Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Rivais prontos para o ‘Gre-Nal do Século 21’

Grêmio quer manter liderança, enquanto Inter sonha com o G-4

O clássico 373, no final da tarde deste domingo, no Beira-Rio, será um dos mais importantes dos últimos anos. Já há quem o chame de ‘Gre-Nal do Século 21’ (uma referência ao jogo da semifinal do Brasileiro de 1988, vencido pelo Inter, e que ficou conhecido como ‘Gre-Nal do Século’). O de agora também vai influir no destino dos dois.

Líder com 50 pontos, mas sem vitórias há três partidas, o Grêmio precisa vencer para se distanciar do Palmeiras, que tem 49. Se perder, pode transformar sua recessão em depressão. Diz-se no Sul que Gre-Nal arruma a casa e também desarruma.

O Inter vem de três vitórias e depende desesperadamente da quarta para se manter na luta pela Libertadores, pois se encontra a quatro pontos dessa faixa. Se ganhar, e os resultados ajudarem, pode ficar a apenas um. Mas, se perder ou empatar o clássico, tem mais é que continuar cuidando da Copa Sul-Americana.

O Colorado se preparou com afinco para o clássico: poupou os titulares mais importantes na partida de quinta-feira, contra a Universidad Católica, em Santiago. Como o vôo foi fretado, não houve desgaste físico. E o empate em 1 a 1 manteve o ânimo para o domingo.

O Grêmio de Celso Roth utilizou a semana para intensos treinamentos táticos. A idéia é retornar ao padrão do primeiro turno, com a escalação o mais próximo possível à daquela fase e com a volta da marcação total. O empate com o Atlético-PR não baixou o astral. Pelo contrário. O time voltou a jogar bem, e só não venceu por um erro crasso de arbitragem.

Os dois técnicos fazem de tudo para esconder seus planos. Tite, menos: admitiu ter encontrado a formação ideal contra Botafogo e Vitória, com três volantes (Edinho, Magrão e Guiñazú), dois meias criativos (Alex e D’Alessandro) e um atacante nato (Nilmar). A dúvida se restringe ao substituto do lateral-direito Ricardo Lopes, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Ângelo poderia ganhar ritmo de jogo contra a Católica, mas ficou na reserva do próprio Ricardo Lopes. Como o técnico admitiu que pode utilizar um zagueiro ou um volante na posição, Danny Morais e Maycon vêem suas chances crescerem, com destaque para o primeiro, que se saiu bem em Santiago.

No Grêmio, três voltam de lesão: o volante William Magrão o zagueiro Pereira e o atacante Perea . A rigor, todos teriam condições de atuar. Mas, como William Magrão quase não treinou, e Orteman tem se saído bem em sua função, é provável que ele não seja escalado.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL X GRÊMIO

Estádio: Beira-Rio (Porto Alegre, RS)

Data-hora: 28/09/2008 – 18,10h (de Brasília)Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)

INTERNACIONAL: Clemer; Ângelo (Danny Morais), Indio, Bolívar e Gustavo Nery; Edinho, Magrão, Guiñazú e D’Alessandro; Nilmar e Alex. Técnico: Tite

GRÊMIO: Victor; Leo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Rafael Carioca, Orteman (William Magrão), Tcheco e Anderson Pico; Perea (Reinaldo) e Marcel. Técnico: Celso Roth.

setembro 28, 2008 Posted by | Grêmio, Internacional | , , , , , , | Deixe um comentário