Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em último episódio, Mengão x Fogão duelam por tudo ou nada

Rivais buscam Estadual, que vale o tri para um e a redenção do outro

LANCEPRESS!

Ao Flamengo vale o tricampeonato, ao Botafogo, além da 20ª conquista estadual, vale o troco pelas duas últimas derrotas nas finais para o rival. Neste domingo, às 16h, no Maracanã, Rubro-Negro e Glorioso decidem o Campeonato Carioca com este clima, em um jogo que promete muitas emoções. No primeiro confronto deu empate em 2 a 2 e, agora, quem vencer leva o caneco. Em caso de nova igualdade, a disputa é nos pênaltis.

Envolto pelo mistério, aparentemente engrandecido pela viagem a Saquarema, o Botafogo segue com a indefinição a respeito da escalação de Reinaldo, que recupera-se de torção no tornozelo. O atacante não treinou com bola a semana inteira e chegou a ser vetado. Caso fique mesmo fora, Ney Franco de certa forma já antecipou que Túlio Souza jogará, povoando o meio e montando um 3-6-1.

Vetado, Maicosuel está mesmo fora, embora tenha ido até Saquarema apoiar o grupo, que persegue a conquista que tirará o estigma de vice do clube. Sereno, o treinador alvinegro não se incomoda com os números e lembra que seu time, apesar de desfalcado, divide o favoritismo.

– Não concordo que o Flamengo tenha obrigação de vencer. Estamos em uma final, temos a mesma responsabilidade. Uma equipe de tradição, como o Botafogo, não pode ser dependente apenas de dois jogadores (Maicosuel e Reinaldo) – disse.

Se seu ataque parece à meia-bomba, o mesmo não se pode dizer do setor ofensivo do rival, crê Ney Franco. Vale lembrar que os jogadores de frente do Rubro-Negro não marcam há quatro partida, até porque tem tido a ajuda do zagueiro alvinegro Emerson.

– Não dá para cair na armadilha de achar que o ataque deles é inoperante. Não podemos desprezar Obina, Josiel e Emerson. A qualquer momento o ataque vai voltar a fazer gols, precisamos ter cuidado – alertou.

Na Gávea, o clima é de otimismo para tricampeonato após as circunstâncias em que se conseguiu o empate com o Alvinegro na primeira partida. O treinador Cuca faz mistério na escalação mas, ao que tudo indica, Aírton volta ao time no lugar de Welinton. O restante da equipe deverá ser o mesmo do 2 a 2.

Vindo de um empate em 0 a 0 no meio da semana com o Fortaleza , pela Copa do Brasil, os treinos foram mais leves e se focaram bastante na parte técnica. Principalmente nas finalizações, já que o ataque não marca há quatro rodadas.

– Treinei muitas finalizações para os jogadores pegarem confiança, mas eu não me preocupo com esse jejum. O importante é fazer gols, não interessa de quem. Se neste domingo for 1 a 0, com um gol de lateral, zagueiro, volante ou meia, seremos campeões do mesmo jeito. No jogo contra o Fortaleza, criamos muitas oportunidades. Eu estaria preocupado se não estivéssemos cirando chances de gol – disse Cuca.

Se levar o caneco, o Flamengo passará o Fluminense pela primeira vez na Histórica do Carioca em conquistas, com 31 títulos. Além disso, oito terão o privilégio de encher a boca para dizer que são tricampeões: Bruno, Diego, Léo Moura, Angelim, Juan, Toró, Paulo Sérgio e Obina.


FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO X BOTAFOGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 03/5/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortêz (Fifa-SP)
Auxiliares: Wágner de Almeida Santos (SP) e Vinicius da Vitória Nascimento (SP)

FLAMENGO: Bruno, Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Kleberson, Willians, Ibson e Juan; Zé Roberto e Josiel – Técnico: Cuca.

BOTAFOGO: Renan, Leandro Guerreiro, Juninho e Emerson; Alessandro, Fahel, Léo Silva, Eduardo e Thiaguinho; Reinaldo (Túlio Souza) e Victor Simões – Técnico: Ney Franco


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 2, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário