Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Timão e Galo duelam no Pacaembu para evitar aumento de pressão

Jogo é crucial para as pretensões de ambos. Tropeço pode tirar o Atlético-MG do G-4. Corinthians quer fim do incômodo jejum

Quem pode mais? Dentinho, do Corinthians, ou Diego Tardelli, do Atlético-MG?

Chegou a última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. E o jogo deste domingo, entre Corinthians e Atlético-MG, às 16h, no estádio do Pacaembu, pode dar um início de segunda parte da competição mais tranquilo ou turbulento para um deles. É claro que a situação dos mineiros é melhor, mas a mudança pode ser drástica.

A equipe comandada por Celso Roth foi líder por várias rodadas e atualmente está na terceira colocação, mas tem chance de disputar a primeira posição com o Palmeiras e com o Internacional. Porém, um tropeço diante do Corinthians, aliado a vitórias de três rivais diretos (Goiás, Internacional e São Paulo podem passar), colocaria o Galo fora do G-4, mas com um jogo a menos.

– A nossa equipe é capacitada, bem treinada, com jogadores de qualidade. Contra o Palmeiras, qualquer um poderia ter vencido. Atingimos um nível muito alto para quem quer ser campeão brasileiro. O objetivo é o título e estamos focados. Sabemos que não é fácil – disse o meia Júnior.

No Corinthians, o momento é mais complicado. A equipe do técnico Mano Menezes não vence há cinco rodadas no Brasileirão. Perdeu de Palmeiras, Náutico e Flamengo e empatou com Santo André e Avaí recentemente. Caiu da quarta colocação para a 11ª, com 25 pontos. E mais: anotou apenas um gol nesse período – Chicão, de pênalti.

– Neste momento, o Corinthians não está na briga pelo título. Foi o que eu disse depois da derrota para o Flamengo. Existem equipes melhores posicionadas para estar nessa disputa. Nós ainda precisamos melhorar bastante para voltar à briga – comentou o técnico Mano Menezes, que segue sem Ronaldo, principal estrela do Timão.

A Rede Globo transmite ao vivo para Minas Gerais. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país. O GLOBOESPORTE.COM detalha todos os lances em Tempo Real.

As equipes

Mano Menezes ainda não pode contar com Ronaldo, que retirou esta semana os pontos que levou após cirurgia na mão esquerda. Segue sem Alessandro para a lateral direita e também não tem Souza para compor o ataque. Ambos estão com problema no joelho direito. O jeito, então, é improvisar e tentar soluções para voltar a vencer.

E foi essa a saída do treinador. Na lateral direita, sacou Diogo, por opção, e colocou o volante Jucilei. Na esquerda, o jovem Bruno Bertucci saiu para que o zagueiro Diego atue na posição. No meio-campo, Edu deve fazer a função de primeiro homem, Elias segue como segundo e Boquita aparece como armador.

Na frente, o esquema com três atacantes não vai mudar. Jorge Henrique volta após cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo e forma o setor ofensivo ao lado de Henrique e Dentinho. No gol, Felipe, e no miolo de zaga, o de sempre: Chicão e William. Outra novidade pode ser a presença de Morais no banco de reservas.

– É uma formação que nos permite variações, como jogar com três zagueiros ou com linha de quatro. Nesse momento que estamos precisamos de segurança defensiva, mas sem abrir mão de sermos ofensivos – comentou o comandante do Corinthians.

Roth monta o Galo com três zagueiros, e Tardelli volta

Cheio de desfalques para a partida, o técnico do Atlético-MG, Celso Roth, cria alternativas para montar o time. No treino desta sexta-feira, na Cidade do Galo, ele escalou a equipe no 3-5-2. Thiago Cardoso, de 18 anos, formará a zaga com Werley e Alex Bruno.

Roth não tem nove jogadores, seis deles titulares. O zagueiro Welton Felipe e os volantes Jonílson e Serginho estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. A lista do departamento médico é mais extensa. O volante Márcio Araújo, o goleiro Aranha, o meia Evandro e o atacante Alessandro, machucados, também estão fora. Além deles, o volante Carlos Alberto e o meia Wellington Saci, que pertencem ao clube paulista, não entrarão em campo por contrato de empréstimo.

O meio-campo é o setor mais afetado. Renan é o único volante titular à disposição. Por isso, o treinador teve de repensar o esquema. Tchô está confirmado no setor ao lado de Júnior. Nas alas, Marcos Rocha e Thiago Feltri são os escolhidos. O goleiro Bruno, de 21 anos, continua como titular.

A bota notícia fica por conta do atacante Diego Tardelli. Vice-artilheiro do Brasileirão, com nove gols, ele retorna da seleção brasileira depois de participar do amistoso contra o Estônia, na última quarta. A motivação para enfrentar o Corinthians está elevada.

– São vários desfalques, mas temos jogadores cheios de vontade e com espírito de grupo. É um adversário difícil e que talvez não esteja tão motivado por ter conquistado a Copa do Brasil e garantido vaga na Libertadores, mas a gente tem a obrigação de vencer e chegar entre os quatro primeiros. Temos que pensar assim para vencer um Corinthians difícil – afirmou.

O atacante colombiano Rentería foi relacionado pela primeira vez e tem chances de estrear na capital paulista.

agosto 16, 2009 Posted by | Atlético-MG, Corinthians | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Morais e Marcelo Oliveira voltam a treinar e podem encarar o Atlético-MG

Meia está recuperado de lesão no joelho direito, e volante/lateral está pronto após problema muscular na coxa esquerda. Balbuena também treina

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Morais jogou contra o Ramalhão em 29 de julho

O técnico Mano Menezes ganhou dois reforços no treinamento desta terça-feira, no Parque Ecológico do Tietê. Recuperados de lesão, o meia Morais e o volante/lateral Marcelo Oliveira voltaram a treinar com o restante do elenco do Corinthians e estão à disposição para o jogo de domingo, contra o Atlético-MG, no estádio do Pacaembu.

Oliveira está fora desde o clássico com o São Paulo, no dia 21 de junho, no Pacaembu. Naquele jogo, o atleta sentiu a coxa esquerda e saiu ainda no primeiro tempo da vitória por 3 a 1. De lá para cá, ele chegou até a ser negociado com o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, mas o Timão desistiu da venda depois da saída de André Santos.

Volante de origem, Marcelo Oliveira chegou a atuar na final da Copa do Brasil, contra o Internacional, no Pacaembu, de lateral-esquerdo. Foi bem, agradou Mano Menezes e virou opção. Principalmente agora que André Santos não está mais no elenco e o jovem Bruno Bertucci não tem ido bem nas últimas rodadas. No treinamento desta tarde, o atleta já trabalhou com os demais jogadores.

Morais, por sua vez, não joga desde a partida contra o Santo André, no dia 29 de julho. Naquele empate por 1 a 1, o camisa 11 do Alvinegro sentiu problema no joelho direito e ficou fora das últimas três partidas. Com o seu retorno, Mano Menezes volta a ter uma opção a mais para o deficiente setor de criação da equipe. Nesta terça-feira, ele correu em volta do gramado.

O paraguaio Balbuena, apresentado oficialmente na última segunda-feira, também começou a treinar com o restante do elenco nesta terça. Ele já havia trabalhado na academia do Corinthians na semana passada e agora aguarda regularização na CBF para ficar à disposição.

Recentemente, além do ataque, a armação tem sido uma das principais preocupações do treinador. O Timão não vence há cinco partidas no Brasileirão, com três derrotas e dois empates. Nesse período, a equipe caiu da quarta para a 11ª colocação.

agosto 11, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , | Deixe um comentário

Verdão quer definir primeira colocação para mudar o foco para o Sport

Se vencer o São Paulo no sábado, Palmeiras já garante a vantagem

Ampliar Foto Marcelo Prado/Globo Esporte Marcelo Prado/Globo Esporte

Keirrison sobre garantir liderança do Paulista: ‘Quanto mais cedo, melhor’

A rodada de meio de semana foi ótima para o Palmeiras. Com o surpreendente empate do Corinthians com a Ponte Preta por 2 a 2, no estádio do Pacaembu, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo depende somente de mais uma vitória para garantir matematicamente a primeira colocação na tabela e assim, levar vantagem nos duelos da fase semifinal.

Por isso, a ordem é definir essa questão no clássico contra o São Paulo. Porque depois, o time teria 11 dias para pensar exclusivamente no duelo contra o Sport, pela Taça Libertadores da América. Nessa competição, o time faz péssima campanha, ocupa a lanterna do seu grupo e precisará vencer no Recife para manter vivo o sonho da classificação.

– É importante a gente definir a primeira colocação logo para depois pensarmos apenas no Sport – decretou o meia Cleiton Xavier, um dos jogadores que deu entrevista na tarde desta quinta-feira.

O atacante Keirrison seguiu pela mesma linha de raciocínio.

– Quanto mais cedo garantirmos a classificação, melhor para a gente. Agora, temos de esquecer o Sport porque temos um clássico muito difícil contra o São Paulo. E teremos de entrar muito concentrados, porque ganhar do São Paulo, no Morumbi, não é nada fácil.

O atacante diz que o Palmeiras está preparado para fazer uma grande partida.

– Estamos crescendo na hora certa. O time vem disputando boas partidas. Um clássico é totalmente diferente. É o jogo que todo mundo gosta de jogar.

window.google_render_ad();

março 27, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians x Santos: restam pouco mais de 4 mil ingressos para o duelo alvinegro

Venda continua nesta quinta, das 11h às 17h, em sete pontos de venda

Ampliar Foto Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Desde segunda-feira, a movimentação é intensa nas bilheterias do Parque São Jorge

A venda de ingressos para o clássico de domingo, às 16h, entre Corinthians e Santos, no estádio do Pacaembu, pela 15ª rodada do Paulistão continua intensa. Nesta quarta-feira, as bilheterias fecharam com 30.300 bilhetes comercializados.

Portanto, das 34.500 entradas colocadas à disposição do torcedor restam apenas 4.200. Como os ingressos dos setores mais populares estão esgotados desde terça-feira, quem quiser assistir ao jogo terá de investir mais.

Ainda restam lugares para: cadeira especial laranja (R$ 70 inteira/R$ 35 meia), numerada descoberta (R$ 100 inteira/R$ 50 meia) e Área Vip Corinthians (R$ 150 inteira/R$ 75 meia). Arquibancadas e tobogã já não têm mais entradas.

A comercialização da carga restante continua nesta quinta-feira, das 11h às 17h, nos seguintes pontos de venda: Pacaembu, Canindé, Parque São Jorge, Bruno José Daniel (Santo André), Ginásio do Ibirapuera, Ginásio José Corrêa (Barueri) e Pitta Sports (Rua Silva Bueno, 1.156, no Ipiranga).

março 18, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Duelo noturno aumenta chances de Ronaldo ser titular no Timão

Mano Menezes vai considerar horário da partida no momento de decidir a escalação do Fenômeno como titular, ou não, diante do São Caetano

Ampliar Foto Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM Marcos Ribolli/GLOBOESPORTE.COM

Mano Menezes não descarta iniciar a próxima partida com Ronaldo de titular

O técnico Mano Menezes não confirmou Ronaldo como titular do Corinthians na partida desta quarta-feira, contra o São Caetano, no estádio do Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista. Mas também não afirmou que ele começa o duelo no banco de reservas. Apesar do mistério, o Fenômeno já tem condições de atuar por 45 minutos ou mais, e o fato de a partida ser às 21h50m pode definir sua entrada desde o início.
– Dentro do processo evolutivo, ele já tem condições de atuar 45 minutos, mas ainda não decidi se vamos iniciar com o Ronaldo ou se vamos continuar com o mesmo expediente dos dois jogos anteriores – falou o comandante do Timão, que colocou o craque por 27 minutos em Itumbiara e por 31 no clássico contra o Palmeiras.

Embora não queira dar certeza sobre qual será a postura em relação ao atacante para esta quarta-feira, o discurso de Mano Menezes contém alguns indícios de que Ronaldo pode começar como titular. Sem o forte sol de Presidente Prudente e com os termômetros longe dos 40 graus, aumentam as chances do craque ser titular.
– A questão de começar ou não jogando tem a ver com a estratégia que você pensa utilizar. No domingo passado, seria uma estratégia muito ruim iniciar com o Ronaldo por conta do calor. Já um jogo à noite pode criar uma situação que vou levar em consideração, assim como a parte técnica – acrescentou Mano.

março 11, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Na estreia do garoto Neymar, Santos derrota o Oeste e se consolida no G-4

Roni e Madson foram os heróis da vitória no estádio do Pacaembu

Sem inspiração, mas com muita vontade, o Santos conquistou sua sétima vitória no Campeonato Paulista neste sábado.

Com um gol do atacante Roni, aos 20min do segundo tempo, e outro de Madson, no fim do jogo, o Peixe venceu o Oeste de Itápolis por 2 a 1, no estádio do Pacaembu, e ratificou sua condição entre as melhores equipes do Campeonato Paulista . Já o time do Interior, que estreou o técnico Luciano Dias, completou o seu sexto jogo sem vitória na competição.

Com a vitória, o Peixe alcançou o São Paulo na tabela de classificação. Ambas as equipes têm 23 pontos. Mas o time do Morumbi leva vantagem nos critérios de desempate. Já o Oeste estacionou nos 11 pontos.

Confira a classificação do Campeonato Paulista

Quem esperava ver o Santos atacando e Oeste apenas se defendendo no início da partida, se surpreendeu com a postura do time de Itápolis, que resolveu encarar o Peixe de igual para igual. A partida no estádio do Pacaembu começou em altíssima velocidade.

Para mostrar o equilíbrio inicial, cada time teve uma grande chance nos primeiro cinco minutos. Primeiro foi o Santos que, aos 4min, chegou com Roni. Ele recebeu cruzamento de Luizinho da direita e, de pé direito, exigiu bela defesa de Weverton. Na sequência do lance, o Oeste saiu para o contra-ataque e pegou a defesa do Peixe exposta. Nei Paraíba arrancou pela direita, invadiu a área e rolou para Caíque que, cara a cara com Fábio Costa, dominou errado e permitiu o corte salvador de Fabiano Eller. Nesse lance, o Santos perdeu Adaílton, machucado.

O técnico Vagner Mancini, então, resolveu mudar o esquema tático, saindo do 3-5-2 para o 4-4-2 com a entrada do volante Germano. O Oeste voltou a assustar aos 8min, quando Mazinho fez jogada individual e, na hora do chute, foi travado por Fabiano Eller.

O Santos sofria para escapar da marcação adversária. O time de Itápolis, quando não tinha a bola dominada, se defendia com até nove homens e congestionava o meio-campo. O Peixe, então, abriu o jogo pelas pontas. Aos 17min, Germano cruzou da esquerda, a bola desviou em Mazinho e quase enganou Weverton, que conseguiu espalmar. Sete minutos depois, Madson cruzou da esquerda e Molina cabeceou à esquerda do gol adversário, com muito perigo.

Nas arquibancadas, a torcida santista fazia sua parte e não parava de gritar um só instante. O time lutava em campo, mas faltava inspiração. Como a bola não chegava, Roni praticamente não pegava na bola. Madson tentava compensar com muita vontade. Foi dele, aos 43min, o último lance de perigo do primeiro tempo. O camisa 10 santista chutou cruzado pela direita e Weverton fez firme defesa.

Etapa complementar

Na etapa complementar, o panorama da partida não se modificou. O Santos buscava o ataque, tinha volume de jogo, mas não conseguia criar jogadas de perigo. E o Oeste seguia satisfeitíssimo com o empate. O primeiro lance de perigo veio aos 9min, com Molina, em cobrança de falta. Weverton defendeu.

Dois minutos depois, a torcida santista perdeu a paciência com o fraco futebol apresentado pela equipe e começou a gritar o nome do garoto Neymar, que estava no banco de reservas. E o técnico Vagner Mancini resolveu atender. Aos 14min, a maior promessa das categorias de base do Peixe, que acabou de renovar o seu contrato até 2014, entrou no lugar de Molina.

Dois minutos depois, o garoto levou o estádio do Pacaembu ao delírio. Ele desceu pela direita, fintou seu marcador e, ao tentar cruzar, mandou direto para o gol. A bola encobriu o goleiro Weverton e acertou o travessão.

Aos 20min, finalmente saiu o gol. Roni dominou na direita e tentou tocar tabelar com Madson. O zagueiro Adriano afastou errado para trás e o próprio Roni avançou e, dentro da área, disparou uma bomba, de pé direito, no canto direito de Weverton. A bola bateu na trave antes de entrar. Na comemoração, o camisa 9 fez questão de ir ao banco de reservas e abraçar Molina.

Com a vantagem no marcador, o Santos se tranquilizou em campo. No Oeste, o técnico Luciano Dias partiu para o tudo ou nada e colocou mais dois atacantes em campo. De nada adiantou. O Peixe foi consistente atrás e, nos contra-ataques, ainda buscou o segundo gol. Aos 35min, Neymar deu passe açucarado para Triguinho que, dentro da área, bateu à esquerda de Weverton. Aos 44min, veio o segundo gol. E foi um golaço: Madson, o melhor em campo, disparou uma bomba de fora da área e mandou no ângulo direito de Weverton.

Já nos descontos, Dezinho fez o gol de honra do time de Itápolis. Mas nada que estragasse a festa da torcida santista no Pacaembu.

Ficha técnica:

OESTE 1 x 2 SANTOS
Weverton; Dedê, Dezinho, Adriano e Mazinho; Dias, Athos (Luizinho), Vander (Mirandinha) e Dionísio; Nei Paraíba e Caíque (Leandro Love). Fábio Costa; Domingos, Adaílton (Germano) e Fabiano Eller; Luizinho (Pará), Roberto Brum, Rodrigo Souto, Madson, Molina (Neymar) e Triguinho; Roni.
Técnico: Vagner Mancini. Técnico: Luciano Dias.
Gols: Roni, aos 20min, Madson, aos 44 min e Dezinho, aos 46min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Dionísio (Oeste); Roberto Brum (Santos).
Estádio: Pacaembu. Data: 07/03/2009. Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri (SP). Auxiliares: Sérvio Antonio Bucioli (SP) e Márcio D’Ávila Tragante (SP).

março 7, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário