Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Inter e Timão decidem vaga na Libertadores

Decisão da Copa do Brasil garante o primeiro brasileiro na competição de 2010

LANCEPRESS!

O Internacional recorre a todas as armas para turbinar seu time em busca do “milagre” diante do Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, na finalíssima da Copa do Brasil. Foram treinos secretos, apelos à torcida para lotar o Beira-Rio (o público esperado é de 50 mil) e até a elaboração de um DVD com supostos erros de arbitragem favorecendo o Timão, Mas o verdadeiro reforço é a volta de Nilmar, que defendeu a Seleção Brasileira na Copa das Confederações, na África do Sul.

Com seu veloz e talentoso centroavante, o Colorado se considera capaz de no mínimo devolver a derrota por 2 a 0 no primeiro confronto, no Pacaembu, para levar a decisão para os pênaltis. Ou então vencer por três ou mais gols de diferença para levar a taça diretamente. Com seu camisa 9, o Inter fechou maio com vitória. Sem ele, a equipe atravessou um junho tenebroso, com seis jogos em que perdeu ou empatou (só voltou a vencer no último domingo, um 3 a 0 no Coritiba com três gols de Bolaños, que, contudo, não tem condições legais para a Copa do Brasil).

Além de Nilmar, o técnico Tite poderá contar com outro que serviu à Seleção, o lateral-esquerdo Kleber. E, em relação à equipe do jogo no Pacaembu, com mais dois titulares da maior importância: o armador D’Alessandro e o lateral-direito Bolívar. O argentino cadencia o jogo; Bolívar, zagueiro de origem, dá mais segurança à defesa de um time que está proibido de tomar gol.

Já a opção pelo zagueiro Danny Morais no lugar de Álvaro é técnica. Mais veloz, e superior no jogo pelo alto, Danny, que completou 24 anos nesta segunda-feira, ganhou a posição após a derrota de 4 a 0 para o Flamengo, no Maracanã.

O desfalque é o volante Sandro, com lesão muscular na coxa esquerda – uma perda considerável, pela bola alta defensiva e a saída de jogo com qualidade. Tite já escolheu o substituto, mas dá a entender que ainda não se decidiu por um dos dois candidatos. São eles o volante Glaydson e o meia Andrezinho.

No Corinthians, o grande reforço para a partida também regressa da África do Sul. O lateral-esquerdo André Santos ganhou a posição de Kléber, adversário desta final, durante a Copa das Confederações e retorna ao Brasil com o título e com propostas do futebol Europeu. Porém André só quer pensar na Copa do Brasil por enquanto.

– Agora estou só concentrado na final da Copa do Brasil. Só depois vamos ver se tem proposta ou não. Claro que a Europa faz parte dos meus planos. Mas primeiro preciso ganhar este título para o Corinthians – afirmou o lateral.

O resultado de 2 a 0 na primeira partida, garante uma boa vantagem para a equipe de Mano Menezes no jogo no Beria-Rio e o capitão William garante que seu time aprendeu a lição sobre manter vantagens, com a dura experiência da final da Copa do Brasil de 2008.

– Temos o aprendizado do ano passado. Sabemos que a vantagem de 2 a 0 é melhor do que a de 3 a 1, pelo regulamento, mas não nos dá o título. Em 2008, deixamos a desejar no segundo jogo, por isso fomos derrotados. Temos de jogar de igual para igual com o Inter no Beira-Rio. Dificilmente, uma equipe vence um mata-mata jogando bem só um jogo. Temos de repetir a alta qualidade que tivemos no Pacaembu – afirmou o capitão.

Mano Menezes terá força máxima de seu time à sua disposição. A formação do time que foi campeão paulista invicto estará completa com a volta de André Santos. E nos momentos decisivos, a esperança de brilhar, é mais uma vez de Ronaldo. O Fenômeno foi fator preponderante nas decisões que disputou com a camisa nove alvinegra e promete mais um título para a Fiel torcida.

– Estou bem, preparado, sem nenhum tipo de incômodo, de dor, nada. Acho que vai ser uma grande final, estou bem fisicamente. A gente ainda não conseguiu superar aquele 20% final para chegar à 100%. Mas estou em ótimas condições. Vai ser uma grandíssima final – garantiu o Fenômeno.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X CORINTHIANS

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 01/07/2009 – 21:50 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Auxiliares: Alessandro Alvaro de Matos (FIFA-BA) e Roberto Braatz (FIFA-PR)

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Danny Morais e Kleber; Glaydson (Andrezinho), Magrão, Guiñazú e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite.

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 1, 2009 Posted by | Corinthians, Internacional | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Seleção Brasileira encara ‘desconhecido’ em estreia

Time de Dunga enfrenta Egito pelo Grupo 2 da Copa das Confederações

Dunga não mudou a equipe para a estreia (Crédito: EFE)

Dunga não mudou a equipe para a estreia

LANCEPRESS!

A Seleção estreia na Copa das Confederações, na segunda-feira, às 11h (de Brasília), diante de um adversário imprevisível. Os brasileiros admitiram que não ainda sabem o que esperar do Egito no duelo em Bloemfontein, na África do Sul, pelo Grupo B da competição.

– Não conhecemos o time deles. Mas o Dunga vai passar alguns vídeos ainda – afirmou o goleiro Julio Cesar.

O Brasil, pelo menos, não terá surpresas. A única mudança em relação ao time que bateu o Paraguai por 2 a 1, na semana passada, pelas Eliminatórias para a Copa-2010, será a entrada de Luís Fabiano na vaga de Nilmar. Suspenso, o atacante do Sevilla não jogou em Recife.

A dúvida ainda restante estava na lateral direita: fisicamente recuperado, Maicon foi liberado para jogar. No entanto, Daniel Alves será mantido como titular. O defensor do Barcelona convenceu o técnico Dunga com boas atuações diante de Paraguai e Uruguai, quatro dias antes.

Do outro lado, o Egito terá problema. Machucado, o atacante Zaki, do Wigan, foi cortado da competição. A equipe passa por problemas internos por conta do mau desempenho nas Eliminatórias Africanas. O país é o lanterna do Grupo C, mas ainda tem chances de ir à Copa-2010.

Um fator que pode atrapalhar ambos os times é a condição do gramado do Free State Stadium. O campo tem buracos e ficou ainda mais prejudicado por conta de forte chuva que caiu em Bloemfontein nos últimos dias.


FICHA TÉCNICA:

BRASIL X EGITO

Estádio: Free State Stadium, Bloemfontein (AFS)
Data/hora: 15/6/2009 – 11h (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Auxiliares: Peter Kirkup (ING) e Michael Mullarkey (ING)

BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Lúcio, Juan e Kleber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano, Kaká e Robinho; Luís Fabiano. Técnico: Dunga.

EGITO: El Hadary, Hani Said, Gomaa e Ahmed Said; Fathi, Abd Rabbou, Shwanky, Zidan e Moawad; Aboutrika e Rauof. Técnico: Hassan Shehata.

junho 15, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , | 3 Comentários

Brasil encara o Uruguai pelas Eliminatórias

Seleção não vence a Celeste Olímpica fora de casa há 33 anos

Kaká chega em Montevidéu: meia ainda não falou com a imprensa (Crédito: CBF)

Kaká chega em Montevidéu: meia ainda não falou com a imprensa (Crédito: CBF)

LANCEPRESS!

A Seleção Brasileira enfrenta o Uruguai neste sábado, às 16h (de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu, pela 13ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O Brasil ocupa a segunda colocação nas Eliminatórias, com 21 pontos e três atrás do líder Paraguai. Já o Uruguai está na quinta colocação, com 17.

Além da brava equipe uruguaia, o Brasil joga contra uma escrita de 33 anos sem vencer a Celeste Olímpica em sua casa. A última vez foi no dia 25 de fevereiro de 1976: vitória por 2 a 1, pela Taça do Atlântico e Copa Rio Branco.

O destaque do confronto será o duelo do melhor ataque da competição, o uruguaio (21 gols marcados), contra a melhor defesa, a brasileira (cinco gols sofridos).

Durante a semana de preparação para o duelo, o principal assunto na seleção foi a transferência de Kaká do Milan para o Real Madrid. O jogador, no entanto, preferiu não dar entrevistas.

Para este jogo, Dunga não contará com o lateral-direito Maicon, que se recupera de lesão e ainda não treinou com o grupo. Daniel Alves jogará em seu lugar.

Já o Uruguai terá dois desfalques importantes, ambos por lesão: a do zagueiro e capitão Lugano e do meia Cristian Rodríguez.

FICHA TÉCNICA:

URUGUAI X BRASIL

Estádio: Centenário, Montevidéu (URU)
Data/hora: 6/6/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Saúl Laverni (ARG)
Auxiliares: Gustavo Esquivel (ARG) e Ariel Bustos (ARG)

URUGUAI: Viera, Pereira, Valdez, Godín e Cáceres; Martínez, Pérez, Eguren e Pereira; Suárez e Forlán. Técnico: Oscar Tabárez.

BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Juan, Lúcio e Kléber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano. Técnico: Dunga.

junho 6, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Fortaleza, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , | 4 Comentários

Sem resistência, Brasil passa fácil pelo Peru

Com dois gols de Luis Fabiano, equipe agora é vice-líder das Eliminatórias

Luis Fabiano comemora: jogador fez dois dois três gols da vitória brasileira sobre o Peru

Luis Fabiano comemora: jogador fez dois dois três gols da vitória brasileira sobre o Peru (Crédito: Efe)

E a Seleção Brasileira voltou a jogar no Brasil sem ser vaiada durante os 90 minutos e deixar o gramado cabisbaixa. Diante da equipe lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, o time canarinho não decepcionou. Impondo seu jogo, mesmo sem ser brilhante, e não enfrentado qualquer resistência, o time canarinho derrotou o Peru por 2 a 0 nesta quarta-feira, em Porto Alegre (RS) e assumiu a vice-liderança da competição.

Após três empates seguidos por 0 a 0 atuando em território nacional na luta por uma vaga na Copa, os comandados do técnico Dunga voltaram a marcar – o que não acontecia desde novembro de 2007 -, e o “culpado” foi o mesmo: Luis Fabiano, que fez os dois gols da vitória no Beira-Rio, marcou também duas vezes no triunfo por 2 a 1 sobre o Uruguai, no Morumbi, válido ainda pela quarta rodada.

Agora, o Brasil, após 12 jogos nas Eliminatórias, foi a 21 pontos (cinco vitórias, seis empates e uma derrota), e subiu do quarto para o segundo lugar na tabela, podendo alcançar, na próxima jornada dupla, em junho, já que enfrentará o líder Paraguai – 24 pontos. O Chile está na terceira posição, com 20 pontos e a Argentina fica em quarto, com 19. O Peru segue com apenas sete pontos.

O JOGO

Com Kaká no lugar de Ronaldinho Gaúcho e Kleber substituindo o lesionado Marcelo, desfalque de última hora, a Seleção Brasileira iniciou o primeiro tempo tocando a bola com facilidade (bem diferente da postura na partida anterior, contra o Equador) diante a frágil formação adversária – duas linhas de quatro atuando em linha. Com Elano se movimentando bem e com os laterais dando opção, o jogo foi disputado nos 30 minutos iniciais praticamente todo no campo peruano.

E aos 16 minutos, em sua primeira participação efetiva, Kaká foi acionado na grande área e sofreu pênalti de Zambrano. Luis Fabiano fez a cobrança e abriu o placar. Na comemoração, foi para o banco comemorar com o barrado Ronaldinho. Com tranquilidade, os brasileiros mantinham o adversário acuado. Aos 26 minutos, Luis Fabiano recebeu, em posição irregular, lançamento de Felipe Melo. Ele dominou no peito e bateu rasteiro para ampliar a vantagem.

A partir do segundo gol, o Brasil passou a administrar o resultado. Diante falta de resistência do Peru, contudo, o time era atraído para o ataque. E foi isso que se viu no início da etapa final. Mas, sem muita inspiração, pouco se criou. Mais gols somente sairiam em um lampejo. Foi o que aconteceu aos 18 minutos: Felipe Melo ganhou duas divididas no meio-de-campo e deixou sua marca na saída do goleiro Butrón.

E os peruanos somente não saíram sem um jogada ofensiva devido a uma falha de Gilberto Silva, aos 20 minutos. O volante cochilou no círculo central e foi desarmado por Fano, que avançou e arrisco da intermediária, vendo Julio César adiantado. O goleiro, porém, conseguiu tocar na bola, que ainda bateu no travessão. No mais, a torcida se agitou apenas com as entradas dos “filhos” da terra: Alexandre Pato, ex-Internacional, e Ronaldinho Gaúcho, ex-Grêmio.

As Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010 somente voltam a ser disputadas em junho. O Brasil enfrentará, nos dias 7 e 10, respectivamente, o Uruguai (fora) e o Paraguai (em casa), podendo assumir a liderança da disputa. Já o Peru primeiro receberá o Equador e, depois, encara a Colômbia.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 3 X 0 PERU

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RJ)
Data/hora: 1/4/2009 – 22h10 (de Brasília)
Árbitro: Sérgio Pezzotta (ARG)
Auxiliares: Gustavo Esquivel (ARG) e Diego Romero (ARG)
Renda/público: não disponível
Cartões amarelos: Solano e Butrón (PER)

GOLS: Luis Fabiano, 17’/1ºT (1-0); Luis Fabiano, 26’/1°T (2-0); Felipe Melo, 18’/2°T (3-0)

BRASIL: Julio César, Daniel Alves, Lúcio, Luisão (Miranda, 12’/1ºT) e Kleber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Ronaldinho Gaúcho, 32’/2°T) e Kaká; Robinho (Alexandre Pato, 25’/2°T) e Luis Fabiano. Técnico: Dunga.

PERU: Butrón, Prado, Zambrano, Alberto Rodríguez e Vílchez; Solano (Carlos Fernandez, 24’/2°T), La Rosa, Rainer Torres e Ramírez (Alva, 34’/2°T); García (Sanchez, 17’/2°T) e Fano. Técnico: José Del Solar.

if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x10’);}
if (!(dominioparceiro)){OAS_AD(‘x11’);}

abril 2, 2009 Posted by | Seleção brasileira. | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ranking da Fifa: Espanha segue na ponta, e Brasil mantém o quinto lugar

Portugal ultrapassa a Turquia e volta a figurar entre as dez primeiras

Das agências de notícias Zurique

Ampliar Foto Agência/Reuters Agência/Reuters

A Espanha segue na ponta da ranking

Espanha, atual campeã europeia, segue liderando o ranking de seleções da Fifa, pelo nono mês consecutivo e com 300 pontos de vantagem sobre a Alemanha, segunda colocada. O Brasil mantém o quinto lugar, seguido pela Argentina.

A Fifa divulgou nesta quarta-feira sua classificação mensal, acrescentando o resultado de 52 partidas, sendo dez pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, 41 amistosas e outra de classificação para a Copa da Ásia.

A vitória da Espanha sobre a Inglaterra, por 2 a 0, em fevereiro consolida a liderança da equipe treinada por Vicente del Bosque no ranking, em que Portugal rouba o lugar da Turquia entre as dez primeiras colocadas. O Brasil, apesar de vencer a Itália, também por 2 a 0, continuou atrás da própria Azzurra, quarta colocada.

Confira os 10 primeiros colocados

1º Espanha – 1.666 Pontos

2º Alemanha – 1.366

3º Holanda – 1.317

4º Itália – 1.284

5º Brasil – 1.260

6º Argentina – 1.219

7º Croácia – 1.169

8º Rússia – 1.128

9º Inglaterra – 1.083

1º. Portugal – 1.025

março 11, 2009 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Náutico, Outros Esportes, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo, Seleção brasileira., Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Dunga não fecha a porta da seleção para Ronaldo: ‘Vai depender dele’

Técnico elogia volta por cima do Fenômeno, mas pede calma

Ampliar Foto Agência/EFE Agência/EFE

O técnico Dunga não descarta Ronaldo na Copa, mas pede calma para a volta do Fenômeno

O sonho de Ronaldo de integrar a seleção brasileira pela quinta vez numa Copa do Mundo permanece vivo. Pelo menos no que depender do técnico da seleção brasileira , Dunga. O treinador elogiou nesta segunda-feira a volta por cima do Fenômeno e não descartou a possibilidade de contar com o jogador na Copa de 2010, na África do Sul.

Dunga tratou de evitar o oba-oba e deixou claro que o retorno do Fenômeno “vai depender dele”. O treinador pediu calma ao analisar a situação de Ronaldo.

– Ele ficou um ano parado e jogou 25 minutos.

Confira algumas opiniões de Dunga, em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura:

RONALDO NA SELEÇÃO

“Acho que depende do Ronaldo. Todo mundo gostou de seu retorno, do gol que fez, um ídolo retornar é bem importante. Todo jogador que está em atividade pensa na seleção, ainda mais quando tem potencial. Vai depender dele. No momento tenho outros atacantes que estão em boa fase, como Adriano, Luis Fabiano, o Pato e o Robinho.”

CRÍTICAS DE LULA

“O grupo se ofendeu porque tem jogadores renomados, que o mundo todo quer. A seleção onde vai para guerra, para tudo o que está acontecendo só para as pessoas verem o Brasil. Isso é por tudo o que os jogadores fizeram, pela forma que eles jogam e se comportam em todos os países. Mas eles são seres humanos, nem sempre conseguem render o máximo, e ninguém gosta de ter uma crítica como aquela (que os brasileiros deveriam jogar com a garra dos argentinos). Ele é presidente e torcedor também, tem o direito de falar. Mas os jogadores às vezes vêm de férias, lesões, fuso horário e nem sempre rendem o máximo que podem. O jogador se sente menosprezado. É a mesma coisa que eu falar que gosto do presidente da Argentina. A gente tem uma rivalidade muito grande com a Argentina, é a mesma situação.”

AMOR À CAMISA

“As pessoas têm de tirar essa ideia da cabeça de que o jogador não tem prazer na seleção. Na hora de se reunir, jantar, é um prazer muito grande. Mais do que ninguém eles querem jogar bem e ganhar. Às vezes não dá, às vezes dá, mas é sempre um grande prazer.”

VÁGNER LOVE E KEIRRISON

“Ele foi bem, depois teve uma caída e agora melhorou de novo. É o artilheiro da Copa da Uefa. Vágner Love está nos nossos planos, nós o estamos observando, sem dúvida nenhuma. Keirrison esteve com a gente antes das Olimpíadas e não pôde ir porque se machucou, conheço o futebol dele.”

março 9, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , | 2 Comentários