Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Kleber quer tranquilidade contra o Boca, mas diz: ‘O ano começa agora’

Gladiador, recém-contratado, espera que Palmeiras inicie caminho de vitórias a partir do amistoso. Mas não quer confusão contra argentinos

A cada dia de Palmeiras, o atacante Kleber mostra cada vez mais que está com a cabeça mais tranquila do que em sua primeira passagem pelo Palestra Itália. Depois de acumular nove expulsões entre Verdão e Cruzeiro nos últimos dois anos, o jogador apresenta maturidade em suas ações e palavras. O amistoso contra o Boca Juniors, nesta sexta-feira, que marca a despedida do estádio palmeirense, é encarado com rivalidade pela maioria do elenco. Mas Kleber tem outra visão do jogo festivo contra os argentinos.

– Sabemos que não adianta entrar com tudo e querer ganhar de qualquer jeito. Acima de tudo é um jogo festivo e não vale nada. Não adianta dar tudo dentro de campo e depois se machucar a perder a sequência da temporada. O ano começa agora. É um adversário diferente, qualificado, em um campo melhor, será um bom treino para os campeonatos – afirmou o atacante palmeirense.

Apesar de não querer confusão e mostrar tranquilidade em suas palavras, Kleber sabe que a partir desta sexta começa uma nova etapa na vida palmeirense. Depois de um primeiro semestre ruim, com a 11ª posição no Campeonato Paulista e a eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil, o Verdão aposta nos reforços e na chegada de Felipão para brigar por títulos no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana.

– Espero que o ano comece agora mesmo, mas que o jogo contra o Boca seja festivo. O mais importante é não perder jogadores, começarmos bem o campeonato e brigar pelo título. É difícil, mas o Palmeiras é um time grande, de camisa e história – disse o Gladiador.

A tranquilidade é tão grande que Kleber brinca até com os gandulas do jogo contra o Boca Juniors. No amistoso, o Palmeiras disponibilizou 15 vagas para torcedores que queiram fazer a função à beira do gramado. Todas já foram vendidas, e Kleber não teme ser “cornetado” na hora da reposição de bola dos fãs.

– Até eles vão esquecer um pouco que são gandulas e vão deixar a bola. Mas temos de ter paciência, é um jogo festivo, não precisa dar dura no gandula. Claro que o torcedor é apaixonado e pode cornetar, mas espero que eu jogue bem e não me cornetem – brincou o ídolo do Verdão.

julho 8, 2010 Posted by | Palmeiras | , | Deixe um comentário