Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Tite fecha treino no Beira-Rio

Inter tem duas ausências para jogo contra o Corinthians, nesta quarta-feira

Ampliar Foto Lucas Uebel/VIPCOMM Lucas Uebel/VIPCOMM

Tite tem dois desfalques para quarta-feira

O técnico Tite fechou o treino do Inter na tarde desta terça-feira. O trabalho, preparatório ao jogo contra o Corinthians, nesta quarta, no Beira-Rio, foi vetado para imprensa e torcedores. A equipe colorada tem dois desfalques para a partida – o lateral-esquerdo Kleber, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o atacante Taison, expulso na vitória de 2 a 0 sobre o Santo André.

Marcelo Cordeiro entra no flanco esquerdo, com o equatoriano Bolaños ao lado de Alecsandro no ataque. Índio e Magrão, lesionados, e D’Alessandro, suspenso, também estão fora. O time colorado vai a campo com Lauro, Danilo Silva, Bolívar, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Sandro, Guiñazu, Giuliano e Andrezinho; Bolanõs e Alecsandro.

O Inter entra na rodada na terceira colocação, com 33 pontos. Porém, tem duas rodadas a menos do que a maioria dos concorrentes.

agosto 18, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Alecsandro se machuca e deixa o treino. Médico tranquiliza a comissão técnica

Atacante acredita que irá se recuperar a tempo de enfrentar o Santo André

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Alecsandro sai amparado do treino

No treino do Inter na tarde desta quinta-feira, no Beira-Rio, uma cena causou preocupação. Alecsandro se chocou com um adversário e levou a pior. Após bater joelho contra joelho, o centroavante ficou caído no gramado durante alguns minutos. Depois de ser atendido,  deixou o treino.

O jogador precisou ser amparado pelo médico Luiz Crescente e pelo massagista Banhinha para sair do campo. Bolaños assumiu o lugar de Alecsandro no ataque do time principal.

O diagnóstico final sobre a situação de Alecsandro só sairá após novo exame, na manhã desta sexta. Mas o médico Luciano Ramires demonstrou otimismo após avaliar  o jogador.
– A pancada no joelho do Alecsandro foi relativamente simples. Ele não deve ser problema para viajar e jogar com o Santo André – disse o médico, referindo-se ao confronto deste sábado, às 18h30, em São Paulo.

O jogador também se mostrou confiante.

– Estou otimista. Foi só uma pancada mesmo, não afetou ligamentos. Fiz testes dentro do vestiário, fiquei de pé só numa perna. Está um pouco inchado, mas não vai atrapalhar – analisou.

agosto 14, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , | Deixe um comentário

Inter goleia o Sport no retorno de D’Alessandro

Argentino marca e Colorado não tem dificuldades para bater a equipe pernambucana

Andrezinho mais uma vez substituiu D’Alessandro no Colorado (Crédito: VIPCOMM)

Andrezinho mais uma vez substituiu D'Alessandro no Colorado

LANCEPRESS!

O Internacional derrotou o lanterna do Brasileiro, o Sport, por 3 a 0, na noite desta segunda-feira, no Beira-Rio, e manteve uma rotina: mesmo atravessando período de crise, é a única das 20 equipes que frequentou o G4 em todas as rodadas. Está em quarto com 30 pontos e com dois jogos a menos.

Os gols foram marcados por Giuliano, Sandro e D’Alessandro, que voltou depois de um afastamento de 16 dias e atuou por pouco mais de dez minutos.

O Inter impôs um domínio quase completo no primeiro tempo, mas só chegou ao gol aos 43 minutos. Pela dedicada marcação do Sport, mas também pela pouca vocação do time colorado para os arremates – é a equipe da Série A que menos conclui a gol.

Assim, a melhor virtude exibida pelo Inter foi o sentido de marcação integral, que, se não sufocou o Sport, também não lhe permitiu gostar do jogo. Ela começava com Taison e Alecsandro lá na frente. Giuliano, como um ala, ou ponta, fechava o lado direito, algo que não tinha com Magrão no meio-de-campo.

Apesar do controle, o Inter deu seu primeiro chute a gol só aos 11: rápida infiltração de Taison, com chute forte, mas onde estava o goleiro. Aos 21, o gol não saiu por excesso de troca de passes na grande área.

A todas essas, o Sport só se defendia. Apenas aos 25 fez sua primeira incursão à grande área adversária. E, com bons apoios de Élder Granja e Dutra, conseguiu exigir esforços da defesa colorada pelo menos até os 35 minutos. Mas sem arrematar a gol.

Até que, aos 43, Kléber fez um lançamento brilhante, em diagonal, para Giuliano, que entrava pela direita. Giuliano cortou Renan e, com o pé esquerdo, bateu cruzado. Uma vantagem justa.

O domínio continuou total no segundo tempo, com a diferença de que o gol saiu cedo: aos 5, quatro minutos depois de Alecsandro perder uma chance incrível, Sandro marcou com estilo, pegando rebote com um lindo voleio.

Essa etapa marcou também a tentativa comovente de Taison de encerrar a má fase. Aos 16, ele concluiu grande lance de Giuliano, mas a zaga tirou em cima da linha. Aos 18, livre diante de Magrão, chutou forte, mas o goleiro fez milagre. Aos 32, ele chutou forte da esquerda e o goleiro segurou firme.

Aos 33, num jogo que se tornou monótono, o Beira-Rio rugiu de alegria. D’Alessandro voltou, depois 16 dias de isolamento. O argentino recebeu um beijo de Tite, substituiu Andrezinho e foi extremamente feliz: aos 40, fez seu primeiro gol de pé direito com a camisa do Inter – com uma ajudinha de Magrão, que resvalou no momento de se atirar. Inter 3 a 0.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X SPORT

Estádio: Beira-Rio (Porto Alegre, RS)
Data/Hora: 10/08/2009 – 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spínola Filho (SP)
Auxiliares: Emerson Carvalho (SP) e José Pontarolo (PR)
Renda e público: R$ 215.210,00 e 16.650 (público total)
Cartão amarelo: Indio (I), Renan, Dutra (S)

GOLS: Giuliano 43′ do primeiro tempo; Sandro 5′ do segundo do tempo e D’Alessandro aos 40′.

INTERNACIONAL: Lauro, Bolívar, Indio (Danilo, intervalo), Danny Morais e Kleber; Sandro, Guiñazú, Giuliano e Andrezinho (D’Alessandro 33’/2T); Taison (Marcelo Cordeiro 44’/2T) e Alecsandro. Técnico: Tite.

SPORT: Magrão, Juliano, Igor e Renan; Elder Granja, Hamilton, Sandro Goiano, Fumagalli (Luciano Henrique 19’/2T) e Dutra; Ciro (Eduardo 19’/2T) e Wilson. Técnico: Péricles Chamusca.

agosto 11, 2009 Posted by | Internacional, Sport | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter recebe o Barueri no Beira-Rio nesta quarta

Diferença entre as equipes é de apenas dois pontos

Inter e Barueri se enfrentam nesta quarta-feira (Crédito: Montagem)

Inter e Barueri se enfrentam nesta quarta-feira

LANCEPRESS!

Se o Inter não vencer o Barueri, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, a crise se aguçará. Depois de afastar D’Alessandro do grupo, a diretoria pode demitir o técnico.

Um dos lançadores da palavra “foco”, hoje tão repetida nas entrevistas, Tite balança no cargo por não conseguir fixar a atenção apenas no trabalho. Um dos motivos é emocional: Seu pai, Genor Bacchi, a quem ele é extremamente ligado, está muito doente, em Caxias do Sul; O outro motivo está no elenco colorado, onde haveria jogadores se esforçando menos do que o normal. A retirada de D’Alessandro obedeceu a essa óptica.

Desconfiada até de complô para derrubar o técnico, a diretoria entrou de sola no vestiário, exigindo esforço total nos jogos. O “estado é de emergência”, decretou o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho. Tite ganhou apoio total para barrar estrelas como Magrão, Taison e Kleber, outros três suspeitos de descumprir instruções e negar suor. A dúvida é saber se os substitutos superarão a pressão. Que, contra um Barueri bem armado, disposto a jogar no erro do adversário, será muito forte. Os jogadores ouvidos deram apoio à ação dos dirigentes, porém sem entrar no mérito do afastamento de D’Alessandro.

— Se alguém tinha que tomar uma atitude, era mesmo a diretoria – disse Guiñazú, o capitão.

— Gostei da parte em que se pediu mais empenho. Está mesmo na hora de sujar a parte de trás do calção – comentou o zagueiro Álvaro.

Indio, Guiñazú e Alecsandro, que cumpriram suspensão na derrota para o Botafogo – a quarta no campeonato, todas fora de casa – estarão de volta. Após ter quebrada uma invencibilidade de dez jogos no Campeonato Brasileiro, no último final de semana pelo São Paulo, o Grêmio Barueri busca a recuperação na competição; a fim de dar sequência à boa campanha da equipe em sua estreia na elite do futebol nacional.

O Grêmio Barueri embarcou na manhã desta terça-feira para Porto Alegre, onde enfrentará o Internacional, amanhã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. À tarde, a equipe comandada por Estevam Soares realizará um treino, no CT do Grêmio.

Com 22 pontos, o Grêmio Barueri ocupa a sétima posição no Brasileirão, dois pontos a menos que o Internacional. As duas equipes perderam seus jogos na última rodada, a expectativa é de que, jogando em casa, os gaúchos pressionem bastante no início da partida.

– O Internacional é um dos candidatos ao título e jogando em casa, tentará se recuperar da derrota sofrida para o Botafogo. A tendência é que eles ataquem bastante em busca da vitória. Porém, nós também perdemos e queremos recuperar os pontos perdidos na Arena – disse o zagueiro Leandro Castan.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL X BARUERI

LOCAL: ESTÁDIO BEIRA-RIO (PORTO ALEGRE)
DATA:29/07/2009
HORA:21H

ÁRBITRO:Carlos Berkembrock/SC(FIFA )

AUXILIARES:Fransico Carlos Nascimento /AL
Otávio Corrêa de Araújo /AL

INTERNACIONAL: Michel Alves; Bolívar, Indio, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazú, Giuliano e Andrezinho; Alecsandro e Taison. Técnico: Tite.

BARUERI: Renê; Xandão, André Luís e Leandro Castán; Franciscatti, Ralf, Éwerton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Fernandinho e Val Baiano.

julho 29, 2009 Posted by | Grêmio Prudente, Internacional | , , , , , , , | 1 Comentário

Inter x São Paulo: luta é pela recuperação!

Jogo terá duelo de irmãos: Tricolor Richarlyson está invicto contra Colorado Alecsandro

LANCEPRESS!

Internacional e São Paulo se enfrentam nesta quarta-feira, no Beira Rio, às 21h50, em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileiro. O Tricolor, que ainda não venceu fora de casa neste campeonato, busca seu primeiro triunfo longe do Morumbi. Já o Colorado tenta, além da recuperação pela derrota por 2 a 1 para o rival Grêmio, não se distanciar do líder Atlético-MG.

Uma curiosidade envolve a partida: o duelo dos irmãos Richarlyson e Alecsandro. O volante são-paulino venceu o irmão por quatro vezes: em 2003 pelo Fortaleza, uma atuando pelo Santo André em 2004 e as outras duas já como jogador do São Paulo.

— Ele não tem chance comigo. Torço por ele, mas que deslanche só depois desta quarta-feira – brincou Richarlyson.

Alecsandro reconhece: não houve injustiça em nenhuma das quatro derrotas.

– Mas uma em especial doeu muito. Foi na minha estréia no Cruzeiro, em 2005. Saímos vencendo por 2 a 0 mas o São Paulo virou para 3 a 2 – recorda.

Depois de aliviar um pouco a pressão após a vitória no clássico contra o Santos (2 a 1, no último domingo, no Morumbi), o técnico Ricardo Gomes tenta fazer com que a sua equipe deslanche. Além do Inter, o time terá pela frente Barueri, Grêmio e Virória, sendo dois destes jogos fora de casa, todos adversários mais bem colocados na tabela de classificação e lutando por vagas no G4.

– Acho bom jogos difíceis. Prefiro asssim, porque o time se prepara melhor. Quando temos jogos duros é diferente, isso é do ser humano. Enfrentar adversários que vivem bons momentos é importante e pode ajudar o São Paulo a chegar mais acima – disse o treinador.

O São Paulo, pela primeira vez, após a chegada de Ricardo Gomes, tem a equipe completa à disposição do treinador – exceto Rogério Ceni, ainda em recuperação da fratura sofrida no tornozelo esquerdo. Além de poder repetir a mesma equipe que venceu o Santos, Gomes conta com a volta de dois reforços: Jorge Wagner e Borges, que suspensos não jogaram o clássico.

O Inter considerado um dos fortes concorrentes para o título brasileiro em 2009, conta com o retorno de Magrão, que recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrentou o Grêmio no Olímpico.

Com a volta do volante, Tite – que vive eterna pressão no Colorado – terá todos os seus titulares à disposição. Inclusive o atacante Nilmar, que estava sendo sondado pelo Wolfsburg, atual campeão alemão. O artilheiro fica, por enquanto, para alegria dos torcedores do Inter, que sonham com a conquista do Brasileirão no ano do Centenário do clube.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X SÃO PAULO

Estádio: Beira Rio, Porto Alegre (RS)

Data/hora: 22/7/2009 – 21hs (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Cláudio José de Oliveira (RJ)

INTERNACIONAL: Lauro, Bolívar, Índio, Sorondo e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazú, e D’Alessandro; Taison (Alecsandro) e Nilmar. Técnico: Tite.

SÃO PAULO: Bosco, André Dias, Miranda e Renato Silva, Hernanes (Eduardo Costa), Richarlyson, Júnior César, Jean e Marlos; Dagoberto (Borges) e Washington. Técnico: Ricardo Gomes

julho 22, 2009 Posted by | Internacional, São Paulo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter e Flu duelam tentando espantar crise

Colorado quer esquecer vices recentes e Tricolor tenta fugir da degola

Internacional e Fluminense se enfrentam no Beira-Rio

Internacional e Fluminense se enfrentam no Beira-Rio

LANCEPRESS!

Clássico que, outrora, decidiu uma Copa do Brasil, Internacional x Fluminense, nesta quarta-feira, às 21h50, no Beira-Rio, será caracterizado pela tentativa de fugir da crise. O Colorado vive uma situação inusitada: é vice-líder do Brasileirão mas amarga a impaciência da torcida por dos títulos perdidos recentementes. Já o Tricolor está em um momento pior: amarga a zona de rebaixamento e demitiu o técnico Parreira no início da semana.

No Inter, Tite não sabe mais o que fazer. Seu time tomou três gols da LDU, na final da Recopa, e no último domingo, apesar das modificações feitas na defesa, tomou mais três do Atlético-PR, na Arena da Baixada.

Dessa vez, para enfrentar o Fluminense, há mudanças forçadas e uma, provável, de fundo técnico. Três titulares – D’Alessandro, Bolívar e Kleber – e um reserva importante – Giuliano – cumprem suspensão. No ataque, Taison pode dar lugar a Alecsandro desde o início.

– Vamos retomar as vitórias em Porto Alegre. É hora de recomeçar – disse Tite.

No Fluminense, o clima ainda é pesado após a demissão do técnico Parreira. Ex-auxiliar do tetracampeão mundial, Vinícius Eutrópio ganhou um voto de confiança da diretoria e será, pelo menos por enquanto, o treinador da equipe.

Ciente de que terá muito trabalho, afinal, o time vem de uma derrota em casa para o Santo André e está na zona de rebaixamento, Eutrópio promoveu alteração na equipe. O recém-contratado lateral-direito Ruy passa a atuar como meia-direita, ao lado de Conca. Fabinho, outrora titular, deverá ficar no banco.

– Não gosto do esquema 3-5-2, prefiro o time jogando no 4-4-2, faz mais o meu estilo. Com o Ruy no meio, o time fica mais articulado. Ele já jogou assim no América-MG. Ele vai ajudar com o que tem de melhor – declarou Vinícius Eutrópio.


APRESENTAÇÃO:

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL X FLUMINENSE

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 15/7/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (PR)

INTERNACIONAL: Lauro; Danilo, Indio, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Guiñazú, Magrão e Andrezinho; Taison (Alecsandro) e Nilmar. Técnico: Tite.

FLUMINENSE: Ricardo Berna, Mariano, Cássio, Luiz Alberto e João Paulo; Wellington Monteiro, Diguinho, Ruy e Conca; Leandro Amaral e Fred. Técnico: Vinicius Eutrópio.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 15, 2009 Posted by | Fluminense, Internacional | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter e Timão decidem vaga na Libertadores

Decisão da Copa do Brasil garante o primeiro brasileiro na competição de 2010

LANCEPRESS!

O Internacional recorre a todas as armas para turbinar seu time em busca do “milagre” diante do Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, na finalíssima da Copa do Brasil. Foram treinos secretos, apelos à torcida para lotar o Beira-Rio (o público esperado é de 50 mil) e até a elaboração de um DVD com supostos erros de arbitragem favorecendo o Timão, Mas o verdadeiro reforço é a volta de Nilmar, que defendeu a Seleção Brasileira na Copa das Confederações, na África do Sul.

Com seu veloz e talentoso centroavante, o Colorado se considera capaz de no mínimo devolver a derrota por 2 a 0 no primeiro confronto, no Pacaembu, para levar a decisão para os pênaltis. Ou então vencer por três ou mais gols de diferença para levar a taça diretamente. Com seu camisa 9, o Inter fechou maio com vitória. Sem ele, a equipe atravessou um junho tenebroso, com seis jogos em que perdeu ou empatou (só voltou a vencer no último domingo, um 3 a 0 no Coritiba com três gols de Bolaños, que, contudo, não tem condições legais para a Copa do Brasil).

Além de Nilmar, o técnico Tite poderá contar com outro que serviu à Seleção, o lateral-esquerdo Kleber. E, em relação à equipe do jogo no Pacaembu, com mais dois titulares da maior importância: o armador D’Alessandro e o lateral-direito Bolívar. O argentino cadencia o jogo; Bolívar, zagueiro de origem, dá mais segurança à defesa de um time que está proibido de tomar gol.

Já a opção pelo zagueiro Danny Morais no lugar de Álvaro é técnica. Mais veloz, e superior no jogo pelo alto, Danny, que completou 24 anos nesta segunda-feira, ganhou a posição após a derrota de 4 a 0 para o Flamengo, no Maracanã.

O desfalque é o volante Sandro, com lesão muscular na coxa esquerda – uma perda considerável, pela bola alta defensiva e a saída de jogo com qualidade. Tite já escolheu o substituto, mas dá a entender que ainda não se decidiu por um dos dois candidatos. São eles o volante Glaydson e o meia Andrezinho.

No Corinthians, o grande reforço para a partida também regressa da África do Sul. O lateral-esquerdo André Santos ganhou a posição de Kléber, adversário desta final, durante a Copa das Confederações e retorna ao Brasil com o título e com propostas do futebol Europeu. Porém André só quer pensar na Copa do Brasil por enquanto.

– Agora estou só concentrado na final da Copa do Brasil. Só depois vamos ver se tem proposta ou não. Claro que a Europa faz parte dos meus planos. Mas primeiro preciso ganhar este título para o Corinthians – afirmou o lateral.

O resultado de 2 a 0 na primeira partida, garante uma boa vantagem para a equipe de Mano Menezes no jogo no Beria-Rio e o capitão William garante que seu time aprendeu a lição sobre manter vantagens, com a dura experiência da final da Copa do Brasil de 2008.

– Temos o aprendizado do ano passado. Sabemos que a vantagem de 2 a 0 é melhor do que a de 3 a 1, pelo regulamento, mas não nos dá o título. Em 2008, deixamos a desejar no segundo jogo, por isso fomos derrotados. Temos de jogar de igual para igual com o Inter no Beira-Rio. Dificilmente, uma equipe vence um mata-mata jogando bem só um jogo. Temos de repetir a alta qualidade que tivemos no Pacaembu – afirmou o capitão.

Mano Menezes terá força máxima de seu time à sua disposição. A formação do time que foi campeão paulista invicto estará completa com a volta de André Santos. E nos momentos decisivos, a esperança de brilhar, é mais uma vez de Ronaldo. O Fenômeno foi fator preponderante nas decisões que disputou com a camisa nove alvinegra e promete mais um título para a Fiel torcida.

– Estou bem, preparado, sem nenhum tipo de incômodo, de dor, nada. Acho que vai ser uma grande final, estou bem fisicamente. A gente ainda não conseguiu superar aquele 20% final para chegar à 100%. Mas estou em ótimas condições. Vai ser uma grandíssima final – garantiu o Fenômeno.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X CORINTHIANS

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 01/07/2009 – 21:50 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Auxiliares: Alessandro Alvaro de Matos (FIFA-BA) e Roberto Braatz (FIFA-PR)

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Danny Morais e Kleber; Glaydson (Andrezinho), Magrão, Guiñazú e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite.

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 1, 2009 Posted by | Corinthians, Internacional | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Internacional vence o Coritiba com três gols de Bolaños

Equatoriano decretou fim da má fase do Colorado

Fim da má fase colorada!! Agora é a Copa do Brasil (Crédito: Ricardo Rimoli)

Fim da má fase colorada!! Agora é a Copa do Brasil

LANCEPRESS!

O Internacional tentou. O técnico Tite mudou o esquema e escalou três zagueiros. E, depois de muito tempo, tudo voltou a dar certo para os gaúchos. O Colorado espantou a má fase e venceu o Coritiba por 3 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, com três gols de Bolaños. O primeiro triunfo do mês de junho foi alcançado depois de quatro derrotas e dois empates.

Mesmo usando três zagueiros, fato raro no Internacional de Tite, não faltou ofensividade ao Colorado. Arílton bagunçou a defesa coxa-branca pela direita e foi equivocadamente substituído. Alecsandro deu trabalho.

Quando chegou perto de abrir o placar, o Colorado esbarrou no goleiro Vanderlei. Seguro, o camisa 1 fez ótimas defesas, principalmente na cobrança de falta de Alecsandro e na cabeçada de Álvaro, que pegou a sobra da jogada do atacante.

Mesmo com a fase ruim, os torcedores do Inter não puderam reclamar. A sorte e o goleiro Lauro ajudaram a deixar o placar em branco no primeiro tempo. Marcos Aurélio e Ariel tiveram as melhores chances, mas pararam nas mãos do camisa 1 gaúcho.

A postura ofensiva e a ajuda de Lauro eram indícios de que o momento do Inter estava prestes a mudar. Tanto que em apenas 11 minutos o equatoriano Bolaños balançou a rede três vezes, recuperando a alegria dos colorados.

Com a ajuda do atrapalhado zagueiro Felipe, o atacante marcou o primeiro. Após cruzamento de Alecsandro, Bolanõs só empurrou para dentro para ampliar. O terceiro foi ainda mais fácil. A zaga coxa-branca falhou, decretando o terceiro gol colorado.

A vitória não pode maquiar a situação do Inter. Os colorados provavelmente irão esquecer o pífio desempenho de junho caso a equipe conquiste o título da Copa do Brasil em cima do Corinthians, quarta-feira. Mas o bom futebol ainda precisa voltar para que o Inter não corra riscos no Brasileiro e na Sul-Americana.

O resultado faz a equipe colorada alcançar o Atlético-MG na liderança do Brasileirão. Porém, os mineiros ainda estão em primeiro lugar pelo saldo de gols. O Coritiba amarga a 18ª posição na zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 3 x 0 CORITIBA

Dia/Hora: 28/06/09 – 18h30
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Márcio Eustáquio S. Santiago (MG/FIFA) e Cesar Augusto de Oliveira Vaz (DF)

Cartões amarelos: Alecsandro, Daniel (INT), Cleiton, Ariel, Felipe, Carlinhos Paraíba (CTB)
Renda/Público: R$ 110.200 / 9.763 pagantes
GOLS: Bolanõs (18′, 24′ e 28’/2T)

INTERNACIONAL: Lauro, Danilo, Sorondo, Álvaro; Arílton (Daniel, intervalo), Maycon, Glaydson, Giuliano, Marcelo Cordeiro; Bolaños e Alecsandro. Técnico: Tite.

CORITIBA: Vanderlei, Felipe, Pereira (Rafael Pontes, 29’/2T) e Cleiton; Márcio Gabriel, Jaílton, Pedro Ken, Marcelinho Paraíba e Carlinhos Paraíba; Marcos Aurélio (Leozinho, 20’/2T) e Ariel (Hugo, 11’/2T). Técnico: René Simões.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 28, 2009 Posted by | Coritiba, Internacional | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Taison e D’Alessandro enfrentam a LDU

Bolívar também retorna contra o time equatoriano

Colorado terá de volta o argentino D´Alessandro (Crédito: Vipcomm)

Colorado terá de volta o argentino D´Alessandro

LANCEPRESS!

O arco e a flecha estão de volta: D’Alessandro, que lança, e Taison, que zune em direção ao gol adversário, estarão no time do Inter que enfrentará a LDU nesta quinta-feira, no Beira-Rio, no primeiro confronto pela Recopa. Boa notícia, para um time que marcou apenas um gol nos últimos cinco jogos. Bolívar também já treinou e poderá retornar.

Mas Magrão estará de fora inclusive contra o Coritiba, domingo.

D’Alessandro treinou com bola na tarde desta segunda-feira, sem nada sentir da tendinite na coxa esquerda que o tirou da maioria dos jogos do Brasileiro e da primeira partida contra o Corinthians, pela Copa do Brasil.

Taison, um dos seis titulares que não puderam ser escalados contra o Flamengo, neste domingo, fez exame de imagem, pela manhã, para ver se tinha lesão na coxa direita. Não tinha. À tarde, já estava com o chefe da preparação física, Elio Carravetta, realizando exercícios especiais.

Magrão apresentou uma pequena lesão muscular na coxa direita, na semana passada, e desde então faz tratamento intensivo.

— Não posso dar garantia de que ele vai se recuperar até a decisão da Copa do Brasil, mas estou otimista – disse o diretor-médico, Paulo Rabello.

O zagueiro e lateral Bolívar voltou da França com sua vida resolvida. O Inter e investidores adquiriram, meio a meio, 80% de seus direitos junto ao Monaco, e ele assinou contrato até dezembro de 2012.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 23, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Líder, Inter reencontra Carpegiani no Beira-Rio

Colorado escala time reserva mais uma vez no Brasileirão

LANCEPRESS!

Líder invicto do Brasileirão, usando titulares ou reservas, o Internacional tentará manter essa condição ao receber o Vitória neste domingo, no Beira-Rio.

O time reserva tem aproveitamento superior ao do titular: venceu seus três jogos (2 a 0 no Palmeiras, 1 a 0 no Goiás e 2 a 1 no Avaí), contra uma vitória (1 a 0 no Corinthians) e um empate (1 a 1 com o Cruzeiro) da equipe A.

Contra o time do gaúcho Paulo César Carpegiani, esse Inter B tentará manter a produtividade máxima – enquanto o time principal repousa, à espera do confronto com o Corinthians, quarta-feira, pelo primeiro jogo da Copa do Brasil.

Na realidade, a fronteira entre as duas equipes é livre, e mostra intercâmbio constante. Para enfrentar o Vitória, a equipe reserva estará reforçada de alguns titulares, aliás, como nas três vezes anteriores. O lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro e o centroavante Alecsandro estarão em campo. O lateral-direito Bolívar também, pois cumprirá suspensão contra o Corinthians. E o goleiro Michel Alves só foi escalado porque Lauro, que sempre atua, no A ou no B, está suspenso.

A força dos reservas se explica também pela presença de jogadores que vivem entrando no time principal, e com grande destaque. São os casos do zagueiro Danny Morais e, principalmente, do meia Andrezinho. E é bom não esquecer que, em partidas como a deste domingo, o técnico Tite deixa alguns titulares importantes à mão, no banco de reservas. Quando o panorama se complica, ele não hesita em recorrer ao elenco mais estrelado.

O Vitória tem a seu lado um campeão pelo Internacional. Mas não dentro, e sim fora de campo. O técnico Carpegiani foi oito vezes campeão gaúcho e bicampeão brasileiro defendendo as cores do Colorado. Sobre encarar um Inter reserva, ele foi categórico.

– O Inter é forte com qualquer time. Nós também estaremos desfalcados – Leandrinho, Neto Baiano, Jackson – e isso pesa muito, dificultando a partida para nós. Vamos jogar com a mesma postura que tivemos contra o Palmeiras, quando perdemos para nós mesmos. É o preço que se paga por ter um time tão jovem – comentou ao LANCENET!, lembrando que o calendário não tem sido muito amigo do Vitória.

– Tentaremos vencer fora de casa para tentar dividir com o Inter a liderança (as equipes estão separadas por quatro pontos). Estamos na sexta rodada e já fizemos quatro jogos longe de casa. Isso é difícil, principalmente com um grupo em formação.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X VITÓRIA

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/Hora: 14/06/09 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Célio Amorim (SC)
Auxuliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Luis Alberto Kallenberger (SC)

INTERNACIONAL: Michel Alves, Bolívar, Sorondo, Danny Morais e Marcelo Cordeiro; Maycon (Rosinei), Glaydson, Andrezinho e Giuliano; Talles Cunha e Alecsandro. Técnico: Tite.

VITÓRIA: Viafara, Apodi, Wallace, Anderson Martins, Robinho; Vanderson, Uelliton, Willian, Leandro Domingues; Roger e Neto Berola. Técnico: Paulo César Carpegiani

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 14, 2009 Posted by | Internacional, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG encara o Náutico no Mineirão

Alvinegro vem de belo resultado e quer vencer novamente

LANCEPRESS!

Depois da excelente vitória por 4 a 0 fora de casa, contra o Atlético-PR, o Galo recebe o Náutico – de técnico novo – neste domingo, às 16h, no Mineirão, podendo chegar à liderança do Brasileirão caso vença e o Inter não derrote o Vitória, no Beira-Rio.

O técnico alvinegro, Celso Roth, alerta para os perigos que vêm de Recife. Segundo ele, a equipe do Atlético precisa entrar atenta para não ser surpreendida pelo adversário.

– O Náutico e um time muito rápido nos contra-ataques e nós vamos ter de tomar a iniciativa, então, precisamos ter muito cuidado. Será, de novo, um jogo muito difícil e perigoso – analisou Roth.

O time deve ser o mesmo que participou da última partida, inclusive com o retorno de Carlos Alberto, que saiu logo no início do jogo contra o Furacão.

No Náutico, o treinador Márcio Bittencourt fará sua estreia no comando do time, e logo de cara, não terá à disposição o volante Galiardo, suspenso. Em seu lugar, Derley está confirmado. O Timbu ainda corre o risco de não ter o atacante Gilmar, por lesão na coxa esquerda. Caso não jogue, Márcio Barros fará sua estreia com a camisa alvirrubra.

– A expectativa é de um grande jogo, pois os atletas demonstrarão mais empenho, já que um novo treinador chegou. É um grande desafio, comandar um time na Primeira Divisão e vou trabalhar para que o Náutico se mantenha na ponta da tabela. E a primeira prova é contra o Atlético – discursou Bittencourt.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO X NÁUTICO

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14.06.09 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Ticiana Lucena de Falcão Martins (AL)

ATLÉTICO: Aranha; Carlos Alberto, Werley, Welton Felipe, Thiago Feltri; Renan, Jonílson, Márcio Araújo, Júnior; Éder Luís, Diego Tardelli
Técnico: Celso Roth

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vágner e Asprilla; Juliano, Johnny, Derley, Aílton e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar.
Técnico: Waldemar Lemos

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 14, 2009 Posted by | Atlético-MG, Náutico | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Tite confessa que não esperava tanto do Inter

Técnico é contra poupar titulares no decorrer do Brasileiro

Alecsandro marcou o segundo gol colorado e substituiu bem Nilmar (Crédito: Ricardo Rimolli)

Alecsandro marcou o segundo gol colorado e substituiu bem Nilmar

LANCEPRESS!

O técnico Tite admitiu após a vitória por 2 a 1 em cima do Avaí, neste domingo, no Beira-Rio, que não esperava uma campanha tão boa do Internacional neste início de Brasileiro – 100% de aproveitamento em quatro rodadas.

– O nível de competitividade do campeonato não permitia imaginar isso. Ainda mais que usamos uma maioria de reservas em três das quatro vitórias, pela prioridade que demos à Copa do Brasil – confessou o comandante colorado.

De qualquer forma, ele festejou o fato de a equipe estar aproveitando o bom momento.

– O momento ruim virá, assim como hoje ele é bom. Mas sempre digo aos jogadores que não olhem o passado, nem mirem muito adiante, apenas a partida seguinte, e eles estão comprovando que são realistas e equilibrados – disse Tite.

Contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, Alecsandro e Marcelo Cordeiro substituirão respectivamente Nilmar e Kléber, que se apresentam à Seleção nesta segunda-feira. Ao expor sua confiança em que os dois atuarão bem, “porque suas características são conhecidas pelos companheiros”, Tite aproveitou para fazer um mea-culpa com o meia Giuliano.

– Contra o Goiás, no fim de semana passado, prejudiquei o Giuliano. Não respeitei sua característica e o escalei como atacante, pensando em ganhar posse de bola. Errei. Hoje ele atuou no meio-campo, que é o seu lugar, e voltou a jogar muito bem – recuperou-se Tite com o meia, que completou 19 anos neste domingo.

Indagado sobre os motivos de os reservas estarem dando conta do recado, o técnico respondeu que isso se deve ao ambiente de amizade e competição saudável que reina no elenco.

– Encerrado o jogo com o Goiás, o Danny Morais deu um abraço apertado no Sorondo, que não disputava uma partida oficial desde agosto de 2008, devido a uma lesão. E o Indio, que estava na reserva, correu para o campo para também abraçar o uruguaio. Veja bem, são todos zagueiros, logo, competidores da posição – exemplificou Tite.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 1, 2009 Posted by | Internacional | , , , , | Deixe um comentário

No jogo de ida, Inter derrota o Coxa por 3 a 1

Coritiba abre o placar, mas Taison comanda a virada colorada

Índio ganhou todas as disputas com o coxa-branca Ariel Nahuelpan

Índio ganhou todas as disputas com o coxa-branca Ariel Nahuelpan (Crédito: Vipcomm)

De virada e com uma bela atuação do atacante Taison, o Internacional venceu o Coritiba por 3 a 1, nesta quarta-feira à noite, no Beira-Rio, e conquistou um ótima vantagem no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil. Com o placar, o Inter poderá perder até por 1 a 0 na próxima semana, no Couto Pereira, que chegará à final da competição.

Marcos Aurélio abriu o placar para o Coxa, mas Taison, Alecsandro e Andrézinho fizeram a festa da torcida colorada, que mais uma vez lotou o Beira-Rio.

A partida

Enquanto o Inter entrou em campo desfalcado do suspenso Guinazu, René Simões armou o Coritiba com Pedro Ken no lugar de Marcelinho Paraíba, também suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com o meia-armador, o Coxa qualificou mais a sua saída de bola, mas, um pouco assustado, a equipe jogava à base dos chutões.

Assim como fez na partida contra o Flamengo, o torcedor Colorado não parou um minuto sequer de cantar, embalando o Inter. Como no futebol tudo pode mudar em apenas um lance, quem cantou mais alto foram os 1800 torcedores coxa-branca que foram a Porto Alegre.

Marcio Gabriel foi à linha de fundo e cruzou para Marcos Aurélio, aos 13, marcar com categoria, sem chances para o goleiro Lauro. Nada que tenha abalado a massa Colorada. Como se nada tivesse acontecido, o Inter colocou a bola no chão, consciente das suas qualidades.

D’Alessandro passou a jogar um pouco mais recuado para fugir da marcação de Leandro Donizete e a partir disso o Colorado dominou o jogo. Taison recebeu belo passe de Nilmar dentro da área e chutou forte para deixar tudo igual no Beira-Rio, aos 20. Quando a virada era iminente, Nilmar deixou o campo para a entrada de Alecsandro, após receber uma forte pancada do zagueiro Felipe.

Sem seu principal jogador, as esperanças do Inter na etapa final ficaram nos pés do jovem Taison. E o garoto acabou com o jogo. No gol da virada, o 2 a 1, Taison passou por dois defensores do Coxa e deixou Alecsandro livre, que marcou aos 14. Na sequência, dois minutos depois, foi a vez de Andrézinho ampliar, num belo gol, pegando de primeira passe do próprio Alecsandro.

Abatido, o Coritiba não conseguia dar sequência às jogadas. René ainda colocou em campo o meia-armador Ramon e atacante Hugo, mas nada de produtivo foi feito. Fim de jogo e a decisão será no Couto, apesar da grande vantagem colorada.

FICHA TÉCNICA:

Internacional 3 x 1 Coritiba

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/Hora: 27/05/09 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Márcio Eustáquio S. Santiago (MG)
Gols: Marcos Aurélio, 13’/1ºT – 0x1 (CBA), Taison, 20’/1ºT – 1×1 (INT), Alecsandro, 14’/2ºT – 2×1 (INT) e Andrezinho, 16’/2ºT – 3×1 (INT)
Cartões amarelos: Felipe, Marcio Gabriel e Leandro Donizete (CBA) / Magrão e D’Alessandro (INT)

Renda/Público: R$ 598.665 – 43.366 pagantes

Internacional: Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Magrão, Andrézinho e D’Alessandro (Gleidson, 32’/2ºT); Nilmar (Alecsandro, 37’/2ºT) e Taison. Técnico Tite.

Coritiba: Vanderlei; Felipe, Rodrigo Mancha e Pereira; Marcio Gabriel, Leandro Donizete, Carlinhos Paraíba, Pedro Ken (Cleiton, 26’/2ºT) e Vicente; Marcos Aurélio (Ramon, 31’/2ºT) e Ariel (Hugo, 17’/2ºT). Técnico René Simões.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 28, 2009 Posted by | Coritiba, Internacional | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Andrezinho, ex-Fla, coloca Inter na semifinal com golaço de falta no fim

Meia vai a campo no segundo tempo e garante vitória por 2 a 1. Adversário na próxima fase da Copa do Brasil é o CoritibaUm gigante segue de pé, firme e forte, vendo o título cada vez mais próximo. O outro cai, mesmo que lutando, e fica novamente aquém do que exige sua história. O Inter bateu o Flamengo por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, e garantiu vaga nas semifinais da Copa do Brasil. O gol da vitória e da classificação colorada justamente de um ex-flamenguista. Andrezinho, com cobrança de falta impecável, assegurou a vitória aos 44 do segundo tempo.

O adversário vermelho na próxima fase é o Coritiba, que passou pela Ponte Preta. A outra semifinal coloca CorinthiansVasco frente a frente. Os duelos começam já na semana que vem, e os mandos serão decididos pela CBF nesta quinta-feira.

A desclassificação complica ainda mais o Flamengo em um momento que já era de instabilidade, com as falhas sistemáticas do ataque, as reclamações de Juan e a insatisfação de figuras importantes do clube com a contratação do sérvio Petkovic. O Inter, pelo contrário, respalda ainda mais o ótimo momento. São 17 vitórias seguidas no Beira-Rio em 2009.

Passado o jogão do Beira-Rio, colorados e flamenguistas voltam a pensar no Campeonato Brasileiro. O Inter, líder da disputa, encara o Goiás no sábado, no Serra Dourada, possivelmente com time misto. O Flamengo visita o Santo André

Juan dá gol de presente para o Inter

Não se erra um recuo de bola em decisão. Muito menos contra um time como o Inter. Pior ainda na direção de Nilmar, talvez o jogador mais rápido do futebol brasileiro. Pois foi exatamente o que aconteceu aos 42 minutos de um primeiro tempo que não dava pinta de ter gol. Juan tinha a bola dominada. Ao recuar, errou feio. Nilmar, feito um velocista de 100 metros rasos, partiu em disparada pela ponta esquerda de ataque. Chegou muito antes da zaga carioca. Aí foi só espiar para dentro da área e perceber Taison ali, louco para receber, doido para marcar. Bruno ainda tentou abafar, mas não conseguiu. O chute de Taison entrou mansinho, no canto direito do goleiro. O Beira-Rio explodiu: 1 a 0.

Foi um raro erro defensivo em uma etapa de muito mais virtudes das zagas do que dos ataques. Os jogadores de frente, tanto os do Inter quanto os do Flamengo, sofreram com a marcação. O jogo ficou entre as duas intermediárias, em uma disputa ferrenha no meio. Guiñazu foi em todas as bolas, as possíveis e as impossíveis. Em alguns momentos, até exagerou na força. Sandro foi menos efetivo do que nos últimos jogos, talvez pela ausência de Magrão. D’Alessandro passou o tempo todo procurando o encaixe com o ataque, mas sempre faltou um detalhe, um centímetro, um segundo para colocar o colega na cara do gol. e no domingo.

O Flamengo partiu para o ataque de forma envolvente, contando com passes curtos e rápidos entre jogadores como Kleberson, Ibson, Leo Moura e Juan . A zaga colorada, bem postada, impediu que a bola chegasse até Obina. Mesmo assim, os visitantes assustaram. Aos 37 minutos, Kleberson tabelou com Ibson e ficou de frente para o gol de Lauro. O chute saiu por muito pouco. Antes, Ibson já havia arrancado os cabelos de tanta incredulidade ao ver belo chute raspar o ângulo colorado. Quase.

O time gaúcho apostou na velocidade: ou lançamentos para Nilmar, ou triangulações rápidas o suficiente para bater a zaga. Mas não deu certo. O trio defensivo dos rubro-negros marcou forte e evitou que o Inter conseguisse encaixotá-lo. A melhor chance vermelha foi uma falta sofrida e batida por D’Alessandro. Bruno pegou bem.

Tudo indicava que o primeiro tempo ficaria zerado. E aí Juan errou o recuo. E Nilmar partiu em disparada. E Taison fez o gol. E o Beira-Rio explodiu – um pouco de alegria, um pouco de alívio para os gaúchos.

Nervos à flor da pela


O segundo tempo, não poderia ser diferente, foi de alta tensão. Se fizesse um gol, o Flamengo ficaria perto de classificação. Se marcasse mais um, o Inter acabaria com o jogo. O desenho foi o único possível: cariocas partindo com tudo para o ataque, gaúchos preparando o veneno do contragolpe. Foi assim que surgiram as oportunidades.

Ibson, com quatro minutos, recebeu de Juan e mandou o chute. A bola passou perto. Taison, aos oito, disparou em linha reta na direção da área. E aí chutou, também com perigo. Rosinei, um minuto depois, dominou pela direita e bateu cruzado. Bruno mandou a escanteio. O jogo ficou frenético.

Cuca fez o possível para evitar a derrota. E uma das tentativas foi certeira. A entrada de Emerson no lugar de Zé Roberto. Aos 29 minutos, quando o Inter dava sinais de que conseguiria controlar o Flamengo, Kleberson fez boa jogada pela direita e mandou para o Sheik, que completou para o gol de pé direito.

A vaga parecia ser rubro-negra. Só parecia. O Inter seguiu lutando, com a torcida inflamada, e chegou à vitória com Andrezinho. Ibson fez falta em Alecsandro na entrada da área. O meia pediu para bater e acertou uma cobrança no canto esquerdo. Um golaço do tamanho do jogo, do tamanho da festa, do tamanho de dois clubes que fizeram um grande duelo.

Ficha técnica:

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

INTERNACIONAL 2 x 1 FLAMENGO
Lauro, Danilo Silva (Alecsandro), Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Rosinei (Glaydson), Guiñazu e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Bruno, Willians, Aírton e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Toró (Éverton Silva), Ibson, Kleberson e Juan; Zé Roberto (Emerson) (Welinton) e Obina.
Técnico: Tite. Técnico: Cuca.
Gols: Taison, aos 42 minutos do primeiro tempo; Emerson, aos 29 minutos, Andrezinho, aos 43 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Sandro, Rosinei, Guiñazu (Internacional); Aírton, Toró, Willians, Bruno (Flamengo).
Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Data: 20/05/2009. Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa SP). Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa SP) e Vicente Romano Neto (SP).

maio 21, 2009 Posted by | Flamengo, Internacional | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca faz mistério e promete esperar por Emerson até o último minuto

Treinador não confirma entrada de Obina entre os titulares. Recuperado de lesão no joelho, Sheik fará teste no vestiário antes da partida

Ampliar Foto Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM Carlos Mota/GLOBOESPORTE.COM

Cuca no treino do Fla em Porto Alegre

Na véspera da partida decisiva contra o Internacional, quarta-feira, às 21h50m, no Beira-Rio, pelas quartas de final da Copa do Brasil, Cuca resolveu adotar o mistério como arma. Recuperado de uma lesão no joelho esquerdo, Emerson colocou uma pulga atrás da orelha do treinador e pode ser a surpresa no ataque do Flamengo.

Cuca não confirmou Obina e Zé Roberto no ataque. Segundo o treinador, o Sheik será avaliado momentos antes da partida e, se for liberado pelo departamento médico, vai para o jogo.

– Em 24 horas muita coisa pode acontecer. Se o Emerson estiver 100%, é ele quem joga.

Nesta terça-feira Emerson participou normalmente do treino recreativo realizado no Centro de Treinamento do Grêmio, em Eldorado do Sul, na Grande Porto Alegre

Aparentemente tranquilo, Obina respeitou a decisão do comandante.

– Vamos esperar. Se surgir a oportunidade estou pronto.

O treinador levantou também a possibilidade de escalar Everton na vaga de Zé Roberto. No entanto, a tendência é que o camisa 10, barrado na decisão do Estadual, receba uma nova oportunidade entre os titulares.

maio 19, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , | Deixe um comentário

Para Álvaro, Inter x Fla será decidido no detalhe

Zagueiro quer que time use o mando de campo a seu favor

Álvaro elogiou também o sistema defensivo do Flamengo (Crédito: VIPCOMM)

Álvaro elogiou também o sistema defensivo do Flamengo

LANCEPRESS!

O zagueiro Álvaro, do Internacional, só tem elogios ao Flamengo, adversário desta quarta-feira, no Beira-Rio, pelo jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil. E previu uma briga parelha por uma vaga nas semifinais da competição.

– Achei o Flamengo muito forte em seu sistema defensivo. Marcaram o Taison e o Nilmar com grande eficiência no primeiro jogo. Um time desses precisa ser respeitado – disse Álvaro, um dos poupados na partida de domingo passado, contra o Palmeiras.

– Vai ser um grande clássico, que será decidido no detalhe – apostou o zagueiro. E como fazer prevalecer o futebol do Inter?

– Temos que fazer prevalecer o mando de campo, afinal jogamos com o apoio de uma grande torcida. Temos que jogar com o regulamento. Isto é, não tomar gol. Pressionando em cima e marcando bem perto os atacantes do Flamengo, daremos segurança ao meio-campo para criar as jogadas. Aí, numa hora dessas, nosso gol vai sair – receitou.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 19, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter poupará jogadores caso avance na Copa do Brasil

Colorados venceram o Palmeiras com time misto neste domingo

Nilmar foi poupado e só entrou no segundo tempo contra o Palmeiras (Crédito: Lucas Uebel)

Nilmar foi poupado e só entrou no segundo tempo contra o Palmeiras

LANCEPRESS!

O Internacional encara o Flamengo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, pelo jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil. E, caso se classifique, seguirá poupando jogadores no Brasileirão. A manutenção da ideia passou pelo vice-presidente Fernando Carvalho, que culpa o pouco tempo de recuperação do elenco pelo não uso de todos os titulares.

– Eu analiso por dois lados: o físico e o emocional. Não queremos debater com ninguém. Mas temos nossa convicção e vamos seguir ela. Se conseguirmos a classificação na quarta, o próximo jogo será sábado. Pouco tempo para recuperação. Portanto, a estratégia deve ser mantida – disse em entrevista à Rádio Gaúcha.

Mesmo com time misto, o Internacional venceu o Palmeiras por 2 a 0, neste domingo, em Porto Alegre. Após a vitória sobre o time de Vanderlei Luxemburgo, Carvalho admitiu que as chances de gol foram todas, praticamente, da equipe colorada.- Os atletas que atuaram contra o Palmeiras jogariam em qualquer equipe da primeira divisão. O Palmeiras teve posse de bola, mas não teve chance para marcar. Só a do final do jogo. Depois da entrada do D’Alessandro e do Guiñazú, tivemos toque de bola. Depois, quando entrou o Nilmar, saiu o segundo gol – afirmou à Rádio Gaúcha.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 18, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , | Deixe um comentário

Ausência de titulares em treino indica Inter reserva contra o Palmeiras

Suplentes fazem coletivo no gramado suplementar do Beira-Rio, enquanto atletas do time principal ficam no vestiário

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Tite orienta coletivo dos reservas

O Internacional pode ter time totalmente reserva contra o Palmeiras, neste domingo, no Beira-Rio, pela segunda rodada do Brasileirão. É o que indica o treinamento da tarde desta sexta-feira. O técnico Tite orienta treinamento coletivo entre os suplentes e um misto de reservas e juniores. Enquanto isso, os titulares apenas realizam atividades de manutenção física no vestiário. A ausência dos principais atletas em um trabalho tático faltando dois dias para a partida dá indícios de que eles serão poupados para o jogo da Copa do Brasil, na quarta-feira, contra o Flamengo.

Não há uma confirmação do time que irá a campo. Tite dará entrevistas no fim da tarde e talvez deixará alguma pista sobre a escalação. Bolívar, suspenso contra o Flamengo, pode jogar. O mesmo valeria para Magrão, mas ele teve desconforto muscular na coxa direita.

O time que treinou nesta sexta: Michel Alves, Danilo Silva, Danny Morais, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Rosinei, Andrezinho e Giuliano; Talles Cunha e Alecsandro.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)


maio 15, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter domina o Náutico e avança com facilidade para as quartas-de-final

Colorado vence o Timbu por 2 a 0, no Beira-Rio, confirma favoritismo e vai pegar o Flamengo nas quartas-de-final

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

D’Ale faz festa no segundo gol colorado

E a rotina de vitórias do Internacional continua sem tropeços. Nesta quarta-feira, o Colorado derrotou o Náutico por 2 a 0, sem fazer força, e conquistou a vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Como venceu por 3 a 0 no Recife, se classificou com folgas para a próxima fase.

Nos últimos cinco jogos, foram 22 gols, e um domínio absoluto sobre os rivais. O adversário colorado será o Flamengo, na próxima quarta-feira. O Rubro-Negro deixou o Fortaleza para trás. O mando de campo das duas partidas será definido por sorteio pela CBF.

Antes, porém, Inter e Náutico estreiam no Brasileirão. No domingo, a equipe do técnico Tite visita o Corinthians, às 16h, no Pacaembu. O Alvirrubro vai enfrentar o Goiás, fora de casa, às 18h30m.

Bola rolando é bola na rede


Dois minutos. Foi o tempo necessário para o Internacional abrir o placar contra o Náutico, no Beira-Rio. Taison aproveitou a falha do sistema defensivo alvirrubro, roubou a bola quase no meio-campo, encarou a defesa e abriu o placar no Gigante. O gol levou o garoto para o topo da artilharia da Copa do Brasil, com cinco gols, ao lado de Kemps, do Criciúma, e Gilmar, do Timbu.

O bom toque de bola dos colorados deixava o Náutico completamente perdido. E não demorou muito para sair o segundo gol. D’Alessandro, em grande fase, cobrou falta com perfeição e fez o segundo: 2 a 0, e a vaga mais do que garantida.

A primeira vez que o Alvirrubro conseguiu passar da linha do meio-campo foi aos 11. No entanto, Jhonny foi barrado por Álvaro e não conseguiu avançar. Aos 21, Anderson Lessa chegou com perigo. O jogador tentou bater dentro da área, mas acabou desarmado.

Naquele momento, a vantagem colorada era de cinco gols na soma dos dois jogos. Na partida de ida, o Inter venceu por 3 a 0, nos Aflitos. A notícia ruim para o Colorado na etapa inicial foi uma lesão de Taison. O jogador deixou o campo com uma lesão na região lombar e não voltou para o segundo tempo.

Hora de administrar


Com a vaga na mão, o time do técnico Tite voltou dos vestiários para administrar o jogo. Alecsandro assumiu o lugar de Taison, que saiu com muitas dores. Em campo, poucas chances de gol. Sem forças, o Náutico não conseguia reagir.

Aos oito, D’Alessandro levantou para a área, Alecsandro dominou no peito, tentou uma bicicleta, mas Eduardo defendeu no centro do gol. Aos 20, boa chance para o Náutico. Gilmar recebeu na entrada da área, chutou forte, e a bola tirou tinta da trave de Lauro. Quatro minutos mais tarde, Nilmar serviu Índio na área, o zagueiro tentou se livrar de Eduardo, mas acabou desarmado.

Mas o duelo já estava decidido quando o primeiro jogo terminou nos Aflitos. O Inter, campeão gaúcho, vai encarar o Flamengo, campeão carioca. Vai pegar fogo!

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Ficha técnica:

INTERNACIONAL 2 x 0 NÁUTICO
Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Glaydson, Magrão (Rosinei), Guiñazu (Andrezinho) e D’Alessandro; Taison (Alecsandro) e Nilmar. Eduardo, Gladstone, Negretti e Vágner; Sidny, Galiardo (Juliano), Johnny, González (Dinda) e Alex (Wellington); Gilmar e Anderson Lessa.
Técnico: Tite. Técnico: W. Lemos.
Gols: Taison, aos dois, e D’Alessandro, aos oito minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Nilmar (Internacional); Negretti e Alex (Náutico).
Estádio: Beira-Rio. Data: 06/05/2009. Árbitro: Arilson Bisbo da Anunciação (BA). Auxiliares: Adson Marcio Lopes Leal (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA).

maio 7, 2009 Posted by | Internacional, Náutico | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter não vai aliviar Náutico na Copa do Brasil

Colorado bateu Timbu por 3 a 0 na primeira partida das oitavas, em Recife

Nilmar está escalado para pegar o Náutico, no Beira-Rio

Nilmar está escalado para pegar o Náutico, no Beira-Rio (Crédito: LANCEPRESS!)

LANCEPRESS!

Apesar de ter goleado o Náutico nos Aflitos por 3 a 0, na semana passada, o Internacional não pretende ter pena do time pernambucano. Na noite desta quarta-feira, às 21h50, no Beira-Rio, o Colorado quer confirmar sua passagem à próxima fase da Copa do Brasil com outra goleada.

Pelo menos foi o que se observou nos treinos preparatórios. Aos gritos, o técnico Tite exigiu pressão nas jogadas ofensivas e esforço pela recuperação da bola. Antes de enfrentar o Náutico, o Inter vinha de uma goleada de 5 a 0 sobre o Guarani-SP.

— Nossa vocação é jogar pra frente. Vamos continuar assim, que tá dando certo – comentou Taison, artilheiro do Gauchão com 15 gols e da equipe na Copa do Brasil com 4.

O time vai quase completo. Só faltará o volante Sandro, que já não atuou em Recife, devido a lesão na panturrilha, no treino da véspera, nos Aflitos. Praticamente recuperado, será preservado para a estréia no Brasileiro, domingo, contra o Corinthians. Glaydson, de boa atuação no jogo de ida – “ele não erra passes”, elogia-o Tite – continuará na posição.

No Náutico, o técnico Waldemar Lemos foi obrigado a mexer no time, pois não terá o zagueiro Asprilla e o atacante Carlinhos Bala, que estão suspensos. Para suprir as ausências, Vágner que atuou como volante no jogo de ida, voltará à zaga, ao lado de Negretti e Gladstone. No lugar de Bala, Daniel Gonzáles ganha mais uma chance.

Em compensação, os volantes Johnny e Galiardo que cumpriram suspensão, retornam ao time, e o Timbu não precisará mais atuar com dois armadores, como foi na derrota por 3 a 0 em pleno Aflitos. No ataque, mais uma mudança, no lugar do apagado Adriano Magrão, o garoto-revelação Anderson Lessa será o parceiro de Gilmar.

– Se Lessa for meu companheiro de ataque, não haverá problemas, pois conheço seu estilo de jogo e nos damos muito bem. Vai ser muito difícil conseguir a classificação, mas vamos dar tudo de nós para consegui-la – avaliou Gilmar.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL X NÁUTICO

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 06.05.09 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
Assistentes: Adson Marcio Lopes Leal e Jose Carlos Oliveira dos Santos (BA)

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Álvaro e Kleber; Glaydson, Magrão, Guiñazú e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vágner e Negretti; Sidny, Johnny, Galiardo, Daniel Gonzáles e Wellington; Gilmar e Anderson Lessa. Técnico: Waldemar Lemos.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 6, 2009 Posted by | Internacional, Náutico | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Sorondo é o destaque do Inter para amistoso com o Figueirense

Zagueiro uruguaio terá primeiro teste forte depois de coletivos e jogos-treino

Ampliar Foto Divulgação/Site Oficial do Internacional Divulgação/Site Oficial do Internacional

Zagueiro Sorondo fará seu primeiro teste forte

O técnico Tite definiu na manhã desta sexta, no Beira-Rio, o time do Inter que vai enfrentar o Figueirense no amistoso das 16h (horário de Brasília) deste sábado, em Florianópolis. O destaque colorado vai ficar por conta da participação do zagueiro uruguaio Sorondo, que passou por duas cirurgias no joelho durante 2008 e está há quase um ano sem atuar em uma partida oficial. Será o primeiro teste forte para o atleta na volta aos gramados.

O jogador trabalha normalmente com o grupo profissional desde o fim de fevereiro. Desde lá participa de coletivos e esteve em campo nos 90 minutos dos jogos-treino contra o time do Sindicato dos Atletas Profissionais e contra o Cerâmica, de Gravataí. A expectativa é que ele passe a compor o grupo definitivamente a partir do Brasileirão, dando uma “boa dor de cabeça” para Tite. Afinal são muitas as opções para a zaga. Além de Índio e Álvaro, o treinador tem à disposição Danny Morais, Danilo e Sorondo, além de Bolívar – atualmente na lateral-direita.

A equipe que entrará em campo amanhã será a seguinte: Michel Alves; Arilton, Danny Morais, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Maycon, Paulinho, Giuliano e Andrezinho; Walter e Leandrão.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 1, 2009 Posted by | Figueirense, Internacional | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Piffero comemora: ‘Estamos vivendo um momento mágico’

Presidente compara time atual ao Rolo Compressor e ao dos anos 70

reproducao/Reprodução

Presidente aconselha ao torcedor colorado para aproveitar ao máximo esse bom momento

O presidente Vitório Piffero resumiu em poucas palavras o sentimento da torcida do Inter após a vitória por 5 a 0 sobre o Guarani na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, pela Copa do Brasil. Foi a terceira goleada consecutiva do time, que antes havia batido o Canoas por 4 a 0 e o Caxias por 8 a 1, o que dá uma média de 5,6 gols por jogo nas últimas três partidas.

– Estamos vivendo no Inter um momento mágico, dentro e fora de campo. Quem gosta de futebol, tem que aproveitar. Não é sempre que isso acontece – declarou o dirigente.

A empolgação foi tanta que o presidente colorado comparou o atual time a outros dois que marcaram época: o Rolo Compressor da década de 1940 e o tricampeão brasileiro nos anos 1970.

– Não acompanhei o Rolo Compressor, mas acompanhei o time da década de 1970, quando a torcida vinha para ver quanto ia ser o jogo. Não é que o Inter vá jogar sempre assim, mas a nossa superioridade tem sido tão grande que temos definido o jogo nos primeiros 15 minutos – comentou.

Fernando Carvalho mantém os pés no chão

O ex-presidente e atual vice de futebol Fernando Carvalho preferiu ser mais cauteloso que seu sucessor. Para ele, ainda é muito cedo para considerar o Inter o melhor time do Brasil, como parte da imprensa tem feito.

– A gente não se ilude com o resultado. É muito cedo para adjetivos. É muito cedo para que se coloque o Inter como o melhor time do Brasil. Eu sou muito “pé-no-chão”. Temos que seguir trabalhando com a corda esticada, querendo vencer sempre – receitou.

O dirigente citou as equipes do Cruzeiro, São Paulo, Palmeiras e Corinthians como times que estariam no mesmo patamar do Inter em nível nacional. E também não se furtou de elogiar a atuação do Inter nos últimos jogos.

– O que mais me chamou a atenção não foram os gols e sim a forma como tudo aconteceu. Cheguei a ver três, quatro jogadores da frente marcando: o D’Alessandro, o Taison, o Alecsandro, assim como fez o Nilmar no domingo. Enfim, gostei muito da nossa atuação – elogiou o dirigente.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 23, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , | Deixe um comentário

Inter faz 5 a 0 no Guarani e espera por Nautico ou Criciúma

Alecsandro foi o destaque da partida com dois gols

LANCEPRESS!

Três dias depois do histórico 8 a 1 sobre o Caxias na decisão do Gauchão, o Internacional voltou a dar show nesta quarta-feira, no Beira-Rio, dessa vez pela Copa do Brasil: aplicou 5 a 0 no Guarani, adversário que havia derrotado por 2 a 1 no jogo de ida, em Campinas. D’Alessandro voltou a ser o maestro do espetáculo. O Inter conhecerá nesta quinta-feira o seu adversário, que sairá de Náutico x Criciúma, no Recife. A ordem dos jogos será por sorteio, sexta-feira na CBF.

O Guarani não teve como escapar. Quando ficou, o bicho comeu. Acuado, empurrado para dentro da própria área, tomou sufoco – e dois gols antes dos 20 minutos. Aos 7, Kleber cobrou falta, Alecsandro (o substituto do lesionado Nilmar) desviou de cabeça e Indio pegou de voleio: 1 a 0. Aos 16, o espetacular D’Alessandro entortou Maranhão e cruzou na cabeça de Alecsandro, que mandou para a rede.

Aproveitando a recuada do Inter depois dos dois gols, o Guarani fez ataques em bloco. Um perigo – para ele próprio, que deixava espaço para contragolpes. Até exigiu duas defesas do goleiro Lauro, através do avançado lateral-esquerdo Andrezinho.

Aconteceu o que se previa. Num veloz contra-ataque, D’Alessandro lançou Taison, que derivou da esquerda para o meio e soltou um balaço de fora da área: 3 a 0. A equipe de Tite deslumbrou 23 mil colorados que foram ao Beira-Rio. Felizes, eles cantaram o tempo todo, fazendo a trilha sonora para as ações de um time muito entrosado. Alem de D’Alessandro, também jogaram muito Magrão, Alecsandro, Sandro e Taison.

Bem que Vadão avisou no intervalo: “Temos que nos postar mais atrás. O Inter está nos atraindo e jogando nos contra-ataques”.

Ninguém obedeceu. Em vez de fazerem como o Caxias, que se fechou depois de tomar 7 a 0, os rapazes do Guarani foram para cima, tentando descontar. Pois levaram o quarto gol logo aos 6, em contragolpe puxado por D’Alessandro. Marcelo Cordeiro cruzou e Alecsandro cabeceou com estilo. Vadão ficou uma fera e trocou o meia Danilo Rios pelo zagueiro Rafael Fefo aos 8.

E o show continuou, numa contínua troca de passes de primeira e deslocamentos rápidos. Aos 29, o argentino entrou a dribles, foi ao fundo pela direita e cruzou na cabeça de Bolívar: 5 a 0. Depois, o time se desinteressou e só tocou a bola.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 5 X 0 GUARANI

Local: Estádio Beira-Rio (Porto Alegre, RS)

Data – hora: 22/04/2009 – 22h (horário de Brasília)

Árbitro: Antônio Denival de Morais (PR)

Auxiliares: Ivan Bohn e José Carlos Passos (PR)

Renda e público: R$ 286.355,00 e 21.410 pagantes

Cartão amarelo: Maurício (G)

Gols: Indio 7, Alecsandro 16, Taison 32 do primeiro tempo; Alecsandro 6 e Bolívar 29 do segundo.

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Álvaro (Danny Morais 37/2T) e Kleber (Marcelo Cordeiro, intervalo); Sandro, Magrão, Guiñazú (Rosinei 19/2T) e D’Alessandro; Taison e Alecsandro. Técnico: Tite

GUARANI: Douglas; Maranhão, Maurício, Walter e Andrezinho; Glauber, Claudiney Rincon, Chiquinho e Danilo Rios (Rafael Fefo 8/2T); Dairo (Matehs 32/2T) e Romário (Mário Lúcio 27/2T). Técnico: Osvaldo Alvarez.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 23, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inter tenta pôr fim ao clima de festa recebendo o Guarani no Beira-Rio

Técnico Tite sabe por experiência própria que não pode bobear em partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Taison marcou no jogo de ida, em Campinas

Se de um lado a euforia ainda é grande pela conquista do título invicto do Gauchão, do outro, a hora é de sacudir a poeira após o rebaixamento no Paulistão e se preparar para a disputa da Série B do Brasileirão. Mas quando entrarem em campo, nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Beira-Rio, no segundo jogo da segunda fase da Copa do Brasil, Internacional e Guarani saberão que a grande diferença entre as duas equipes nos primeiros meses da temporada 2009 pode decidir o jogo ou evaporar em questão de segundos. Como aconteceu na partida em Campinas, quando Romário descontou para o Bugre no fim, fazendo 2 a 1 e evitando a classificação antecipada do Colorado às oitavas da competição que dá uma vaga na Libertadores.

Para avançar, o bicampeão gaúcho pode empatar ou até perder por 1 a 0, já que marcou um fora de casa. A missão do time campineiro é vencer por dois gols de diferença ou por apenas um, desde que marque três no Inter. Se vencer por 2 a 1, a decisão da vaga vai para os pênaltis. Quem se classificar pega Criciúma ou Náutico, que empataram por 2 a 2 no Sul, e voltam a se encontrar nesta quinta, em Recife.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha o jogo, lance a lance, em Tempo Real, a partir das 21h30m. O SporTV transmite ao vivo para o estado do Rio Grande do Sul.

Volta à realidade

O técnico Tite já avisou: a Copa do Brasil pode ser traiçoeira para os grandes clubes. O próprio Internacional sentiu isso na pele, justamente na única derrota colorada até agora nesta temporada, quando perdeu por 1 a 0 para o União-MT, em Rondonópolis. Por isso, três dias após a conquista invicta do bicampeonato estadual com uma goleada por 8 a 1 sobre o Caxias, o comandante tratou de fazer os jogadores voltarem à realidade.

– É uma competição que exige mobilização muito grande. São jogos de 180 minutos, e a margem de erro tem que ser muito pequena – disse ele, lembrando ainda a derrota do Fluminense por 2 a 1 para o modesto Águia-PA.

A única mudança em relação ao time campeão pode vir no ataque. Após o jogo de domingo, Nilmar saiu de campo com dores no tornozelo e, nesta terça, ficou fora do treino. Mas, embora o departamento médico diga que ele não é dúvida, o próprio Tite faz questão de dizer que nem sua ausência seria um problema.

– O Nilmar ainda vai passar por uma revisão médica, mas possivelmente joga. Se não der para ele, vai entrar o Alecsandro sem problema algum – avisou.

A missão de Vadão

Como enfrentar de igual para igual um time que vem de uma goleada por 8 a 1? Para o técnico do Guarani, Oswaldo Alvarez, o Vadão, este resultado não pode servir de referência para o Bugre. Segundo o técnico, o Caxias estava em uma tarde infeliz.

– Se tivesse que mostrar um vídeo do Inter para a minha equipe, não mostraria os 8 a 1. Até porque o Caxias não jogou nada, marcou mal. Tenho que mostrar um jogo em que o Inter teve dificuldade, como por exemplo contra o (União) Rondonópolis.

Autor do gol mais importante da história do Inter, o da vitória por 1 a 0 sobre o Barcelona na final do Mundial de Clubes, Adriano Gabiru não vai a Porto Alegre enfrentar seu ex-clube. O atacante contratado recentemente ainda não tem condições físicas.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Ficha do jogo

INTERNACIONAL GUARANI
Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazu e D’Alessandro, Taison e Nilmar (Alecsandro). Douglas; Maranhão, Maurício, Rafael Fefo e Andrezinho; Glauber, Claudiney Rincon, Danilo Rios e Chiquinho; Dairo e Romário.
Técnico: Tite. Técnico: Vadão.
Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Data: 22/04/2009. Horário: 21h50m (de Brasília). Árbitro: Antônio Denival de Morais (PR). Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e José Carlos Dias Passos (PR).
Transmissão: O SporTV exibe a partida ao vivo para o estado do Rio Grande do Sul.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h30m.

abril 22, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Magrão se consolida como jogador de partidas decisivas

Volante cresce nos jogos mais importantes. Contra o Caxias, ele foi o melhor em campo e fez dois gols no adversário, no Beira-Rio

Ampliar Foto Jefferson Bernardes/VIPCOMM Jefferson Bernardes/VIPCOMM

Magrão comemora um de seus gols na vitória arrasadora contra o Caxias no Beira-Rio

Uma boa receita para conseguir um caneco: se está na final, chama o Magrão. O volante do Inter provou neste domingo, na goleada de 8 a 1 sobre o Caxias, que cresce de produção em partidas decisivas. Ele marcou dois gols no Beira-Rio, um deles uma pintura, e comandou o time no meio. Marcou forte e armou com qualidade. Foi o melhor em campo.

E não é novidade. Na final do primeiro turno do Gauchão, contra o Grêmio, o gol que deu a vitória de 2 a 1 para o Inter foi marcado por Magrão. Ele também balançou a rede do Boca Juniors em plena Bombonera no ano passado.

– Não sei por que isso acontece. Não sei explicar. Minha preparação é sempre a mesma. Não mudo nada por o jogo ser mais ou menos importante. Talvez as partidas decisivas chamem mais a atenção, aí o que a gente faz fica mais marcado – comentou o jogador.

Com dois anos de Beira-Rio, Magrão virou uma referência no time colorado. Contra o Caxias, a torcida aplaudiu o jogador de pé quando ele foi substituído.

– Já são quatro títulos aqui. Nem no Palmeiras, onde tinha vivido meu melhor momento, consegui tanto. Eu sinto o reconhecimento da torcida quando saio na rua. É muito bacana isso.

Magrão costuma homenagear os filhos com os gols que marca. Contra o Caxias, foram dois. A homenagem aos herdeiros foi dupla.

– Marcar os dois gols foi especial. Eu sempre falo nos meus filhos. Como fiz dois gols, fica um para cada um deles.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 20, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário