Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Luís Fabiano perde a cabeça no show do Barcelona sobre o Sevilla

Fabuloso dá uma cotovelada em Busquets e leva ‘cala a boca’ de dirigente

Ampliar Foto Agência/Reuters Agência/Reuters

Eto’o comemora o seu gol com Messi: argentino ainda marcaria mais duas vezes

Foi um jogaço. Sevilla e Barcelona fizeram uma partida disputadíssima no primeiro tempo, mas os visitantes não deixaram os anfitriões verem a cor da bola na etapa final e venceram por 3 a 0 – dois gols de Messi e um de Eto’o. O time agora é mais líder do que nunca, com 32 pontos, seis a mais que o vice Real Madrid. A equipe da Andaluzia permanece em quinto com 24 pontos, mas pode ser ultrapassada no domingo.

A partida foi marcada pela ótima atuação de Messi e pela expulsão de Luís Fabiano, que acertou uma cotovelada em um adversário.
O Barcelona teve muito mais posse de bola no primeiro tempo, mas o Sevilla foi muito perigoso nos contra-ataques e levou mais perigo real de gol ao goleiro adversário do que os visitantes.

Com tanta qualidade e tanta vontade ofensiva dos dois lados do campo, é irônico que o primeiro gol tenha sido fruto de uma bola respingada na área. Aos 19 minutos, Messi avançou em velocidade pelo meio e tentou abrir com Daniel Alves. A bola bateu em Márquez e caiu limpa no meio da área. Eto’o ultrapassou sua marcação com três passos e bateu com o lado de fora do pé direito, com muita força. Golaço.

Menos de cinco minutos depois, Luís Fabiano recebeu um belo lançamento de Fazio e bateu na saída de Valdés. A bola chorou, chorou e acabou saindo rente à trave esquerda. Aos 43, mais uma grande chance desperdiçada pelo Sevilla. Kanouté recebeu um passe pelo alto no meio da área, livre e desimpedido, e completou no travessão.

Domínio catalão na etapa final e Luís Fabiano expulso

Ampliar Foto Agência/EFE Agência/EFE

Dirigente segura o atacante Luís Fabiano, que queria partir para cima do assistente

O Sevilla voltou apagado no segundo tempo, e o Barça só fez crescer. O técnico Manolo Jimenez logo começou a mexer no time, mas pouco adiantou. Daniel Alves quase ampliou o placar duas vezes: aos 12, em bela cobrança de falta no ângulo e grande defesa de Palop, e aos 26, em uma bola espirrada na meia direita. Um pouco antes, aos 22, Messi já havia feito grande jogada individual pela esquerda e batido de direita, sua perna ruim, no meio do gol, para a defesa fácil de Palop.

Com tanta superioridade, o gol era uma questão de tempo. E saiu aos 32 minutos. Xavi lançou Messi de cabeça, e de cabeça o argentino dominou a bola para frente, para depois soltar a bomba de pé esquerdo, ainda fora da área, sem chances para Palop.

O desespero tomou conta do Sevilla e aos 38, em um contra-ataque do Sevilla, Luís Fabiano deu uma cotovelada em Busquets. O juiz não viu nada e a partida seguiu, mas o bandeirinha avisou ao árbitro na primeira oportunidade e o brasileiro foi expulso direto.

Revoltado, Luís Fabiano foi em linha reta na direção do bandeirinha, e rapidamente apareceu um dirigente do Sevilla e tapou a boca do brasileiro, para que ele não xingasse o auxiliar e piorasse ainda mais a sua situação.

Nos acréscimos, Xavi lançou mais uma bola para Messi, dessa vez na esquerda e rasteira. Palop até saiu bem do gol, mas o argentino o driblou dominando com a direita e batendo para o gol vazio com a esquerda.

novembro 29, 2008 Posted by | Futebol Europeu, São Paulo | , , , , , , , , , | Deixe um comentário