Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em situação dramática, Flu empata com o Goiás

Com um a mais, Tricolor não sai do 1 a 1 e segue na zona da degola

O drama tricolor parece não ter fim. Se a situação do Fluminense no Campeonato Brasileiro era complicada, ficou desesperadora após o empate em 1 a 1 com o Goiás, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Vitor fez o gol dos goianos e Conca empatou. Com o resultado, o Tricolor deixou a lanterna a foi para a penúltima posição, com 27 pontos, mas um jogo a mais que seus adversários diretos. O Goiás chegou a 43 e está em sexto.

O Fluminense entrou em campo disposto a pressionar o Goiás. O técnico Cuca apostou em uma formação ofensiva, com três atacantes – Ciel, Maicon e Washington. Porém, foi a equipe goiana que começou melhor. Logo com um minuto, Fernando acertou a trave. Logo depois, Vitor aproveitou boa jogada de Iarley e abriu o marcador.

Em desvantagem, o Tricolor se lançou ao ataque e melhorou na partida. As chances começaram a aparecer e Conca a se destacar. Além de ser o único lúcido e com capacidade de articular as jogadas da equipe, o argentino marcou o gol de empate com um pouco de sorte. Aos 36, Conca bateu falta para a área, a bola passou por todo mundo e entrou. Empolgado, o time carioca foi para cima e desperdiçou uma oportunidade incrível. Carlinhos escapou pela direita e, sozinho, conseguiu errar um passe para Washington e Ciel, que estavam livres na área. O segundo ainda conseguiu tocar na bola, mas não foi o suficiente para empurrar para dentro do gol.
O jogo ganhou em emoção e Fredson, acabou roubando a cena no fim do primeiro tempo. O apoiador do Goiás entrou aos 41 e conseguiu ser expulso um minuto depois por dar um carrinho criminoso em Junior Cesar. Mas as emoções não pararam por aí. Quando parecia que as coisas melhorariam para o Flu, Maicon tentou dar um drible na lateral, a bola espirrou e voltou na sua mão. O atacante já tinha amarelo e o árbitro Wilson Seneme aplicou a “lei da compensação’. Deu o segundo amarelo e, injustamente, expulsou o jogador.

Aproveitando que o Goiás recuou demais, o Fluminense foi para cima desde o início da segunda etapa e voltou a ficar em vantagem numérica após a expulsão de Fernando, que recebeu o segundo amarelo por parar um contra-ataque tricolor. Daí para frente, o que se viu foi um massacre e as oportunidades foram aparecendo. Na mais incrível delas, Ciel recebeu na área livre de marcação, mas, atabalhoado, conseguiu isolar a bola. Lastimável!

Conforme o fim do jogo foi se aproximando, o desespero tricolor foi aumentando e as chances foram diminuindo. Nervosos, os jogadores do Flu começaram a errar muito e o empate em 1 a 1 foi inevitável. Está ficando cada vez mais difícil escapar da degola.

O Fluminense volta a campo no Brasileirão no dia 11, contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, às 18h20min. No mesmo dia e horário, o Goiás recebe o Internacional, no Serra Dourada.

FLUMINENSE 1 X 1 GOIÁS

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 01/10/2008 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Seneme (SP)
Auxiliares: José Javel Silveira (RS) e Milton Otaviano dos Santos (RN)
Renda/público: R$ 198.999 – 14.582 pagantes

Cartões amarelos: Fábio Bahia, Fernando, Rafael Marques (GOI); Maicon, Ciel, Arouca, Edcarlos (FLU)
Cartões vermelhos: Fredson (GOI), 42’/1ºT; Maicon (FLU), 45’/1ºT ; Fernando (GOI), 18’/2ºT
Gols: Vitor, 18’/1ºT (0-1); Romeu, 36’/1ºT (1-1), Conca, 36’/1ºT (1-1)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Carlinhos (Elias, 14’/2ºT), Edcarlos, Roger e Junior Cesar; Romeu, Arouca (Alan, 25’/2ºT) e Conca; Ciel (Somália, 35’/2ºT), Maicon e Washington. Técnico: Cuca.

GOIÁS: Harlei, Rafael Marques, Henrique e Ernando; Vitor, Fernando, Ramalho (Fredson, 41’/1ºT), Fábio Bahia, Júlio César e Thiago Feltri (Lusmar, 21’/2ºT); Iarley (Lima, 34’/2ºT). Técnico: Hélio dos Anjos.

outubro 2, 2008 Posted by | Fluminense | , , , , | Deixe um comentário