Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Disposto a manter tabu, Santos recebe o Internacional

Colorado nunca venceu o Santos na Vila Belmiro

Disposto a manter tabu, Santos recebe o Internacional. (Crédito: Montagem)

Disposto a manter tabu, Santos recebe o Internacional. (Crédito: Montagem)

LANCEPRESS!

O Santos entra em campo nesta quarta-feira contra o Internacional, às 21h, com transmissão em tempo real pelo LANCENET! , na Vila Belmiro, ciente de que a vitória na partida tornou-se vital para manter vivo o sonho de classificação à Copa Libertadores. O Colorado, por sua vez, espera findar o tabu de nunca ter vencido o Peixe no Alçapão e voltar ao G4.

Com uma vitória, o Alvinegro, que é o atual 11º colocado, com 28 pontos, começa a ficar mais colado no pelotão da frente e terá a seu favor uma sequência de jogos dentro de casa que pode facilitar essa aproximação.

– Muita coisa pode acontecer ainda. Vamos disputar 15 pontos, 12 deles em casa e só três fora. A força de nossa torcida será importante para conseguirmos esses pontos dentro de casa – afirmou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

A principal novidade na equipe santista é o retorno do lateral-esquerdo Léo. Recuperado de uma contratura muscular na coxa esquerda, o ala completará no duelo seu jogo de número 300 pelo Peixe.

– Fico muito feliz. Estou preparado. Tive uma lesão, mas evoluí bem. É uma marca importante e fico muito feliz de completar. Mas o mais importante é o Santos conquistar os três pontos para tentarmos uma arrancada no campeonato – garantiu Léo.

Além de Léo, a outra alteração já confirmada pelo treinador santista é a entrada do meia Róbson na vaga do volante Germano. Sem condicionamento físico ideal, o volante Emerson seguirá no banco de reservas.

Para o Inter, hoje quinto colocado com 33 pontos, o duelo representa um duplo desafio: em primeiro lugar, o Colorado nunca venceu na Vila, embora tenha derrotado o Santos em outras cidades paulistas; além disso, o time precisa recuperar a confiança abalada pelos fracassos nos dois últimos jogos – contra o Corinthians, em casa, e Palmeiras, fora.

– Podemos entrar para a história – afirmou o centroavante Alecsandro, que acredita que o fato de o Inter ainda não ter conhecido vitória na casa do alvinegro serve como um estímulo.

Quanto à confiança, Tite crê que ela voltará naturalmente. Em sua opinião, o Inter não teve queda de rendimento nas derrotas para Corinthians e Palmeiras, que se seguiram a três vitórias consecutivas sobre Barueri, Sport e Santo André.

– Só nos faltou precisão nos arremates – disse o técnico colorado.

E sobrou insegurança na defesa. Contra o Timão, Kleber esteve ausente;
contra o Verdão, Bolívar fez falta. Ambos estarão na Vila. Dessa vez, o
lateral-direito Danilo, suspenso, será o desfalque. Tite confiará a posição ao
garoto Daniel, de apenas 18 anos.

Ainda sem poder contar com Indio, lesionado, Fabiano Eller e Edu, sem condicionamento físico, e D’Alessandro, suspenso, o Inter ganha um alento com a volta de Magrão, recuperado de uma crise de cálculos renais. O volante ficará no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS X INTERNACIONAL

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 26/08/2009 – 21H (de Brasília)
Árbitro: Luiz Antônio dos Santos (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Wagner de Almeida do Santos (RJ).

SANTOS: Felipe; George Lucas, Fabão, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Mancha, Rodrigo Souto, Róbson, Paulo Henrique Ganso e Madson; Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

INTERNACIONAL: Lauro; Daniel, Bolívar, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazú, Giuliano e Andrezinho; Alecsandro e Taison. Técnico: Tite.

agosto 26, 2009 Posted by | Internacional, Santos | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos x Grêmio: jogo quente na Vila Belmiro

Equipes tentam se superar para decolar no Brasileiro. Leia

LANCEPRESS!

Disposto a manter vivo o sonho da classificação à Copa Libertadores, o Santos recebe o Grêmio nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, em busca de sua primeira vitória em confrontos diretos. O Grêmio, por sua vez, tenta vencer a primeira partida fora de casa para se aproximar do G4.

Das seis vitórias que o Santos conquistou até aqui, cinco foram contra adversários que estão na parte de baixo da tabela (Fluminense, Atlético-PR, Sport, Coritiba e Náutico). O único time que está mais perto do G-4 derrotado pelo Peixe foi o Corinthians – 8º lugar, com 28 pontos – que já tem vaga assegurada na Liberta.

O Alvinegro ocupa a 12ª colocação, com 25 pontos, oito a menos do que o quarto colocado, o São Paulo. Se vencer o confronto, o Santos poderá alcançar o Tricolor Gaúcho, atual 7º colocado, com 28.

– É uma boa possibilidade de caminhar. Temos confrontos diretos com equipes que vão brigar por vaga na Libertadores, e nada melhor do que você enfrentar essas equipes com condições de buscar o resultado – garantiu o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Sem poder contar com o lateral-esquerdo Léo, lesionado, o Santos deve encarar o Grêmio com a mesma equipe que empatou em 0 a 0 com o Cruzeiro, no último domingo, no Mineirão. Madson atuará mais avançado e será o parceiro de Kléber Pereira no ataque.

Do outro lado, o Grêmio aposta nos jovens para superar o Santos na Vila. Depois de promover o lateral-direito Mário Fernandes, 18 anos, e dar novas oportunidades a Douglas Costa, 18, o técnico Paulo Autuori escalou o lateral-esquerdo Bruno Collaço, 19, para o jogo contra o Peixe.

— Quem olhar para trás verá que faço isso onde quer que trabalhe – disse Autuori.

Bruno Collaço substituiu o veterano Jadilson, com vantagem, no intervalo do jogo de domingo, contra o Flamengo, e agora vai iniciar sua primeira partida. Outro prestigiado é o habilidoso meia Pessalli, 18 anos. Destaque na última Copa BH, ele encantou Autuori num jogo do Grêmio B, nesta segunda-feira, e foi chamado para ficar na reserva.

Em ocasiões anteriores, o técnico já chamou o meia Maylson, de 19 anos, e o atacante Róberson, de 20. Dessa vez, quem ganha a chance de sentar no banco é o centroavante Ricardo, 22, ex-Londrina. Tudo isso num time onde o zagueiro Leo, 21, e o volante Adilson, 22, são considerados “veteranos”.

— Meu modelo sempre foi o Roberto Carlos. Gosto de apoiar, mas cuido primeiro da marcação – disse Collaço, todo feliz.

Os garotos estarão bem amparados. Os meias Tcheco e Souza, que cumpriram suspensão contra o Flamengo, voltam ao meio-campo. Réver, zagueiro de origem, continuará nesse setor, substituindo o suspenso Túlio, depois de sua brilhante atuação no domingo.

Douglas Costa tanto pode iniciar a partida quanto sentar no banco. Autuori disse que, primeiro, estudará o esquema tático do Santos. Ele tanto poderá começar – e aí seria no lugar de Perea, no ataque – quanto ser guardado para entrar no meio-campo, para aumentar o poder ofensivo do time.


FICHA TÉCNICA

SANTOS X GRÊMIO

Estádio: Vila Belmiro
Data/hora: 19/8/2009 – 19h30 horas (horário de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e João Patricio de Araújo (GO)

SANTOS: Felipe; George Lucas, Fabão, Eli Sabiá e Pará; Rodrigo Mancha; Rodrigo Souto, Germano e Paulo Henrique Lima; Madson e Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Leo, Rafael Marques e Bruno Collaço; Adilson, Réver, Tcheco e Souza; Jonas e Douglas Costa (Perea). Técnico: Paulo Autuori.

agosto 19, 2009 Posted by | Grêmio, Santos | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Léo é vetado para jogo contra o Grêmio

Em fase de recuperação de uma lesão, lateral-esquerdo adia jogo de número 300 pelo Santos

Jogador se recupera de contratura muscular na coxa esquerda (Crédito: Ivan Storti)

Jogador se recupera de contratura muscular na coxa esquerda

LANCEPRESS!

Ainda não é desta vez que o lateral-esquerdo Léo completará seu jogo de número 300 pelo Santos. O jogador foi vetado pelo Departamento Médico do clube para a partida desta quarta-feira contra o Grêmio, às 19h30, na Vila Belmiro.

O jogador, que sofreu uma contratura muscular na coxa esquerda, deve estar à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo para o confronto do próximo domingo, diante do Goiás.

– O Léo não vai voltar. Ele está em fase final de recuperação e deve ser liberado para voltar a treinar na quinta-feira. Devo jogar no domingo – garantiu o médico Carlos Braga.

Para a partida, Luxemburgo deve manter o polivalente Pará na lateral-esquerda, já que Triguinho, embora recuperado de lesão, ainda não apresenta condições ideais de jogo.

agosto 18, 2009 Posted by | Santos | , , , | Deixe um comentário

Pelé contraria Luxa e afirma que é cedo para o Peixe entregar os pontos

Rei do Futebol garante que equipe tem tempo suficiente para se recuperar e conseguir uma vaga na Taça Libertadores

Ampliar Foto Divulgação/Divulgação Divulgação/Divulgação

Pelé estranhou declaração de Luxemburgo

Após o empate em 2 a 2 com o Avaí, no último sábado, na Vila Belmiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo mostrou-se desanimado: disse achar muito difícil que o Santos consiga uma vaga na Taça Libertadores 2010. A opinião do treinador causou estranheza ao Rei do Futebol. Pelé mantém bom relacionamento com Luxa e admite não ter entendido o motivo que levou o treinador a emitir essa opinião.

Para o Rei, ainda é muito cedo para jogar a toalha. O Santos está em 12º lugar, com 24 pontos. O quarto colocado hoje é o Internacional, com 30 pontos. Faltam 20 rodadas para o fim do Brasileirão. Pelé considera tempo suficiente para o Peixe reagir.

– Não acredito que o Luxemburgo seja técnico de jogar a toalha. Ele não é disso. Perder dois pontos em casa, faz parte do futebol. São coisas que acontecem. Mas é cedo para afirmar que a coisa já esteja definida – afirmou Pelé, em entrevista ao jornal “A Tribuna”, de Santos.

agosto 11, 2009 Posted by | Santos | , , , , | Deixe um comentário

De olho no G4, Santos recebe o Avaí na Vila

As duas equipes estão em ascensão e tentam se aproximar do G-4. Time catarinense pode até ingressar no seleto grupo

Ampliar Foto GLOBOESPORTE.COM

Peixe encara adversário como rival direto na briga por uma vaga na Libertadores

LANCEPRESS!

Disposto a manter a ascensão da equipe no Campeonato Brasileiro, o Santos recebe o Avaí neste sábado, às 18h30, na Vila Belmiro, em busca de sua terceira vitória consecutiva no torneio. Já o time catarinense quer confirmar o bom momento e sustentar a invencibilidade da equipe que já dura quase um mês.

– As chances estão aumentando agora. A cada jogo que vencemos ficamos mais perto do G-4. O Avaí esta na nossa frente. Precisamos vencer porque o jogo será dentro da nossa casa. Mais duas vitórias e poderemos encostar no pelotão da frente – disse o meia Paulo Henrique Ganso.

Para o duelo, o técnico Vanderlei Luxemburgo deverá manter a mesma equipe que venceu o Coritiba. O único desfalque da equipe santista é o meia Róbson, suspenso. Por outro lado, Germano retorna à equipe após cumprir suspensão.

O Peixe ocupa a 12ª colocação, com 23 pontos, quatro a menos do que o quarto colocado, o Internacional. Por outro lado, o Alviceleste está na sexta posição, com 26 pontos, e é uma das sensações do campeonato.

O aproveitamento do Avaí nas últimas sete partidas é espetacular: seis vitórias e um empate, totalizando mais de 90% dos pontos conquistados. Além disso, o rival do Peixe tem a segunda melhor defesa do torneio ao lado do Atlético-MG, com apenas 19 gols sofridos.

Para manter a grande sequência, o técnico Silas repetirá a escalação da boa vitória sobre o Santo André. A exceção fica por conta de Ferdinando que, suspenso, dará lugar a Marcus Winicius na cabeça-de-área. O volante, aliás, fica de fora do time até o fim do primeiro turno, já que pegou pena de três partidas. O Avaí não recorreu da decisão do STJD.

No ataque, Muriqui – que voltou de suspensão na última partida, tendo sido o melhor em campo -, e Willian, que marcou contra o Santo André, são as maiores esperanças de gol do time catarinense, que também tem no ala-direito Luís Ricardo uma poderosa arma ofensiva.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X AVAÍ

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 08/08/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: Antônio Carlos de Oliveira (MG) e Adailson Alves Pereira (MG).

SANTOS: Felipe; Pará, Fabão, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Souto, Rodrigo Mancha, Madson e Paulo Henrique Ganso; Felipe Azevedo e Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Emerson; Luís Ricardo, Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William. Técnico: Silas

agosto 8, 2009 Posted by | Avaí, Santos | , , , , , , , , | 1 Comentário

Flamengo quebra tabu contra o Santos em partida histórica

Vitória de virada por 2 a 1 provoca muita festa na Vila. Luxa perde a 1ª

Willians tenta se livrar da marcação de Neymar na Vila (Crédito: Ivan Storti)

Willians tenta se livrar da marcação de Neymar na Vila

O cair da tarde, neste domingo, na Vila Belmiro, foi realmente mágico para o Flamengo. Após sair perdendo para o Santos, reagiu e virou no finzinho, quebrando, de uma só vez, a escrita de nunca ter vencido o rival em jogos oficiais, além da incômoda sequência de quatro rodadas sem marcar três pontos. Sem contar que foi a milésima partida do clube no Brasileirão.

O resultado alçou os cariocas à nona posição, com 20 pontos. Já o Peixe, que sofreu o primeiro revés com Luemburgo no comando, estagnou nos 17 e caiu para o 12º lugar. Agora, o Rubro-Negro pega o Atlético Mineiro, quinta, no Maracanã, enquanto o adversário encara o Náutico, nos Aflitos, um dia antes.

1º TEMPO

Honestamente, não houve muito a destacar no primeiro tempo da Vila. Em jogo de baixo nível técnico, ambos ainda entraram em campo sob alguma tensão. Afinal, o Santos tentava se reafirmar de vez com Luxemburgo – o que sua torcida não parecia confiar muito, dada a apenas razoável presença de público – e o Flamengo, em crise política e técnica, tinha de afastar urgentemente a má fase.

Diante deste panorama, foi o time da casa que acabou tomando a iniciativa e ensaiou uma pressão nos dez primeiros minutos. A rigor, a única grande ação do Rubro-Negro foi em chute forte de longe de Adriano, que Felipe pôs para escanteio. Aos poucos, porém, a partida até ficou equilibrada, e chegou a apontar 50% de posse de bola para cada lado.

Mesmo ressentidos de criatividade na armação, já que Kleberson estava apagado e a formação, com três zagueiros e dois volantes, era cautelosa os comandados de Andrade tiveram o controle das ações a partir do segundo terço da etapa. Mas, sem ajuda, Emerson lutava isolado na direita, e não havia continuidade na maioria das jogadas.

2º TEMPO

Tanto que, no intervalo, Adriano saiu reclamando: “Ninguém põe a bola na área. Assim, fica difícil”. Confiantes que a coisa ia melhorar, ambos os treinadores mantiveram os 11 titulares. A única mexida forçada foi na zaga santista: Domingos – que criara bom lance para Neymar ainda no primeiro tempo -, lesionado, deu lugar a Astorga.

Mas a falta de objetividade, recheada por chutões tortos e lançamentos arriscados, seguia dando o tom no litoral paulista. Até que o Flamengo decidiu atender o pedido do Imperador. Em dois cruzamentos quase consecutivos, por muito pouco não abriu o placar.

Primeiro, com o próprio atacante, que fez Felipe praticar excelente defesa, e em seguida com Ronaldo Angelim, de cabeça. E nada de o Santos engrenar. Com a apatia do time, Luxemburgo perdeu a paciência e fez duas mudanças: mandou a campo Robson e Tiago Luís e tirou Roberto Brum e Neymar, respectivamente.

E sua estrela brilhou. Beneficiado por perda de bola de Willians, Robson arriscou de fora da área e Bruno aceitou, aos 24. A animação, porém, não deu ao Alvinegro qualquer vantagem emocional. Apesar de certa ineficiência, o Rubro-Negro lutava muito e não se dava por vencido.

Então, Andrade lembrou-se que podia trocar jogadores. Aos 29, atirou a equipe ao ataque com Bruno Paulo no lugar de Toró. E o negócio parecia ser mesmo substituir. Coincidência ou não, com mais uma referência na área, Adriano voltou para buscar jogo e, de fora da área, empatou, contando com a falha de Felipe.

No fim, sob tensão outra vez, a bola corria bem menos, pois o Flamengo a retinha o máximo possível (Fierro ainda entrou), já satisfeito com o pontinho. E quando menos se esperava, Pará fez contra o gol da vitória, aos 43, depois de trama entre Léo Moura e Bruno Paulo, que cruzou. Festa e muito alívio em dia, indiscutivelmente, histórico para o Rubro-Negro.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 1 X 2 FLAMENGO

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 26/7/2009 – 16h
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Altemir Haussmann (Fifa-RS) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Renda/público: R$ 252.850,00 / 10.633 pagantes
Cartões amarelos: Germano e Roberto Brum (SAN); Toró e Willians (SAN)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Robson, 24’/2ºT (1-0); Adriano, 31’/2ºT (1-1); Pará (contra), 43’/2ºT (1-2)

SANTOS: Felipe; Pará, Fabão, Domingos (Astorga, 8’/2ºT) e Léo; Rodrigo Souto, Roberto Brum (Robson, 18’/2ºT), Germano e Paulo Henrique; Madson e Neymar (Tiago Luís, 17’/2ºT) – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

FLAMENGO: Bruno, Welinton, Aírton e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Toró (Bruno Paulo, 29’/2ºT), Kleberson e Everton; Emerson (Fierro, 41’/2ºT) e Adriano – Técnico: Andrade

julho 26, 2009 Posted by | Flamengo, Santos | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Na raça e no fim, Santos vence Sport na Vila

Em partida fraca tecnicamente, Peixe faz 1 a 0 no Leão e acaba com jejum de vitórias no Brasileirão

Fabão e Weldon disputam bola na Vila Belmiro (Crédito: Ivan Storti/LANCEPRESS!)

Fabão e Weldon disputam bola na Vila Belmiro

No finzinho e na raça, o Santos venceu o Sport por 1 a 0 neste sábado, na Vila Belmiro, pela 9ª rodada do Brasileirão, e acabou com a amarga sequência de quatro jogos sem triunfos na competição. Já o Rubro-negro pernambucano, que ficou com um a menos durante boa parte do segundo tempo devido à expulsão de Weldon, segue sem vencer longe da Ilha do Retiro.

Antes mesmo de a bola rolar na Baixada Santista, uma surpresa: o zagueiro Fabiano Eller, que ficaria no banco de reservas, pediu ao técnico Vanger Mancini para não ser relacionado para o jogo, já que atuou em seis oportunidades no campeonato, e se completasse o sétimo embate no torneio nacional, estaria impossibilitado de defender outro clube da Série A em uma possível transferência, mas o zagueiro nega que tenha recebido alguma proposta.

Bastante recuado no início da partida, o Leão ofereceu o campo de ataque ao Peixe, que começou com domínio do jogo. Com Róbson se movimentando bastante tanto pela esquerda quanto pela direita do ataque, Kléber Pereira foi a referência santista na linha de frente. Logo aos oito minutos, o atacante arriscou chute de fora da área, de canhota, e obrigou Magrão a se esticar e espalmar para escanteio.

Os mais lúcidos de cada lado foram Paulo Henrique, o Ganso, pelo Alvinegro praiano, e Hugo pelo Leão da Ilha. O camisa 11 do Peixe criou a maioria das jogadas dos mandantes na partida, enquanto o camisa 30 dos visitantes infernizou a zaga adversária com muita correria.

Passados cinco minutos, o camisa 9 ficou cara a cara com goleiro rubro-negro, mas foi desarmado na hora do arremate. A resposta do Sport veio aos 25 minutos. Dutra deu lançamento primoroso para Elder Granja, que só ajeitou para Fabiano completar de primeira. Douglas fez grande defesa.

A dez minutos do fim, lá estava Kléber Pereira mais uma vez tentando abrir o placar, mas não conseguiu completar cruzamento de Léo. A igualdade no intervalo foi justa pelo que as equipes demonstraram na primeira etapa, apesar de a equipe pernambuncana ter reclamado de pênalti de Fabão em Hugo.

No segundo tempo, Weldon, único atacante do Sport no jogo, foi expulso logo aos 14 minutos após dar carrinho truculento em Wagner Diniz. Com isso, o Santos passou a pressionar e tomar conta do embate. Aos 18 minutos, Paulo Henrique solto uma pancada da intermediária e Magrão fez bela defesa. Fabiano teve chance clara para marcar para o Rubro-negro, mas chutou fora na saída de Douglas.

Aos 43 minutos, Paulo Henrique, o melhor da partida, foi premiado com o gol da vitória de cabeça do Santos após cruzamento na área pernambucana e chute errado de Neymar.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 1 X 0 SPORT

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 04/7/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio S. Santiago (MG) e Jair Albano Felix (MG)
Renda/público: R$111.690,00 / 7.025 pagantes
Cartões amarelos: Roberto Brum, Molina, Léo, Neymar (SAN); Igor, Dutra, Hamilton (SPT)
Cartões vermelhos: Weldon 14’/2ºT
Gols: Paulo Henrique, 43’/2ºT (1-0)

SANTOS: Douglas; Wagner Diniz, Fabão, Domingos (Molina 18’/2ºT) e Léo (Roni 37’/2ºT); Roberto Brum, Rodrigo Souto, Madson e Paulo Henrique Ganso; Róbson (Neymar/intervalo) e Kléber Pereira. Técnico: Vagner Mancini.

SPORT: Magrão, Durval, César e Igor; Elder Granja, Hamilton, Sandro Goiano, Fabiano, Hugo (Vandinho 32’/2ºT) e Dutra; Weldon. Técnico: Emerson Leão.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 5, 2009 Posted by | Santos, Sport | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos quebra jejum e acaba com invencibilidade do Corinthians

Peixe bate adversário após 13 meses e vai ao terceiro lugar. Time de Mano Menezes, que usou reservas, não havia perdido para um rival em 2009


Santos Vence

Após 13 meses, o Santos pode comemorar uma vitória sobre o Corinthians. Fez 3 a 1 neste domingo, na Vila Belmiro, e acabou com um jejum que durava desde 26 de março de 2008, pelo Paulistão. O resultado leva o Peixe à terceira colocação do Campeonato Brasileiro, com oito pontos. O Corinthians, que usou um time reserva, perdeu seu primeiro clássico no ano e soma quatro pontos.

O garoto Paulo Henrique brilhou e abriu 2 a 0 no primeiro tempo. Madson também marcou o seu, e Renato fez o gol de honra. Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Santo André, fora de casa, às 21h de quinta-feira. O Corinthians volta a entrar em campo na quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil, para enfrentar o Vasco, no Pacaembu. Às 18h30m de sábado, o adversário será o Coritiba, dessa vez pelo Brasileiro, no mesmo estádio.

Paulo Henrique brilha e faz dois gols

Assista os Golls da Partida:


O Santos começou o jogo com pressa, tentando resolver a partida de qualquer jeito. Com isso, os erros de passe se tornaram inevitáveis. Foi como se o Peixe tivesse entrado em campo precisando se recuperar da derrota na final do Paulista. E o Corinthians se aproveitou disso. Como aconteceu na decisão estadual, a equipe do Parque São Jorge achou espaços para atacar – e quase abriu o placar aos 13 minutos, quando Morais recebeu passe de Souza pela direita e mandou uma bomba de pé direito. Fábio Costa espalmou.

O Corinthians, com um time totalmente reserva, não teve aquele que fez a diferença no Paulistão, Ronaldo. Com isso, aos poucos o Peixe foi se tranquilizando. Colocou a bola no chão e pôs em prática o seu jogo, que é rápido mas não apressado. Foi assim que os gols começaram a sair.

Paulo Henrique, autor dos dois primeiros gols, comemora na vitória sobre o Corinthians

Aos 16, Luizinho recebeu ótimo passe de Rodrigo Souto e cruzou rasteiro para Paulo Henrique, que desviou de primeira, de pé esquerdo. Júlio César tentou defender, mas a bola atravessou a linha: 1 a 0 para os donos da casa. A torcida santista se animou e passou a jogar junto com o time, que se empolgou e ampliou o seu domínio.

Aos 30 minutos, mais um gol. Lulinha perdeu a bola no meio-de-campo para Madson. O baixinho rolou para Paulo Henrique, que, imediatamente, lançou Kléber Pereira. O artilheiro recebeu na entrada da área e chutou forte. Júlio César espalmou e, no rebote, o próprio Paulo empurrou de pé direito para a rede.

Em desvantagem, o Timão se desorientou e cometeu erros de posicionamento. Passou a falhar em passes fáceis e na marcação. Por ter perdido a bola no lance que originou o segundo gol santista, Lulinha levou uma enorme bronca de Mano Menezes e foi se esconder na lateral esquerda.

Timão ameaça, mas perde Lulinha. Peixe amplia

O Corinthians voltou melhor no segundo tempo. Mano Menezes trocou Jucilei, que não conseguiu sair para o jogo, pelo meia Marcinho. A mudança adiantou a equipe corintiana, que diminuiu a diferença no placar logo aos cinco minutos. Marcinho virou o jogo para Morais, que chutou cruzado. Fábio Costa espalmou, e a bola sobrou para o zagueiro Renato estufar a rede.

Quando o Timão ameaçava empatar a partida, Lulinha, aos 20 minutos, deu uma entrada dura em Léo, por trás, e foi expulso. O Peixe passou a rondar mais a área adversária e a cruzar bolas com perigo. Faltava, porém, alguém para empurrar para o gol. Kléber Pereira, aos 28, teve uma grande chance para ampliar, quando entrou sozinho de frente para Júlio César, mas chutou em cima do goleiro.

O Peixe seguia desperdiçando chances, e o Corinthians, acuado, tentava encaixar algum contra-ataque, mas pecava no útlimo passe. Morais teve espaço para arrancadas, mas não conseguiu dar sequência às jogadas.

Aos 44, de tanto apertar, o Peixe ampliou o placar. Germano chutou cruzado da esquerda, Júlio César desviou, e Madson, livre na pequena área, empurrou para o gol. O curioso é que Bruno, que estava fora do campo, voltava e parou em cima da linha de fundo, pedindo impedimento inexistente.

Ficha técnica:

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

SANTOS 3 x 1 CORINTHIANS
Fábio Costa, Luizinho (Pará), Fabão, Fabiano Eller e Pará; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Paulo Henrique e Molina (Neymar); Madson e Kléber Pereira. Júlio César, Diogo, Jean, Renato e Wellington Saci (Bruno); Moradei (Jadson), Jucilei (Marcinho), Boquita e Morais; Lulinha e Souza.
Técnico: Vagner Mancini. Técnico: Mano Menezes.
Gols: Paulo Henrique, aos 16 e 30 minutos do primeirio tempo; Renato, aos cinco, e Madson, aos 44 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Fabiano Eller (Santos), Souza, Jean, Boquita, Renato (Corinthians). Cartão vermelho: Lulinha (Corinthians).
Estádio: Vila Belmiro, em Santos. Data: 31/05/2009. Árbitro:Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Nilson de Souza Monção (SP). Público e renda: Leandro Pedro Vuaden (RS). 10.666 pagantes / R$ 245.040

maio 31, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos encara um Corinthians desfigurado

Mano Menezes poupa sua equipe titular pensando na Copa BR

(Crédito: Allex Ximenes)

LANCEPRESS!

O elenco do Santos não esconde que a ausência de Ronaldo (lesionado) para o clássico entre Santos e Corinthians no próximo domingo, na Vila Belmiro, traz certo alívio. Afinal, com o Fenômeno em campo, o Santos não conseguiu vencer o Corinthians este ano. Foram duas derrotas e um empate em três jogos.

– Jogar contra o Ronaldo é chique. Mas não sou doido, prefiro que ele não jogue. Assim a nossa defesa fica um pouco mais tranquila, apesar de o Corinthians ter outros bons jogadores como o Souza e o Jorge Henrique – afirma o meia Madson.

Para a partida, o técnico Vagner Mancini deve repetir a mesma escalação da equipe que venceu o Fluminense. A exceção fica por conta do zagueiro Fabiano Eller, que está de volta, após acertar a permanência no clube até o fim do ano.

– Vai ter um clima eletrizante de um clássico, mas a gente não tem que levar pelo lado da rivalidade. Temos que pensar no objetivo dos três pontos, isso é o mais importante para a gente – afirma o zagueiro.

Já o seu adversário, o Corinthians, ocupa apenas o nono lugar, mantendo ainda seu foco na Copa do Brasil. Devido à prioridade na competição em que está na semifinal, Mano Menezes deverá poupar mais uma vez seus titulares e entrar em campo com uma equipe desfigurada.

Além de Ronaldo e Jorge Henrique, que aprimoram a parte física, Mano deverá poupar toda a equipe titular. O treinador não poderá contar também com Diego, suspenso.

– Vamos conversar. Se depender de mim, eu jogo. Mas é bom lembrar que temos um projeto que está para ser concretizado. Esse projeto é uma coisa maior (a vaga na Copa Libertadores). Se o Mano achar necessário, vai ser bom para o nosso time na quarta-feira (diante dos vascaínos) – afirmou o volante Elias

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X CORINTHIANS

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 31/06/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Auxiliares: Nilson de Souza Monção e Carlos Augusto Nogueira Júnior

SANTOS: Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Léo; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Molina, Paulo Henrique, Madson; Kléber Pereira. Técnico Vagner Mancini.

CORITHIANS: Júlio César, Diogo, Renato, Jean e Wellington Saci; Jucilei, Moradei, Boquita e Lulinha; Morais e Souza. Técnico: Mano Menezes

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 31, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , | Deixe um comentário

Peixe planeja mandar cinco jogos pelo Brasileirão no Morumbi

Presidentes de Santos e São Paulo negociam preço de aluguel do estádio para que Alvinegro possa se aproximar de seus torcedores da capital

Ampliar Foto Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Morumbi deverá virar a casa santista na capital

O Santos está acertando com o São Paulo a cessão do Morumbi para cinco jogos do Alvinegro Praiano pelo Brasileirão na capital paulista. Durante encontro entre os presidentes dos quatro grandes clubes de São Paulo, na última sexta-feira, na Vila Belmiro, o assunto foi discutido entre o santista Marcelo Teixeira e o são-paulino Juvenal Juvêncio.

O Peixe tem interesse em jogar em São Paulo para se aproximar de seus torcedores que moram na capital. Já o Tricolor quer faturar com o aluguel do Morumbi, receita que o clube perdeu depois que o Corinthians decidiu não utilizar o estádio, em fevereiro. O Santos agora tenta convencer o São Paulo e abater o valor do aluguel.

Existe a hipótese de o Tricolor não cobrar pela cessão do estádio, mas ficar com parte das rendas. Normalmente, o Peixe utiliza o Pacaembu quando quer atuar em São Paulo, levando ao estádio uma média de 20 mil pessoas por jogo.

O técnico santista, Vagner Mancini, aprova a ideia, mas com uma ressalva:

– Acho uma boa nos aproximarmos do nosso torcedor de São Paulo. Além disso, acho que o Morumbi oferece uma boa estrutura, um gramado com qualidade semelhante ao da Vila Belmiro. Mas acho que não deve ser agora. Nessa fase em que estamos buscando afirmação no campeonato, a Vila Belmiro é fundamental.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 30, 2009 Posted by | Santos | , , , , , | Deixe um comentário

Ronaldo pega um jogo de gancho

Atacante está suspenso no Campeonato Brasileiro

Ronaldo pegou um jogo de gancho. Agora, ele não é mais réu primário no STJD (Crédito: Julio Cesar Guimarães)

Ronaldo pegou um jogo de gancho. Agora, ele não é mais réu primário no STJD

LANCEPRESS!

O Corinthians recebeu uma péssima notícia nesta terça-feira. Ronaldo foi suspenso por um jogo por conta do puxão de cabelo em Fahel, do Botafogo. O lance aconteceu na partida entre as duas equipes, no último dia 17. Assim, ele está fora do duelo contra o Santos, neste domingo (dia 31), na Vila Belmiro.

O lado bom de toda a história é que o Fenômeno já não enfrentaria os santistas por conta de uma lesão na panturrilha direita. Por conta desse problema, o jogador já não encarou o Barueri no último domingo e também está fora da partida diante do Vasco, nesta quarta, pela Copa do Brasil.

Já o problema fica por conta da perda da primariedade dele. Caso volte a ser julgado, o camisa 9 vai ser reincidente.

A intenção inicial do departamento jurídico do Timão era levar o atacante para prestar depoimento durante o julgamento, no Rio de Janeiro. Mas isso não foi possível, porque Ronaldo permaneceu em São Paulo para continuar o tratamento intensivo da lesão.

A audiência começou às 18h09 e durou quarenta minutos. Durante a defesa do Fenômeno, o advogado do Timão, João Zanforlim, lembrou que o próprio Fahel disse que deporia a favor do corintiano caso fosse necessário. Além disso, Zanforlim fez questão de falar sobre “os grandes serviços prestados por Ronaldo à Seleção Brasileira”.

Mas os argumentos não convenceram os procuradores de Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O atacante corintiano foi condenado por quatro votos a um. O jogador foi julgado no artigo 250 (Praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O gancho poderia ser de um a três jogos.

Assim como Ronaldo, o Corinthians também foi punido. O clube vai ter de pagar uma multa de mil reais por atrasar em 25 minutos a lista dos relacionados na partida contra o Fluminense, no último dia 20, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 26, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , | Deixe um comentário

Madson garante que superou discussão com torcedor que o chamou de corintiano

Chateado, jogador chegou a chorar após o desentendimento com o santista. Durante a semana, baixinho ganhou uma camisa de Ronaldo

Ampliar Foto Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM

Madson com a camisa que provocou polêmica

O meia Madson, do Santos, garante que já superou o fato de ter sido chamado de corintiano por um torcedor após o empate em 3 a 3 com o Goiás, no último domingo, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão. Fã de Ronaldo, o santista ganhou uma camisa do Fenômeno na semana passada.
Madson lamenta que o presente tenha causado essa polêmica. Por outro lado, garante que a manifestação foi isolada e que a torcida santista está ao seu lado.

– Um único torcedor me chateou. Eu tentei explicar a ele que o fato de ser fã do Ronaldo não quer dizer que eu seja corintiano. Mas ele estava de cabeça quente – comenta Madson, por meio de sua assessoria.
Madson, que chegou a chorar ao deixar o gramado, após a discussão, diz que recebeu vários emails de santistas lhe passando apoio.

– Agradeço o carinho e garanto que o fato foi superado – conclui.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 18, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atrás da primeira vitória, Peixe e Goiás duelam na Vila Belmiro

Times empataram na primeira rodada, mas santistas festejaram. Já goianos tropeçaram em casa

Técnico Mancini conversa com jogadores do Santos

Embora tenham começado o Brasileirão iguais (ambos empataram na primeira rodada), Santos e Goiás se enfrentam neste domingo, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em situações distintas. O Peixe comemora o 1 a 1 com o Grêmio, no estádio Olímpico, e busca embalar contra o Esmeraldino. Já o Goiás lamenta o 3 a 3 com o Náutico, em casa, e tenta manter a sina de carrasco santista para conquistar três pontos. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da partida em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O Premiere transmite ao vivo para todo o Brasil, em sistema pay-per-view.


Para o Santos, empatar com a equipe gaúcha, em Porto Alegre, depois de sair perdendo, foi um ótimo resultado, pois dificilmente o Grêmio perde pontos em casa. Agora, tem um jogo na Vila para tentar arrancar. Já o Goiás chegou a estar vencendo o Náutico por 3 a 1 e permitiu o empate. Ano passado, o time alviverde goleou o Peixe nos dois turnos: 4 a 0, na Vila, e 4 a 1, no Serra Dourada. Espera, quem sabe, repetir a dose neste domingo.

Neymar pode ser poupado, e Maikon Leite está de prontidão

O técnico Vagner Mancini tem problemas para escalar o Peixe. Seus dois laterais-esquerdos estão machucados: Triguinho tem uma fratura por estresse no pé esquerdo e Léo, após se recuperar de lesão no joelho direito, agora sente dor na panturrilha esquerda, por causa de um edema, e não joga. Com isso, o volante Pará atuará improvisado na ala.

O treinador também cogita deixar o atacante Neymar fora da equipe. O técnico explica que o jogador tem apresentado uma certa irregularidade nos últimos jogos e, por isso, pode não jogar para ser poupado de eventuais críticas. Com isso, Maikon Leite está de prontidão.

O volante Rodrigo Souto, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita na véspera do segundo confronto com o Palmeiras, pelas semifinais do Paulistão, treinou entre os titulares nesta sexta-feira, mas sua escalação ainda não está confirmada. Caso Souto não jogue, Germano continua no time.

Nas outras posições, Mancini manterá o time que vem atuando desde o Paulistão.

No Goiás, técnico quer aumentar o poder de marcação

Depois de sofrer três gols no último jogo, o técnico Hélio dos Anjos decidiu aumentar o poder de marcação do time. O volante Everton, que havia sido punido por 120 dias pelo TJD-GO conseguiu o efeito suspensivo, mas mesmo assim perdeu a vaga de titular. Amaral será o substituto.

– A nossa característica é a marcação. O Santos tem jogadores habilidosos e rápidos e uma equipe bem agressiva – disse Amaral ao jornal O Popular.

Na defesa, Ernando, que cumpriu suspensão na última rodada, será titular. Ele ganhou a vaga de Leandro Euzébio. O jogador foi punido pelo STJD por dois jogos na Copa do Brasil. Como o Goiás já foi eliminado da competição, o tribunal entende que ele não pode defender a equipe no Campeonato Brasileiro. O departamento jurídico do clube já entrou com o pedido para conversão da pena em cestas básicas, mas acha difícil que ele seja aceito antes do confronto com o Santos.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X GOIÁS

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 17/05/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio S. Santiago (Fifa-MG) e Jair Albano Félix (MG)

SANTOS: Fábio Costa; Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Pará; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Paulo Henrique e Madson; Neymar e Kleber Pereira. Técnico: Vagner Mancini

GOIÁS: Harlei, Gomes, Rafael Toloi e Ernando; Fábio Bahia, Amaral,
Ramalho, Júlio César e Zé Carlos; Iarley e Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 17, 2009 Posted by | Goiás, Santos | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Souto treina entre os titulares, mas não tem escalação garantida

Vagner Mancini diz que ainda não decidiu se o volante, que está recuperado de lesão, enfrenta o Goiás, neste domingo

Ampliar Foto Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM

Souto treinou entre os titulares pela primeira vez após se recuperar de lesão

O volante Rodrigo Souto, do Santos, treinou entre os titulares no coletivo desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, mas ainda sua escalação no jogo contra o Goiás, domingo, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro, ainda não está confirmada. Souto não joga desde o dia 11 de abril, quando o Peixe disputou o primeiro jogo da semifinal do Paulistão, contra o Palmeiras. Na semana que antecedeu a segundo partida, ele sofreu uma lesão muscular na coxa direita.

Souto já disputou outros coletivos nas duas últimas semanas, mas, nesta sexta, foi a primeira vez que começou a atividade entre os titulares após a lesão. O técnico Vagner Mancini, porém, ainda não tem certeza se Souto terá condições de jogo neste domingo.

– A volta do Souto não está decidida. Vamos esperar – afirma o treinador, lembrando que o jogador, apesar de recuperado da lesão, ainda não está no melhor de sua forma física.

Caso Souto não jogue, Germano segue entre os titulares.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 15, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ronaldo está confirmado e pega o Furacão

Único que não viaja com o grupo é o atacante Jorge Henrique, que sentiu um cansaço muscular

Ronaldo estará em campo diante do Atlético Paranaense

Ronaldo estará em campo diante do Atlético Paranaense (Crédito: Eduardo Viana/Lancepress!)

LANCEPRESS!

O atacante Ronaldo está confirmado para a partida desta quarta-feira diante do Atlético Paranense, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil, na Arena da Baixada.

O Fenômeno foi relacionado pelo técnico Mano Menezes e viaja com o grupo nesta terça-feira à noite para Curitiba.

Ronaldo não esteve na vitória sobre o Misto por 2 a 0, na fase anterior da competição nacional. Na reta final do Campeonato Paulista, Mano preferiu poupar o jogador. Com oito gols, ele, junto com o zagueiro Chicão, é o artilheiro do time no Estadual.

Se Ronaldo está escalado, Jorge Henrique é a baixa. O jogador sentiu um cansaço muscular e desfalcará o Timão na Arena da Baixada. No seu lugar, Morais e Boquita disputam a posição. A tendência é de que Morais seja o titular. Ele começou jogando o clássico contra o Santos, no último domingo, na Vila Belmiro.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 28, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mancini aposta em jovem trio imprevisível para desarmar defesa corintiana

Técnico aponta Madson, Neymar e Paulo Henrique como diferenciais do time da Vila Belmiro para decisão contra melhor defesa do Paulistão

Ampliar Foto Agência/O Globo Agência/O Globo

Neymar com a bola no treino no CT

Eles têm sido o terror das defesas adversárias e a alegrias dos torcedores do Santos. Cada um ao seu estilo, Madson, Neymar e Paulo Henrique contribuíram para que o Peixe chegasse à final do Campeonato Paulista, depois de o time se classificar como o quarto melhor do estadual. E, de acordo com o técnico Vágner Mancini, eles são suas principais apostas para o jogo deste domingo, às 16h, contra o Corinthians, melhor defesa da competição com 16 gols sofridos, na Vila Belmiro.

– O Neymar e o Paulo Henrique são os nossos diferenciais em campo, ao lado do Madson. Os três vivem um bom momento e ainda não foram totalmente descobertos pelos adversários. Por isso, eles (rivais) têm dificuldades em marcá-los, de saber o que eles podem fazer em campo. O Santos está bem diferente depois que eles entraram. Espero que eles estejam bem inspirados para nos dar uma certa alegria – comentou Mancini.

Apesar da crença em seus pupilos, o treinador santista afirma que tem conversado muito com os três para que a parte emocional não influencie na decisão. Neymar, por exemplo, faz a sua primeira final de campeonato com apenas 17 anos – Paulo Henrique tem 19 anos e Madson, 22.

– Ele (Neymar) sabe que vai ser um jogo diferente até dos dois últimos contra o Palmeiras. Diariamente a gente fala isso com eles. Eu sempre falei para o elenco que chegaríamos à final. E o time só reverte uma situação desfavorável a partir do momento que joga coletivamente. Eles amadureceram muito. É claro que vai existir uma ansiedade no início, mas outros atletas estão aptos a chamar a atenção deles nisso – complementou Mancini.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 25, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos x Corinthians: ingressos esgotados para decisão na Vila Belmiro

Em 4 horas os 18 mil bilhetes acabaram na bilheteria do estádio alvinegro

Agência/Estado

Muita confusão na Vila Belmiro: torcedores sofreram para tentar comprar seus ingressos nesta quinta

Os ingressos para a primeira partida da decisão do Campeonato Paulista entre Santos e Corinthians já estão esgotados. Os 18 mil bilhetes, que começaram a ser vendidos na manhã desta quinta-feira, terminaram em 4 horas. O jogo será realizado neste domingo, às 16h, na Vila Belmiro.

Na manhã desta quinta-feira, antes de as bilheterias do estádio santista serem abertas, houve confusão envolvendo torcedores de Santos e Corinthians. O tumulto logo acabou com a chegada de reforço policial na região. Ninguém foi preso, segundo a Polícia Militar.

No clássico decisivo do estadual, o Corinthians pode até empatar as duas partidas que fica com o título do Paulistão 2009. Já o Santos precisa vencer para conseguir aquele que pode ser o seu 18º título da competição.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 23, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , , | Deixe um comentário

Peixe x CSA: mulheres e crianças até 12 anos não pagam ingressos

Já homens com a camisa do Peixe pagam meia-entrada. Promoção vale para o setor de arquibancadas

A diretoria do Santos realiza promoção no preço de ingressos de arquibancada para o confronto contra o CSA-AL, nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. Crianças menores de 12 anos e mulheres entram de graça até as 21 horas, ou até se esgotarem os ingressos. Além disso, torcedores com a camisa oficial do Alvinegro Praiano pagam meia-entrada (R$ 10).
Os ingressos estão à venda dos guichês da Vila Belmiro, até as 18h, e nos postos de venda credenciados pelo clube. No dia do jogo, os bilhetes serão vendidos até o intervalo do confronto.

Preços

– Arquibancada: R$ 20 (meia-entrada, R$ 10)

– Cadeiras de fundo: R$ 30 (meia,R$ 15)

– Cadeiras laterias: R$ 50 (meia, R$ 25)

– Setor Vip: R$ 50 (meia, R$ 25). Ingressos para o setor são vendidos no site http://www.futebolcard.com

Postos de venda

– Hotel Praiano : avenida Barão de Penedo 39, José Menino, Santos (24h)

– Casa dos Remédios: avenida Afonso Pena 71, Macuco, Santos (8h às 18h)

– Chaveiro Magenta: rua Martin Afonso 34, Centro, Santos (8h às 18h)

– Pepino Esportes: rua Oswaldo Cruz 319, lojas 66 e 95, Boqueirão, Santos (9h às 20h)

– Empório Brasil Esportes: rua Jacob Emmerick 448, Centro, São Vicente (9h às 19h)

– Ali-Car Auto Peças: via Santos Dummont 752, Vicente de Carvalho, Guarujá (8h às 18h)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 21, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos x Corinthians: ingressos para a partida na Vila à venda nesta quinta

Torcida corintiana terá 1.259 ingressos à sua disposição para o primeiro confronto da decisão paulista

A venda de ingressos para a primeira partida da decisão do Campeonato Paulista, entre Santos e Corinthians, neste domingo, às 16h, na Vila Belmiro, começam a ser vendidos na quinta.

A torcida corintiana terá à sua disposição 1.259 bilhetes.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Confira os preços dos ingressos

Setor Preço
Arquibancada R$ 80
Cadeira lateral R$ 200
Cadeira atrás do gol R$ 150
Espaço VIP R$ 180

abril 21, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , | 3 Comentários

Para Marcos, vitória contra o Santos pode dar ânimo extra para a Libertadores

Goleiro do Palmeiras afirma que clássico do Paulista será complicado, mas reversão de resultado ajuda em jogo de vida ou morta contra a LDU

Ampliar Foto Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação

Marcos acredita que vitória no clássico pode dar força ao time na Libertadores

Em meio a dificuldade para se classificar à fase de mata-mata da Taça Libertadores, o Palmeiras faz uma leve pausa no torneio continental para tentar reverter um resultado negativo no âmbito caseiro. Derrotado pelo Santos na primeira semifinal do Campeonato Paulista, na Vila Belmiro, o time de Vanderlei Luxemburgo busca uma vitória simples para avançar na competição estadual na partida deste sábado, às 18h10m, no Palestra Itália.

A necessidade de vitória no torneio brasileiro vem justamente depois de o time ter apenas empatado em casa com o Sport, pela Libertadores. Com somente quatro pontos na competição, o Palmeiras precisa vencer seus dois últimos jogos na fase de grupos, contra LDU e Colo Colo para seguir com chances de classificação. Por isso, o goleiro Marcos afirma que um êxito sobre o Santos pode dar uma motivação extra para a disputa internacional.

– São competições diferentes, mas o jogo com o Santos vai ser tão difícil quanto o do Sport. Vamos fazer o possível para conseguir a vitória, pois vai nos dar forças para o jogo de terça – disse o camisa 12 alviverde, lembrando que na próxima semana o time enfrenta a LDU, também no Palestra Itália.

Sobre o empate com o Sport, Marcos admitiu que o resultado foi frustrante para o time paulista. No entanto, ele ainda aposta que o Palmeiras pode avançar na competição continental.

– No foi o que a gente queria. O Sport jogou bem montado e o resultado para eles foi ótimo. Fizemos no segundo tempo um ataque contra defesa, eu nem encostei quase na bola e a gente sabia que seria assim. Enquanto puder respirar, a gente vai correr atrás. Será um jogo difícil contra o Santos e outro de vida e morte contra a LDU.

CONFIRA A TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA LIBERTADORES

abril 17, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Verdão aposta tudo no Palestra Itália para ter êxito em semana decisiva

Na quarta, time enfrenta o Sport, pela Libertadores. No sábado, o adversário será o Santos, pelo Campeonato Paulista

Ampliar Foto Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Técnico Vanderlei Luxemburgo quer o elenco concentrado nas duas decisões no Palestra

Nunca o alçapão do Palestra Itália foi tão importante para o Palmeiras como na próxima semana. Afinal, o Verdão terá três decisões em seu campo. Na quarta, a equipe recebe o Sport precisando vencer para seguir vivo na Taça Libertadores da América . Depois, no sábado, o rival será o Santos , pela segunda semifinal do Campeonato Paulista. E, como perdeu a primeira partida por 2 a 1, no último sábado, na Vila Belmiro, a equipe alviverde também terá de vencer.

O retrospecto da equipe dentro de casa na temporada 2009 é realmente muito bom. Em 11 partidas disputadas, foram 10 vitórias (Mogi Mirim, Marília, Real Potosí-BOL, Santos, Paulista, Guarani, Barueri, Noroeste, Bragantino e Botafogo) e apenas uma derrota (Colo Colo-CHI).

– Dentro da nossa casa, a gente realmente consegue sempre os resultados que precisa. O torcedor comparece em grande número e empurra a nossa equipe. Não podemos nem pensar em outros resultados nos próximos dois jogos – afirmou o zagueiro Edmílson, um dos líderes do elenco.

O técnico Vanderlei Luxemburgo voltou a usar um discurso da última semana.

– O Palmeiras dentro de casa é muito forte, assim como o Santos é na Vila Belmiro. Mas o time precisa entrar em campo concentrado e fazer por merecer o resultado. Vamos com tudo porque precisamos do resultado. Não existe mais espaço para treino. Agora, é entrar e jogar.

O comandante palmeirense não quer ver ninguém desmotivado nessa semana.

– O mês de abril é um mês que todos os jogadores deveriam agradecer. É o momento de crescer e se destacar em campo. Todo mundo espera chegar em uma hora como essa. Quando você está em uma Copa do Mundo, são jogos decisivos em um curto espaço de tempo. Agora é a mesma coisa – lembrou o comandante palmeirense.


abril 13, 2009 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos bate Verdão e inverte a vantagem

Neymar e Kléber marcam gols da virada e depois Santos fica na defesa para confirmar a vitória

Kléber Pereira comemora o primeiro gol

Kléber Pereira comemora o primeiro gol (Crédito: Ivan Storti)

Santos e Palmeiras fizeram um jogo da grandeza de suas histórias e dignos de uma semifinal de Campeonato Paulista. No primeiro confronto, na Vila Belmiro, deu Peixe de virada, com direito a gols de Kléber Pereira e Neymar, que deixam o Alvinegro com a vantagem do empate no jogo de volta, no Palestra Itália.

As equipes começaram a partida do jeito que seus torcedores estão acostumados: com pura velocidade. O Peixe, com Neymar, Madson e Pará e os passes precisos de Paulo Henrique, enquanto o Verdão apostava na inspiração de Diego Souza e nas investidas de Keirrison e Ortigoza.

Com times rápidos, gols rápidos. Keirrison fez logo aos oito para aumentar seus números contra o Santos, que marcou aos 18, em belo arremate de Kléber Pereira.

Depois dos gols, mais correria em campo, com o Peixe um pouco mais objetivo, mas o rival por pouco não ficou em vantagem novamente com duas chances desperdiçadas de Keirrison.

Mais rápido que tudo foi o segundo gol do Santos: no primeiro minuto do segundo tempo. Neymar recebeu fora da área e chutou no contrapé de Marcos, que nem foi na bola.

A partir daí o jogo mudou. De olho em manter a vantagem, o Peixe procurou se defender, enquanto o rival foi com tudo ao ataque. Aí apareceu a figura de Fábio Costa, que fez quatro grandes defesas e segurou a vantagem.

O Santos ainda tentou contra-atacar depois dos 30 minutos e quase ampliou em tabela de Róbson e Roberto Brum. Já o Palmeiras ficou perto do empate em cabeçada de Danilo, mas não conseguiram mexer no placar.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos (SP)
Data/hora: 11/04/2009 – 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Everson Luiz Soares
Renda/público: R$ 560.360,00/ 17.772 pagantes
Gols: Keirrison, 8’/1ºT (0-1), Kléber Pereira, 18’/1ºT (1-1), Neymar, 1’/2ºT (2-1)
Cartões amarelos: Pará, Fabão, Astorga, Rodrigo Souto, Roni e Róbson (Santos); Cleiton Xavier, Pierre, Ortigoza, Marquinhos e Sandro Silva (Palmeiras)

SANTOS: Fábio Costa; Pará, Fabão, Astorga, Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Paulo Henrique (Róbson, 32’/2ºT); Madson (Roni, 39’/2ºT), Neymar (Germano, 21’/2ºT) e Kléber Pereira. Técnico: Vágner Mancini

PALMEIRAS: Marcos, Fabinho Capixaba (Lenny, 24’/2ºT), Maurício Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Edmílson (Sandro Silva, intervalo), Cleiton Xavier e Diego Souza; Ortigoza (Marquinhos, intervalo) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

abril 11, 2009 Posted by | Palmeiras, Santos | , , , , , , , | Deixe um comentário

Peixe encara CSA pela Copa do Brasil sem esquecer semifinais do Paulistão

Mancini pode utilizar o jogo contra o time alagoano para observar jogadores que vão atuar contra o Palmeirasl. Técnico do CSA promete jogo duro

Ampliar Foto Nelson Coelho/Diário de São Paulo Nelson Coelho/Diário de São Paulo

Mancini quer vitória por dois gols para eliminar a necessidade de segundo jogo

O jogo desta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), no estádio Rei Pelé, em Maceió, é contra o CSA-AL, pela Copa do Brasil. Mas o Santos entrará em campo pensando também no confronto contra o Palmeiras, sábado, na Vila Belmiro, pelas semifinais do Paulistão.

Tanto que o técnico Vagner Mancini pretende mandar a campo, contra o time alagoano, a mesma escalação que vai utilizar contra o Verdão, com o zagueiro Astorga no lugar de Fabiano Eller e o lateral-direito Pará na vaga de Luizinho. Os dois jogadores que saem do time estão suspensos no estadual e Mancini poderá utilizar confronto contra o CSA para observar os que entram.

Se vencer o time alagoano por dois ou mais gols de diferença, o Peixe elimina o jogo de volta.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos.

Eliminar o jogo de volta, marcado para o dia 22 de abril, na Vila Belmiro, é o maior objetivo de Mancini. Também por isso ele mandará a campo os titulares. Se o Peixe avançar no Paulistão, não enfrentar o CSA em casa deixaria o time alvinegro com uma semana livre para se preparar para a decisão do estadual, que será disputada em dois jogos, dias 26 de abril e 3 de maio.

– Sabemos que não será fácil conseguir vencer o CSA por dois gols, mas vamos tentar. Nesse ritmo que estamos, é sempre bom ter uma semana livre.

As entradas de Astorga e Pará deverão ser as únicas novidades do Santos.

CSA tem dúvida

Já o técnico do CSA, Julio Espinosa, garante que sua equipe não vai dar a vaga para a próxima fase de mão beijada para o Santos. Ele assistiu aos últimos jogos do Alvinegro no Paulistão para estudar formas de neutralizar o adversário.

– O time do Santos é rápido e muito forte fisicamente, Madson é um jogador habilidoso e veloz, mas ele não joga sozinho. Eles vêm querendo matar a classificação, mas não vamos deixar isso acontecer – afirma Espinosa.

O treinador do CSA tem dúvidas para escalar o time. Ele ainda não sabe se manda a campo um time um pouco mais aberto, no esquema 4-4-2, ou se opta pelo 3-5-2. Caso opte por escalar três zagueiros, Tiago Emílio estreia, entrando no lugar do volante Jean.

CSA-AL SANTOS
Jeferson; Juninho Caiçara, Carlos Diogo, Fábio Lima e Marciano; Anderson, Jean (Tiago Emílio), Magno e Júnior Amorim; Tiago Potiguar e Fábio Lopes. Fábio Costa, Pará, Fabão, Astorga e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto e Paulo Henrique Lima; Neymar, Kléber Pereira e Madson.
Técnico: Julio Espinosa. Técnico: Vagner Mancini.
Estádio: Rei Pelé, em Maceió. Data: 07/04/2009. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA/RS). Auxiliares: José Antônio Chaves Franco Filho (RS) e Luciano José Coelho Cruz (PE).
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h40m (de Brasília).

abril 8, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Santos encara o Santo André em briga pelo G4

Na Vila Belmiro, confronto direto por uma vaga às semifinais

LANCEPRESS!

Três pontos separam Santos e Santo André do G4 do Paulistão. Faltando quatro rodadas para o fim da primeira fase, uma vitória no confronto marcado para esta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, pode ser fundamental na briga por uma vaga nas semifinais do Estadual.]

O Peixe tenta se recuperar da derrota para o Corinthians (1 a 0, no último domingo, no Pacaembu). Para isso, o técnico Vagner Mancini deve voltar a apostar no esquema com três atacantes, o mesmo usado no clássico.

O único desfalque do Santos é do volante Germano, suspenso. Em seu lugar, Roberto Brum deve ser o escolhido.

Caso não opte por esse esquema mais ofensivo, Mancini pode escalar Madson ou Paulo Henrique Lima, no meio-de-campo e Roni perderia seu lugar entre os titulares.

A esperança do Santos fica por conta de mais um jogo do garoto Neymar. O atacante, que não brilhou no clássico e acabou substituído, fará seu quarto jogo seguido como titular.

O Santo André não sabe o que é perder há quatro rodadas no Campeonato Paulista – dois empates e duas vitórias. E é com esse retrospecto que a equipe do ABC acredita que pode surpreender o Santos e continuar com chances na briga por uma das quatro vagas.

Para a partida, o técnico Sérgio Guedes não poderá contar com o artilheiro Pablo Escobar, autor de sete gols nesta temporada, convocado para defender a seleção boliviana nos jogos contra Colômbia e Argentina, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Para o lugar dele, o comandante do Ramalhão está na dúvida entre Clodoaldo e Ricardo Goulart. Outra baixa para o confronto é o meia Chiquinho, que sente uma lesão na coxa esquerda. Por outro lado, o zagueiro Marcel volta ao time.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X SANTO ANDRÉ

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 25/03/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Giovani Cesar Canzian

SANTOS: Fabio Costa, Luizinho, Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto e Lucio Flavio; Roni, Kléber Pereira e Neymar. Técnico: Vágner Mancini.

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Cesinha, Marcel e Elvis; Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca e Junior Dutra; Antonio Flavio e Clodoaldo (Ricardo Goulart). Técnico: Sérgio Guedes

março 25, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , | Deixe um comentário

No sufoco, o Peixe empata com o Paulista

Visitantes saíram na frente, mas Roni, aos 40 da etapa final, conseguiu o gol

Peixe briga, mas não passa de um empate em casa. (Foto: Ivan Storti)Peixe briga, mas não passa de um empate em casa. (Foto: Ivan Storti)

O Paulista veio reencontrar pela primeira vez Vagner Mancini, treinador que levou o clube ao título da Copa do Brasil de 2005. Contudo, não houve cordialidade do visitante, que abriu o placar. Na raça, o Peixe empatou em 1 a 1, nesta quinta, na Vila Belmiro, mas saiu do G4.

A equipe de Jundiaí começou surpreendendo o Santos e, mesmo fora de casa, partiu para o ataque. Logo aos sete minutos, Zé Carlos aproveitou falha de Fabão e bateu da entrada da área. Fábio Costa se esticou todo e evitou o gol.

O Santos não conseguiu armar boas jogadas de ataque, apesar de entrar em campo no 3-6-1. Molina pouco apareceu e Madson, jogador mais perigoso do Peixe, não teve felicidade nas finalizações.

O castigo para a falta de eficiência santista veio com Zé Carlos, aos 18 minutos. O atacante arriscou da intermediária. A bola desviou em Léo e enganou Fábio Costa. O camisa 9 do Paulista marcou seu sétimo gol na competição.

Vagner Mancini, preocupado com as fracas ações ofensivas de sua equipe mudou a formação para a segunda etapa. O zagueiro Domingos deixou o campo para a entrada do atacante Neymar. Roberto Brum também saiu, Germano entrou em seu lugar.

As mudanças deixaram o Santos mais ofensivo. O menino Neymar mostrou todo seu talento e liderou o Peixe na segunda etapa. Em seu primeiro lance de perigo, o camisa 18 deu um belo chapéu em Marcelo Toscano e fez o cruzamento. Roni cabeceou para fora.

Em outro lance individual Neymar pedalou bonito, passou por Ramalho e cruzou rasteiro. Roni soltou a bomba, mas André Luís fez milagre e evitou o gol. O menino chegou a balançar a rede, mas o assistente, de forma correta, assinalou impedimento.

A pressão continuou intensa até o final e aos 40 minutos finalmente deu resultado. Pará dominou com liberdade pela direita e fez o cruzamento. Roni subiu sozinho e desviou para o fundo da rede.

Após o gol o Peixe seguiu pressionando, mas não foi suficiente. Com o empate, a equipe da Vila Belmiro caiu para a quinta posição, com 24 pontos. O Paulista subiu para 12°, com 14.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 PAULISTA

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 12/3/2009 – 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho (Fifa-SP)
Auxiliares: José Antônio das Couves (SP) e Marco Antônio Abade (SP)
Cartões amarelos: Roberto Brum, Rodrigo Souto, Domingos, Madson e Fabão (SAN); Zé Carlos e Ramalho (PAU)
Público e renda: 4.623 apagantes / R$ 64.290, 00
Gols: Zé Carlos, 18’/1°T (0-1); Roni, 40’/2°T (1-1)

SANTOS: Fábio Costa, Domingos (Neymar / intervalo), Fabão e Fabiano Eller; Pará, Roberto Brum (Germano / intervalo), Rodrigo Souto, Madson, Molina (Róbson, 17’/2°T) e Triguinho; Roni. Técnico: Vagner Mancini

PAULISTA: André Luís, Marcelo Toscano (Freire, 38’/2°T), Eli Sabiá, Marcelo Xavier e Eduardo; Cléber Goiano, Romeu, Felipe Azevedo e Alex Oliveira (Ramalho, 26’/2°T); Zé Carlos e Léo (Enílton,13’/2°T). Técnico: Giba

março 13, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário