Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Bota e Furacão brigam para fugir da degola

Alvinegro está em 13º enquanto paranenses estão em 14º. Diferença entre os dois é de apenas um ponto

LANCEPRESS!

Botafogo e Atlético-PR se enfrentam neste sábado, ás 18h30, no Engenhão, para tentar se afastar ainda mais da incômoda zona de rebaixamento. Tanto os cariocas quanto os paranaenses estão em boa fase e saíram das últimas posições do Campeonato Brasileiro. Por isso, um resultado negativo de qualquer uma das equipes irá reacender o sinal de alerta nos clubes.

O Botafogo estava há sete jogos sem saber o que é perder, mas uma derrota para o São Paulo no meio de semana acabou com essa sequência. Além disso, o cartão amarelo recebido pelo capitão Juninho deixa a principal peça do Alvinegro fora dessa partida.

O técnico Ney Franco tem outros problemas. O lateral-esquerdo Michael e o atacante Reinaldo ficam fora da partida por estarem lesionados. Além deles, o meia Renato está praticamente vetado pelo departamento médico por problemas musculares.

O treinador alvinegro tem algumas dúvidas para montar a equipe. Na zaga, Emerson é o favorito para ficar com a vaga, mas Fahel corre por fora. Se Ney Franco optar pelo volante, Leandro Guerreiro será recuado para a zaga para fazer a função de Juninho. No meio de campo, Jônatas ganha a vaga de Renato enquanto Batista é deslocado novamente para a ala esquerda.

A única boa notícia no Alvinegro é no ataque, com o retorno de André Lima.

– É uma opção ofensiva que a equipe ganha. O atleta tem crescido, aprimorado a parte física e foi determinante na vitória contra o Barueri – admitiu o treinador.

Embalado com duas vitórias consecutivas e fora da zona do rebaixamento pela primeira vez desde a nona rodada, o Atlético-PR espera dar continuidade à boa sequência no Campeonato Brasileiro. Além disso, se vencer o Botafogo, o clube passará o adversário na tabela.

E para esse jogo, o técnico Antonio Lopes poderá contar com o retorno do lateral-direito Raul, que cumpriu suspensão na última rodada. Porém, o jogador deve ficar no banco de reservas. A única alteração será na defesa. O zagueiro Bruno Costa, expulso na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, desfalca a equipe e dará lugar a Manoel. Dessa forma, o treinador irá armar o Furacão no 3-5-2, com Nei novamente fazendo a função de zagueiro.

Mas a principal arma do Furacão é a confiança. Para o comandante rubro-negro, o triunfo sobre o Cruzeiro mostrou para os jogadores que é possível conquistar mais pontos em cima do Alvinegro carioca.

– Essas duas vitórias serviram para levantar o astral do grupo. A parte motivacional nossa melhorou sem dúvida, pois ganhar do Cruzeiro não é fácil e conseguimos vencer. E o nosso time viu que pode chegar no Rio de Janeiro e pontuar em cima do Botafogo. Temos tudo para fazer um bom jogo e quem sabe sair com um resultado positivo – afirmou Lopes.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO x ATLÉTICO-PR


Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 8/8/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho (CE)
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa – SP) e Manuel Marcio Bezerra Torres (CE)

BOTAFOGO: Castillo, Wellington, Emerson (Fahel) e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Jônatas (Renato), Lucio Flavio e Batista; Victor Simões e André Lima. Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-PR: Galatto, Nei, Rhodolfo e Manoel; Raul, Valencia, Paulo Baier, Wésley e Márcio Azevedo; Marcinho e Wallyson. Técnico: Antonio Lopes.

agosto 8, 2009 Posted by | Atlético-PR, Botafogo | , , , , , , | Deixe um comentário

Botafogo recebe o Atlético-PR sob o olhar dos rivais

Resultado da partida pode ajudar ou atrapalhar Fluminense e Vasco

LANCEPRESS!

Sem mais aspirações, o Botafogo recebe o Atlético Paranaense, sábado, às 18h30, no Engenhão, para tentar voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. A última vitória do Alvinegro na competição foi contra o Ipatinga, pela 31ª rodada. Vitória por 3 a 1 no Ipatingão. De lá pra cá foram quatro jogos e quatro derrotas.

Além de voltar a vencer, o Glorioso pode ainda ajudar seus rivais Fluminense e Vasco. Os cariocas disputam cabeça a cabeça a fuga da zona do rebaixamento com a equipe paranaense.

Sem se preocupar com terceiros, Ney Franco espera apenas que sua equipe volte a vencer e termine bem a temporada.

– A partida vale mais para nós mesmos. Estamos há quatro jogos sem vitória, só perdendo. Não podemos nos dar ao luxo de não ganhar. Temos de pensar em fechar a temporada mais tranquilos – disse.

Para a partida, Ney Franco não poderá contar com sete de seus titulares. Castillo, Renato Silva, Andre Luis, Túlio, Diguinho, Jorge Henrique e Wellington Paulista. Com isso, o treinador teve que quebrar a cabeça para escalar o time que enfrenta o Furacão.

Do outro lado, há cinco rodadas atrás, o risco de rebaixamento da equipe do Atlético Paranaense chegou a ser de cerca de 80%. Só que depois dos 15 pontos disputados, o Furacão ganhou 13 e se vencer o Botafogo, praticamente garante a sua permanência na elite do futebol nacional em 2009.

Só que no confronto deste sábado, o clima de oba-oba está passando longe do CT do Caju. Mesmo encarando um adversário que não briga mais pela Libertadores e muito menos corre risco de ser rebaixado, o treinador espera uma equipe muito aguerrida no Engenhão.

– Teoricamente até poderia ser fácil, mas não é o caso. O Botafogo é uma grande equipe, tem alguns desfalques é verdade, mas tem um plantel excelente e posso falar isso porque trabalhei há pouco tempo lá. Estão vivendo uma situação incômoda devido aos salários atrasados, com problemas extracampo, mas será uma equipe muito motivada, ainda mais jogando no Engenhão – disse.

Para o confronto, o técnico Geninho poderá colocar em campo pela terceira vez a mesma equipe que venceu os último três confrontos. A aposta, mais uma vez, é no entrosamento do ala-esquerdo Netinho e do atacante Rafael Moura, responsáveis diretos pelas últimas vitórias do Furacão.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO X ATLÉTICO-PR

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 22/11/2008, às 18h30
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Ivaney Alves de Lima (DF)

Botafogo: Renan, Alessandro, Edson, Emerson e Triguinho; Leandro Guerreiro, Tulio Souza, Eduardo e Lucio Flavio; Lucas Silva e Zárate. Técnico Ney Franco

Atlético-PR: Galatto, Antônio Carlos, Chico e Rhodolfo; Zé Antônio, Valencia, Alan Bahia, Ferreira e Netinho; Rafael Moura e Júlio César. Técnico Geninho

novembro 22, 2008 Posted by | Atlético-PR, Botafogo | , , , | Deixe um comentário