Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Vasco apresenta parceria e ganha reforma nas instalações da Colina

Torcedor poderá contribuir e escolher onde será realizada a obra em São Januário. Acordo ainda renderá bares e produtos personalizados

A diretoria do Vasco anunciou nesta quinta-feira, em São Januário, uma parceria de dois anos e meio com a Ambev. Além de ações de publicidade e produtos personalizados, o ponto alto do acordo será a reforma de uma das instações do clube: o vestiário ou a sala de musculação. A escolha vai ser feita em uma enquete nos sites da empresa de bebidas, que bancará as obras, e do Gigante da Colina. Os valores do contrato não foram divulgados durante a coletiva.

– Não revelamos valores de investimento porque todos são publicados no balanço anual da companhia – afirmou o gerente de marketing da Ambev, Rafael Pulcinelli, durante a coletiva de imprensa realizada na sala dos beneméritos.

A escolha da instalação a ser reformada será feita pelos torcedores, que também poderão contribuir para a remodelação de um dos dois ambientes. Os vascaínos que colaborarem financeiramente ganharão uma placa no local. A expectativa do departamento de marketing do Vasco é lançar a enquete até o fim do mês de agosto. As obras terão início logo após o término do Campeonato Brasileiro.

Na apresentação em São Januário, os representantes da Ambev mostraram algumas ilustrações de como serão os produtos e os bares personalizados com a marca Vasco. De acordo com Rafael Pulcinelli, gerente de marketing da empresa de bebidas, os principais pontos da cidade que serão explorados estão sendo estudados. A expectativa é que o entorno de São Januário seja um dos mais utilizados para a venda de produtos da Brahma.

– Estamos prevendo colocar os bares temáticos entre agosto e setembro. Vamos colocar no Rio, mas não se limitar apenas à capital. O foco inicial é se concentrar no grande Rio e, principalmente, ao redor de São Januário – afirmou Rafael Pulcinelli.

Na coletiva de imprensa, além dos representantes da Ambev, o presidente Roberto Dinamite, o executivo de marketing Marcos Blanco, e o diretor geral do Vasco, Cristiano Koehler, participaram do evento. Para o mandatário, a parceria vai fortalecer ainda mais o Gigante da Colina.

– Essa parceria tem como foco o torcedor e o próprio clube. É a união de dois gigantes – afirmou o mandatário vascaíno.

agosto 5, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , | Deixe um comentário

Apresentação de Felipe deve ser na próxima terça, em São Januário

Irrazábal chega em Mangaratiba, local da intertemporada, nesta sexta-feira

Principal reforço do Vasco para a sequência do Campeonato Brasileiro, o meia Felipe, que estava no Al-Saad, do Qatar, deve ser apresentado oficialmente aos torcedores cruzmaltinos na próxima terça-feira, em São Januário. O evento deve ter a pompa que merece e, por isso, não será feito em Mangaratiba, onde a equipe tem realizado os treinamentos.

Felipe só retorna do Qatar no domingo. Ele viajou para acertar os detalhes de sua liberação e da mudança, já que há cinco anos vivia no país árabe. Na volta ao Vasco, o meia usará a camisa 6, a mesma que utilizou no início de sua carreira na Colina, quando ainda era lateral-esquerdo.

Irrazábal chega a Mangaratiba nesta sexta

O lateral-direito Irrazábal, de 29 anos, é aguardado nesta sexta-feira em Mangaratiba, onde acontece a intertemporada vascaína. O paraguaio será apresentado no fim da tarde.

junho 17, 2010 Posted by | Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Encontro de goleiros vascaínos em São Januário

Carlos Germano (à esquerda) e Fernando Prass (à direita) presenteiam Andrada com uma camisa personalizada (Crédito: Marcelo Sadio / Site oficial do Vasco)

Carlos Germano (à esquerda) e Fernando Prass (à direita) presenteiam Andrada com uma camisa personalizada

Encontro de goleiros vascaínos em São Januário

Carlos Germano e Fernando Prass presenteiam Andrada

LANCEPRESS!

O Vasco viveu um momento de festa no sábado, em São Januário, antes da vitória por 3 a 0 sobre o Campinense pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, com a homenagem aos campeões brasileiros de 1974.

Um dos homenageados, o goleiro argentino Andrada, que atualmente trabalha em seu país, esteve na Colina e encontrou os atuais responsáveis pela meta cruzmaltina – o titular Fernando Prass e o preparador de goleiros Carlos Germano.

– Conheci-o em 1998, na Libertadores da América, e fizemos uma boa amizade ali. Ele foi um jogador que marcou aqui no clube e essa homenagem que ele e os demais jogadores tiveram tem que ser sempre lembrada – destacou Carlos Germano ao site oficial vascaíno.

Andrada defendeu o Vasco entre 1969 e 1975 e passou também por Rosário Central e Colón, na Argentina, além do Vitória, no Brasil. Atualmente, ele coordena as categorias de base do Rosário Central (clube que o revelou).

agosto 14, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco tenta voltar para o G4 contra o Fortaleza

Equipe terá retorno de capitão Carlos Alberto na partida em São Januário

LANCEPRESS!

Vasco e Fortaleza se enfrentam nesta terça-feira, às 21h, em São Januário, pela 14ª rodada da Série B. O Cruzmaltino, preocupado após a derrota para o Bahia, faz de tudo para recuperar uma vaga entre os quatro primeiros da tabela de classificação. Já o time cearense, com apenas 14 pontos e uma posição acima da zona de rebaixamento, tenta fugir da crise.

Na Colina Histórica, as esperanças de resultado positivo são depositadas em dois pontos capazes de desequilibrar uma partida. A expectativa é de casa cheia, uma repetição do caldeirão lotado que empurrou o Vasco na vitória sobre o ABC, duas rodadas atrás. Além disso, a volta do apoiador Carlos Alberto para o time titular também deixa o Cruzmaltino ainda mais perto de uma vitória.

– Quando estamos em dificuldade, temos de buscar ainda mais força, nos dedicar ainda mais. Dentro do G4, você tem a preocupação de não se acomodar. Temos uma partida difícil pela frente, mas temos totais condições de voltar para o G4 o quanto antes – disse o camisa 19.

O técnico Dorival Júnior terá o desfalque do atacante Elton, suspenso com três cartões amarelos. Adriano vai substituí-lo. Robinho, que não teve boa atuação contra o Bahia, perde a vaga para a entrada de Carlos Alberto.

O Fortaleza também vem de uma derrota, só que em casa, para o Bragantino, por 2 a 1, e está na 16ª posição da tabela. Para fugir da zona da degola e tentar surpreender o Vasco em São Januário, o técnico Giba faz mistério e só revelerá a escalação do Tricolor de Aço momentos antes da partida.

A boa notícia para os torcedores do Leão é a volta do zagueiro Silvio, que cumpriu suspensão automática na rodada passada. A delegação do Fortaleza já está no Rio de Janeiro e fez nesta segunda o último treino no Engenhão antes da importante partida contra o Vasco.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X FORTALEZA

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 27/7/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Souza e Alex Teixeira; Carlos Alberto e Adriano. Técnico: Dorival Júnior.

FORTALEZA: Alexandre Fávaro; Maisena, Silvio, Edson e Jaílson; Júlio, Cristian, Coutinho e Eusébio; Luiz Carlos e Marcelo Nicácio. Técnico: Giba

julho 27, 2009 Posted by | Fortaleza, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco, com nova energia, recebe o cambaleante ABC-RN

Gigante da Colina, em quinto, busca G4; time potiguar é penúltimo

Vasco recebe o ABC nesta sexta-feira, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro (Crédito: LANCENET!)

Vasco recebe o ABC nesta sexta-feira, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro

LANCEPRESS!

O Vasco entra em campo nesta sexta-feira, às 21h, em São Januário, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, de energia renovada por duas vitórias seguidas e com roupa nova para enfrentar o ABC-RN, renovado e de técnico novo.

O ânimo nos dois clubes reflete o momento na tabela de classificação. Enquanto o Cruzmaltino é o quinto colocado, com 20 pontos, e busca voltar ao G4, o time portiguar está em penúltimo lugar, com apenas sete pontos.

O Vasco, após jejum de seis jogos sem vencer na Série B, reencontrou o caminho e ganhou suas duas últimas partidas. Nesta sexta, o Gigante da Colina entra em campo com uniforme novo, após a assinatura do patrocínio com a Eletrobrás.

Dentro de campo, sem o atacante Robinho, expulso, e sem o lateral-direito Fagner, lesionado, o técnico Dorival Júnior escala, respectivamente, Magno e Paulo Sérgio. Por outro lado, conta com a volta do lateral-esquerdo Ramon, que estava suspenso.

No ABC-RN, o técnico Flávio Lopes estreia e cobra mudança, principalmente de atitude, do elenco. Ele reintegrou cinco jogadores que foram afastados pelo antigo técnico, Arturzinho: o volante Rogério e os atacantes Fábio Silva e Ricardinho, além dos jovens Jonata e Thiaguinho.

Em relação ao jogo passado – derrota por 4 a 0 para o São Caetano – sete alterações: no gol, Paulo Musse, lesionado, dá lugar a Cardoso; na zaga, entra Fabiano e sai Gaúcho; na ala esquerda, Sandro e Chiquinho disputam o lugar de Roque; no meio, saem Fausto e Rafael, entrando Audálio e Erandir; no ataque, Ivan e Fabiano Silva substituem Nonato e João Paulo.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X ABC-RN

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 17/7/2009 – 21h
Árbitro: Luiz Alberto Bites (GO)
Auxiliares: Marcos Antonio Moreira Collodetti (ES) e Jose Ricardo Maciel Linhares (ES)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Souza e Alex Teixeira; Magno e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

ABC-RN: Tiago Cardoso, Fabiano, Ben-Hur e Leonardo; Bosco, Audálio, Erandir, Alex Oliveira e Sandro (Chiquinho); Ivan e Fábio Silva. Técnico: Flávio Lopes.

julho 17, 2009 Posted by | ABC de Natal, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

De olho no G-4 e sem Carlos Alberto, Vasco encara o Vila Nova em Goiânia

Embalado pela volta das vitórias na Série B, cariocas buscam resultado positivo para se reaproximar dos líderes da competição nacional

Ampliar Foto Marcio Iannacca/GLOBOESPORTE.COM Marcio Iannacca/GLOBOESPORTE.COM

Robinho é uma das esperança do Vasco na partida contra o Vila Nova, em Goiânia

Após acabar com a pressão de não vencer há oito partidas na temporada 2009 ao bater a Ponte Preta por 3 a 0, no último sábado, em São Januário, o Vasco volta a campo nesta terça-feira, às 21h (horário de Brasília) para encarar o Vila Nova, no Serra Dourada, em Goiânia, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, de olho em um resultado fora de seus domínios. O time não vence fora do Rio de Janeiro desde a segunda partida na competição nacional, quando derrotou o Ceará, em Fortaleza, em maio. Acompanhe a partida ao vivo pelo SporTV (menos para Goiânia e Campinas)

Sem Carlos Alberto e Ramon, ambos suspensos, a principal esperança do Vasco em Goiânia é o seu ataque, formado por Robinho e Elton. Na vitória sobre a Ponte, os dois jogadores fizeram os três gols vascaínos. Com o triunfo, o time da Colina se reaproximou do G-4. A equipe permaneceu na oitava colocação, com 17 pontos, mas separado por apenas três pontos do vice-líder Atlético-GO. Já o Vila Nova ocupa a 14ª colocação, com 12.

