Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Cuca muda a equipe para encarar o Avaí, neste domingo, na Ressacada

Técnico tem vários desfalques, mas também tem alguns reforços no elenco

O técnico Cuca comandou coletivo na Toca da Raposa II e deu mostras de que mexerá na equipe que venceu o Internacional, na última quarta-feira, em Uberlândia. O treinador terá vários desfalques, mas contará com alguns reforços para encarar o Avaí, no domingo, às 16h (de Brasília), em Florianópolis.

O volante Fabrício, recuperado das dores musculares na coxa direita, treinou no meio-campo e voltará ao time na vaga de Everton, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já o zagueiro Edcarlos, que cumpriu suspensão diante do Inter, entrará na zaga. A surpresa ficou por conta da saída de Gil da equipe, um dos destaques contra o Colorado. A defesa ficará a cargo de Léo e Edcarlos.

Sem Montillo e Wellington Paulista, que deverão voltar apenas contra o Guarani, na próxima semana, o ataque foi formado por Wallyson e Ernesto Farías. Com isso, a Raposa deverá encarar o Avaí, na Ressacada, com Fábio; Jonathan, Edcarlos, Léo e Diego Renan; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Roger; Farías e Wallyson.

setembro 11, 2010 Posted by | Cruzeiro | , , | Deixe um comentário

Avaí vence Náutico e segue sem perder

Catarinenses chegam à nona partida sem derrota no Brasileirão

O Avaí sofreu mas conseguiu vencer o Náutico por 2 a1 na Ressacada (Crédito: Cristiano Andujar)

O Avaí sofreu mas conseguiu vencer o Náutico por 2 a1 na Ressacada

LANCEPRESS!

Neste sábado, na Ressacada, o Avaí venceu o Náutico por 2 a 1, no fim do jogo e chegou a nona partida sem derrota no Brasileirão. Com o resultado o time de Santa Catarina chegou a 30 pontos – quinta colocação na tabela. Já o Náutico, parou nos 18 pontos e segue na zona de rebaixamento.

PRIMEIRO TEMPO
A partida começou equilibrada, com as duas equipes errando muitos passes. Enquanto o Náutico apostava em Carlinhos Bala, o Avaí atacava pelas laterais com Eltinho e Luís Ricardo. Como ambas as equipes não conseguiam criar boas jogadas de ataque, o primeiro gol da partida saiu em uma bola parada: aos 24 minutos Eltinho cobrou falta com categoria e colocou o Avaí na frente no placar.

Após o gol a equipe de Santa Catarina melhorou na partida e por pouco não amplia mais uma vez com Eltinho: o lateral chutou de peito de pé e o goleiro Glédson fez linda defesa. Visivelmente sentindo a falta do artilheiro Gilmar, o Náutico não ameaçava a meta de Eduardo Martini. Já o Avaí, jogando com sua força máxima, quase marcou o segundo na última oportunidade de gol do segundo tempo: o atacante William recebeu na área e bateu forte no canto para outra ótima defesa do goleiro pernambucano.

SEGUNDO TEMPO
Os dois times voltaram com os mesmos jogadores para a segunda etapa. E assim como terminou o primeiro tempo, o Avaí foi para cima e, mais uma vez, esteve perto de marcar: Marquinhos deu bom passe para Muriqui que entrou na área, mas chutou fraco para Glédson defender. Todavia, após essa chance o Náutico passou a pressionar e de tanto levantar bola na área conseguiu o empate aos 8 minutos: após falta cobrada por Rudnei, o zagueiro Emerson mandou de cabeça contra o próprio património.

O Avaí não esperava o duro golpe e partiu para tentar passar a frente novamente. A pressão era tanta que Emerson, Marquinhos e Eltinho colocaram uma bola na trave cada um. Muriqui foi outro a ficar só no quase, ao chutar para fora na cara de Glédson. Mas o gol da vitória só veio a acontecer aos 43 minutos em um golaço do meia Marquinhos.

FICHA TÉCNICA:

AVAÍ 2 X 1 NÁUTICO

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC).
Data/hora: 15/8/2009, às 18h30.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF).
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Cesar Augusto de Oliveira Vaz (DF).
Renda/público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Nílson (NAU); Emerson (AVA); Marcus Winícius (AVA); Rudnei (NAU); Derley (NAU); Anderson Santana (NAU); Juliano (NAU); Roberto (AVA).
Cartões vermelhos: Rudnei (NAU, 17’/2ºT).
Gols: Eltinho (1-0, 24’/1ºT); Emerson (1-1, 8’/2ºT); Marquinhos (2-1, 43’/2ºT).

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Emerson (Fabinho Capixaba, 27’/2ºT); Luís Ricardo (Roberto, 36’/2º), Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William (Anderson, 46’/2ºT).
Técnico: Silas

NÁUTICO: Glédson; Asprilla, Nílson e Anderson Santana; Patrick, Rudnei, Derley, Juliano e Michel; Carlinhos Bala e Márcio Barros (Márcio, 31’/2ºT).
Técnico: Geninho.

agosto 15, 2009 Posted by | Avaí, Náutico | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Embalados, Grêmio e Avaí se enfrentam, na Ressacada

Tricolor Gaúcho bateu seu aequi-rival, Inter, e clube catarinense tenta terceira vitória consecutiva

Avaí e Grêmio se enfrentam está quarta, na Ressacada (Crédito: Alex Ximenes)

Avaí e Grêmio se enfrentam está quarta, na Ressacada

LANCEPRESS!

A euforia pela primeira vitória em um Gre-Nal depois de dois anos deu lugar a outro desafio. O Grêmio tentará nesta quarta-feira, na Ressacada, sua primeira vitória como visitante neste Brasileiro. Até agora, em cinco jogos, perdeu quatro (Atlético-MG, Vitória, Coritiba e Sport) e empatou um (Fluminense).

— Aquilo é passado. O time está com o moral alto e o entrosamento se aprimorou. Temos tudo para tirar essa nhaca – afirmou o meia Tcheco, capitão do time.

O projeto de curto prazo do Tricolor é chegar ao G-4, o que conseguiria com uma vitória sobre o Avaí e outra sobre o Santo André, domingo no Olímpico.

O Grêmio usará os mesmos jogadores que iniciaram o clássico de domingo, com exceção do zagueiro Rafael Marques. Leo, o titular, cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo e reassumirá o posto.

O zagueiro Mário Fernandes, 18 anos, será mantido na lateral-direita, posição que ocupou com destaque na vitória sobre o Inter. Thiego, que também é zagueiro e vinha atuando por ali, cumpriu suspensão automática no clássico mas não foi relacionado. O técnico Paulo Autuori admitiu: é mesmo castigo pela expulsão no jogo contra o Coritiba, considerada infantil.

Na verdade, Mário Fernandes encantou o técnico com sua atuação e é o novo titular do time. Depois da vitória de domingo, Autuori se disse impressionado com a qualidade técnica e com a maturidade desse jogador.

Para furar a defesa catarinense, o Grêmio conta com a dupla de argentinos Maxi López-Herrera. Os dois fizeram furor contra o Atlético-PR, quando cada um marcou dois gols. Lesionados, ficaram de fora no 3 a 0 sobre o Corinthians, mas voltaram com tudo no Gre-Nal. Herrera acertou o poste e López fez o gol da vitória.

— Atuamos juntos em seleções de base argentinas e agora resgatamos o entendimento. Além de tudo, somos amigos, e até combinamos jogadas quando conversamos fora do clube – contou Herrera

Para tentar a terceira vitória consecutiva e a segunda em casa, o técnico Silas vai manter o esquema 3-6-1 dos últimos jogos. Com isso, Roberto, destaque da vitória por 3 a 1 do Avaí sobre o Sport, segue no banco de reservas. O atacante não vê a hora de começar jogando.

– Não vejo a hora de ser titular e isso é tudo o que quero, mas o Silas que é o comandante e vai definir isso. Estou pronto e aguardando minha chance. Se ela chegar, vou agarrá-la com todas as forças. Se isso não acontecer, vou procurar entrar e manter essa boa fase – disse o jogador ao site Clic RBS.

Léo Gago levou o terceiro cartão amarelo na última partida e não enfrenta o Grêmio. Marcos Vinícius deve ser o substituto do volante. A boa notícia para a torcida do Leão de Santa Catarina é que Marquinhos se recuperou de um incomodo na panturrilha esquerda e volta ao time titular.

A notícia ruim é a confirmação da saida do atacante Lima, que se transferiu para o Metalist FC, da Ucrânia. Já é o segundo atacante que o Avaí perde, pois Evando já havia deixado o clube catarinense para jogar na Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ X GRÊMIO

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data-Hora: 22/7/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)

AVAÍ: Eduardo Martini, Rafael, Emerson, Augusto e Ferdinando; Marcos Vinícius, Marquinhos, Muriqui, Eltinho e Luis Ricardo; William – Técnico: Silas.

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Tcheco e Souza; Herrera e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

julho 22, 2009 Posted by | Avaí, Grêmio | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Obina brilha, coloca Palmeiras no G-4 e afunda Avaí na Ressacada

Atacante alviverde marca dois na vitória por 3 a 0 sobre o time catarinense, e paulistas voltam ao grupo dos quatro melhores do Campeonato Brasileiro

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Obina: dois gols na Ressacada

Obina chegou sob os olhares de desconfiança da torcida do Palmeiras e a proteção do presidente Luiz Gonzaga Belluzzo. Mas no time paulista, o atacante parece ter espantado definitivamente o fantasma que o acompanhava nos tempos de Flamengo, quando chegou a ficar 17 jogos sem marcar. Na noite deste domingo, na Ressacada, ele foi o grande nome da vitória alviverde por 3 a 0 sobre o Avaí. Com dois gols, o camisa 28 assumiu a artilharia do time no Brasileiro, somando cinco no total, ao lado de Keirrison, que acerta os últimos detalhes para se transferir para o Barcelona.

Com a boa vitória, ainda sob comando o técnico interino Jorginho, o Palmeiras voltou ao G-4 do Nacional, ocupando a quarta posição. O time tem os mesmos 16 pontos do Vitória, mas os baianos levam vantagem no critério de desempate por terem uma vitória a mais -5 a 4.

Já o Avaí conheceu a sua segunda derrota em casa sob o comando de Silas, que dirige o time há um ano e quatro meses. E afunda no Brasileiro, com somente sete pontos na última posição.

Na próxima rodada, o Palmeiras, quem sabe de técnico novo, recebe o Náutico, sábado, no Palestra Itália. No mesmo dia, o Avaí enfrenta o Botafogo, na Ressacada.

Ataque “lutador” e bola na trave

Apesar de ter dito na última sexta-feira que entraria com Deyvid Sacconi, colocando Diego Souza ao lado de Obina, o técnico Jorginho mudou de ideia e optou por aquilo que chamou de “ataque lutador”. Assim, Ortigoza teve uma chance entre os titulares, e o camisa 7 acabou sendo recuado para a sua função. E deu certo.

Logo aos seis minutos, Obina aproveitou arrancada palmeirense em velocidade e chutou cruzado contra o gol de Eduardo Martini. Mas a bola foi para a linha de fundo. O Avaí usava principalmente as descidas pelo lado direito alviverde, onde Fabinho Capixaba tinha dificuldades na marcação dos velozes Marquinhos e Muriqui. Mas a equipe falhava na finalização.

Principal esperança de gols no ataque depois da saída de Keirrison, negociado com o Barcelona, Obina não decepcionou os palmeirenses que estiveram na fria Florianópolis. Depois de balançar na frente do zagueiro Ferdinando, ele foi derrubado na área. Na cobrança de pênalti, não deu chances ao goleiro Eduardo Martini e abriu o placar para os paulistas, aos 25 minutos: 1 a 0.

Depois do gol palmeirense, o time da casa passou a se arriscar mais ao ataque. Em cobrança de escanteio, aos 32 minutos, Marcos teve de se esticar para evitar o gol olímpico de Marquinhos. Aos 43, uma cabeçada de Émerson fez a trave do goleiro alviverde balançar.

A resposta à pressão do time catarinense veio um minuto depois, com Ortigoza, que chutou cruzado e viu a bola passar perto da trave direita de Eduardo Martini.

Na saída para o intervalo, muita reclamação dos jogadores do Avaí. O atacante William, que estava no banco de reservas, chiou e foi expulso pelo árbitro Evandro Rogerio Roman.

Alheio às reclamações do time catarinense, Obina comemorou a boa fase que vem tendo com a camisa do Palmeiras – ele também marcou nos empates com o Atlético-PR e Santos, nas duas últimas rodadas.

– Procuro fazer os gols para ajudar o Palmeiras. Espero sempre por uma boa oportunidade e nunca vou desistir – disse o atacante.

Obina melhor que Keirrison?

Na segunda etapa, o Palmeiras não deu chance para o Avaí tentar buscar o empate. Inspirado, Obina ampliou a vantagem paulista logo aos 8 minutos. Depois de cobrança de falta, Diego Souza deu um leve desvio de cabeça. Na sobra, o atacante, de carrinho, completou para fazer 2 a 0.

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Diego Souza escapa da marcação

Foi o quarto gol de Obina em nos últimos três jogos pelo Brasileiro. O empenho do atacante, que na chegada teve o presidente Belluzzo como escudo, acabou o colocando como artilheiro do time no Nacional, com cinco gols, ao lado de Keirrison, que já não joga mais pelo time.

Com o segundo gol sofrido, Silas se viu obrigado a fechar um pouco mais o time, tirando o meia Marcos Winícius para a entrada do volante Bruno. Depois, colocou Caio no lugar do lateral Uedel. Assim, a equipe catarinense passou a pressionar mais. E encontrar mais vezes o goleiro Marcos na sua frente.

Aos 20 minutos, Muriqui recebeu na meia-lua e bateu forte contra a meta palmeirense. Marcos teve de se esticar todo para espalmar para fora. Seis minutos depois, Léo Gago chutou cruzado, perto do travessão palmeirense.

Assim, o Palmeiras passou a viver de contragolpes. E ampliou com Cleiton Xavier, aos 29 minutos do tempo final. Depois de jogada entre Fabinho Capixaba e Diego Souza, o camisa 10 aproveitou a sobra na entrada da área e chutou, sem chances para Eduardo Martini. O 3 a 0 fez com que a torcida do Avaí debandasse para fora da Ressacada. Quem ficou, gritou “olé” e aplaudiu a vitória alviverde.

Ficha técnica:

AVAÍ 0 x 3 PALMEIRAS
Eduardo Martini; Ferdinando, Anderson e Émerson; Uendel (Caio), Marcus Winícius (Bruno), Léo Gago e Marquinhos; Muriqui, Luís Ricardo e Lima (Cristian). Marcos; Fabinho Capixaba (Edmílson), Maurício Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Souza (Jumar), Cleiton Xavier e Diego Souza; Ortigoza (Willians) e Obina.
Técnico: Silas. Técnico: Jorginho.
Gols: Obina, aos 25 minutos do primeiro tempo. Obina, aos oito minutos, e Cleiton Xavier, aos 29 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Marcos Winícius, Caio e Anderson (Avaí). Diego Souza e Ortigoza (Palmeiras). Cartão vermelho: William (Avaí).
Estádio: Ressacada, em Florianópolis (SC). Data: 05/07/2009. Árbitro: Evandro Rogerio Roman. Auxiliares: José Amilton Pontarolo (PR) e Gilson Bento Coutinho (PR).

julho 5, 2009 Posted by | Avaí, Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Avaí recebe o Palmeiras na Ressacada

Leão quer a vitória para sair da zona do rebaixamento, e o Alviverde joga para voltar ao G4 do Campeonato Brasileiro

LANCEPRESS!

