Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco tenta quebrar escrita contra o Furacão, na Arena

Cruzmaltino, que venceu o adversário apenas uma vez no estádio, tenta a terceira vitória seguida no Brasileirão. Paranaenses querem o G3.

LANCEPRESS!

O Vasco vai até Curitiba enfrentar o Atlético-PR na tentativa de vencer pela segunda vez na História dentro da Arena da Baixada. O time do Rio de Janeiro busca a terceira vitória consecutiva no Brasileirão, enquanto o Furacão quer o triunfo para entrar de vez na briga por uma vaga na Taça Libertadores 2011.

O técnico Paulo César Gusmão realizou mudanças na equipe titular do Cruzmaltino. Depois de erros consecutivos, o zagueiro Titi foi barrado e Cesinha, que entrou bem na última rodada, fará dupla com Dedé. Fellipe Bastos, suspenso na última rodada, substitui Felipe, com uma entorse no joelho esquerdo.

Para Zé Roberto, a saída de Paulo Cesar Carpegiani, que foi para o São Paulo, não vai influenciar no rendimento do Furacão. O camisa 10 prevê dificuldades.

– Não influencia. O time já tem um padrão e os jogadores, que já se conhecem. A dificuldade para o Vasco pode até aumentar pois eles querem mostrar que vem com mais motivação. Não teremos moleza – disse.

O técnico PC Gusmão tem a mesma opinião de Zé Roberto. Para ele, o Furacão não sentirá falta do treinador, até porque Sérgio Soares já foi contratado pela diretoria do clube paranaense.

– O time do Atlético-PR é perigoso, principalmente jogando na Arena da Baixada. Eles costumam manter uma comissão técnica fixa, só mudando o treinador, por isso acho que os jogadores não vão sentir tanto a saída do Carégiani – afirmou.

O Atlético Paranaense, por sua vez, quer provar que a boa campanha não era mérito apenas de Carpegiani. Em quinto lugar na tabela, com 42 pontos, o Furacão está a seis do Cruzeiro, último colocado no G-3 e que iria para a Libertadores.

Sérgio Soares assinou com o clube na segunda-feira, comandou um coletivo na terça e ficará à beira do gramado para comandar a equipe. Com pouco tempo para trabalhar, o treinador optou por praticamente manter a mesma escalação que vinha sendo feita, alterando apenas o posicionamento de alguns atletas, principalmente no meio-campo. Mas nada que fuja das características da equipe.

– Não vamos mudar quase nada do que o Carpegiani vinha fazendo, até porque tivemos apenas um dia de trabalho e não temos porque mudar. No decorrer dos trabalhos é que vamos observar melhor o grupo, mas para agora daremos apenas continuidade – explicou.

Mas logo na estreia, ele já terá dificuldades na escalação. Isto porque o goleiro Neto e o atacante Guerrón, convocados para as seleções brasileira e equatoriana, respectivamente, e o atacante Bruno Mineiro, suspenso pelo terceiro amarelo, desfalcam o Rubro-negro. Além disso, o armador Branquinho, com dores musculares, ainda é dúvida. Iván González foi quem treinou em seu lugar.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR X VASCO

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data/hora: 5/10/2010 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira (SP – Fifa)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP – Fifa) e Emerson Augusto de Carvalho (SP – Fifa)

ATLÉTICO-PR: João Carlos, Elder Granja, Manoel, Rhodolfo e Paulinho; Chico, Deivid, Branquinho (Iván González) e Paulo Baier; Maikon Leite e Neto. Técnico:Sérgio Soares.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Cesinha, Dede e Max; Jumar, Rafael Carioca, Fellipe Bastos e Zé Roberto; Eder Luis e Rafael Coelho. Técnico: PC Gusmão

outubro 5, 2010 Posted by | Atlético-PR, Vasco da Gama | , , | Deixe um comentário

Avaí derrota o Atlético-PR em plena Arena

Equipe catarinense vence a quarta partida seguida neste Campeonato Brasileiro

Na estreia de Alex Mineiro, Atlético cai para o Avaí dentro de casa (Crédito: Felipe Gabriel)

Na estreia de Alex Mineiro, Atlético cai para o Avaí dentro de casa

LANCEPRESS!

Debaixo de chuva e frio, o Avaí mostrou um excelente futebol e, na base da forte marcação e velocidade, venceu o Atlético-PR por 3 a 1, na Arena, pela 14ª rodada do Brasileirão. Com a vitória, a quarta seguida, o time catarinense tem 19 pontos e ocupa o nono lugar. Já o Rubro-Negro permanece com 12 pontos, mas caiu para a 18ª colocação.

Na próxima rodada, o Furacão enfrenta o Goiás, quarta-feira, às 21h, no Serra Dourada, enquanto o Leão recebe o Vitória, quinta-feira, às 21h, na Ressacada.

Empurrado pela torcida, o Atlético Paranaense começou mais ofensivo, tendo pela frente um Avaí muito fechado, praticamente só se defendendo, sem dar espaços a chutes do adversário. Parecia que ia ser um treino ataque x defesa. Mas aí o Leão mostrou suas garras, ou melhor, suas armas e disse a que veio. Explorando os contra-ataques, a equipe não demorou para abrir o placar.

Aos nove minutos, depois de uma roubada de bola, William recebeu, entrou na área e chutou, mas Galatto espalmou. Muriqui, sozinho, pegou o rebote e chutou para o fundo das redes. Mesmo atrás no placar, o Furacão, desorganizado, continuava com mais posse de bola e chegava mais ao ataque, mas a defesa do Avaí se mostrava uma parede.

Com apenas Willian na frente e seis jogadores no meio-de-campo, o time catarinense anulava as jogadas dos donos da casa e saia na velocidade, praticamente apenas pelo lado esquerdo, nas costas de Alberto. E a história se repetiu no segundo gol. Em novo contra-ataque, aos 29, Eltinho recebeu pela esquerda, pedalou em cima do marcador e cruzou rasteiro para William, que, sozinho, só teve o trabalho de esticar a perna para ampliar o placar.

Para a segunda etapa, o técnico Waldemar Lemos resolveu arriscar o tudo ou nada. Tirou os dois laterais para colocar o zagueiro Carlão e o meia Jhonatan, deixando a equipe no 3-5-2. O Furacão continuava atacando mais, dessa vez sem deixar espaços na defesa, mas não conseguia levar perigo ao goleiro Eduardo Martini.

Porém, quem fez o gol foi o Avaí. Aos 16, William recebeu de Muriqui passou a bola por baixo das pernas de Carlão e chutou na saída de Galatto. A partir daí, o Atlético-PR começou a ir para o ataque na base do desespero, dando ainda mais espaços para o Avaí. Só que a pressão acabou funcionando. Aos 20, Rafael Miranda cruzou pela direita e Marcinho, de cabeça, diminuiu.

O Avaí seguia abusando da velocidade e William encontrava vários buracos na defesa. Já o Furacão mostrava muito nervosismo em campo e atacava de qualquer maneira, na base de lançamentos. Só que a equipe errava muito e através desses erros, quase saiu o quarto gol do Avaí. Marquinhos recebeu sozinho, entrou na área e chutou. Galatto espalmou e a bola sobrou para William, que chutou por cima do gol.

No final, o Avaí se preocupou em ficar na defesa e levou sufoco, mas conseguiu segurar o resultado e levou para casa mais três pontos e a quarta vitória consecutiva.

FICHA TÉCNICA :

ATLÉTICO-PR 1 X 3 AVAÍ

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data/Hora: 25/07/09 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Marco Aurelio dos Santos Pessanha (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Público/Renda: 13.485/R$ 273.020,00
Cartões Amarelos: Rafael Miranda, Alberto, Jhonatan, Carlão (CAP); Émerson, Luís Ricardo, Bruno (AVA)

GOLS: Muriqui (9’/1ºT); William (29’/1ºT); William (16’/2ºT); Marcinho (20’/2ºT)

ATLÉTICO-PR: Galatto, Alberto (Carlão, intervalo), Manoel, Rafael Santos e Alex Sandro (Jhonatan, intervalo); Valencia, Rafael Miranda, Marcinho e Wésley; Wallyson (Rafael Moura, 15’/2ºT) e Alex Mineiro. Técnico: Waldemar Lemos.

AVAÍ: Eduardo Martini, Rafael, Augusto e Emerson; Luís Ricardo (Ânderson, 40’/2ºT), Marcos Vinícius (Bruno, 3’/2ºT), Léo Gago, Marquinhos, Muriqui (Caio, 23’/2ºT) e Eltinho; William. Técnico: Silas.

julho 25, 2009 Posted by | Atlético-PR, Avaí | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Reservas do Corinthians enfrentam o Furacão

Poupando seus titulares para a Copa do Brasil, Timão pega o Atlético na Arena da Baixada

(Crédito: Allex Ximenez)

LANCEPRESS!

Em busca da primeira vitória diante da sua torcida, o Atlético-PR recebe o Corinthians, nesse sábado, às 16h10, na Arena, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, com mais um objetivo: largar a lanterna da competição.

Com cinco pontos, o Furacão tem dois a menos que o São Paulo, primeiro time fora da zona do rebaixamento.

E, apesar de estar com essa responsabilidade nas costas, o técnico Waldemar Lemos acredita no retrospecto da equipe desde sua chegada (duas partidas, com uma vitória e um empate) para derrotar o clube paulista.

– Se contarmos as últimas duas partidas, disputamos seis pontos e ganhamos quatro. E se tivéssemos ganhado a partida estaríamos em outra posição na tabela. Deixamos escapar dois pontos no segundo finais contra o Palmeiras. Os atletas estão trabalhando muito, se esforçando e já é possível ver frutos dentro de campo – disse o treinador.

Para o confronto, Waldemar não poderá contar com o armador Marcinho, que cumpre suspensão. Por outro lado, o volante Chico retorna à equipe e está confirmado como titular. Dessa forma, o Furacão irá a campo com uma postura mais defensiva, com dois volante e apenas Paulo Baier na armação. Zé Antônio segue como titular na lateral-direita.

Já o Corinthians, está a um jogo de garantir a vaga na Libertadores da América de 2010, ano de seu centenário, e não quer arriscar seus titulares na partida deste sábado contra o Atlético-PR. De olho na segunda partida da final da Copa do Brasil, time de Mano Menezes deve entrar em campo repleto de reservas.

– Nós vamos jogar da mesma forma que jogamos todos os jogos até aqui. Por isso vamos tirar alguns jogadores. Vamos colocar jogadores que estão mais focados para essa partida. Essa é a nossa realidade – afirmou Mano Menezes.

O destaque da equipe será Morais, que acabou de definir sua permanência no Timão, e comandará a equipe. O meia está totalmente recuperado da lesão que sofreu na partida contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Naquele jogo, o Corinthians entrou com seu time reserva e Morais foi a principal fonte de jogadas do time alvinegro.

– Sempre quis ficar. Em momento algum pensei em sair do Corinthians. Com um contrato mais longo, agora quero desenvolver o meu melhor. Vou dar meu máximo neste jogo – disse Morais.

O garoto Marcelinho, que fez sua estreia como titular do Corinthians contra o São Paulo, no último domingo, também se animou com a oportunidade de iniciar a partida. Com 17 anos, o atacante brilhou na conquista de Copa São Paulo deste ano, passando pelo mesmo Atlético-PR na final do torneio.

– Jogar no Corinthians é especial. Ficar no banco já está ótimo. Mas saber que vai jogar, claro, é melhor ainda. Caso eu entre mesmo, quero criar dúvidas na cabeça de Mano, mostrando meu melhor futebol – disse o atacante.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR X CORINTHIANS

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data/hora: 27/06/2009 – 16:10 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Mercante (PE)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Erich Bandeira (PE)

ATLÉTICO-PR: Vinícius, Rhodolfo, Antônio Carlos e Rafael Santos; Zé Antônio, Valencia, Chico, Paulo Baier e Márcio Azevedo; Wésley e Rafael Moura. Técnico: Waldemar Lemos.

CORINTHIANS: Julio Cesar; Renato, Diego e Jean; Diogo, Moradei (Boquita), Jucilei Morais e Wellington Saci; Souza e Marcelinho (Otacílio Neto).
Técnico: Mano Menezes

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 27, 2009 Posted by | Atlético-PR, Corinthians | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pedro Oldoni garante Atlético Paranaense no ataque

Atacante está confirmado no Furacáo para encarar o Chivas, na Arena

Confirmado pelo técnico Geninho no ataque do Atlético Paranaense na partida desta terça-feira à noite contra o Chivas (MEX), pela Copa Sul-Americana, Pedro Oldoni fez questão de garantir que o Furacão jogará pela vitória. Mesmo sabendo da vantagem, o atacante deixou claro que jogando na Arena da Baixada só a vitória interessa.

– Tivemos um bom desempenho no México e agora temos um resultado um pouco mais favorável nessa partida de volta. Mas como em todos os jogos na Arena vamos entrar pensando na vitória. Temos que ter inteligência para jogar. Se sofrermos o gol pode complicar um pouco. Então entraremos em campo para vencer e conquistar a classificação – disse o atacante.

O Furacão deverá entrar em campo com Vinícius , Danilo, Rhodolfo e Antônio Carlos; Rodriguinho, Valencia, Alan Bahia, Ferreira e Netinho; Pedro Oldoni e Rafael Moura. A partida será disputada às 21h45 (de Brasília).

setembro 30, 2008 Posted by | Atlético-PR | , , , | Deixe um comentário