Dorival Jr. tem dúvida na lateral direita e no meio-campo

O treinador vascaíno deixou o Rio de Janeiro com um ar de mistério em relação aos jogadores que vai colocar em campo nesta terça-feira. A boa atuação do time diante da Ponte Preta agradou Dorival, que pode até repetir a mesma formação que conseguiu vencer por 3 a 0. Com a exceção de Jéferson, que voltou a sentir um problema muscular, e naquele confronto cedeu o seu lugar a Ernani, que vai entrar na lateral esquerda na vaga de Ramon.

Dorival tem duas dúvidas para montar a equipe. Na lateral direita, com a boa atuação de Fágner, o treinador não sabe se vai promover o retorno de Paulo Sérgio, que cumpriu suspensão diante da Macaca. A tendência é que o mais jovem comece atuando por tudo o que conseguiu desenvolver no confronto do último sábado, em São Januário.

Além disso, o treinador ainda não sabe como vai montar o meio-campo. Dorival pode optar por reforçar a marcação com a entrada de Amaral ou por um meia mais ofensivo. Enrico pode ter a sua derradeira chance entre os titulares. Com isso, Magno ficaria como opção para etapa final.

– Estava na hora de realmente começarmos a ter esse tipo de dor de cabeça, porque eu acho que é assim que você constrói um elenco, e não apenas uma equipe. Nós vínhamos tendo uma equipe com poucos jogadores que, dentro das condições de cada um, vinham pedindo uma oportunidade, em razão de rendimento em treinamento. O que eu vejo é que agora as opções podem vir a aumentar, a partir do instante em que nós recuperemos mais rapidamente esses jogadores que estão fora – analisou o treinador.

Goianos têm cinco desfalques para o confronto diante dos cariocas

No time goiano, o técnico Vágner Benazzi tem cinco jogadores suspensos para o confronto diante dos cariocas. Alisson, Bilica, Edson Borges, Ralf e Walter estão fora da partida desta terça-feira. O treinador ainda tem uma dúvida para escalar a sua equipe. Pachola e Nil lutam por uma posição na lateral esquerda.

O Vila buscar a reabilitação na competição, já que foi derrotado na última rodada pelo Bragantino por 2 a 1, em Bragança Paulista. Diferentemente dos cariocas que querem embalar, os goianos buscar um triunfo para subir na classificação e até mesmo fugir dos adversários que estão na parte de baixo da tabela.

ILA NOVA VASCO
Juninho, Osmar, Leonardo, Thiago Carvalho e Pachola (Nil); Otacílio, Cocito, Leandrinho e Rafinha; Vanderlei e William. Fernando Prass, Fágner, Vilson, Titi e Ernani; Amaral, Nilton, Souza e Alex Teixeira; Elton e Robinho.
Técnico: Vágner Benazzi. Técnico: Dorival Júnior.
Estádio: Serra Dourada. Data: 14/07/2009. Árbitro: Salvio Spinola (Fifa-SP). Auxiliares: Hilton Francisco de Melo (SP) e Everson Luis Soares (SP).
Transmissão: O SporTV exibe a partida ao vivo menos para Goiás e Campinas. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 20h30m (de Brasília).

julho 13, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vila Nova | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco recebe o Bragantino para voltar a vencer

Equipe carioca vem de uma derrota e quatro empates na Série B

O Vasco recebe o Bragantino nesta terça-feira em São Januário (Crédito: LANCENET!)

O Vasco recebe o Bragantino nesta terça-feira em São Januário

LANCEPRESS!

Vasco e Bragantino se enfrentam nesta terça-feira, às 21h, em São Januário, pela nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro buscando reencontrar o rumo do grupo dos quatro primeiros da competição.

Para isso, precisam vencer. O Gigante da Colina não conquista os três pontos há cinco rodadas (uma derrota e quatro empates), enquanto a equipe paulista vem de duas derrotas consecutivas.

Em sexto lugar com 13 pontos, o Vasco vai manter o time que iniciou a partida contra o Figueirense, no sábado passado. Desta forma, o atacante Elton, que cumpriu suspensão automática, fica no banco de reservas.

– Conversei com ele (Elton) e falei que gostei muito da formação que utilizamos no último jogo. Pedi a ele que siga trabalhando porque precisamos muito dele. Ele precisa mostrar que pode voltar ao time – declarou o técnico Dorival Júnior.

O treinador cruzmaltino, aliás, entrou em uma possível lista de substitutos de Vanderlei Luxemburgo no Palmeiras – ao lado de Muricy Ramalho e Abel Braga -, mas se recusou a falar sobre o assunto.

E o confronto pode marcar a despedida do meia Carlos Alberto da Colina. Seu contrato de empréstimo se encerra nesta terça-feira, dia 30 de junho, e a negociação com o Werder Bremen (ALE) para a ampliação não teve seu resultado definido.

Já o Bragantino, que com dez pontos ocupa a 13º colocação, ainda não está definido. O técnico Marcelo Veiga somente vai confirmar a escalação antes do time entrar em campo em São Januário.

A princípio, o atacante Bill, vice-artilheiro da Série B com sete gols, fica no banco de reservas, mas fará avaliação médica nesta terça para saber vai ou não para a partida, podendo aparecer entre os 11.

Além disso, o jogo contra o Vasco pode ser o último do atacante pela equipe de Bragança Paulista. Ele estaria se transferindo para o Corinthians.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X BRAGANTINO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 30/6/2009 – 21h
Árbitro: Carlos Eugenio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Katiuscia Mayer Berger Mendonça (Fifa-ES) e Jose Javel Silveira (RS)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Alex Teixeira; Carlos Alberto e Robinho. Técnico: Dorival Júnior.

BRAGANTINO: Gilvan, Tiago Almeida, Kadu e Marcelo Godri; Carlinhos, Jair, Paulinho, Juninho e Magrão; Leo Jaime e Diego Macedo. Técnico: Marcelo Veiga.

junho 29, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco x Duque de Caxias: Rio se enfrenta na Série B

De um lado estreia a joia Coutinho; do outro, o artilheiro da disputa

Vasco e Duque de Caxias se enfrentam nesta sexta-feira, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro (Crédito: LANCENET!)

Vasco e Duque de Caxias se enfrentam nesta sexta-feira, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro

LANCEPRESS!

Vasco e Duque de Caxias são os dois times do Rio de Janeiro na Série B do Campeonato Brasileiro e se enfrentam nesta sexta-feira, às 21h, em São Januário, pela sétima rodada, com muitos detalhes os aproximando e outros tantos os afastando.

O Cruzmaltino não vence na disputa há três jogos (uma derrota e dois empates) e está em quarto lugar, com onze pontos. Já a equipe da Baixada Fluminense, goleou o América-RN por 4 a 1 na rodada passada e ocupa a sexta posição, um ponto atrás.

O Vasco não terá Carlos Alberto, suspenso, e o atacante Rodrigo Pimpão, com dores no joelho esquerdo. Substitui o primeiro Jeferson. E, no lugar do segundo, estreará os profissionais a promessa Philippe Coutinho, de 17 anos.

– Desde o início do ano espero esta oportunidade. Em campo vou procurar fazer o que sempre fiz nas categorias de base para buscar tranquilidade – afirmou o jovem meia, desde o meio de 2008 negociado com a Inter de Milão (ITA).

Fora de campo, a diretoria passada do Vasco ajudou (com atletas e profissionais) no crescimento do Duque de Caxias, que subiu para a Primeira Divisão estadual em 2007 e da Série C para a Série B nacional em 2008.

Com a mudança no comando vascaíno, que passou às mãos da então oposição há cerca de um ano, diversos profissionais dispensados assumiram cargos na equipe da Baixada Fluminense.

Um exemplo é o seu atual técnico, Rodney Gonçalves, com passagem pelas divisões de base do Vasco. Inclusive, participou da formação do estreante da noite, Philippe Coutinho.

– É sempre bom ver um atleta do qual participamos da formação despontando. Mas, neste momento, priorizo os meus jogadores – resumiu o treinador do time fluminense, que tem apenas o desfalque do volante Silva, suspenso.

Para movimentar ainda mais o confronto, de um lado, está a melhor defesa da Série B, a do Vasco, com três gols sofridos, e, no outro, o melhor ataque (ao lado de Brasiliense e Ipatinga), com 12 marcados, e o artilheiro da competição, Edivaldo – oito gols.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X DUQUE DE CAXIAS

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 19/6/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Auxiliares: Jackson Massarra dos Santos (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Gian, Vilson e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Jeferson; Philippe Coutinho e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

DUQUE DE CAXIAS: Vinícius, Oziel, Zé Carlos, Santiago e Paulo Rodrigues; Roberto Lopes, Mancuso, Thiaguinho, Clayton e Geovani; Edivaldo. Técnico: Rodney Gonçalves.

junho 19, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com a melhor defesa, Vasco encara o líder Guarani em Campinas

Cariocas buscam a reabilitação após dois jogos sem vitória. Paulistas querem manter os 100% de aproveitamento

Ampliar Foto Alexandre Cassiano/Globo Alexandre Cassiano/Globo

Dorival Júnior dá instruções aos jogadores. Objetivo é voltar a vencer na Série B

O confronto deste sábado, às 16h10m (horário de Brasília), no Brinco de Ouro, em Campinas, vai marcar o encontro da melhor defesa da Série B, o Vasco, contra o líder Guarani. A partida, válida pela sexta rodada da competição nacional, também coloca em jogo os 100% de aproveitamento do Bugre. Do outro lado, o time carioca busca a reabilitação, já que não vence há duas partidas – derrota para o Paraná (3 a 1), em Curitiba, e empate sem gols com o São Caetano, em São Januário.

Acompanhe ao jogo ao vivo pela TV Globo e pela Rádio Globo AM, e em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM.

O Guarani é o líder da Série B, com 15 pontos. O Vasco tem dez pontos e ocupa a quarta colocação. Enquanto os cariocas sofreram apenas três gols na competição, justamente na derrota por 3 a 1 para o Paraná, os paulistas já marcaram 11 gols e têm o segundo melhor ataque do torneio nacional.

A partida também marca a virada na carreira de dois jogadores. Enquanto Walter Minhoca, que não teve sucesso em suas passagens por Cruzeiro e Flamengo, busca se firmar novamente no cenário nacional após belas atuações pelo Ipatinga, o garoto Alex Teixeira, de apenas 20 anos, vai ter uma nova oportunidade de iniciar a sua trajetória como titular do time da Colina.

Dorival escala dupla de ataque reserva contra o Bugre

Sem Elton, suspenso, e Rodrigo Pimpão, machucado, o técnico Dorival Júnior foi obrigado a escalar uma dupla de ataque reserva. O treinador optou por Edgar, que tem entrado constantemente no time, e Alex Teixeira, que sequer vinha sendo relacionado. Além disso, Mateus, com um problema no pé, não foi convocado para a viagem a Campinas.

O treinador elogiou a conduta de Alex Teixeira nos últimos treinamentos. Para o comandante cruzmaltino, o atleta tem totais condições de voltar a mostrar um bom rendimento, como fez no fim do ano passado, sob o comando de Renato Gaúcho.

– O Alex Teixeira tem mostrado que merece uma nova chance nos últimos treinamentos. Espero que ele mostre todo aquele futebol do fim do ano passado – afirmou Dorival.

Ampliar Foto reproducao/SporTV reproducao/SporTV

Vadão não poderá contar com o artilheiro Caíque na partida contra o Vasco

Alex Teixeira também acha que já passou da hora de voltar a render o que pode. Aos 19 anos, o atleta foi promovido do time juvenil para o profissional com apenas 17. Agora, o meia-atacante espera se firmar de vez entre os titulares.

– É o jogo da minha vida. Já passou da hora de conseguir render o que eu posso – analisou o jogador cruzmaltino.

Por outro lado, a defesa titular, formada por Gian e Vilson, não sabe o que é sofrer gols na Série B. Na derrota para o Paraná, o setor foi formado por Leonardo e Titi.

Vadão tem dois desfalques contra os cariocas
No Guarani, o lateral-esquerdo Andrezinho e o atacante Caíque, suspensos, estão fora da partida. O último é o artilheiro da Série B, com três gols. O técnico Vadão optou pelas entradas de Eduardo e Fabinho para tentar manter a invencibilidade no torneio.

Aos 27 anos, Walter Minhoca é a principal esperança do Bugre. Após passagens apagadas por Flamengo e Cruzeiro, o jogador é o maestro do Bugre na boa campanha na Série B. O jogador treinou normalmente nesta sexta e está confirmado na partida deste sábado.

A equipe teve um problema na quinta-feira, quando os jogadores Maranhão e Luciano Santos se desentenderam no treino. Os atletas garantiram que tudo já foi superado e estão confirmados na equipe titular.

GUARANI VASCO
Douglas; Maranhão, Bruno Aguiar, Dão e Eduardo; Cleber Goiano, Luciano Santos, Rodriguinho e Walter Minhoca; Fabinho e Ricardo Xavier. Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto; Alex Teixeira e Edgar.
Técnico: Vadão. Técnico: Dorival Júnior.
Estádio: Brinco de Ouro, Campinas. Data: 13/06/2009. Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO). Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Jesmar Benedito Marinho de Paula (GO).
Transmissão: A Rede Globo transmite a partida. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 16h10m (de Brasília).

junho 13, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em jogo morno, Vasco não sai do zero contra o São Caetano

Nervoso, Gigante joga segundo tempo com um a menos

Vasco, de Carlos Alberto, fica no 0 a 0 com o São Caetano em casa (Crédito: Ricardo Cassiano)

Vasco, de Carlos Alberto, fica no 0 a 0 com o São Caetano em casa

LANCEPRESS!

Horário ingrato, presença discreta da torcida e atuação nervosa. A ressaca do Vasco após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil continua e a equipe, após perder a invencibilidade contra o Paraná na rodada passada, perdeu os 100% de aproveitamento em casa ao ficar no 0 a 0 com o São Caetano neste sábado, em São Januário.

O placar faz o Cruzmaltino ir a dez pontos, mas devido aos critérios de desempate seguir no G4, na quarta posição (Bahia e Ipatinga levam a melhor no saldo de gols e o Vila Nova, a pior). O Azulão, por sua vez, que estreou o técnico Antônio Carlos, após duas derrotas seguidas, chega a quatro pontos e segue em 16° lugar.

Em um primeiro tempo morno, a temperatura foi elevada pelo nervosimo elevado dos atletas. O Vasco ficou mais tempo com a bola, mas pouco criou, assim como o tímido São Caetano, que ameaçou apenas em um chute de longa distância de Iran já nos acréscimos.

O Cruzmaltino, sem muitas jogadas pelas laterais, teve sua melhor oportunidade em uma bola parada, aos 40 minutos: Paulo Sérgio bateu falta e Elton desviou de cabeça para boa defesa de Luiz. Além disso, o camisa 9 cruzmaltino só produziu uma cotovelada e um carrinho frontal que provocaram sua expulsão.

Com um a menos e sem o técnico Dorival Júnior, expulso por ter reclamado veementemente dos critérios de André Martins (MG) – Dias também cometeu duas faltas duras e só recebeu o amarelo apenas na primeira -, o Vasco, com o goleiro reserva Tiago como canal entre treinador e time, seguiu mais presente no ataque.

Porém, nervoso – Nilton deu entrada criminosa em Ademir Sopa e recebeu apenas o amarelo -, o Gigante da Colina estava desorganizado e pouco ameaçava o Azulão, que, apesar da vantagem numérica, estava visivelmente confortável com o empate. Contudo, em dois chutes, Fernando Prass fez grandes defesas.

Vasco e São Caetano voltam a campo no próximo sábado, às 16h10, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time carioca vai a Campinas enfrentar o líder Guarani. Já a equipe paulista, em casa, encara a Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 0 SÃO CAETANO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 6/3/2009 – 21h
Árbitro: André Luiz Martins Dias Lopes (MG)
Auxiliares: Jair Albano Félix (MG) e Marcos Vinícius Gomes (MG)
Renda/público: R$ 79.613,00 / 5.317 pagantes
Cartões amarelos: Elton, Amaral e Nilton (VAS); Dias, Everaldo, Gerson, Roger e Tobi (SCA)
Cartão vermelho: Elton, 45’/1ºT (VAS)

GOL:

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral (Mateus, 13’/2°T), Nilton, Léo Lima (Ernani, 11’/2°T) e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Elton (Edgar, 28’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

SÃO CAETANO: Luiz, Iran, Marcelo Batatais, Everaldo e Everton Ribeiro; Tobi, Dias (Gerson, intervalo), Ademir Sopa (Perdigão, 20’/2°T) e Roger; Luan (Betinho, 28’/2°T) e Marinho. Técnico: Antônio Carlos Zago.

junho 6, 2009 Posted by | São Caetano, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco vence ém casa e é líder da Série B

Equipe cruzmaltina encontra dificuldades, mas segue 100%

(Crédito: Ricardo Cassiano)

LANCEPRESS!

Virou rotina neste início do Vasco na Série B do Campeonato Brasileiro: o time faz uma partida apenas razoável, mas conquista o resultado positivo. Foi assim neste sábado, contra o Atlético-GO, em São Januário, pela terceira rodada da competição: vitória cruzmaltina por 3 a 0 e liderança da disputa.

Com o placar, o Gigante da Colina foi a nove pontos na tabela, segue com 100% de aproveitamento, assim como o Guarani, e assume o primeiro lugar porque ultrapassa o oponente no saldo de gols (seis a quatro). Já o Dragão perdeu seus primeiros pontos, permaneceu com seis e caiu para a sétima posição.

A torcida que compareceu em bom número a São Januário espera, como tem acontecido, que o futebol do Vasco esteja guardado para a Copa do Brasil. Em campo, a equipe mostrou pouca criatividade no meio-de-campo, raramente chegou ao ataque pelas laterais e pecou pontualmente na marcação.

O meia Carlos Alberto, que não enfrenta o Corinthians na próxima quarta-feira – está suspenso -, teve atuação apagada mas, ao lado (novamente) do goleiro Fernando Prass, foi decisivo na construção do resultado: principal jogador do time, foi alvo de rodízio de faltas do Atlético-GO e foi responsável por todos os cartões recebidos pelo oponente.

A equipe cruzmaltina abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. Paulo Sérgio cobrou falta sofrida na intermediária pelo capitão vascaíno (e que gerou a expulsão de Pituca) e Elton, na segunda trave, cabeceou para a rede – a equipe havia criado apenas outra chance, com o próprio atacante, que a chutou por cima do gol.

Porém, antes do gol, o Vasco sofreu um pouco com a boa distribuição em campo do time goianiense, que aproveitou a falha de marcação no lado direito da defesa carioca, e criou três chances em tabelas que resultaram em chutes cruzados, duas vezes com Elias e uma com Weslley. Uma foi para fora e duas acabaram em boas defesas de Fernando.

No segundo tempo, mesmo com um a mais e o volante Mateus no lugar de Léo Lima, o time de São Januário deu espaço para o Atlético-GO e novamente o camisa 1 vascaíno se destacou: em novo chute de Weslley, de fora da área, e em cabeçada à queima-roupa de Jairo. E, aos 22 minutos, Gil perdeu chance na pequena área.

O Cruzmaltino penou, mas segurou o oponente. E graças a Nilton: aos 28 minutos, o volante arrancou da intermediária defensiva e, em contra-ataque rápido, serviu Edgar, que entrara alguns minutos antes. O atacante entrou na área e bateu forte, sem chances para o goleiro Márcio.

E Ramon, aos 47 minutos, ainda invadiu a área adversária pela esquerda e, ao invés de cruzar, bateu para o gol e fez o terceiro.

A próxima rodada da Série B começa na próxima sexta-feira para o Atlético-GO. O time recebe, às 21h, a Ponte Preta no Serra Dourada. Já o Vasco, no sábado que vem, às 16h10, enfrenta o Paraná, em Curitiba (PR).

Antes, contudo, o Gigante da Colina joga a primeira partida das semifinais da Copa do Brasil, contra o Corinthians, na quarta-feira, às 21h50, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 3 X 0 ATLÉTICO-GO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/5/2009 – 16h10
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: Antonio Carlos de Oliveira (ES) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Renda/público: não disponível
Cartões amarelos: Gian e Paulo Sérgio (VAS); Pituca, Weslley, Elias, Robston e Alysson (ATL)
Cartão vermelho: Pituca, 42’/1°T (ATL)

GOLS: Elton, 43’/1°T (1-0); Edgar, 28’/2°T (2-0); Ramon, 47’/2°T (3-0)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton (Bruno Gallo, 32’/2°T), Léo Lima (Mateus, intervalo) e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão (Edgar, 24’/2°T) e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

ATLÉTICO-GO: Márcio, Rafael Cruz, Gil, Jairo e Alysson; Pituca, Robston, Elias (Juninho, 15’/2°T) e Weslley; Marcão (Jaílson, 29’/2°T) e André Leonel (Lindomar, intervalo). Técnico: Mauro Fernandes.


maio 23, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Marcos Palmeira estrela a campanha, e Vasco lança sócio-torcedor nesta quarta

Divulgação do projeto “O Vasco é meu” terá as presenças do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, ambos torcedores cruzmaltinos

O sentimento não pode parar. É com esse pensamento que o Vasco vai lançar nesta quarta-feira (20/05), às 12h30m, o novo programa para captar sócios que tem o lema “O Vasco é meu”. O evento acontecerá na sala dos beneméritos, em São Januário, e contará com as presenças do governador Sergio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, ambos vascaínos. Além deles, o presidente Roberto Dinamite, o vice Luso Soares da Costa, o vice de futebol José Hamilton Mandarino, o vice de Marketing Fábio Fernandes e o presidente da Assembléia-Geral, Olavo Monteiro de Carvalho, também vão participar.

a/Divulgação

O ator Marcos Palmeira é a estrela do filme publicitário que foi feito para atrair novos sócios

A diretoria cruzmaltina já tem uma meta estipulada e espera conseguir 10 mil novos sócios até o fim do ano com o lançamento do programa. A expectativa é que, em um ano de projeto, o número chegue a 20 mil novos sócios. Atualmente, o Vasco tem apenas cerca de mil sócios ativos, que pagam mensalidades todos os meses. Por isso, a receita vascaína é muito pequena com o quadro social.

O ator Marcos Palmeira é a estrela da campanha que vai tentar atrair novos sócios. Um filme foi produzido pela Cinerama Brasilis e a campanha foi desenvolvida por Jefferson Mello, ex-diretor de marketing do Botafogo.

Os vascaínos não precisarão sair de casa para se tornarem sócios do clube. As inscrições poderão ser feitas por telefone ou pela internet (a serem divulgados ainda). Os torcedores receberão a carteira de sócio em casa e escolherão a forma de pagamento das mensalidades.

Serão três categorias, com preços diferentes. A mais cara é a de sócio proprietário – com direito a voto nas eleições -, que vai pagar R$ 45 por mês. O sócio geral terá a mensalidade de R$ 30. E o sócio-torcedor – que mira no público fora do Estado do Rio -, paga R$ 20. Todas as categorias terão direito a descontos de 50% na compra dos ingressos para os jogos do Vasco.

maio 19, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco atropela Vitória na ida das quartas da Copa do Brasil

Cruzmaltino faz dois de falta e só tragédia evita semifinal

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira

Capitão Carlos Alberto comemora o gol que abriu a goleada vascaína em São Januário nesta quarta-feira (Crédito: Paulo Sérgio)

Em uma competição mata-mata como a Copa do Brasil é fundamental aproveitar as chances, não raro poucas, especialmente em partidas nas etapas finais da disputa. E o Vasco foi preciso ao atropelar o Vitória na noite desta quarta-feira, em São Januário, por 4 a 0, no jogo de ida das quartas-de-final.

Com o resultado, o Cruzmaltino jogará em Salvador (BA), na próxima quarta, podendo perder por um gol de diferença (além de ter o empate ou vitória por quaisquer placares a seu favor) para avançar à semifinal. Ao Rubro-negro baiano, só resta devolver os 4 a 0 para levar a disputa para os pênaltis ou golear por cinco ou mais gols de diferença.

PRIMEIRO TEMPO: VITÓRIA FALHA E VASCO MARCA

A partida começou truncada, como se podia prever do pensamento com que as duas equipes entraram em campo: o Vasco não querendo sofrer gol em casa e o Vitória desejando não deixar o Rio de Janeiro derrotado para definir em casa a classificação à fase seguinte.

No entanto, o Gigante da Colina foi aproveitando o recuo acentuado do Leão (não finalizou nenhuma vez no primeiro tempo) para enjaulá-lo em seu campo de defesa. Mesmo com o domínio, os mandantes pouco ameaçaram Viáfara. Mas souberam colocar na rede as chances que apareceram, quase casualmente.

Aos 27 minutos, após chute de longa distância sem perigo de Nilton, o ala-esquerdo / zagueiro Luciano Almeida tocou a bola bisonhamente no meio da área nos pés do Carlos Alberto errado (o Vitória tem um volante chamado Carlos Alberto). O meia e capitão do Vasco driblou o “ajudante”, passou por Victor Ramos e abriu o placar.

Sem aumentar o ritmo, o Cruzmaltino chegou ao segundo aos 44 minutos. Paulo Sérgio cobrou escanteio pela direita do ataque, a bola bateu na canela do Carlos Alberto vascaíno e sobrou para Léo Lima, que encontrou Élton livre na pequena área para escorar enquanto a zaga rubro-negra pedia impedimento.

SEGUNDO TEMPO: EFICENTE, VASCO AMPLIA VANTAGEM

Para a etapa final, a estratégia do Vasco foi reforçada, evitar a todo custo que o Vitória marcasse. Já o time baiano foi retornou para diminuir o prejuízo. E o planejamento da equipe carioca em fazer um bom resultado em casa para atuar confortável na Bahia não poderia ser melhor.

Em duas cobranças de falta em menos de dez minutos o Cruzmaltino ampliou o resultado. Aos dez minutos, Rodrigo Pimpão sofreu falta na entrada da área e Paulo Sérgio colocou a bola no canto esquerdo do goleiro rubro-negro. Aos 18 minutos, Luciano Almeida colocou a mão na bola, foi expulso e Nilton, com uma bomba no ângulo direito, definiu a goleada.

Aos 24 e aos 35 minutos, Fernando Prass ainda fez duas grandes defesas evitando o gol de honra dos visitantes, permitindo ao Gigante da Colina exorcizar o oponente, para o qual perdeu duas vezes no Campeonato Brasileiro de 2008: derrota por 5 a 0 no turno e 2 a 0 no returno, em São Januário, que provou a queda à Série B. O confronto terminou ao som do “Olé” da torcida.

Vasco e Vitória voltam a se enfrentar no jogo de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 21h50, no Estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador (BA).

Antes, porém, os dois times atuam no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Na Série B, o Cruzmaltino pega, no sábado, o Ceará, às 16h10, em Fortaleza (CE). Já o Rubro-negro baiano, na Série A, recebe o Sport, domingo, às 18h30, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA:
VASCO 4 X 0 VITÓRIA

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/5/2009 – 19h30
Árbitro: Alício Pena Júnior (Especial-MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago (Fifa-MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Renda/público: R$ 223.925,00 / 10.598 pagantes e 12.677 presentes
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Paulo Sérgio, Amaral e Élton (VAS); Ramon, Neto Baiano e Apodi (VIT)
Cartões vermelhos: Luciano Almeida, 16’/2°T (VIT)

GOLS: Carlos Alberto, 27’/1°T (1-0), Élton, 44’/2°T (2-0), Paulo Sérgio, 10’/2°T (3-0) e Nilton, 18’/2°T (4-0)

VASCO: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto (Alex Teixeira, 15’/2°T); Rodrigo Pimpão (Faioli, 20/2°T) e Élton (Alan Kardec, 34’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

VITÓRIA: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi, Ramirez, Carlos Alberto, Bida (Adriano, intervalo), Ramon (Washington, 28’/2°T) e Jackson (Robson, 20/2°T); Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpeggiani.

maio 13, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco e Vitória iniciam a briga por um lugar na semifinal da Copa do Brasil

Time baiano leva a melhor nos duelos eliminatórios contra o rival carioca

O último duelo contra o Vitória não traz boas recordações para os cruzmaltinos. O dia 7 de dezembro de 2008 é, com certeza, um dos mais tristes da história do clube. Com a derrota por 2 a 0, em São Januário, o Vasco foi rebaixado no Campeonato Brasileiro. Agora, o duelo ocorre novamente em uma situação diferente. O time carioca conseguiu se reestruturar, recuperar a confiança dos torcedores e superar os momentos difíceis em campo. E contra o Vitória, nesta quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), em São Januário, tenta manter vivo o sonho de voltar a Libertadores, o que vem batendo na trave nos últimos anos na Copa do Brasil.

Nas duas vezes que Vasco e Vitória se enfrentaram em jogos eliminatórias, o time baiano levou a melhor. Em 1989, na Copa do Brasil, o Vitória eliminou o Vasco nas oitavas de final. E em 1999, levou a melhor nas quartas de final do Campeonato Brasileiro.

Ampliar Foto Ivo Gonzalez/Globo Ivo Gonzalez/Globo

Alegria de Léo Lima e Carlos Alberto

Nenhum dos 11 titulares do Vasco que entra em campo nesta quarta-feira participou daquela triste partida em dezembro. Apenas o zagueiro Vilson fazia parte daquele grupo. Mesmo assim estava encostado. Todos os outros dez jogadores chegaram no início do ano, o que mostra a grande reformulação pela qual passou o Time da Colina.

Em 2009, o Vasco tem um rendimento acima da média. Em 23 jogos, foram 18 vitórias, três empates e só duas derrotas. Um aproveitamento de 82,6% dos pontos disputados. Mas ao contrário do rival, campeão baiano, não conseguiu ter sucesso no estadual.

O técnico Dorival Júnior é só elogios ao rival. Para o comandante vascaíno, o Vitória é uma das equipes mais equilibradas do futebol brasileiro. E vive uma fase muito boa. Tanto que venceu o Atlético-PR, fora de casa, na estreia do Campeonato Brasileiro.

– Serão dois jogos muito disputados entre duas equipes que buscam uma afirmação. O Vasco vem melhorando e adquirindo uma confiança. O Vitória também está se encaixando. Precisamos estar ligados porque o Vasco vai necessitar de uma atenção especial para vencer. O time tem que ficar focados no objetivo – disse.

Uma das preocupações do técnico vascaíno é com Neto Baiano, um dos principais artilheiros do futebol brasileiro em 2009. Ele já marcou 20 gols na temporada. Por isso, Dorival Júnior resolveu manter Vilson e Gian na zaga, dupla dos últimos três jogos, em vez de escalar o titular Titi. Ele se recuperou de uma lesão muscular, mas poderia sentir a falta de ritmo.

– Não acredito que o Vitória vai vir aqui apenas para se defender. É uma equipe com qualidade. Tem bons jogadores. Além do Neto Baiano, tem o Ramon e o Jackson, que dão uma qualidade toda especial à equipe. O Apodi reencontrou o melhor futebol lá. A exigência será grande para a gente nesta fase.

Vitória tenta repetir melhor campanha

O dia da primeira partida contra o Vasco será especial para o Vitória. Afinal, o clube completa 110 anos de existência e espera comemorar com um resultado que o permita chegar ao jogo de volta com vantagem. Se avançar no torneio, será a segunda vez que o time chegará às semifinais (a outra foi em 2004, na melhor colocação da equipe na competição). Para isso, o técnico Paulo César Carpegiani faz mistério na escalação, apesar de afirmar que o intuito não é tentar surpreender o rival carioca.

Ampliar Foto Thiago Fernandes/GLOBOESPORTE.COM Thiago Fernandes/GLOBOESPORTE.COM

Jogadores do Vitória treinam nas Laranjeiras

– O time está definido, mas não vou divulgar. O que menos interessa ao Vasco é a nossa escalação. Eles se preocupam é com o time deles. Tenho certeza que faremos um bom jogo.

Se não revela o time, Carpegiani pelo menos dá dicas de como a sua equipe irá se comportar em São Januário.

– Não tenho costume de fazer marcação individual. Temos que respeitar todo o time do Vasco e não apenas um jogador ou outro. Também não vamos ficar só nos defendendo por jogar fora de casa.

O treinador terá alguns desfalques para o jogo. Vanderson não se recuperou da lesão na coxa esquerda e está vetado para a partida. Uellinton, seu substituto direto, está suspenso e também não poderá jogar. Com isso, o jovem Ramirez deve ganhar uma chance na equipe.

Além dos dois volantes, o treinador rubro-negro também não poderá contar com o meia Leandro Domingues que, por ter jogado as fases iniciais pelo Fluminense, não pode ser inscrito na competição.

FICHA DO JOGO:

VASCO VITÓRIA
Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Elton. Viáfara, Wallace, Marco Aurélio e Victor Ramos; Apodi, Ramirez, Ramon, Jackson (Bida) e Robson; Neto Baiano e Adriano.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Paulo César Carpegiani.
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro.

Data: 13/05/2009.

Horário: 19h30m (de Brasília).

Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG).

Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago e Helberth Costa Andrade.

Transmissão: O SporTV transmite a partida ao vivo.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 19h10m (de Brasília).

maio 12, 2009 Posted by | Vasco da Gama, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Como favorito, Vasco inicia a caminhada na Série B contra o Brasiliense

Time titular tem cinco jogadores que já viveram a experiência de disputar a Segunda Divisão

Os holofotes estão virados para São Januário. Tetracampeão brasileiro, dono de uma das cinco maiores torcidas do país, o Vasco disputa pela primeira vez a Série B. E entra como favorito. Conquistar uma das quatro vagas que garantem a volta para a Primeira Divisão soa como uma obrigação na Colina. Afinal, “o sentimento não pode parar”. A caminhada começa neste sábado, às 16h10m, contra o Brasiliense, em São Januário. A Rede Globo transmite ao vivo a partida Saiba como comprar os ingressos.

Fernando Maia/O Globo

Carlos Alberto domina a bola durante o último treino do Vasco antes da estreia na Série B. O meia volta ao time titular neste sábado contra o Brasiliense, em São Januário

O Vasco espera seguir o exemplo de outros grandes clubes campeões brasileiros que foram rebaixados nos últimos anos e conseguiram voltar em seguida para a Série A: Palmeiras, Botafogo, Grêmio, Atlético-MG e, por último, o Corinthians, que passeou na competição no ano passado e garantiu uma das quatro vagas com seis rodadas de antecipação.

A fórmula da Série B ajuda. Não há o arriscado mata-mata. Ao fim das 38 rodadas, em que os 20 clubes se enfrentam em turno e returno, os quatro melhores garantem a volta para a Primeira Divisão. Por isso, o segredo para o sucesso está na ponta da língua do técnico Dorival Júnior e dos jogadores cruzmaltinos.

– Regularidade. É o ponto vital para disputar a Série B. Eles (os jogadores) têm que saber que estaremos entrando em uma competição difícil, complicada. Todas as equipes vão estar, com certeza, bem preparadas. O Vasco já que entra com uma obrigação de vencer. A competição é a nossa prioridade neste ano – disse o técnico vascaíno.

Dorival Júnior já comandou três clubes na Série B em seis anos de carreira: Criciúma, em 2005, e Sport e Avaí, em 2006. Não chegou a completar um turno no comando de cada um. Mas foi tempo suficiente para entender o espírito da competição.

– São jogos mais brigados, mais disputados. Na Série A a qualidade ainda prevalece. Na Série B é mais transpiração – garante.

Dos titulares vascaínos que entram em campo neste sábado para enfrentar o Brasiliense, cinco já disputaram a Série B: o goleiro Tiago, o lateral Paulo Sérgio, o zagueiro Gian Mariano e os atacantes Rodrigo Pimpão e Elton.

– O Vasco vai ser o grande atrativo da Série B deste ano e quem jogar contra a gente vai estar jogando a vida. Vamos ser o time mais visado do campeonato. Por isso, vai ser muito difícil. Quem enfrentar o Vasco vai sempre jogar muito fechado. Precisamos fazer um jogo de paciência – disse.

A estrela do time é mesmo Carlos Alberto, que volta a ser titular após se recuperar de um problema muscular. O meia comprou o projeto vascaíno e vem sendo um líder dentro do grupo. Por isso, virou o homem de confiança do técnico Dorival Júnior e um jogador muito admirado pela torcida.

–  Se me perguntassem anos atrás se eu gostaria de disputar a Série B, eu diria com certeza que não. Mas o clima aqui é tão bom que, hoje em dia, até a Série C eu disputaria com o Vasco. Todos aqui têm a chance de fazer história por um dos grandes clubes do futebol brasileiro. É o nosso grande objetivo nesta temporada. Por isso, todos estão motivados – disse Carlos Alberto.

Hexacampeão, o Brasiliense vai jogar na retranca

O Brasiliense confirmou sua supremacia no Distrito Federal e conquistou o hexacampeonato. Foi o sexto título consecutivo em menos de nove anos de existência do clube – foi fundado em 1º de agosto de 2000.

Depois de levar um susto na Série B do ano passado, quando somou apenas 13 pontos no primeiro turno e quase caiu para a Terceira Divisão, o Brasiliense desistiu dos antigos medalhões como Athirson, Fábio Baiano e Dimba e enfrentará o Vasco com um time mais jovem. Mas como o jogo é contra o favorito a conquistar uma das vagas, o técnico Roberval Davino já avisou que vai mandar um ferrolho para segurar o time carioca.

Montado no esquema 3-6-1, o Jacaré terá apenas Fábio Júnior na frente como atacante. Com isso, o recém-contratado Éder, que veio do Mirassol, entra no meio de campo ao lado do maior nome da equipe, o meia Iranildo, ex-Flamengo. Na zaga, Ailson, Cris e Cláudio Luiz serão responsáveis por segurar o ataque vascaíno. Sobre a expectativa do clube para começar a luta por uma vaga, o diretor de futebol Paulo Henrique Lorenzo garantiu que o Jacaré está na briga.

– Esse ano nós vamos brigar para subir. Trouxemos o técnico Roberval Davino, que já subiu vários clubes de divisão. Estamos apostando em bons jogadores, mas que não são conhecidos no cenário nacional. Os únicos que são mais conhecidos são o Iranildo e o Fábio Júnior – garantiu Paulo Henrique.


VASCO BRASILIENSE
Tiago; Paulo Sérgio, Vilson, Gian Mariano e Ramon; Amaral, Mateus, Léo Lima e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Elton. Guto; Ailson, Cris e Cláudio Luiz; Júlio César, Pedro Ayub, Juninho, Éder, Iranildo e Edinho; Fábio Junior.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Roberval Davino.
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro.

Data: 09/05/2009.

Horário: 16h10m (de Brasília).

Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP).

Auxiliares: Claudson Lincolon Beggiato (SP) e Dante Mesquita Júnior (SP).

Transmissão: A Rede Globo transmite ao vivo a partida.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h50m (de Brasília

maio 9, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

VASCÃO goleia Icasa e avança na Copa do Brasil

Cruzmaltino aproveita chances e obtém vaga; Léo Lima faz dois gols

Vasco venceu o Icasa com tranquilidade por 4 a 1 - zagueiro Vilson marcou um dos gols

Vasco venceu o Icasa com tranquilidade por 4 a 1 – zagueiro Vilson marcou um dos gols (Crédito: Cléber Mendes)

LANCEPRESS!

O Vasco não mostrou todo o seu potencial nesta quarta-feira, em Juazeiro do Norte (CE), contra o Icasa. Mas acelerou o suficiente para vencer a partida por 4 a 1, avançar às quartas-de final e seguir na corrida pelo título da Copa do Brasil.

Após o empate por 1 a 1 na semana passada, em São Januário, o Verdão do Cariri entrou em campo classificado (com o 0 a 0), enquanto o Cruzmaltino precisava da vitória ou de igualdade por dois ou mais gols.

E, apesar disso, foi o Icasa quem começou mais consistente e buscando o ataque. No entanto, o Vasco rapidamente passou ficar mais tempo com a bola. Porém, nenhuma das equipes criou chances claras.

Responsável por organizar o meio-de-campo do Vasco, o meia Léo Lima, hostilizado pela torcida no confronto na Colina, lançou Paulo Sérgio na área aos 17 minutos e o lateral caiu em choque com Joãozinho: pênalti marcado e convertido por Léo Lima.

O Icasa esboçou uma reação, obrigou Tiago a uma boa defesa aos 20 minutos, mas só. O Cruzmaltino seguiu em ritmo lento, mas ampliou em boa triangulação, aos 42 minutos. Rodrigo Pimpão achou Paulo Sérgio – outra vez na área, ele cruzou rasteiro para Elton concluir para a rede.

No segundo tempo, quando se poderia esperar um Verdão do Cariri mais ousado, viu-se um panorama idêntico ao da etapa final. E logo aos três minutos, o Vasco aumentou: Paulo Sérgio cobrou o escanteio pela esquerda do ataque e Vilson, de cabeça, marcou o terceiro.

O Icasa ainda teve tempo para diminuir aos 31 minutos. Gilberto invadiu a área e foi derrubado por Tiago e Leozinho, em duas tentativas, marcou. Porém, quatro minutos depois, foi a vez do Thiago do time da casa cometer pênalti em Bruno Gallo e Léo Lima fez o quarto gol.

Agora, o Cruzmaltino espera o vencedor do confronto entre Atlético-MG e Vitória – na ida, o rubro-negro baiano ganhou, em Salvador (BA), por 3 a 0. As quartas-de-final serão disputadas nos dias 13 e 20 de maio.

O Vasco volta a campo neste sábado, às 16h10, em São Januário, contra o Brasiliense (DF), para a sua estreia na Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA:
ICASA (CE) 1 X 4 VASCO

Estádio: Mauro Sampaio (Romeirão), Juazeiro do Norte (CE)
Data/hora: 6/5/2009 – 19h30
Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa/SE) e Ailton Farias da Silva (SE)
Renda/público: não disponível
Cartões amarelos: Joãozinho, Alan e Thiago (ICA); Mateus e Tiago (VAS)
Cartões vermelhos: Mateus, 19’/2ºT (VAS)

GOLS: Léo Lima, 18’/1ºT (0-1); Elton, 42’/1ºT (0-2); Vilson, 3’/2°T (0-3); Leozinho, 31’/2°T (1-3); Léo Lima, 35’/2°T (1-4)

ICASA: Ari, Alan, Thiago e Panda; Marcus Vinicius, Guto, Jonas, Esquerdinha (Jefferson, 13’/2°T) e Joãozinho (Gilberto Matuto, intervalo); Moré (Marciano, intervalo) e Leozinho. Técnico: Flávio Araújo.

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Mateus, Léo Lima e Enrico (Carlos Alberto, 14’/2°T); Rodrigo Pimpão (Edgar, 39’/2°T) e Elton (Bruno Gallo, 24/’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

maio 6, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco joga amistoso contra o Santa Cruz com a cabeça na Copa do Brasil

Dorival Júnior vai aproveitar para dar ritmo de jogo aos reservas

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Léo Lima treina para superar a má fase

Após o empate por 1 a 1 com o Icasa, em São Januário, na primeira partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, o amistoso contra o Santa Cruz neste sábado, às 16h, no estádio do Arruda, no Recife,  virou uma pedra no caminho do Vasco. Os jogadores admitiram que preferiam ficar concentrados e pensando apenas na segunda e decisiva partida contra o clube cearense, em Juazeiro do Norte. Mas o compromisso já estava marcado.

Por isso, o técnico Dorival Júnior resolveu poupar os titulares e dar ritmo de jogo aos reservas. Quem enfrentou o Icasa deve jogar poucos minutos, apenas para não decepcionar os torcedores locais. O amistoso será transmitido ao vivo pelo SporTV e terá acompanhamento em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM. Os ingressos custam R$ 10. Estudantes, idosos e sócios pagam R$ 5. As vendas começaram nesta sexta-feira, na sede do clube pernambucano.

A fraca atuação na partida diante do Icasa-CE fez com que Alex Teixeira sequer fizesse parte da delegação que seguiu para Recife enfrentar o Santa Cruz. O paraguaio Milton Benitez foi relacionado em seu lugar.

A partida é vista como a chance de Léo Lima iniciar a volta por cima. O meia foi bastante vaiado pelos torcedores no empate do Vasco contra o Icasa. O jogador será titular no amistoso e deve ficar em campo o máximo de tempo possível.

O Tiago, que deve ser poupado para a entrada de Fernando Prass, admite que a partida tem poucos atrativos para o elenco vascaíno devido as circunstâncias.

– Não acho que o amistoso será importante, mas temos que ir lá jogar. Somos profissionais. Mas não vale três pontos. Lógico que foi marcado para quem não está jogando pegar ritmo. Mas com o sorteio da Copa do Brasil ficou muito em cima dos jogos contra o Icasa. O nosso jogo foi quinta e no sábado já tem outro.  Está muito próximo. Mas vamos cumprir as nossas obrigações – disse.

O lateral-esquerdo Ramon também se mostrou desanimado para a partida. O Vasco segue em Recife após o amistoso. Treina domingo, segunda e terça na capital pernambucana. E só depois viaja para Juazeiro do Norte para enfrentar o Icasa, na quarta-feira, às 19h30m.

– É claro que ninguém vai entrar para perder, mas o nosso foco é a disputa da Copa do Brasil e da Série B. Esse amistoso não vai valer muito para gente – disse.

Santa Cruz se prepara para a disputa da Série D

Márcio Bittencourt vai tentando arrumar o Santa Cruz para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Depois de Fabinho Vitória e Neto Maranhão, outros seis jogadores chegaram: os atacantes Leandro Safira e Tiago, os meias Juninho e Toninho, o volante Leonardo Bartolo e o goleiro Tiago Bazanella. Eles vieram como apostas e serão avaliados com calma pelo treinador.

Após o amistoso contra o Vasco, o elenco coral vai ganhar uma folga de 15 dias já que o início da Série D está programado para o dia 5 de julho.

SANTA CRUZ VASCO
Gustavo, Parral, Leandro Camilo, Bilica e Marcos Tamandaré; Anderson, Fabinho Vitória, Neto Maranhão e Leandro Gobatto; Roger (Márcio Barros) e Pedro Henrique. Tiago (Fernando Prass); Fagner, Vilson, Gian e Ramon; Amaral (Bruno Gallo), Mateus, Léo Lima e Enrico (Benitez); Alan Kardec e Rodrigo Pimpão.
Técnico: Márcio Bittencourt. Técnico: Dorival Júnior.
Estádio: Arruda, no Recife.

Data: 02/05/2009.

Horário: 16h.

Transmissão: O SporTV transmite ao vivo a partida.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h50m (de Brasília).

maio 1, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com péssima atuação, Vasco só empata na Colina

Nem gol contra de goleiro rival (dado oficialmente a Vilson) ajuda o time

Vasco não mostra força em casa e tropeça no Icasa (CE). Vilson 'ganhou' o gol vascaíno do árbitro Wagner Reway (MT)

Vasco não mostra força em casa e tropeça no Icasa (CE). Vilson ‘ganhou’ o gol vascaíno do árbitro Wagner Reway (MT) (Crédito: Cléber Mendes)

LANCEPRESS!

Vasco e Icasa (CE) fizeram um péssimo jogo na noite desta quinta-feira, em São Januário, no confronto de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Ambos se esforçaram para se mostrar mais atabalhoado que o oponente em campo e o resultado foi o empate por 1 a 1.

O carro da Polícia Militar que acompanhava a delegação do Verdão do Cariri até o estádio ficou sem gasolina no caminho e retardou a chegada do elenco, que teve apenas cerca de cinco minutos para se aquecer já dentro do gramado.

Com este resultado, o Gigante da Colina joga por uma vitória por qualquer placar ou por um empate por dois ou mais gols. Já o adversário, em casa, também se classifica com qualquer vitória ou com uma igualdade sem gols. A repetição do 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

Do primeiro tempo, apenas dois acontecimentos dignos de nota, ambos pitorescos: um decisivo e o outro exemplar. O primeiro: aos sete minutos, Ramon cobrou escanteio e Rodrigo Pimpão, livre na segunda trave, bateu cruzado para o meio. A bola bateu em Vilson e em Esquerdinha antes de ser empurrada para a rede por um carrinho atabalhoado do goleiro Ari.

Como se não fosse pouco, o nítido gol contra do goleiro do Icasa foi dado pelo placar eletrônico de São Januário para Pimpão, enquanto o árbitro Wagner Reway (MT), no intervalo, perguntou a profissionais de televisão como havia sido o lance e afirmando que só revelaria na súmula para quem daria o gol, apesar de a tendência ser para Vilson – o que se confirmou depois da partida.

Em vantagem no placar, o Vasco tornou-se uma equipe preguiçosa e desarrumada, que esporadicamente tentava o ataque sem ímpeto algum, enquanto o oponente não esboça qualquer reação. Aos 46 minutos, em cobrança de falta “ensaiada”, Panda e Esquerdinha correm para a bola e passam sem chutar. Panda voltou para cobrar no meio do gol, sem perigo.

O técnico vascaíno Dorival Júnior reclamou bastante da atuação do time, mas a bronca parece não ter surtido efeito. O máximo que seus comandados conseguiram foram alguns escanteios e duas oportunidades perdidas por Rodrigo Pimpão, em uma delas obrigando o goleiro Ari a uma boa defesa.

Porém, o Verdão do Cariri foi encontrando espaços e, após um pênalti não marcado de Ramon em Gilberto aos 16 minutos e uma boa defesa de Tiago aos 24 minutos em chute de esquerdinha, Leozinho avançou em velocidade pela direita do ataque, entrou na área e rolou para Marciano, livre, empatar o confronto.

Na bronca, os torcedores vaiaram principalmente os meias Alex Teixeira e Léo Lima, que entrou no lugar do companheiro.

Vasco e Icasa voltam a se enfrentrar no dia 6 de maio, no duelo de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil. O confronto acontece no Estádio Mauro Sampaio, o Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE). Antes, no dia 2 de maio, o Gigante da Colina realiza amistoso contra o Santa Cruz, em Recife (PE).

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 1 ICASA (CE)

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 30/4/2009 – 19h30
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Lincoln Ribeiro Taques (MT) e Paulo Cesar Silva Faria (MT)
Renda/público: R$ 72.175,00 / 4.866 pagantes e 5.691 presentes
Cartões amarelos: Ramon e Mateus (VAS); Esquerdinha, Marcus Vinicius, Luiz Carlos, Joãozinho e Thiago (ICA)

GOLS: Vilson, 7’/1ºT (1-0); Marciano, 31’/2°T (1-1)

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Vilson, Titi (Gian, 24’/1°T) e Ramon; Amaral, Mateus, Enrico e Alex Teixeira (Léo Lima, 11’/2°T); Rodrigo Pimpão e Elton (Alan Kardec, 17’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

ICASA (CE): Ari, Alan, Thiago e Luiz Carlos; Marcus Vinicius (Gilberto, intervalo), Guto, Panda, Esquerdinha (Dodô, 46’/2°T) e Joãozinho; Leozinho e Moré (Marciano, 231/2°T). Técnico: Flávio Araújo.


abril 30, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco recebe o Icasa (CE) pela Copa do Brasil

Nas oitavas-de-final, Cruzmaltino esperar manter sonho vivo

Vasco recebe o Icasa (SE) no primeiro jogo das oitavas-de-final da Copa do Brasil

Vasco recebe o Icasa (SE) no primeiro jogo das oitavas-de-final da Copa do Brasil (Crédito: Montagem: LANCENET!)

LANCEPRESS!

O Vasco não esconde que seu objetivo em 2009 é retornar à Série A do Campeonato Brasileiro, mas a Copa do Brasil é um sonho vivo no clube e a equipe vascaína enfrenta o Icasa (CE) nesta quinta-feira, às 19h30, em São Januário, no jogo de ida das oitavas-de-final para continuar no caminho para a Libertadores 2010.

Após passar pelas duas primeiras fases na primeira partida, o time vascaíno atua pela primeira vez em casa na atual edição da competição e tem como meta conseguir uma boa vantagem para decidir a vaga na próxima etapa, no Ceará (dia 6 de maio), com tranquilidade, já que estará bem perto da estreia na Série B (dia 9 de maio).

Depois de ficar 14 dias apenas treinando, o Vasco entrará em campo com cinco desfalques: o zagueiro Fernando (lesão na coxa direita), o volante Nilton (rompimento parcial dos ligamentos do ombro direito), o meia Jeferson (entorse no tornozelo esquerdo) e o meia Carlos Alberto (estiramento na coxa direita), que só devem retornar ao time no Brasileiro, e o zagueiro Leonardo, que substituiria Fernando, mas sofreu uma pancada na bacia.

Assim, entram na equipe o zagueiro Vilson na defesa, o volante Mateus no lugar de Nilton, o meia Enrico no de Jeferson e o meia Alex Teixeira no de Carlos Alberto.

– Infelizmente, tudo o que imaginávamos ganhar durante o recesso de quase duas semanas não aconteceu, pois não tivemos todos os atletas à disposição. Isso quebra o ritmo da equipe, mas não podemos nos lamentar. É preciso passar confiança para quem entrar na equipe – lamentou o técnico vascaíno Dorival Júnior.

Rebaixado no Campeonato Cearense, o Icasa tenta surpreender na Copa do Brasil depois de eliminar a Portuguesa e o Confiança (SE). O presidente do clube, Zacarias Silva de Souza, quer terminar a partida no Rio de Janeiro com alguma vantagem para o jogo decisivo, no Ceará.

– Eu espero que a gente consiga pelo menos um empate. O objetivo é não perder para decidir em casa. Nosso time não é aquele que foi rebaixado no estadual, temos seis jogadores novos e muita esperança. O time não se abateu com a campanha no estadual – declarou o presidente.

Para a partida desta quinta-feira o Icasa terá o desfalque do volante Jonas. Por outro lado, Flávio Araújo terá duas novidades para este confronto. Os recém-contratados Alan, zagueiro, e Guto, volante. O Verdão do Cariri, como é conhecido o time cearense, realizou um treinamento em São Januário para conhecimento de campo nesta quarta-feira.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X ICASA (CE)

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 30/4/2009 – 19h30
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Lincoln Ribeiro Taques (MT) e Paulo Cesar Silva Faria (MT)

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Mateus, Enrico e Alex Teixeira; Rodrigo Pimpão e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

ICASA (CE): Ari, Marcus Vinicius, Alan, Thiago e Joãozinho; Guto, Panda, João Neto e Esquerdinha; Moré e Marciano. Técnico: Flávio Araújo.


abril 30, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , | Deixe um comentário

Carlos Alberto melhora e corre em volta do campo na Colina

Jogador anima a comissão técnica e faz exercícios físicos em São Januário

Ampliar Foto Alexandre Cassiano/Globo Alexandre Cassiano/Globo

Carlos Alberto corre em volta do campo de São Januário

Fora do jogo contra o Icasa-CE nesta quinta-feira, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil, em São Januário, por causa de uma lesão muscular, Carlos Alberto deu voltas em torno do gramado e animou a comissão técnica. O meia trabalha forte para voltar ao time no segundo duelo entre os clubes, no dia 6 de maio, em Juazeiro do Norte, no Ceará.

Carlos Alberto teve um edema na coxa direita. Ele vai desfalcar o Vasco pela sexta vez nesta temporada. Além dele, outro jogador que começou a correr em volta do gramado para manter a forma física foi o volante Nilton. Ele se recupera de um problema na clavícula.

Já o meia Magno, primeiro reforço do Vasco para a Série B, ainda não começou a trabalhar com bola. O jogador, que veio do Brasil de Pelotas-RS, fez um trabalho físico para ficar no mesmo nível do grupo.


abril 29, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Tiago dá a receita para o Vasco ter sucesso na disputa da Série B

Goleiro diz que time precisa ter paciência para furar as retrancas dos rivais

Ampliar Foto Marcelo Sadio/Site Oficial do Vasco da Gama Marcelo Sadio/Site Oficial do Vasco da Gama

Goleiro Tiago se estica para tocar na bola durante o treino do Vasco

Tiago disputou a Série B em 2007 e foi um dos destaques da Portuguesa, que conseguiu uma das vagas para a Primeira Divisão. O goleiro viveu a realidade da competição e agora passa a experiência para alguns companheiros. O Vasco estreia no dia 9 contra o Brasiliense, em São Januário.

Tiago ganhou, inclusive, a fama de goleiro-artilheiro durante a Série B de 2007. Ele fez nove gols na competição e foi o segundo artilheiro da Portuguesa só atrás do atacante Diogo, que marcou 18.

O goleiro considera que o Vasco vai encontrar muitas dificuldades para garantir uma das quatro vagas para voltar à elite do futebol brasileiro. E diz que não adianta o clube ter um ótimo começo e cair de rendimento ao longo da competição. O segredo, segundo o camisa 1, é a regularidade.

A CARA DA SÉRIE B

“É um campeonato muito disputado. Não sei se a raça pode superar a técnica. O ideal é aliar os dois. É um campeonato de mais pegada, você tem muito mais faltas. Mas a gente tem que jogar. Não pode pensar que só com divididas vamos conseguir as vitórias. Temos que colocar a bola no chão e jogar”.

SEGREDO

“A Portuguesa, em 2007, perdeu os quatro dos cinco primeiros jogos. Foi um começo muito complicado, terrível mesmo. Mas depois só perdemos mais sete vezes e conseguimos a vaga para a Série A. Tivemos que correr atrás e só no final do primeiro turno começamos a ficar entre os primeiros. E o Criciúma, que arrancou no início e no fim do primeiro turno já era considerado o dono de uma das vagas, caiu de rendimento e no fim acabou ficando fora. O importante é a regularidade”.

DIFICULDADES

“A Série B é tão competitiva quanto a Série A. Temos que mostrar que o Vasco será forte sempre. Temos tudo para fazer um grande campeonato e voltar forte.
Quando jogarmos contra um clube menor sabemos que será o jogo da vida deles. Não teremos jogos fáceis. Já passei por isso. O segredo é ter uma regularidade. Às vezes o time sai para jogar longe, pega uma viagem muito cansativa. De horas e horas. E se você consegue trazer um ponto está ótimo. A obrigação é vencer em casa. Contra a gente todo mundo vai jogar bem fechado. Vamos fazer o jogo da paciência”.

APOIO DA TORCIDA

“Pelo o que a gente viu no Campeonato Carioca, a torcida vai lotar São Januário. Vai fazer a parte dela. E em campo temos que fazer a nossa parte para incendiá-la. Assim vamos fazer de São Januário um lugar que seremos imbatíveis”.

AS QUALIDADES DE QUEM SUBIU PARA A SÉRIE A EM 2007

“O Coritiba tinha um ataque muito bom com o Keirrison. Com a gente na Portuguesa o Diogo jogava muito na época e fazia a diferença. Tanto que ele está bem na Europa. É um jogador acima da média. E a gente tinha uma boa defesa também. O Vitória tinha um elenco muito bom, sem nenhuma estrela. E o outro que subiu foi o Ipatinga, que foi a surpresa na competição”.


abril 23, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , | Deixe um comentário

Dorival Júnior queria força máxima contra o Bangu, domingo, em São Januário

Treinador diz que este não é o momento de fazer experiências porque o time do Vasco ainda está em formação

Ampliar Foto Márcio Iannacca/GLOBOESPORTE.COM Márcio Iannacca/GLOBOESPORTE.COM

Dorival Júnior (sem boné) quer o time sempre com todos os titulares

O técnico Dorival Júnior não pareceu muito satisfeito porque terá de escalar quatro reservas (Mateus, Enrico, Alan Kardec e Gian) contra o Bangu, domingo, em São Januário, às 16 horas. Não pela qualidade dos jogadores que substituirão os titulares Amaral, Carlos Alberto, Elton e Titi, mas ele gostaria de mandar a campo o time que vem atuando junto.

– O time do Vasco está num processo de formação e não podemos nos dar o luxo de mudar as peças. Mas não há outra solução no momento e teremos de ir com o que temos – afirmou o treinador.

O discurso de Dorival Júnior é o de respeitar qualquer adversário. Segundo ele, pode parecer que o Vasco não irá a campo com força máxima por não acreditar no potencial do Bangu para a partida de domingo.

– O meu respeito é o mesmo por todos os times que enfrentamos. Por isso sempre mando a campo o que há de melhor – explicou Dorival Júnior.

Os motivos das alterações no time são por causa de lesão ou porque jogadores estão pendurados com dois cartões amarelos.

abril 4, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , | Deixe um comentário

Vasco vence o Friburguense com facilidade na estreia da Taça Rio

Carlos Alberto, Elton e Rodrigo Pimpão marcam os gols da vitória

Marcelo Sadio/Site Oficial do Vasco da Gama

Carlos Alberto coloca a bola na barriga e comemora o primeiro gol do Vasco

Em ritmo de treino e sem muito trabalho, o Vasco venceu neste domingo o Friburguense por 3 a 0, em São Januário, na estreia na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Carlos Alberto, Elton e Rodrigo Pimpão marcaram os gols cruzmaltinos. Com a vitória, o Time da Colina assumiu a liderança do Grupo A, com três pontos.

Na segunda rodada, o Vasco faz o clássico com o Botafogo, no Maracanã, na quinta-feira, às 19h30min. Já o Friburguense encara o Tigres, em casa.

Antes de a partida começar, as torcedoras que chegaram a São Januário recebiam uma rosa em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. No total, duas mil rosas foram distribuídas.

Carlos Alberto abre o placar

O Vasco começou no ataque, mas levou logo um susto. Aos cinco minutos, o Friburguense teve uma grande oportunidade de marcar. Hercules levou a melhor sobre Fernando, entrou na área e chutou na saída de Tiago. O goleiro defendeu com o braço direito salvando o Vasco de levar o primeiro gol.

Aos sete minutos, o Vasco respondeu e abriu o placar. Fágner fez ótima jogada pelo meio e tocou para Carlos Alberto. Ele recebeu sozinho na área e só tocou rasteiro no canto esquerdo do goleiro Marcos. A posição do vascaíno, segundo o comentarista José Roberto Wright, era normal. O camisa 19 estava na mesma linha do marcador. Na comemoração, Carlos Alberto pegou a bola e colocou debaixo da camisa em homemagem à esposa Carol, que descobriu neste domingo que está grávida de dois meses. Foi o quarto gol de Carlos Alberto no Campeonato Carioca.

Aos 13, Elton teve a chance de ampliar. Nova jogada de Fágner pela direita. Após o cruzamento, o atacante dominou livre na área e chutou. Mas a bola saiu fraca, e o goleiro Marcos defendeu. Poucos minutos depois, outra oportunidade. Jéferson arrancou, entrou na área e chutou rasteiro. A bola bateu na rede pelo lado de fora e alguns torcedores chegaram a gritar gol.

Aos 42 minutos, o árbitro Pathrice Wallace Correa errou feio ao não marcar uma falta clara de Victor Hugo em Alex Teixeira. O vascaíno recebeu ótimo passe e entraria livre na área, mas recebeu um pisão no calcanhar do adversário e caiu. Longe do lance, o juiz não deu nada.

Helton faz o segundo em lance irregular

Ampliar Foto Divulgação/Site Oficial do Vasco da Gama Divulgação/Site Oficial do Vasco da Gama

Torcedoras recebem rosas em São Januário em comemoração pelo Dia Internacional da Mulher

Para o segundo tempo, o técnico Cleimar Rocha resolveu tirar o zagueiro Roberto Júnior e colocar o atacante Ziquinha. Com isso, o Friburguense ficou mais ofensivo. Mas foi o Vasco que chegou logo ao segundo gol em um lance muito confuso.

Carlos Alberto recebeu passe na intermediária e arrancou. O meia driblou um marcador, entrou na área e foi derrubado. Pênalti não marcado pelo árbitro Pathrice Wallace Correa. Mas o vascaíno conseguiu se levantar e permanecer com a bola. Carlos Alberto, então, cruzou. O goleiro Marcos espalmou para o meio da área. A bola parou nos pés de Alex Teixeira, que chutou. Marcos fez uma difícil defesa, mas soltou a bola. O atacante Elton e o goleiro do Friburguense, então, a disputaram. O vascaíno levou a melhor e tocou para o fundo da rede. Vasco 2 a 0.

Os jogadores do Friburguense reclamaram muito, pedindo falta em cima do goleiro. O comentarista José Roberto Wright considerou o lance irregular.

– Foram dois erros no mesmo lance. Primeiro, um pênalti não marcado no Carlos Alberto no início da jogada. Depois, o goleiro Marcos conseguiu chegar antes na bola com as duas mãos e tinha o domínio dela quando o Elton tocou. Foi falta. Errou o juiz ao não marcar a irregularidade – disse.

Após o segundo gol, o Vasco passou a controlar a partida. O técnico Dorival Júnior colocou Rodrigo Pimpão no lugar de Alex Teixeira e Fernandinho na vaga de Carlos Alberto.

Ramon quase fez o terceiro. O lateral recebeu na entrada da área e tentou encobrir o goleiro Marcos, que se esticou todo e conseguiu espalmar para escanteio. O Friburguense ainda perdeu Romário, com câimbras. O atacante não tinha mais condições de permanecer na partida, e o técnico Cleimar Rocha já havia feito as três alterações. Com dez em campo, o Friburguense deixou de ameaçar.

O Vasco também teve um problema físico. Fernandinho, que havia acabado de entrar em campo, sentiu uma lesão no joelho direito e foi substituído por Enrico. No fim da partida, o Vasco ainda fez o terceiro. Rodrigo Pimpão dominou na entrada da área, limpou e soltou a bomba. A bola pegou efeito e entrou no ângulo do goleiro Marcos, que não tinha qualquer chance de defesa. Foi o terceiro gol do atacante no Campeonato Carioca. Vasco 3 a 0.

Na preliminar, os juniores do Vasco venceram o Friburguense por 3 a 0. Philippe Coutinho fez um dos gols. Rodrigo Jordão e Miguel marcaram os outros.

Ficha técnica:

VASCO 3 x 0 FRIBURGUENSE
Tiago, Fágner, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Mateus, Jéferson e Carlos Alberto (Fernandinho) (Enrico); Alex Teixeira (Rodrigo Pimpão) e Elton. Marcos, Cadão, Emerson, Roberto Júnior (Ziquinha); Sérgio Gomes, Cássio, Bidu, Alex (Thiago Santos), Victor Hugo, Hércules e Romário.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Cleimar Rocha.
Gols: Carlos Alberto, aos sete minutos do primeiro tempo; Helton, aos oito minutos, e Rodrigo Pimpão, aos 40 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Ramon e Fágner (Vasco); Sérgio Gomes (Friburguense)
Estádio: São Januário.

Data: 08/03/2009.

Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia.

Auxiliares: Cláudio José de Oliveira Soares e Alexandre Eller.

março 8, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco encara o Friburguense em estreia na Taça Rio com vontade redobrada

Após eliminação na Taça Guanabara por conta da perda de seis pontos no TJD, time da Colina entra em campo neste domingo, em São Januário

Ampliar Foto Divulgação/GLOBOESPORTE.COM Divulgação/GLOBOESPORTE.COM

Concentração total no time da Colina

Eliminado da Taça Guanabara por causa da perda de seis pontos por ter utilizado o meia Jéferson de forma irregular, o Vasco volta a campo neste domingo, às 16h, em São Januário, para encarar o Friburguense, em partida válida pela primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Cheio de disposição, o elenco quer provar para os adversários que teria feito bonito caso não tivesse ficado fora da fase final do turno, que foi conquistado pelo Botafogo.

Acompanhe a estreia do Vasco na Taça Rio ao vivo pela Rede Globo ou em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM.


– A intenção do Vasco é ser campeão. Foi ruim ficar fora, mas conseguimos trabalhar e ficamos mais fortes para esse segundo turno. Temos que colocar em ação isso no segundo turno – afirmou o zagueiro Fernando.

O técnico Dorival Júnior fez três mudanças na equipe em relação aos últimos jogos no Estadual. Duas por motivo de suspensão, e a outra por opção tática. Paulo Sérgio, que chegou a receber três amarelos, mas não teve o cartão assinalado na súmula, não vai entrar em campo. O departamento jurídico e a comissão técnica decidiram não colocá-lo para evitar novos problemas no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Fágner está confirmado entre os titulares.

Além de Paulo Sérgio, o volante Nilton, com três cartões amarelos, também está fora. Mateus treinou entre os titulares e foi confirmado por Dorival Júnior na equipe titular. A única mudança que ocorreu no time devido à parte técnica foi a saída de Rodrigo Pimpão para a entrada de Alex Teixeira. Para o comandante cruzmaltino, a equipe tem tudo para iniciar a competição com o pé-direito.

– O time vinha tendo uma boa consistência com o Nilton e o Paulo Sérgio, com bom aproveitamento, principalmente nas bolas paradas. Perdemos os dois, mas ganhamos mais dois.
Os jogadores do Vasco ganharam uma força a mais para o confronto. Na sexta-feira, a diretoria quitou o salário de janeiro, que havia vencido no dia 20 do mês passado.

– Isso é importante, mas não é tudo. Quando a gente entra em campo, esquece isso – disse o zagueiro Fernando.

Frizão quer fugir das últimas colocações na classificação geral
Do lado do Friburguense, o técnico não poderá contar com o zagueiro Wallace, expulso na última partida do primeiro turno. Cleimar Rocha  vai escalar Heitor em seu lugar.

O Frizão luta para fugir das últimas colocações na classificação geral. No primeiro turno, somou apenas cinco pontos e ficou com a última colocação no Grupo B. Em sete jogos, a equipe venceu um, empatou dois e perdeu quatro.

FICHA TÉCNICA:

VASCO FRIBURGUENSE
Tiago, Fágner, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Mateus, Jéferson e Carlos Alberto; Alex Teixeira e Elton. Bruno Garcia, Sérgio Gomes, Cadão, Heitor e Gilson; Leomir, Elan, Hércules e Alex Faria; Victor Hugo e Ziquinha.
Técnico: Dorival Júnior. Técnico: Cleimar Rocha.
Estádio:São Januário. Data: 07/03/2009. Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia. Auxiliares: Cláudio José de Oliveira Soares e Alexandre Eller.
Transmissão: A TV Globo RJ transmite a partida ao vivo para todo estado. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h50m (de Brasília).

março 7, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco e Cabofriense: por futuro na Taça GB

Cruzmaltino pode obter classificação; adversário quer se manter vivo

Vasco e Cabofriense se enfrentam para desenhar a classificação final do Grupo A da Taça GuanabaraVasco e Cabofriense se enfrentam para desenhar a classificação final do Grupo A da Taça Guanabara (Crédito: Montagem: Luiz Cláudio Dionysio)

LANCEPRESS!

Vasco e Cabofriense se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, em São Januário, pela sexta rodada do Grupo A da Taça Guanabara ou para sacramentar sua passagem à semifinal do turno, no caso do Cruzmaltino, ou para se manter com chances de alcançar à decisão, caso da equipe da Região dos Lagos.

Acompanhe a narração deste jogo em tempo real no PORTAL !.

O confronto marca o encontro da defesa vascaína, que contará com dois atletas que compuseram o setor em 2008, o segundo pior do Campeonato Brasileiro, com o atual artilheiro do Campeonato Carioca, Anselmo – já marcou cinco vezes, quatro delas na última rodada, contra o Tigres.

Líder com dez pontos, o Vasco precisa de uma vitória e uma combinação de resultados (tropeços de Americano e Duque de Caxias) para garantir vaga na próxima fase do turno. O técnico Dorival Júnior não poderá contar com o zagueiro Titi, suspensos, e escolheu para seus lugares, respectivamente, o atacante Élton e o zagueiro Vilson.

– O Vilson tem mostrado bom desempenho nos treinos e o que passou, passou. O time inteiro passou por problemas durante o ano passado – avaliou o treinador cruzmaltino sobre a oportunidade dada ao jogador, de 20 anos, bastante criticado pela torcida por suas atuações em 2008.

A Cabofriense, com sete pontos e em terceiro lugar no grupo, precisa de um resultado positivo para se manter com chances de classificação à fase semifinal da Taça Guanabara. O técnico Ademir Fonseca, sem poder contar com os volantes Da Silva e Fábio Tenório, lesionados, e o meia Marcos Marins, lesionado, vai com três atacantes para o confronto.

– Eu vou batalhar para balançar a rede nesse jogo e seguir na artilharia. Temos chances de seguir disputando o turno, mas tudo depende de um bom resultado em São Januário – analisou o atacante Anselmo Ramon, que terá a companhia de Fabinho e Roberto para preocupar a defesa cruzmaltina.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X CABOFRIENSE

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 11/2/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Antônio Silva dos Santos (RJ)
Auxiliares: Marcos Antônio Bastos Júnior (RJ) e Michael Correia (RJ)

VASCO: Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Vilson e Ramon; Amaral, Nilton, Jéferson e Carlos Alberto; Rodrigo Pimpão e Élton. Técnico: Dorival Júnior.

CABOFRIENSE: Flávio, Valdir, Demerson, João Paulo e Gérson; Márcio, Zotti e Ernane; Fabinho, Roberto e Anselmo Ramon. Técnico: Ademir Fonseca.

fevereiro 10, 2009 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário