Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Internacional empata no jogo de líderes do Gauchão

Colorado ficou no 0 a 0 com o Ypiranga, em Erechim

Taison quase fez a diferença outra vezTaison quase fez a diferença outra vez (Crédito: Vipcomm)

LANCEPRESS!

O Internacional ficou no empate contra o Ypiranga, na noite dessa quarta-feira, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, no confronto envolvendo as duas melhores campanhas da competição. Com o resultado, o Colorado garante a primeira colocação do Grupo 1 do Campeonato Gaúcho. O Ypiranga também permanece na liderança, só que do Grupo 2.

Jogando com time misto, a equipe do Inter teve a iniciativa do jogo desde o começo. Logo aos seis minutos, o goleiro Marcelo Pittol errou na reposição de bola e largou nos pés de Andrezinho, que ficou livre para marcar. De frente para o gol, acabou chutando na trave.

O colorado seguiu pressionando e com mais volume de jogo, mas sem perigo ao adversário. As principais jogadas coloradas foram chutes de fora da área. Dois deles foram de bolas paradas. Alex cobrou duas faltas da intermediária, uma aos 22 minutos do primeiro tempo e outra aos 31, e ambas levaram perigo para Marcelo Pitto, que teve dificuldade para fazer as defesas.

A melhor chance do Ypiranga foi aos 38 minutos da primeira etapa, em um chute forte da entrada da área de Sharlei, depois de um bate rebate. Antes do fim do primeiro tempo, Marcelo Cordeiro teve, ainda, duas chances claras para marcar, mas terminou assim.

No segundo tempo, as duas equipes voltaram mais lentas e o jogo esfriou um pouco. Mesmo assim, o Inter seguiu criando. Walter teve uma chance de marcar aos três minutos, mas na hora do chute acabou pegando mal e colocando à direita do gol de Marcelo Pittol. O Ypiranga tentou responder aos oito minutos, mas Lauro fez grande defesa no chute de Michel.

A torcida pediu e Tite atendeu: Taison foi para o jogo e quase marcou na sua primeira chance. Ele recebeu bola de Andrezinho, limpou o zagueiro e adiantou demais, perdendo o controle da bola.

Até o final da partida, as jogadas se concentraram no meio campo.
Tanto o Inter quanto Ypiranga reduziram as oportunidades de gol e passaram a criar menos. Nitidamente querendo segurar o resultado, o técnico da equipe de Erechim fez duas substituições aos 44 minutos do segundo tempo e conseguiu garantir um ponto dentro de casa contra o Internacional, que tem o melhor aproveitamento da competição.

FICHA TÉCNICA
YPIRANGA 0 X 0 INTERNACIONAL

Data/horário: 11/02/09 às 22h (de Brasília)
Local: Estádio Colosso da Lagoa – Erechim (RS)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves de Lima
Auxiliares: João Lúcio de Souza Júnior e Júlio César dos Santos
Cartões amarelos: Alex (21/1T), Marquinhos (40/1T) e Marcelo Pittol (45/1T) para o Ypiranga; Álvaro (39/1T) para o Inter.

Ypiranga – Marcelo Pittol; João Rodrigo, Alex, Fábio e André Luís; Pavão, Marquinhos, Marcelo Muller e Michel (Pito 44/2T); Sharlei (Tomas 44/2T) e Guto (Japa 32/2T). Técnico Tonho Gil. Último

Internacional – Lauro; Arílton (Danilo Silva 38/2T), Danny Morais, Álvaro e Kleber; Maycon (Giuliano 38/2T), Glaydson, Marcelo Cordeiro e Andrezinho; Alex e Walter (Taison 17/2T). Técnico Tite.

fevereiro 12, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | 1 Comentário

Advogado prepara defesa dos meias D’Alessandro, Alex e do Inter

Jogadores serão julgados no TJD/RS por expulsões contra o São José. Colarado pode perder mandos de campo

Ampliar Foto Lucas Uebel/VIPCOMM Lucas Uebel/VIPCOMM

Entrevista de Alex será usada pela defesa

A próxima quarta-feira será decisiva para o Internacional fora de campo. Os meias D’Alessandro e Alex serão julgados no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul pelas expulsões na vitória sobre o São José, no domingo passado. Ambos foram denunciados no artigo 253, agressão física. A pena prevista para Alex é de 120 a 540 dias de suspensão, e a de D’Alessandro, de 60 a 270. A denúncia do argentino é combinada com o artigo 157, inciso II (tentativa de agressão). Se forem punidos, os dois podem ficar fora do primeiro Gre-Nal de 2009, marcado para o próximo dia 8 , no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim.

O Inter também vai a julgamento. O clube pode ser punido devido aos objetos atirados no gramado pela sua torcida na expulsão de Alex. A pena é multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil e perda do mando de campo de um a dez jogos.

Responsável pela defesa do atletas, o advogado Rogério Pastl pretende utilizar a entrevista de Alex para a imprensa logo que deixou o campo depois de receber o cartão vermelho do árbitro Ânderson Daronco.

– Ele disse que foi uma questão interpretativa, pois estava tentando reiniciar a partida rapidamente após uma falta, e o jogador do São José se intrometeu. A gente fica um pouco perplexo com a justificativa dada pela Procuradoria de agressão – comentou o advogado, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Pastl vai usar as imagens da televisão para tentar absolver D’Alessandro.

– O jogador do São José agarra pelas costas e ele tenta se desvencilhar para retomar o contra-ataque que até resultou no gol do Inter. Acho que, entre os três julgamentos, é o mais provável que seja absolvido – opinou.

janeiro 30, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário