambucana luta para sair da zona de rebaixamento

LANCEPRESS!

Lutando para sair da zona de rebaixamento, o Náutico recebe neste sábado o Atlético-PR, nos Aflitos, às 18h30. O time pernambucano está na 18ª colocação com 21 pontos. Por outro lado, o Furacão ocupa o 13º lugar com 27.

O grande desfalque do Náutico é Gilmar. O atacante negociava com o Guingamp, da França, e, por isso, foi afastado do time principal. A negociação naufragou por falta de acerto financeiro, mas, mesmo assim, ele seguirá fora. Em seu lugar, o técnico Geninho deve promover a entrada do uruguaio Acosta.

Além de Gilmar, Geninho não poderá contar com o atacante Anderson Lessa e com o lateral-esquerdo Anderson Santana, ambos lesionados. Já os zagueiros Vagner e Asprilla cumprirão suspensão por terem recebido três cartões amarelos. Em compensação, o técnico contará com o apoiador Ailton voltando de suspensão.

Para tentar surpreender o adversário, o técnico Geninho promete definir a escalação apenas minutos antes do jogo, pois ainda espera algumas informações sobre o Atlético-PR.

No Furacão, o técnico Antônio Lopes não faz mistérios e praticamente definiu a equipe. Sem poder contar com o volante Valencia e o armador Paulo Baier, suspensos, o treinador confirmou a entrada do atacante Alex Mineiro, recuando Marcinho para o meio-de-campo e colocando Wallyson na lateral.

Porém, para o lugar do colombiano ainda existe a dúvida entre Fransérgio, que atuou muito bem na vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, e Renan, que está com a Seleção Brasileira sub-20. A outra mudança fica por conta da volta de Nei à defesa após cumprir suspensão.

E, apesar de o adversário estar na zona do rebaixamento, Lopes não espera um jogo tranquilo, uma vez que, para ele, o Timbu jogando em casa é quase uma equipe imbatível.

– O Náutico tem uma grande equipe, que vem em ascensão desde a chegada do Geninho. Vai ser uma parada difícil. Jogando dentro de casa, o Náutico se torna quase imbatível. Mas vamos para lá tentar repetir o que estamos fazendo nos últimos jogos para buscar um bom resultado – analisou o técnico do Furacão.

FICHA TÉCNICA:
NÁUTICO X ATLÉTICO-PR

Estádio: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 29/08/2009 – 18h30min
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Auxiliares: Márcio Santiago (MG) e Janette Arcanjo (MG)

NÁUTICO: Glédson, Patrick, Márcio, Cláudio Luiz e Michel; Nilson, Derley, Juliano e Aílton; Acosta e Carlinhos Bala. Técnico: Geninho.

ATLÉTICO-PR: Galatto, Manoel, Nei e Chico; Wesley, Fransérgio (Renan), Rafael Miranda, Marcinho e Márcio Azevedo; Wallyson e Alex Mineiro. Técnico: Antônio Lopes.

agosto 29, 2009 Posted by | Atlético-PR, Náutico | , , , , , , , | Deixe um comentário

Náutico vence nos Aflitos e não deixa Goiás assumir liderança do Brasileiro

Após primeiro tempo equilibrado, Alvirrubro sofre pressão, mas garante a vitória em casa e começa bem o segundo turno

Anderson Lessa comemora o gol da vitória do Náutico sobre o Goiás

O Náutico fez um grande favor ao Palmeiras e venceu o Goiás por 2 a 0, nesta quinta-feira, nos Aflitos, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado não livrou o Timbu da zona de rebaixamento, mas impediu que o time esmeraldino tomasse dos paulistas a liderança da competição. Leandro Euzébio, contra, e Anderson Lessa marcaram os gols da partida. O defensor esmeraldino ainda foi expulso nos minutos finais da partida.

Com 21 pontos, a equipe do técnico Geninho agora é a 17ª colocada do Brasileirão. Os goianos, com 35, seguem na terceira colocação da tabela.

Os times voltam a campo no domingo. O Náutico encara o Cruzeiro, no Mineirão, às 18h30m, mesmo horário em que o Goiás recebe o Santos, no Serra Dourada.

Equilíbrio e gol contra

Aos 13 minutos de jogo, após receber passe de Gilmar pela esquerda, Michel chutou de primeira, e a bola quase passou entre as pernas de Harlei, que conseguiu desviar para escanteio. O Goiás ameaçou aos 22. Em cobrança de falta, o zagueiro Rafael Tolói mandou uma bomba de longe e obrigou Gledson a fazer a defesa em dois tempos.

O Timbu respondeu na mesma moeda. Aos 25, Michel cobrou falta com força, e a bola explodiu no travessão do goleiro esmeraldino, que quase desviou para dentro da própria meta, mas conseguiu fazer a defesa. Com a partida equilibrada, aos 33, Júlio César passou para Léo Lima, que pegou de primeira da entrada da área e obrigou Gledson a mostrar reflexo.

Na sequência, Michel acabou recompensado. Após tentar o cruzamento para Gilmar, o lateral viu o zagueiro Leandro Euzébio falhar e marcar um gol contra, aos 34. O segundo do Timbu quase saiu aos 37, em chute forte de Gilmar, de fora da área. Harlei soltou a bola, mas se recuperou a tempo. Os goianos tentaram reagir com chutes de fora da área, mas terminaram a primeira metade da partida em desvantagem.

Pressão goiana não surte efeito

Em busca do empate, o técnico Hélio dos Anjos trocou Fernando por Bruno Meneghel no intervalo. Mas, apesar da disposição dos visitantes, aos 7, Carlinhos Bala fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e passou para Acosta. O segundo gol do Náutico só não saiu porque o atacante chutou muito mal e desperdiçou chance incrível. Em seguida, Gomes tentou surpreender Gledson com um chute colocado de fora da área, mas a bola saiu à esquerda da meta pernambucana. Seguindo o ritmo do primeiro tempo, o Timbu voltou ao ataque aos 10. Gilmar recebeu de Patrick pela direita e chutou forte por cima do gol.

A partida seguiu aberta mas, enquanto o Goiás errava o último passe no ataque, o Náutico pecava nas finalizações. Os donos da casa ainda contaram com uma boa dose de sorte. Aos 19, Ernando recebeu cruzamento na área e, de cabeça, carimbou a trave. Aos 27, Léo Lima cobrou falta, e Gledson espalmou para o travessão. Bruno Meneghel tentou aproveitar o rebote, mas chutou em cima da zaga.
Apesar de toda a pressão goiana, o Náutico pegou os adversários desprevenidos, aos 38. Em contra-ataque puxado por Gilmar pela direita, Leandro Euzébio fez a falta na entrada da área e acabou expulso. Após a cobrança ruim de Michel, os alvirrubros mantiveram a pressão e, aos 42, Anderson Lessa aproveitou o rebote do chute de Sidny e ampliou.

Sem tempo para reagir e vendo a chance de assumir a ponta escapar por entre os dedos, os jogadores do Goiás perderam a cabeça. Aos 44 Gomes interrompeu novo ataque alvirrubro com a mão e também recebeu cartão vermelho. Ao fim da partida, o Timbu comemorou mais um importante passo rumo à permanência na Série A.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 2 X 0 GOIÁS

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)

Data-Hora: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)

Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR/FIFA)

Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Griselildo de Souza Dantas (PB)

Renda e Público:

Cartões Amarelos: Aílton, Asprilla (NAU); Fernando, Vitor, Gomes, Leandro Euzébio, Douglas (GOI)

Cartões Vermelhos: Leandro Euzébio, 38’/2ºT (GOI); Gomes, 45’/2ºT (GOI)

Gols: Leandro Euzébio(contra) 34’/1ºT (1-0), Anderson Lessa 41’/2ºT (2-0),

NÁUTICO: Glédson, Patrick(Sidny, 29’/2ºT), Asprilla, Vágner Silva; Nílson, Derley, Aílton(Anderson Lessa, 31’/2ºT), Michel e Carlinhos Bala; Acosta(Márcio, 18’/2ºT) e Gilmar -Técnico: Geninho.

GOIÁS: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Leandro Euzébio; Vitor(Douglas, 24’/2ºT), Fernando(Bruno Meneghel/intervalo), c, Felipe Menezes, Léo Lima e Julio Cesar(Zé Carlos, 29’/2ºT); Felipe – Técnico: Hélio dos Anjos

agosto 21, 2009 Posted by | Goiás, Náutico | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Goiás busca liderança contra o Náutico

Dependendo dos resultados, Esmealdino pode chegar à ponta. Timbu quer deixar a zona da degola

Náutico e Goiás se enfrentam nos Aflitos (Crédito: LANCEPRESS!)

Náutico e Goiás se enfrentam nos Aflitos

LANCEPRESS!

O Náutico busca se recuperar nesta quinta-feira, contra o Goiás, nos Aflitos, após perder por 2 a 1 na rodada passada. Ainda na zona de rebaixamento, Geninho deve contar com a volta de Gilmar, artilheiro do time com nove gols, que já mostra sinais de recuperação de uma lesão na panturrilha direita.

– Agora, é pensar em vitórias. Temos dez jogos em casa e não podemos ter outros resultados senão somar os três pontos – afirmou o atacante ao site oficial do clube.

Porém, três desfalques estão certos para o Timbu. O meia Juliano e o lateral Anderson Santana, que levaram o terceiro cartão amarelo contra o Avaí, e o volante Rudnei, expulso, cumprirão suspensão automática nesta rodada.

Para a vaga de Anderson Santana, Geninho deve colocar Michel. Nílson deve voltar a atuar como volante no lugar de Rudnei e Aílton ganha outra chance no Náutico no meio-de-campo.


O Goiás sai de casa para tentar mais uma vitória e, quem sabe, chegar à liderança do Campeonato Brasileiro. Na bagagem, a equipe goiana carrega o melhor retrospecto jogando em campos adversários. Até agora, os comandados de Hélio dos Anjos conquistaram cinco vitórias, dois empates e duas derrotas.

Para alcançar a ponta da competição, o Esmeraldino terá o artilheiro Felipe no ataque. O jogador entrou no segundo tempo do jogo contra o Vitória e não sentiu a lesão que havia sofrido na panturrilha e já reune condições de começar como titular. No entanto, seu companheiro de ataque, Iarley, levou o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão automática.

Assim, o técnico Hélio dos Anjos vai manter o 3-6-1 com Felipe no ataque. Além de Iarley, Ramalho também não enfrenta o Náutico por ter sido expulso na partida com o Vitória. A boa notícia é que o zagueiro Rafael Tolói volta após cumprir suspensão. Fernandão ainda não estreia no Goiás. O nome do atacante saiu no BID, mas ele ainda está entrando em forma. O jogador deve fazer sua primeira partida com a camisa do Verdão no próximo domingo, contra o Santos.

O atacante Felipe garante que está recuperado e garante que dará o máximo para sair dos Aflitos com a vitória, mesmo que esteja enfrentando seu ex-clube.

– Tenho carinho muito grande pelo Náutico, mas estou recuperado e pronto para tentar ajudar ao Goiás a buscar mais uma vitória fora de casa – afirma o artilheiro.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO X GOIÁS

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data-Hora: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR/FIFA)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Griselildo de Souza Dantas (PB)

NÁUTICO: Glédson, Patrick, Asprilla, Vagner; Nílson, Derley, Aílton, Michel e Carlinhos Bala; Márcio Barros e Gilmar -Técnico: Geninho.

GOIÁS: Harlei, Rafael Toloi, Ernando e Leandro Euzébio; Vitor, Fernando, Amaral, Felipe Menezes, Léo Lima e Julio Cesar; Felipe – Técnico: Hélio dos Anjos

agosto 20, 2009 Posted by | Goiás, Náutico | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Náutico empata com o Vitória e segue em último

Já o time baiano é o quarto e segue no G4

Náutico e Vitória empatam e vivem situação oposta na tabela(Antonio Carneiro)

Náutico e Vitória empatam e vivem situação oposta na tabela(Antonio Carneiro)

LANCEPRESS!

O Vitória empatou com o Náutico em 1 a 1, nesta quarta-feira, nos Aflitos, com gols de Roger, para o time baiano e Gilmar para os donos da casa. O jogo marcou a estreia do técnico Geninho no comando da equipe pernambucana. Com o resultado o Vitória segue na terceira posição e o Náutico continua na lanterna do Brasileiro.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou com muita correria por parte das duas equipes. E quem abriu o placar foram os visitantes, aos 11 minutos da etapa inicial, a zaga falhou ao tentar cortar o cruzamento e a bola sobrou para Roger que dominou e chutou forte no canto direito do goleiro Eduardo.

Após o gol, o Náutico, que precisava do resultado para se reabilitar no campeonato, tentava imprimir o ritmo de jogo mas errava muitos passes e facilitava o jogo do Vitória, que roubava a bola e saia rápido nos contra-ataques.

O time baiano dominava o jogo e perdeu a oportunidade de ampliar o placar, aos 33 minutos, Leandro Domingues acertou o travessão, após cobrança de escanteio, e aos 38 Roger perdeu uma chance clara de gol, de cabeça, após cobrança de falta.

SEGUNDO TEMPO

O Náutico voltou determinado a virar o resultado do jogo e o técnico Geninho passou a atuar com três atacantes. Aos 11 minutos, Carlinhos Bala chutou de primeira por cima do gol, e por pouco não empatou a partida.

Aos 19 minutos, Anderson lessa sofreu falta de Wallace dentro da área, Gilmar cobrou e empatou a partida.

As duas equipes passaram a explorar a velocidade e perderam muitas chances de gol. Aos 30 minutos, o Vitória quase marcou, Leandro driblou o goleiro mas chutou fraquinho, e a zaga cortou. O Náutico perdeu uma chance de virar o jogo aos 46 minutos com Gladstone chutando por cima do gol.

No próxima domingo o Náutico enfrenta o Barueri, às 18h30, na Arena Barueri, em São Paulo, e o Vitória recebe o Atletico-MG, às 16h, no Barradão.

FICHA TÉCNICA:

NÁUTICO 1 X 1 VITÓRIA

Local: Aflitos, Recife (PE)

Data/Hora: 16/07/09 – 21h

Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP – Fifa)

Auxiliares: Manuel Marcio Bezerra Torres (CE) e Ivaney Alves de Lima (SE)

Renda e Público: 13.178 pagantes – R$ 39,690

Cartões Amarelo: (VIT) Willian(33’/1ºT); (VIT) Wallace(34’/1ºT); (NAU) Anderson Santana (37’/1ºT); (NAU) Carlinhos Bala(46’/1ºT); (NAU) Jonny (10’/2ºT); (VIT) Anderson (17’/2ºT); (VIT) Victor Ramos( 19’/2ºT); (NAU) Aílton(21’/2ºT); (NAU) Gladstone (42’/2ºT)

Cartão Vermelho: (VIT) Wallace(19’/2ºT)

Gols: (VIT) Roger (11’/2ºT); (Nau) Gilmar (19’/2ºT)

NÁUTICO: Eduardo, Vagner, Galiardo, Gladstone, Douglas Silva(Sidny-intervalo); Jonny, Aílton, Carlinhos Bala, Anderson Santana; Márcio Barros (Anderson Lessa-intervalo/ Kuki, 26’/2ºT), Gilmar.

Técnico: Geninho.

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Anderson, Victor Ramos; Carlos Alberto, Leandro Domingues(Bida, 45’/2ºT), Magal, Willian(Jackson, 22’/2ºT) e leandro; Adriano(Gil, 23’/2ºT), Roger.

Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

julho 16, 2009 Posted by | Náutico, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário

Náutico tenta reabilitação contra o Vitória

Clube baiano está de olho na liderança do Brasileirão

LANCEPRESS!

Há seis rodadas o Náutico busca a reabilitação no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, o Timbu terá mais uma chance, contra o Vitória às 21h, nos Aflitos, pela 11ª rodada da competição. Desde o empate com o Fluminense no Recife, no dia 31 de maio, o Alvirrubro não marca pontos. A partir da quinta rodada, o Timbu sofreu com seis derrotas seguidas e hoje ocupa a vice-lanterna com oito pontos.

O Náutico passa por situações complicadas, da diretoria ao time. Parte da torcida está revoltada com o presidente Maurício Cardoso, e a cada jogo, faz um protesto nas arquibancadas. Com a demissão do técnico Márcio Bittencourt, Geninho assume o comando, justamente na véspera da partida.

A equipe alvirrubra foi treinada pelo auxiliar técnico Leivinha, que trabalhou com Geninho no Sport em 2007. O time está formado no 3-5-2, com uma modificação na escalação: o volante Derley, machucado, dará lugar a Nilson.

– Sei que o Náutico está passando por uma situação difícil. Espero ter chegado numa hora que poderei ajudar. Para isso, é primordial vencermos o Vitória, para a equipe voltar a engrenar. A competição é longa e temos chances de subir na tabela – destacou Geninho.

No Vitória, a fase é boa e o clube busca a vitória fora de casa para se aproximar da liderança. O técnico Paulo Cesar Carpegiani terá alguns desfalques para essa partida. O lateral-direito Apodi e o volante Uelliton receberam o terceiro amarelo contra o Santos e estão suspensos. Além deles, o volante Vanderson, expulso contra o Flamengo, foi julgado pelo STJD, pegou gancho de três partidas e também não joga. Para o lugar de Apodi, Adriano foi testado, enquanto Carlos Alberto entra no meio-campo.

Sobre a possibilidade de deixar o Rubro-Negrro baiano, Carpegiani foi taxativo.

– Meu foco é o Vitória e vou ficar até o fim do ano – afirmou o técnico.

FICHA TÉCNICA:

NÁUTICO X VITÓRIA

Local: Aflitos, Recife (PE)
Data/Hora: 16/07/09 – 21h
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP – Fifa)
Auxiliares: Manuel Marcio Bezerra Torres (CE) e Ivaney Alves de Lima (SE)

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vagner e Galiardo; Duglas Maia, Johnny, Nilson, Aílton e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho.

VITÓRIA: Viafara, Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins; Adriano (Nino Paraíba), Magal, Carlos Alberto, Leandro Domingues e Leandro; Roger e William. Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

julho 16, 2009 Posted by | Náutico, Vitória | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter volta a mostrar sua força e é líder isolado

Agora, o Colorado volta a pensar na final da Recopa

Náutico e Inter jogaram essa noite nos Aflitos (Crédito: Antonio Carneiro)

Náutico e Inter jogaram essa noite nos Aflitos

O Internacional mostrou sua força e venceu o Náutico, nos Aflitos, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Nilmar, o Colorado voltou à liderança isolada da competição e agora foca todas as atenções na Recopa. Já o Náutico, que já esteve na ponta da tabela, caiu para a 17ª colocação, entrando na zona de rebaixamento.

Apesar de estar jogando nos Aflitos, quem tomou a iniciativa do jogo foi o Internacional. D’Alessandro tabelou bem com Nilmar, mas o atacante errou o passe final e perdeu grande oportunidade. O Náutico não deixou barato. Em um contra-ataque, Carlinhos Bala foi derrubado de frente para a área. Na cobrança, Anderson Lessa quase marca.

O técnico Marcio Bittencourt armou uma surpresa desagradável para o adversário, colocando o garoto Nilson para marcar a peça de articulação colorada: o meia D’Alessandro. A estratégia deu certo e, pelo menos, no início, o Timbu conseguiu anular essa jogada.

Aos 21 minutos, Carlinhos Bala driblou dois jogadores do Inter e chutou forte, mas o goleiro Lauro fez bem a defesa. Com sua principal jogador de articulação anulado, o time de Tite passou a explorar o lado esquerdo de ataque. No entanto, a ideia não foi tão acertada, já que Kleber errava quase todos os lances que tentava.

Depois de ficar muito tempo atrás, o Inter conseguiu fazer sua primeira jogada de perigo. Num contra-ataque, D’Alessandro tabelou com Nilmar, que saiu de cara para o gol. Quando o atacante ia finalizar, Galiardo o derrubou dentro da área. Na cobrança de D’Alessandro, o goleiro Eduardo escolheu o canto certo e defendeu o chute, impedindo que o Inter abrisse o placar.

Mesmo perdendo a penalidade máxima, o Inter ganhou moral e passou a tomar conta da partida. Aos 39 minutos, em outra boa triangulação, a bola sobrou limpa para Kleber, que chutou à esquerda do goleiro pernambucano. Assim, o nervosismo do Inter passou para o lado do Náutico, que errava vários passes, pouco antes do final da primeira etapa.

Na volta para o Segundo tempo, o Náutico veio um pouco mais organizado do que no final do primeiro. Aos 2 minutos, Galiardo chegou bem pela linha de fundo, cruzou, mas a zaga do Inter conseguiu rifar a bola. Cinco minutos depois, Carlinhos Bala se livrou de dois adversários e tocou para Galiardo, que deu um chute forte para a defesa de Lauro.

Aos 20, Galiardo deixou Carlinho Bala sozinho com o goleiro, mas o jogador chegou um pouco atrasado e perdeu a boa chance. Vendo que D’Alessandro era dominado, o técnico Tite colocou Alecsandro e Andrezinho nos lugares de Taison e D’Alessandro, respectivamente. E a mudança deu certo.

Após cruzamento de Andrezinho, Nilmar resvalou e abriu o placar para o Inter. Não parou por aí. Nilmar, novamente, recebeu em posição irregular dentro da área e só teve o trabalho de deslocar o goleiro: Inter 2 a 0.

Na próxima rodada, o Náutico pega o Palmeiras, no Palestra Itália. Já o Inter enfrenta o Furacão, na Arena da Baixada.


FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 0 X 2 INTERNACIONAL

Local: Aflitos, em Recife (PE)
Data-Hora: 5/7/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Marcelo Braz Mariano (RJ) e Lorival Candido das Flores (RJ)
Renda e Público: R$ 35.720,00 / 12.292 pagantes

Cartões Amarelos: Galiardo, Johnny, Eduardo Ere (NAU); Danny Morais, Nilmar (INT)
Cartões Vermelhos: Asprilla, 2’/1ºT (NAU)
Gols: Nilmar 25’/2ºT (0-1), Nilmar 32’/2ºT (0-2)


NÁUTICO: Eduardo, Juliano, Vágner, Asprilla e Anderson Santana; Johnny(Eduardo Ere/Intervalo), Galiardo, Nilson e Carlinhos Bala; Gilmar e Anderson Lessa(Ailton, 18’/2ºT) – Técnico: Márcio Bittencourt.

INTERNACIONAL: Lauro, Bolívar, Indio, Danny Morais e Kleber; Glaydson, Magrão, Guiñazú e D’Alessandro(Andrezinho, 23/2ºT); Taison(Alecsandro, 23/2ºT) e Nilmar(Bolaños, 37’/2ºT) – Técnico: Tite.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 5, 2009 Posted by | Internacional, Náutico | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Palmeiras visita o atento Náutico, nos Aflitos

Roberto Fernandes está de olho na escalação de Luxemburgo. Vitória pode trazer a ponta para o Pameiras

Náutico e Palmeiras têm tudo para transformarem o jogo deste domingo num clássico eletrizante pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. De um lado, o Alvirrubro que ocupa a 13ª posição da tabela de classificação com 29 pontos, lutando para ficar longe da zona de rebaixamento e conseguir uma das vagas para a Copa Sul-Americana.

No Campeonato Brasileiro, qualquer deslize pode ser crucial para por em cheque a batalha pelo título nacional. Com este pensamento, o Palmeiras vai a Recife, neste domingo, enfrentar o Náutico, pela 27ª rodada da competição. Com um olho no peixe e outro no gato, o Verdão conta com alguns tropeços para assumir a liderança do torneio

Em Recife, o Náutico não costuma dar mole para o time Alviverde. Neste século, o Palmeiras só conseguiu uma vitória em cima do Timbu, em cinco jogos realizados pelo Brasileiro. Foi no dia 7 de julho de 2007. No resto das partidas, foram só derrotas. Mas o Verdão melhorou sua postura longe dos gramados palestrinos, e isso pode contribuir para que os paulistas comecem a mudar essa marca.

Já em Porto Alegre, as energias serão intensas para a partida do Beira-Rio, no clássico entre Grêmio e Internacional. Se o Palmeiras secar e o tropeço do líder Grêmio acontecer, o time paulista fica mais perto ainda da liderança, e dependerá apenas dele mesmo para assumir o topo.

Com Kléber e Léo Lima liberados pelo STJD, o time de Vanderlei Luxemburgo estará completo nesta partida. O sistema defensivo, responsável por fazer o time não tomar gols há quatro jogos, deve contar novamente com o “zagueiro” Martinez. Dessa forma, o time deve entrar no 3-5-2, usado com mais freqüência nessas últimas rodadas.

Para esta partida, mais uma vez o treinador alvirrubro Roberto Fernandes escondeu o time e fez treinos secretos na última sexta-feira, mas a julgar pelos últimos jogos, o Náutico deverá apostar no esquema 3-5-2, mas com algumas mudanças no time. Os volantes Alceu e Derley estão suspensos e Ticão e Hamilton voltam à equipe.

– A derrota para o Atlético-MG na última rodada nos obrigou a vencermos o Palmeiras e o Flamengo aqui nos Aflitos. Um time que está na ponta da tabela e tem um treinador como Luxemburgo, merece uma atenção especial de nossa parte, e com certeza ficaremos mais ligados – reconheceu o lateral Ruy.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO X PALMEIRAS

Estádio: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 28/9/2008 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Alexandre Antonio Pruinelli Kleiniche (RS) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)

NÁUTICO: Eduardo, Vágner, Adriano e Everaldo; Ruy, Ticão, Hamilton, Valdeir e Alessandro; Clodoaldo e Kuki. Técnico: Roberto Fernandes.

PALMEIRAS: Marcos; Gustavo, Gladstone e Martinez; Élder Granja, Sandro Silva, Léo Lima, Diego Souza e Leandro; Kléber e Alex Mineiro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

setembro 28, 2008 Posted by | Náutico, Palmeiras | , , , , | Deixe um comentário