Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Fluminense segue com a fama de carrasco e vence o São Paulo na estreia

Maurício faz o gol da vitória do time carioca com um belo chute no ângulo

Maurício comemora seu belo gol contra o São Paulo

Maurício comemora seu belo gol contra o São Paulo (Crédito: Cléber Mendes)

Com um golaço de Maurício, logo aos dois minutos de jogo, o Fluminense estreou bem no Campeonato Brasileiro vencendo por 1 a 0 o atual tricampeão São Paulo, neste domingo, no Maracanã. O resultado acabou com uma invencibilidade de 18 jogos do Tricolor paulista na competição. A última derrota do São Paulo no Brasileirão tinha sido para o Grêmio, em agosto de 2008.

O Fluminense mais uma vez mostrou-se um carrasco para o São Paulo. Além de ter eliminado o clube paulista da Libertadores do ano passado, o Tricolor carioca está há cinco jogos sem perder do rival nos Brasileiros. São três vitórias e dois empates.

O Fluminense não perde em uma estreia de Campeonato Brasileiro há sete anos. Em 2003, foi derrotado pelo Criciúma por 2 a 0. Desde lá foram duas vitórias sobre o São Paulo (2005 e 2009), uma sobre o Atlético-PR (2006) e três empates com o Atlético-MG (2008), o Cruzeiro (2007) e o Paysandu (2004).

Na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense viaja para encarar o Barueri, no domingo, às 16h. Já o São Paulo recebe o Atlético-PR, no Morumbi, no mesmo dia e horário.

Maurício marca um golaço logo no início

O público decepcionou. Do lado direito da tribuna de honra, era possível contar quantos torcedores estavam na arquibancada no momento em que a partida começou. O setor amarelo tinha 48 tricolores. E o verde outros 34. No final, o público presente foi de 15.843 pessoas.

O Fluminense demorou dois minutos e seis segundos para marcar o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro. E foi um golaço. Maurício dominou a bola na intermediária com o pé direito e soltou uma bomba com o esquerdo. O chute passou entre as pernas de Jorge Wagner, encobriu o goleiro Bosco e ainda tocou no travessão e na trave direita antes de entrar. No banco de reservas, Carlos Alberto Parreira começou a rir sem acreditar muito do que tinha acabado de ver. Fluminense 1 a 0.

Ricardo Ayres/Photocâmera

Jogadores do Fluminense comemoram o lindo gol marcado por Maurício no primeiro tempo

O São Paulo quase não assustava. Sem jogadas pelas laterais, o time insistia nas tentativas pelo meio. E era facilmente anulado pelos zagueiros do Fluminense. A melhor chance do clube paulista foi em uma cobrança de falta da entrada da área. Mas Jorge Wagner chutou a bola na barreira. E nos primeiros 45 minutos, Washington não teve uma única chance de concluir.

Já o Fluminense, mesmo com Thiago Neves apagado, teve quatro chances para ampliar a vantagem no primeiro tempo. Aos 18 minutos, um lance incrível. Marquinho deu ótimo passe para Thiago Neves, que entrou na área e chutou. Bosco espalmou para o meio da área.  Edcarlos aproveitou a sobra e soltou uma bomba. O goleiro tricolor novamente tocou na bola, que bateu ainda em Richarlyson em cima da linha e não entrou.

Depois, Fred tentou duas vezes. O atacante recebeu passe na área e chutou forte no canto esquerdo. Bosco espalmou para escanteio. Em seguida, Maurício cruzou e Fred cabeceou com perigo para fora.

Aos 46 minutos, o Fluminense foi prejudicado pela arbitragem. Thiago Neves cobrou falta pela direita e Maicon subiu bem para marcar de cabeça. Mas o auxiliar  Paulo Ricardo Silva Conceição assinalou, de forma errada, impedimento. E o árbitro anulou o lance. Só que quem estava avançado era o zagueiro Edcarlos. Maicon estava, segundo o tira-teima, sete centímetros atrás do último marcador. E o primeiro tempo terminava com um sensação amarga para o Tricolor carioca, que poderia ter uma vantagem maior.

Borges perde a chance de empatar

O segundo tempo começou com o técnico Muricy Ramalho fazendo duas mudanças para tentar melhorar o São Paulo. Wágner Diniz entrou no lugar de Richarlyson. E Borges na vaga de Hugo. O São Paulo melhorou. Washington quase empatou aos dez minutos. O atacante recebeu passe, dominou no peito e chutou cruzado. Fernando Henrique espalmou e evitou o empate.

O Fluminense começou a perder a cabeça contra o árbitro Sandro Meira Ricci e o auxiliar Altemir Hausmann, que trocaram faltas e marcaram dois impedimentos que não aconteceram. O médico Michel Simoni acabou expulso após reclamar contra o bandeira.

E a torcida teve mais motivos para reclamar aos 25 minutos. Thiago Neves dominou na área e foi derrubado po Junior Cesar. O árbitro mandou o jogo continuar.

O São Paulo teve duas chances claras de empatar no final da partida. Ambas com Borges. Primeiro, aos 41 minutos, o atacante recebeu na área e chutou cruzado. Fernando Henrique fez uma difícil defesa. Dois minutos depois, praticamente do mesmo lugar, Borges levou a melhor sobre Edcarlos e bateu rasteiro. Com o pé esquerdo, o goleiro salvou o Fluminense. A vitória estava garantida.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Ficha técnica:

FLUMINENSE 1 x 0 SÃO PAULO
Fernando Henrique; Mariano, Edcarlos, Luiz Alberto e João Paulo; Wellington Monteiro, Maurício (Fabinho), Marquinho e Thiago Neves (Tartá); Maicon (Everton Santos) e Fred. Bosco; Arouca, Renato Silva, Miranda e Junior Cesar; Richarlyson (Wágner Diniz), Hernanes, Jorge Wagner e Hugo (Borges); Dagoberto (Wellington) e Washington.
Técnico: Carlos Alberto Parreira. Técnico: Muricy Ramalho.
Gol: Maurício aos dois minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Luiz Alberto e Fernando Henrique (Fluminense); Richarlyson, Hugo, Wellington e Jorge Wagner (São Paulo).

Público: 14.574 pagantes / 15.843 presentes

Renda: R$ 228.098,00

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro.

Data: 1/05/2009.

Árbitro: Sandro Meira Ricci.

Auxiliares: Altemir Hausmann (RS)  e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)

maio 10, 2009 Posted by | Fluminense, São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário