Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vitória aproveita apatia do Coritiba e vence na Sul-Americana

Comandada pelo técnico interino Ricardo Silva, equipe baiana domina a partida e derrota o Coxa por 2 a 0

Na batalha dos técnicos interinos, Ricardo Silva levou a melhor sobre Édison Borges e viu o Vitória derrotar o CoritibaCopa Sul-Americana, nesta quinta-feira. Sob os olhares do novo treinador, Vagner Mancini, que ainda não fez sua reestreia no comando da equipe, o time baiano dominou a partida desde o início, mas só conseguiu balançar as redes na etapa final, com Uelliton e Jackson. Pelo lado alviverde, o técnico Ney Franco, que assistiu à partida dos camarotes, teve uma prova de algumas das principais deficiências de sua equipe, que jogou desfalcada de Marcelinho Paraíba e Leandro Donizete. por 2 a 0, no Barradão, pela primeira fase da Sul-Americana

O jogo de volta entre Vitória e Coritiba está marcado para o dia 25 de agosto, às 20h15m, no Couto Pereira. O Coxa precisa vencer por três gols de diferença para se classificar. Se os paranaenses fizerem 2 a 0 em casa, haverá disputa de pênaltis. Quem avançar enfrentará o vencedor do confronto entre Blooming (BOL) e River Plate (URU).

Vitória domina desde o início

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

De joelhos, Uelliton comemora o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba no Barradão

O primeiro chute da partida não levou perigo à meta de nenhuma das equipes, mas rendeu um susto ao Coritiba. Da entrada da área alviverde, Uelliton bateu com força e atingiu o rosto do zagueiro Pereira, aos oito minutos de jogo. Nocauteado, o zagueiro precisou ser atendido fora de campo.

Aos 19, contra-ataque rubro-negro. Roger arrancou pela direita e bateu cruzado da entrada da área, mas chutou de mau-jeito, e o goleiro Edson Bastos acompanhou com os olhos a saída da bola pela linha de fundo.

Márco Aurélio perdeu boa chance de abrir o placar para o Coxa, aos 27, em chute de fora da área. O goleiro Gléguer pulou atrasado e quase foi surpreendido, mas a bola saiu à sua direita.

Aos 29, Roger perdeu chance incrível para o time baiano. Dentro da pequena área, o atacante emendou de primeira, após levantamento de Willian, mas mandou por cima do travessão. O jogador insistiu e, aos 34, após boa jogada pela direita, chutou rasteiro com força, para a defesa de Edson Bastos. O goleiro alviverde apareceu bem, mais uma vez, aos 41, na tentativa de Apodi, que buscava o canto direito da meta dos visitantes.

Se o placar permanecia em branco, o domínio baiano na primeira etapa podia ser medido pela quantidade de cartões amarelos recebidos pelos jogadores do Coritiba, que recorriam excessivamente às faltas – três, contra nenhuma advertência feita aos rubro-negros.

Rubro-Negro marca dois gols
E foi justamente uma falta cometida sobre Leandro Domingues no primeiro minuto da segunda etapa que fez as redes finalmente balançarem. Na cobrança, Uelliton chutou com força e se aproveitou do desvio na barreira para surpreender o goleiro Edson Bastos e marcar para o Vitória.

O gol tornou mais óbvia a superioridade do Leão baiano. O Coxa encontrava muitas dificuldades para se organizar e não oferecia qualquer perigo aos donos da casa.

Aos 15, faltou sorte ao Vitória para ampliar. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Wallace acertou o cabeceio, mas carimbou o travessão. Mas aos 26, com a defesa alviverde parada, Jackson recebeu lançamento pela esquerda, invadiu a área e, com tranquilidade, escolheu o canto para marcar o segundo gol rubro-negro.

Com as duas equipes vivendo momentos complicados no Campeonato Brasileiro, o triunfo representa, ainda, um importante passo para o início da recuperação desejada pelos baianos.

Ficha técnica:

VITÓRIA 2 x 0 CORITIBA
Gléguer; Apodi, Anderson Martins, Wallace e Robinho (Nino); Vanderson, Uelliton, Willian (Bida) e Leandro Domingues; Jackson (Carlos Alberto) e Roger. Edson Bastos, Cleiton, Pereira e Demerson; Márcio Gabriel (Rodrigo Heffner), Guaru, Douglas Silva, Pedro Ken (Renatinho) e Carlinhos Paraíba; Marcos Aurélio (Leozinho) e Bruno Batata.
Técnico: Ricardo Silva. Técnico: Édison Borges.
Gols: Uelliton, a um minuto, e Jackson aos 26 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Leandro Domingues, Uelliton (Vitória); Guaru, Pereira, Demerson (Coritiba). Cartão vermelho: (Vitória); (Coritiba).
Estádio: Barradão. Data: 13/08/2009. Árbitro: Carlos Galeano (PAR). Auxiliares: Rodney Aquino (PAR) e Cesar Franco (PAR).

agosto 14, 2009 Posted by | Coritiba, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória encara o Coritiba para voltar ao G4

Equipe alviverde não terá o armador Carlinhos Paraíba na partida contra os baianos

(Crédito: Marianna Esteves)

LANCEPRESS!

O objetivo do Vitória contra o Coritiba neste domingo, às 18h30, no Barradão, é claro: voltar ao grupo dos quatro primeiros colocados do Brasileirão. Para isso, poderá contar com o zagueiro Fábio Ferreira, novo reforço, que, registrado na CBF, será opção para o técnico Paulo César Carpegiani.

Fábio Ferreira pode fazer sua estreia como titular, já que Wallace recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Corinthians por ter voltado para o segundo tempo com uma aliança no dedo. Além de Fábio, Carpegiani tem como opções os jovens zagueiros Reniê e Gabriel Paulista.

Sem muito tempo para treinar, o Coritiba quer recuperar os pontos perdidos no empate em 1 a 1 com o Sport, quinta-feira passada. Porém, o time, que está há três jogos invicto (uma vitória e dois empates), só venceu uma vez fora de casa neste Brasileirão: 1 a 0 sobre o Náutico, no dia 20 de junho.

– Não deu para trazer a vitória em casa sobre o Sport, mas vamos em busca desses pontos perdidos contra o Vitória. Temos um jogo muito difícil fora de casa, mas vamos jogar para vencer – declarou o meia Pedro Ken.

Para a partida, o técnico René Simões terá o desfalque do armador Carlinhos Paraíba, que cumprirá suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo. A dúvida é quem será seu substituto: atacante Marcos Aurélio, fazendo com que Marcelinho Paraíba seja recuado para a armação, ou Dirceu, deixando, assim, a equipe com três volantes.

Por outro lado, o zagueiro Jeci já está regularizado e pode fazer sua reestreia com a camisa do Coritiba. O jogador está confirmado na defesa ao lado de Demerson.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA X CORITIBA

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data/Hora: 26/07/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeira Filho (CE-Fifa)
Auxiliares: Manuel Marcio Bezerra Torres (CE) e Francisco Carlos Feitosa da Silva (CE)

VITÓRIA: Viafara, Fábio Ferreira, Marco Aurélio, Anderson Martins; Apodi, Magal, Uelliton, Leandro Domingues, Leandro; Willian e Roger. Técnico: Paulo César Carpegiani.

CORITIBA: Vanderlei, Rodrigo Heffner, Jeci, Demerson e Douglas Silva; Leandro Donizete, Jaílton, Pedro Ken e Marcelinho Paraíba; Marcos Aurélio (Dirceu) e Bruno Batata. Técnico: René Simões.

julho 26, 2009 Posted by | Coritiba, Vitória | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória e Atlético-MG empatam sem gols

No Barradão, atacante Roger desperdiça muitas chances e passa em branco contra o líder Galo

Roger passou em branco contra o líder do Campeonato (Crédito: Romildo de Jesus)

Roger passou em branco contra o líder do Campeonato

LANCEPRESS!

No Barradão, Vitória e Atlético-MG ficaram no 0 a 0 em partida muito disputada, válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, numa tarde nada inspirada do atacante Roger, do Rubro-Negro. Aranha foi o destaque do Galo fazendo várias defesas importantes.

O Vitória começou melhor, marcando o Galo no campo de ataque. O time mineiro parecia sentir a falta de Júnior – vetado momentos antes do início do jogo – e Diego Tardelli, artilheiro da equipe. Atordoado, dava campo para o Rubro-Negro avançar. Logo aos 9, Leandro Domingues colocou Apodi em boas condições de marcar, mas o lateral-direito chutou para fora. O Galo, que levou algum tempo para acordar em campo, devolveu em seguida com Werley, de cabeça, desviando cruzamento de Evandro.

A esta altura a partida já estava equilibrada. Jonílson, aos 14, assustou Viáfara, que espalmou assustado. O Leão respondeu prontamente. Depois de cruzamento de Roger, Apodi quase alcançou para fazer o primeiro do Vitória. O equilíbrio foi a tônica da primeira etapa, com chances desperdiçadas pelo Atlético – com Éder Luís e Evandro – e pelo time da casa, com William e o próprio Apodi. O último lance agudo dos primeiros 45 minutos foi de Roger. O atacante fez de cabeça, mas o auxiliar marcou acertadamente o impedimento.

No segundo tempo, os times voltaram sem mudanças na escalação e também na postura – ambos se lançando ao ataque. A primeira boa chance foi dos baianos, com Roger, que recebeu passe de Leandro Domingues mas vacilou ao praticamente recuar a bola para Aranha, perdendo grande chance da partida, aos 5. Aos 16 ele teve outra excelente oportunidade, mas desperdiçou da mesma forma.

Mas foi aos 30 minutos que Roger chegou à conclusão de que não era a sua tarde. Ao dominar de frente para o gol, entre os zagueiros, o atacante teve tempo de girar e acertar a trave de forma inacreditável. Assim como Apodi, que isolou ao pegar o rebote de Aranha depois de falta cobrada por Bida, aos 37. No fim, o empate sem gols entre as equipes, que permanecem no G4 do Brasileirão.


FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 0X0 ATLÉTICO-MG

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data/Hora: 19/07/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/Fifa)
Auxiliares: Ênio Ferreira de Carvalho (DF) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Público e renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Apodi (VIT), aos 39’/1ºT; Werley (AMG), aos 41’/1ºT; Viáfara (VIT), aos 43’/1ºT; Aranha (AMG), aos 40’/2ºT


VITÓRIA: Viafara, Reniê (Róbson, aos 42’/2ºT), Carlos Alberto e Uelinton; Apodi (Elkeson, aos 39’/2ºT), Magal, Gil, Leandro Domingues e Leandro; Willian (Bida, aos 22’/2ºT) e Roger.
Técnico: Paulo César Carpegiani

ATLÉTICO-MG: Aranha, Carlos Alberto (Serginho, aos 17’/2ºT), Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Renan (Alex Bruno, aos 25’/2ºT), Jonílson, Márcio Araújo e Evandro; Alessandro (Kléber, aos 18’/2ºT) e Éder Luís.
Técnico: Celso Roth

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 19, 2009 Posted by | Atlético-MG, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário

Embalado, Atlético-MG vai até Salvador encarar o Vitória

Galo quer manter a liderança e rival quer permanecer no G-4

LANCEPRESS!

Embalado pela semana positiva que teve em Minas Gerais, o Galo vai até Salvador para encarar o Vitória neste domingo, às 16h, no Barradão.

O período de alegria alvinegra começou domingo passado, quando o time venceu o clássico contra o Cruzeiro por 3 a 0. A festa continou na quarta-feira com a derrota do rival na final da Copa Libertadores e só terminou na quinta com o triunfo diante do São Paulo.

Para o jogo deste domingo, o técnico Celso Roth não poderá contar com Diego Tardelli, vice-artilheiro do Brasileirão com sete gols. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo contra o São Paulo cumprirá suspensão automática. O substituto do camisa 9 deve ser mesmo Alessandro, que vem entrando bem desde a sua contratação e ganha a primeira chance como titular.

Apesar do grande início de Brasileiro, o técnico Celso Roth garante que ainda falta muito para o título e que o Alvinegro mineiro precisa seguir trabalhando duramente.

– Pelo título ainda falta muita coisa. Nós estamos com um terço do campeonato. Acho que o Atlético está mostrando nesse início de campeonato uma força digna de sua história e a nossa expectativa é que continue assim. Continue dentro desse padrão – disse.

Já o Rubro-Negro baiano quer seguir no G-4 e continuar a boa campanha no campeonato. Na rodada passada, o Vitória foi até Recife e ficou só no empate com o Náutico. E essa partida trouxe muitos problemas para o técnico Paulo César Carpegiani. Isso porque sua equipe não poderá contar com nenhum dos três zagueiros titulares, já que Wallace foi expulso e Anderson Martins e Victor Ramos receberam o terceiro cartão amarelo.

Quem também não atuará será Vanderson, que ainda cumpre suspensão pela expulsão no jogo contra o Flamengo, quando deu uma cabeçada no atacante Emerson. Mas as notícias não são apenas ruins em Salvador. Para encarar o Galo, Carpegiani terá o retorno de Uelinton e Apodi.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA X ATLÉTICO-MG

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data/Hora: 19/07/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/Fifa)
Auxiliares: Ênio Ferreira de Carvalho (DF) e Marrubson Melo Freitas (DF)

VITÓRIA: Viafara, Apodi, Reniê, Marco Aurélio, Leandro; Leandro Domingues, Magal, William e Uelinton; Adriano e Roger. Técnico: Paulo César Carpegiani.

ATLÉTICO-MG: Aranha, Carlos Alberto, Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Serginho, Jonílson, Márcio Araújo e Júnior; Alessandro e Éder Luís. Técnico: Celso Roth.

julho 19, 2009 Posted by | Atlético-MG, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário

Missão do Santos é parar o invicto Vitória

Duelo marca o reencontro de Vagner Mancini com ex-clube

LANCEPRESS!

O Santos enfrenta o Vitória neste domingo, às 18h30, no Barradão, disposto a encostar no G-4. Mas a missão santista não será fácil.

Na terceira posição, o time baiano é uma das sensações do Brasileiro e está invicto dentro de casa. Já o Peixe é o nono colocado e não tem boa campanha fora de casa. Em cinco jogos, venceu um, empatou três e perdeu outro.

– A gente já queria estar no G-4. Mas infelizmente não foi possível. Agora temos o confronto direto com o Vitória, então temos que fazer de tudo para somar pontos e tirar deles – analisou o goleiro Douglas.

O duelo também marca o retorno do técnico Vagner Mancini ao Barradão. O treinador foi comandante do Vitória de março de 2008 a fevereiro deste ano. E é justamente por conhecer o estilo ofensivo do rival, que Mancini deve escalar um time mais cauteloso, com a entrada do zagueiro Paulo Henrique Rodrigues, que também atua como volante, na vaga de Neymar, suspenso.

– Temos que salientar que é importante marcar bem o Vitória. Lá o campo é grande, o jogo é às 18h30, mas há uma atmosfera diferente. Temos que estar atentos a tudo isso – avisou Mancini.

Além de Neymar, o Santos não poderá contar com o lateral-esquerdo Léo, suspenso, e o goleiro Fábio Costa, lesionado. O zagueiro Fabão sentiu entorse no tornozelo esquerdo na sexta-feira e é dúvida. Se for vetado, Eli Sabiá fará sua estreia pelo Peixe.

No Vitória, o técnico Paulo César Carpegianni não poderá contar com o lateral-direito Apodi, com uma lesão no joelho, e Vanderson, que cumprirá suspensão pela expulsão contra o Flamengo.

Com a saída de Bosco e as atuações pouco convincentes de Nino Paraíba, Carpegiani improvisará o meia Elkeson na direita. Sem Vanderson, o meia Willian pode ganhar nova chance entre os titulares. Recuperado de lesão, o jogador voltará a ser utilizado desta vez no ataque.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA X SANTOS

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data/Hora: 12/7/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos, Anderson Martins; Elkeson, Uelliton, Magal, Leandro Domingues, Leandro; William e Roger. Técnico: Paulo César Carpegiani.

SANTOS: Douglas, Wagner Diniz, Eli Sabiá (Fabão), Domingos, Pará; Roberto Brum, Paulo Henrique Rodrigues, Rodrigo Souto; Paulo Henrique Lima e Madson; Kléber Pereira. Técnico: VAgner Mancini.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 12, 2009 Posted by | Santos, Vitória | , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória vence Botafogo, por 4 a 3, no Barradão

Apodi faz gol aos 44 do segundo tempo e garante os três pontos para equipe baiana

Vitória e Botafogo fizeram um jogo empolgante no Barradão (Crédito: Romildo de Jesus)

Vitória e Botafogo fizeram um jogo empolgante no Barradão

LANCEPRESS!

Em um jogo marcado por um primeiro tempo movimentado e um gol de Apodi aos 44 minutos do segundo tempo, o Vitória recebeu o Botafogo, no Barradão, neste sábado, e venceu os cariocas por 4 a 3, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Roger, duas vezes, Adriano e Apodi, para o time baiano. E pelo Alvinegro: Juninho, Batista e Victor Simões balançaram a rede adversária.

Com o resultado, o Glorioso permaneceu com seis pontos e o Rubro-Negro baiano chegou aos 13, na competição. Na próxima rodada o Glorioso enfrenta o Goiás, no Engenhão, enquanto o Vitória encara o Santo André, no Barradão.

O jogo começou com o atual campeão baiano imprimindo um ritmo muito forte e tentando sufocar a defesa do Botafogo, que desde o início mostrava fragilidade na marcação. Com o tempo, o Botafogo foi equilibrando a partida e chegou a ameaçar o goleiro Viáfara aos 10 minutos, com um chute cruzado de Laio, que o arqueiro rubro-negro defendeu com categoria. Porém, um minuto depois, foi o Vitória que abriu o placar. O volante Carlos Alberto fez um lançamento vertical para Roger, o zagueiro Juninho falhou, e o atacante com categoria, na cara do goleiro Renan, deu um toque por cima e fez o primeiro do jogo.

Após o gol, parecia que o Botafogo iria reagir, mas com Carlos Alberto, Apodi e Roger em uma tarde inspirada, ficava difícil para os cariocas dominarem a partida. Tanto que aos 21 minutos, Roger recebeu mais um lançamento, desta vez de Vanderson, driblou o zagueiro Emerson, dividiu com Renan – que saiu mal do gol – e a bola foi morrendo devagarzinho nas redes do Alvinegro. 2 a 0 para o Vitória.

A reação do time visitante só aconteceu mesmo aos 29 minutos, quando Juninho diminuiu o placar acertando uma bomba, em cobrança de falta na entrada da área, sem chance para o goleiro Viáfara. Não deu tempo nem para botafoguenses comemorarem e no minuto seguinte, Adriano aproveitou o rebote de Renan, após um chute de fora da área de Vanderson, e aumentou o marcador, deixando o jogo 3 a 1 para o Vitória. Aos 37, depois que Ney Franco acertou o posicionamento de Leandro Guerreiro, Léo Silva virou bem o jogo para a direita, Alessandro cruzou e Batista fez o segundo gol do Botafogo na partida.

Após um primeiro tempo empolgante e com cinco gols, a segunda etapa começou com o Botafogo tentando mostrar que não estava morto. Aos 12 minutos, Alessandro acertou um bom chute de longe, Laio tentou completar de letra, mas Viáfara estava atento e fez uma boa defesa.

As substituições feita por Ney Franco deram certo e os 27 minutos, Renato, que entrou no lugar de Léo Silva, acertou um bom passe para Victor Simões na área. O Pantera dominou com categoria e deu um toque na saída do goleiro Viáfara, empatando o jogo.

Com o gol, os alvinegros diminuíram o ritmo e por isso, aos 44 minutos, tomaram o golpe fatal. Após bom cruzamento pela esquerda, Renan saiu mal do gol e Apodi, de cabeça, deu números finais ao jogo.

O Botafogo continua sem conseguir vencer o Vitória no Barradão. Foram sete jogos ao todo. No ano passado, os cariocas tomaram de 5 a 2 para os rubro-negros e o técnico Geninho, que dirigia o Glorioso, na época, foi demitido.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 4 X 3 BOTAFOGO

Estádio: Barradão, Salvador (BA)
Data/hora: 20/6/2009 – 16h10 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Auxiliares: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Otavio Correia de Araujo Neto (AL).
Renda / Público: R$191.440,00 / 7.912 pagantes.
Cartões amarelos: Leandro Domingues, 22’/ 1º T – Carlos Alberto, 28’/ 1º T – Roger, 42’/ 1º T (VIT); Léo Silva, 20’/ 2ºT (BOT).

GOLS: Roger, 11’/1°T – 1×0 (VIT); Roger, 21’/1°T – 2×0 (VIT); Juninho, 29’/1°T – 2×1 (BOT); Adriano, 30’/1°T – 3×1 (VIT); Batista, 37’/1°T – 3×2 (BOT); Victor Simões, 27’/2°T – 3×3 (BOT); Apodi, 44’/2°T – 4×3 (VIT).

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos, Anderson Martins; Apodi, Carlos Alberto, Vanderson, Leandro Domingues (Neto Berola – 32’/2°T) e Robson; Adriano (Robert – intervalo) e Roger (Edson – 18’/2°T). Técnico: Paulo César Carpegiani.

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Emerson, Juninho e Eduardo; Leandro Guerreiro, Léo Silva (Renato 25’/2°T), Batista e Lucio Flavio; Laio (Tony – 21’/2°T) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

junho 20, 2009 Posted by | Botafogo, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória e Botafogo se enfrentam no Barradão

Em momentos distintos, equipes se enfrentam pela sétima rodada do Brasileiro

LANCEPRESS!

Em momentos distintos, Vitória e Botafogo se enfrentam neste sábado, ás 16h10, no Barradão, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O clube baiano tenta se manter na zona de classificação para a Libertadores. Já o alvinegro busca apenas a segunda vitória na competição.

Cientes de que a vitória contra o Santos, na última rodada, foi apenas o primeiro passo para a recuperação no Brasileirão, os jogadores do Botafogo não pensam em empate ou derrota em Salvador.

– Precisamos do resultado e vamos para Salvador para conquistar a vitória. No Brasileiro, é importante manter uma boa sequência. Só assim conseguiremos subir na tabela – ressaltou o zagueiro Emerson.

Para a partida, Ney Franco poderá contar com o retorno de Juninho, suspenso na partida contra o Santos. Porém, o treinador aida não poderá contar com o retorno de Michael, que durante a semana sentiu dores no tendão-de-aquiles da perna esquerda. Batista e Léo Silva serão mantidos entre os titulares.

– Batista fez excelente jogo, Léo Silva e Laio foram bem. Tivemos de mudar a característica sem Maicosuel e com Lucio Flavio. Já fizemos bom jogo contra o Santos, tentar ter a mesma eficiência no próximo jogo.

Pelos lados do Vitória, para enfrentar o Botafogo, o técnico Paulo César Carpergiani fará somente uma modificação: a entrada de Carlos Alberto no lugar do volante Uelliton, expulso contra o Internacional.

– Estava com uma idéia, mas não me agradou e a única ausência que nós vamos ter é Uelliton. Joga Carlos Alberto – disse o treinador.

Carpegiani tentou mais uma vez utilizar o atacante Adriano como ala pela esquerda e não gostou. Como não pode contar com Willian, que desempenhou bem a função contra o Grêmio, nem com o lateral-esquerdo Leandro, cuja documentação não está regularizada, o técnico optou pela escalação de Robson. O técnico quer a equipe bem focada no jogo deste sábado.

– Vamos nos concentrar no Botafogo. Trata-se de um adversário extremamente difícil, que exige muito cuidado e tem grande tradição. Mas estou muito confiante, seguro e vamos entrar procurando os três pontos. Nos jogos em casa temos que fazer pontos – concluiu o técnico do Vitória.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X BOTAFOGO

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data/hora: 20/6/2009 – 16h10 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Auxiliares: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Otavio Correia de Araujo Neto (AL)

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e nderson Martins; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto, Leandro Domingues e Robson; Roger e Adriano. Técnico: Paulo César Carpergiani

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Emerson, Juninho e Eduardo; Leandro Guerreiro, Léo Silva, Batista e Lucio Flavio; Laio e Victor Simões. Técnico: Ney Franco

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 20, 2009 Posted by | Botafogo, Vitória | , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória vence Grêmio com gol nos acréscimos

Rubro-negro baiano pressionou o jogo todo e foi recompensado


Gremio Vitoria


O Vitória venceu o Grêmio por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Barradão, em partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Leandro Domingues fez um golaço e garantiu a vitória do Leão. Com o resultado, o Vitória alcança a vice-liderança da competição com 9 pontos. O Grêmio permanece com 4 pontos, em décimo segundo.


O Vitória inicou a partida buscando mais o ataque. Logo aos dois minutos, Adriano chutou de fora da área para defesa de Victor. Aos 10, Victor Ramos recebeu cruzamento de Leandro Domingues e cabeceou por cima da meta. O Leão estava melhor na partida, diante de um Grêmio postado na defesa. A primeira chance do Grêmio foi através de Souza, mas o chute do meia saiu ao lado do gol de Viáfara. Aos 18, mais Vitória,

Apodi arrancou pela direita e rolou para Adriano na entrada da área. O atacante bateu de canhota, mas a bola foi na trave. O rubro-negro continuava criando chances, aos 22 Victor e Neto Baiano se chocaram na área e o atacante ficou pedindo pênalti. Cinco minutos depois, William escorregou na área em disputa com Ruy e também pediu pênalti.

O time baiano voltou a assustar os 33, William arriscou chute de fora da área e obrigou victor a fazer boa defesa. Mesmo sem jogar bem, o time gaúcho quase abriu o placar quando Réver cabeceou com perigo após cobrança de escanteio de Souza. O Leão respondeu aos 40. Na chance mais clara da primeira etapa, Apodi foi lançado na área do Grêmio e só não marcou o gol graças a boa saída de Victor que fez a defesa.

O primeiro tempo terminou com o Vitória com mais volume de jogo e buscando sempre o ataque, mas esbarrando no goleiro Victor, enquanto o Grêmio pouco ameaçava a meta de Viáfara.

Vitória pressiona e consegue gol no fim

A etapa final começou como havia terminado o primeiro tempo, o Vitória buscando o ataque e o Grêmio jogando atrás sem conseguir encaixar os contra-ataques. Apodi era uma boa opção pela direita e a movimentação de Adriano e Neto Baiano levava perigo ao Grêmio. Anderson Martins quase abriu o placar em chute forte de fora da área, mas Victor fez mais uma boa defesa.

Aos 22, a partida ficou ainda mais complicada para o Grêmio quando Jonas, que havia entrado no segundo tempo, fez falta em Apodi e foi expulso após receber o segundo amarelo. Com um jogador a mais, o vitória tentava pressionar. Aos 30, Elkeson arriscou de fora da área, mas parou em Victor mais uma vez. O técnico Carpegiani abriu mão de um zagueiro e colocou o experiente meia Ramon para tentar chegar ao gol.

O Grêmio levou perigo aos 35, Souza arriscou chute de longe e Viáfara fez boa defesa. Nos últimos minutos o jogo ficou aberto, mas sempre com o Vitória pressionando. O Grêmio ainda teve uma ótima chance quando Máxi Lopez conseguiu invadir a área e bater forte para defesa de Viáfara. Mas, no último minuto, a ousadia e determinação do time baiano foi premiada. Leandro Domingues acertou um chute de muito longe e marcou um golaço para garantir os três pontos para o Vitória.


FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 1 X 0 GRÊMIO


Local: Barradão, Salvador (BA)
Data e hora: 31/05/2009 – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli (SC)
Auxiliares: Alcides Pazetto (SC) e Angelo Bechi (SC)
Cartões Amarelos: Fábio Santos, Leo, Jadílson Jonas (GRE) Apodi (VIT)
Cartões Vermelhos: Jonas (GRE)
Gols: Leandro Domingues

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins (Ramon); Apodi, Vanderson, Leandro Domingues, Willian e Ueliton (Roger); Adriano (Elkeson) e Neto Baiano. Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

GRÊMIO: Victor, Leo, Rafael Marques e Réver; Ruy, Túlio, Adilson (Jadílson), Souza e Fábio Santos; Alex Mineiro (Jonas) e Maxi López (Douglas Costa). Técnico: Paulo Autuori

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 31, 2009 Posted by | Grêmio, Vitória | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco não dá chance ao Vitória e se confirma na semifinal

Fernando Prass falha, mas Cruzmaltino empata no Barradão

Atacante Elton comemora o seu gol, que empatou o jogo no Barradão

Atacante Elton comemora o seu gol, que empatou o jogo no Barradão

LANCEPRESS!

O Vasco, como se esperava, não precisou fazer muito esforço em Salvador (BA) para confirmar sua classificação diante do Vitória às semifinais da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, no Barradão, as equipes empataram em 1 a 1.

O Cruzmaltino venceu o confronto de ida, em São Januário, por 4 a 0 e, desta forma, até com derrota para o Rubro-negro baiano por 3 a 0 ou por quatro gols de diferença, desde que marcasse, avançaria.

A tática adota pelo Vitória foi partir para o ataque no primeiro tempo, com quatro atacantes e abriu o placar logo no primeiro minuto, em chute de fora da área de Neto Baiano, que contou com grande colaboração de Fernando Prass.

Porém, quando parecia que o Leão assustaria poderia buscar o impossível, Ramon, aos quatro minutos, cruzou rasteiro pela esquerda e Elton, na pequena área, escorou para a rede.

O Vitória ainda ameaçou aos 16 minutos e aos 37 minutos, porém o goleiro Fernando Prass se redimiu fazendo duas boas defesas. E, aos 41 minutos, Neto Baiano facilitou para o Vasco: cuspiu em Ramon e foi expulso.

Para o segundo tempo, poderia-se esperar um Rubro-negro desesperado em busca do ataque, mas o que se viu foi uma equipe acomodada com a classificação e o Cruzmaltino, confortável, também não fez muito esforço.

O Vasco ainda foi mais presente no ataque do que o Vitória, o que não chegou a representar grandes chances de gol criadas. Restou às duas partes esperar, sem qualquer interesse maior, o fim do confronto.

Assi, o Cruzmaltino, pelo segundo ano seguido e pela sétima vez está na semifinal da Copa do Brasil, enfrenta o Corinthians, que eliminou o Fluminense. A princípio, os jogos acontecem no dia 27 de maio e 3 de junho – os mandos ainda serão sorteados.

As duas equipes voltam a campo neste fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Pela terceira rodada da Série A, o Vitória enfrenta, no sábado, às 18h30, o Cruzeiro, em Minas Gerais. No mesmo dia, mas às 16h10, o Vasco recebe, pela terceira rodada da Série B, em São Januário, o Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 1 X 1 VASCO

Estádio: Manoel Barradas (Barradão), Salvador (BA)
Data/hora: 20/5/2009 – 21h50
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristian Passos Sorence (GO)
Renda/público: R$ 116.030,00 / 7.143 pagantes e 9.711 presentes
Cartões amarelos: Neto Baiano, Bosco e Viáfara (VIT); Carlos Alberto, Enrico, Vilson e Elton (VAS)
Cartões vermelhos: Neto Baiano, 41’/1ºT (VIT)

GOLS: Neto Baiano, 1’/1ºT (1-0); Elton, 4’/1ºT (1-1)

VITÓRIA: Viáfara, Bosco, Wallace, Victor Ramos e Uelliton; Vanderson e Ramon (Carlos Alberto, intervalo); André Luís (Willian, 29’/2°T), Adriano, Washington (Nadson, 12’/2°T) e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima, Enrico (Bruno Gallo, 14’/2°T) e Carlos Alberto (Rodrigo Pimpão, intervalo); Elton (Alan Kardec, 30’/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

maio 21, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Carlos Alberto é confirmado para o jogo contra o Vitória

Já o atacante Rodrigo Pimpão segue como dúvida para ficar no banco de reservas diante dos baianos


Carlos Alberto vai enfrentar o Vitória, no Barradão

Após ser poupado na vitória vascaína por 2 a 0 sobre o Ceará, pela Série B, o meia Carlos Alberto foi confirmado para a partida desta quarta-feira, contra o Vitória, no Barradão, em Salvador. A disputa vale vaga para a semifinal da Copa do Brasil.

O capitão vascaíno se recuperou de um edema na coxa direita, treinou com bola na última segunda e nada sentiu. Portanto, está garantido pelo técnico Dorival Júnior, que escalará o craque como quarto homem de meio-de-campo, com Enrico jogando um pouco mais adiantado. Elton será o único atacante do time, que deverá enfrentar os baianos no esquema 4-5-1.

Já o atacante Rodrigo Pimpão segue com receio devido a um estiramento no ligamento colateral do joelho direito. Ele é dúvida, mas poderá aparecer no banco de reservas contra o Vitória. Pimpão treinou normalmente nesta terça-feira, e sua escalação depende de como ele vai acordar no dia do jogo. Se sentir algum receio, será vetado. Caso contrário, pode ser um dos suplentes vascaínos.


Como venceu o jogo de ida por 4 a 0, em São Januário, o Vasco pode perder para os baianos por até três gols de diferença que mesmo assim se classifica à semifinal da Copa do Brasil.

maio 19, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória e Galo duelam em momentos opostos

Atlético-MG quer recuperar o prestígio após goleada para rival

LANCEPRESS!

Abatido após a goleada sofrida para o Cruzeiro, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG terá nesta quarta-feira, às 21h50, no Barradão, contra o Vitória-BA, a chance de recuperar o prestígio com a torcida atleticana. Este será o jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil.

O técnico do Galo, Emerson Leão, não terá desfalques para o confronto. O treinador poderá até manter a equipe que vinha jogando no Estadual.

A novidade do lado Alvinegro fica por conta do lateral Elder Granja, que foi relacionado pela primeira vez. O jogador, que não foi inscrito no Mineiro, pode fazer sua estreia com a camisa do Galo.

Já o Vitória vive um momento bem diferente do Atlético-MG. O time baiano bateu seu maior rival, Bahia, na final do Estadual e aposta na força de sua torcida para vencer o Galo.

A diretoria do Rubro-negro lançou um pacote promocional para atrair os torcedores. O torcedor que adquirir sua entrada para o jogo diante do Atlético, que custa R$20, terá 50% de desconto no valor do ingresso para o segundo BA-VI, que terá o preço de R$40.

E se por um lado Emerson Leão terá Elder Granja como novidade, o técnico do Vitória, Paulo César Carpegiani, também terá uma surpresa. O lateral Robinho, contratado do Atlético de Alagoinhas, poderá fazer sua estreia pela equipe baiana.

Carpegiani não poderá contar com o atacante Nádson; com o meia Gláucio e o zagueiro Tiago Gomes, que estão entregues ao departamento médico do clube.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA-BA X ATLÉTICO-MG

LOCAL: Barradão, em Salvador (BA).
DATA/HORA: 29/04/2009, às 21h50
ÁRBITRO: Edivaldo Elias da Silva (PR)
AUXILIARES: Gilson Bento Coutinho (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)

VITÓRIA-BA: Viáfara; Apodi, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Vanderson, Carlos Alberto, Bida, Ramon e Jackson; Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani

ATLÉTICO-MG: Juninho, Werley (Elder Granja), Leandro Almeida, Marcos e Júnior; Renan, Márcio Araújo, Carlos Alberto e Lopes; Éder Luís e Diego Tardelli. Técnico: Emerson Leão

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 29, 2009 Posted by | Atlético-MG, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mancini e Carlos Alberto discutem em treino

Marquinhos e Victor Ramos também bateram boca na atividade

No treino do Vitória desta quarta-feira, no Barradão, o técnico Vágner Mancini explorou especialmente a posse de bola. No entanto, o destaque da atividade não foi esse. Como se não bastassem os problemas atuais do time, que não vence há sete jogos no Brasileirão, um atrito entre o lateral-direito Carlos Alberto e Mancini esquentou os ânimos do elenco.

Depois de dar uma entrada violenta no atacante Adriano, o lateral foi expulso por Mancini dos trabalhos. Para completar, na seqüência, Marquinhos ficou nervoso em uma dividida com Victor Ramos e os dois também se desentenderam.

De cabeça fria, depois do treino, a promessa era de reconciliação. No próximo domingo, o Vitória recebe no Barradão o vice-líder do Brasileirão, o Grêmio.

novembro 19, 2008 Posted by | Vitória | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Galo quer melhorar aproveitamento fora de casa

Além de buscar sua quarta vitória fora, Galo quer ainda o quarto triunfo consecutivo

Na partida do próximo domingo, contra o Sport, em Recife, o Atlético-MG tentará conquistar sua quarta vitória fora de casa neste Campeonato Brasileiro. Até aqui, neste Brasileirão, o Galo cantou mais alto apenas três vezes fora de seu terreiro. Os triunfos foram conquistados em cima de: Santos, na Vila Belmiro, Flamengo, no Maracanã e Vitória, no Barradão.

Fora de seus domínios, o Alvinegro tem aproveitamento de 25%, com três vitórias, quatro empates e dez derrotas, 19 gols a favor e 35 contra.

Além do 4º triunfo como visitante, o Galo tentará, na capital pernambucana, conseguir sua quarta vitória consecutiva na competição. A última vez em que o time atleticano venceu quatro vezes seguidas no Brasileiro foi em 2003, quando derrotou São Caetano, Fluminense, Vasco e Figueirense, respectivamente, entre a 32ª e a 35ª rodada.

novembro 18, 2008 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vitória terá três desfalques contra o Flu

Marco Aurélio, Vanderson e Anderson Martins estão suspensos

Depois de perder para o Botafogo no Engenhão por 3 a 1, na última quinta-feira, o Vitória voltou para Salvador com a cabeça no próximo jogo, diante do Fluminense, dia 19, no Barradão. O duelo poderá marcar a virada do time perante sua torcida, rumo ao cada vez mais distante G4. Porém, o técnico Vagner Mancini mal chegou em casa e já tem três desfalques para administrar.

O lateral-direito Marco Aurélio recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Botafogo e ficará fora da partida contra o Flu. No seu lugar podem entrar tanto Rafael – que já vinha atuando vez ou outra neste Brasileirão -, como Carlos Alberto.

Outro que também levou o terceiro cartão amarelo e ficará fora do próximo jogo é o volante Vanderson. No seu lugar, certamente, Vagner Mancini deverá escalar Marco Antonio.

Por último, o zagueiro Anderson Martins, expulso contra o Botafogo, cumprirá suspensão automática no domingo. Marcelo Batatais deverá ser o seu substituto.

outubro 13, 2008 Posted by | Vitória | , , , , , , , , | Deixe um comentário