Neste domingo, o Avaí recebe o Palmeiras, pela 9ª rodada do Brasileirão, às 18h30, na Ressacada, e busca desesperadamente a segunda vitória na competição para deixar a zona de rebaixamento. Já o Verdão quer vencer a primeira partida fora de casa para voltar à zona de classificação da Libertadores de 2010 e manter o tabu de nunca ter perdido para os catarinenses na História.

Nas duas ocasiões em que as equipes se enfrentaram, o Alviverde triunfou em ambas e levou apenas um gol, na goleada por 6 a 1, em 2003, pelo Brasileiro da Série B, no palco do próximo jogo. O primeiro confronto havia sido em 1976, e o Palmeiras triunfou por 1 a 0, no Orlando Scarpelli.

À espera de um acerto com Muricy Ramalho como novo técnico após a saída de Vanderlei Luxemburgo, o Alviverde será comandado pela segundo vez por Jorginho, treinador do time B que foi escolhido pela diretoria para treinar os profissionais.

O único desfalque certo da equipe paulista é o lateral-direito Wendel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Diego Souza e Pierre, que só treinaram com bola na sexta-feira por lesões no tornozelo direito e pé direito, respectivamente, devem ser mantidos como titulares por Jorginho. A novidade deve ficar por conta do meia Deyvid Sacconi, que não inicia uma partida desde 2007, e tem grandes chances de ser escalado por Jorginho, o que deixa dupla de ataque palmeirense formada por Diego Souza e Obina.

Confirmado no meio de campo, Cleiton Xavier, que já enfrentou o Avaí na Ressacada quando atuava pelo Figueirense, nas temporadas de 2007 e 2008, alerta os companheiros sobre a pressão que vão encontrar no domingo.

– O clima (na Ressacada) é de bastante pressão, o campo é aberto, faz bastante frio, venta muito. Já enfreitei o Avaí lá e é muito difícil. Temos de tomar todo o cuidado possível – analisou o camisa 10.

O Leão vai a campo neste cercado por um mar de incertezas. Não bastasse estar fazendo uma das piores campanhas no campeonato – o clube ocupa a penúltima colocação – o clube catarinense se depara com a probabilidade de perder seus jogadores e, até, o técnico Silas.

No início da semana, sondagens de São Paulo indicavam que o Alviverde estaria interessado em contratar o treinador. Além disso, na sexta, o atacante Willian confirmou que está sendo pretendido pelo Paraná, mas garantiu que pretende continuar em Santa Catarina.

– Realmente houve uma sondagem, os empresários ligaram, mas no momento eu quero deixar bem claro que a minha cabeça está focada aqui no Avaí. Eu tenho contrato até o final do ano que vem (2010) e quero cumprir ele — explicou William.

Negando ou não sua negociação, o certo é que o atacante, que tinha sua escalação praticamente garantida, deve começar no banco contra o Verdão. Não seria a primeira perda de um jogador para um time da Série B. Evando, outro atacante, deixou o Avaí no últimno mês para jogar pela Ponte Preta.

A boa notícia para a torcida avaiana é que o lateral Medina se recuperou de uma lesão no joelho e estará no banco de reservas no domingo. No entanto, Pingo e Odair seguem contundidos e sem previsão de retorno.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ X PALMEIRAS

Estádio: Ressacada, Florianópolis (SC)
Data/hora: 5/7/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogerio Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Jose Amilton Pontarolo (PR)

AVAÍ: Eduardo Martini; Ferdinando, Anderson, Emerson e Uendel; Marcos Vinícius, Léo Gago, Marquinhos e Muriqui, Luiz Ricardo e Lima. Técnico: Silas.

PALMEIRAS: Marcos, Fabinho Capixaba, Maurício Ramos, Danilo, Armero, Pierre (Edmílson), Souza, Cleiton Xavier, Deyvid Saccon (Willians) Diego Souza e Obina. Técnico: Jorginho.

julho 5, 2009 Posted by | Avaí, Palmeiras | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

No comando do Avaí, Silas reecontra o São Paulo neste domingo no Sul

Na época de jogador, treinador do time catarinense foi campeão pelo clube paulista. Muricy elogia o ex-atleta e espera jogo duro

Muricy Ramalho faz mistério no São Paulo

O duelo entre Avaí e São Paulo neste domingo, às 16h (de Brasília), na Ressacada, tem um gosto especial para o técnico do anfitrião. Silas, que levou o time catarinense à Série A nesta temporada, defendeu a camisa tricolor, sendo campeão paulista em 1985 e 1987 e do Brasileiro de 1986. Ele enfrentará pela primeira vez o Tricolor como comandante de uma equipe. Apesar dos laços com o time paulista, espera ajudar o Leão de Florianópolis a conquistar o seu primeiro triunfo na competição.

– É um jogo no qual a equipe precisa levantar e ganhar os três pontos. Estamos amadurecendo e, que sabe, não vencemos o São Paulo – ressaltou o comandante do time catarinense.

Muricy não trabalhou com Silas, mas recebeu a visita do técnico novato no ano passado, no CT da Barra Funda, que foi aberto para um treino do Avaí. O comandante tricolor espera mais um jogo difícil neste Brasileiro. O São Paulo está na décima posição, com cinco pontos, conquistando uma vitória em quatro jogos. Já o Leão de Florianópolis está na 15ª colocação, com três pontos.

– Todos os times no começo oscilam um pouco porque estão se ajustando, e o Avaí não é diferente, mas vai se ajeitar. Vai ser um jogo duro, pois o Brasileiro é muito equilibrado. O Silas é um grande cara – elogiou Muricy.

Léo Gago de olho em Marlos

A novidade do time catarinense neste domingo será o retorno do volante Léo Gago, que está recuperado de uma lesão no joelho direito. O jogador será o responsável pela marcação ao meia Marlos, destaque da equipe paulista na vitória sobre o Cruzeiro de 3 a 0, na rodada passada.

Expulso na derrota de 2 a 1 para o Inter, o zagueiro Emerson será o desfalque avaiano. Rafael entra na defesa e atuará com André Turatto e Ferdinando. Evando será o único atacante da equipe, que entrará com o esquema 3-6-1.

Mistério e expectativa pelo 4-4-2

No São Paulo, o técnico Muricy Ramalho não revela o time, como é de costume. Fez um treino secreto nesta sexta-feira e desenhou o que deve colocar em campo. A expectativa é que o treinador utilize o esquema 4-4-2. Marlos já está confirmado na criação das jogadas, mas o comandante não disse se manterá Hernanes no banco, como fez no jogo contra o Cruzeiro. Jorge Wagner, que também foi reserva na rodada passada, tem chances de voltar no meio. Renato Silva, machucado, e Miranda, na seleção, são os desfalques. Com isso, Muricy promoverá a estreia do zagueiro Jean Rolt, que estava na Ponte Preta. Ele fará dupla com André Dias.

– Com dois zagueiros, o Jorge tem que ser meia, porque o forte dele não é a marcação pela lateral, e no 4-4-2 é preciso marcar melhor. Ele rende pelo lado do campo quando jogamos com três zagueiros, pois vem sem marcação – explicou o treinador, dando a entender deve escalar o jogador no meio-campo.

Eduardo Costa e Jean devem formar a cabeça-de-área, com Zé Luis pela lateral direita e Junior Cesar pela esquerda. No ataque, Borges e Washington são os mais cotados. Richarlyson, que foi julgado pelo STJD e pegou um jogo de suspensão, já cumprido, está liberado para jogar neste domingo, mas deve ficar no banco.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 7, 2009 Posted by | Avaí, São Paulo | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário