Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Juventude e Inter empatam no jogo do ano

Colorado segue líder do Grupo 1, seguido pelo time de Caxias do Sul

Juventude e Inter protagonizaram um grande jogo

Juventude e Inter protagonizaram um grande jogo (Crédito: Gilmar Gomes)

LANCEPRESS!

Juventude e Internacional fizeram o melhor jogo do Gauchão, na tarde deste sábado no Alfredo Jaconi, e empataram em 3 a 3. O time da casa largou na frente, sofreu a virada, marcou outros dois gols e, por fim, levou o gol de empate.

O Colorado atuou dois terços da partida com dez homens, e utilizou a técnica de alguns de seus jogadores e o toque de bola para segurar o ímpeto do Juventude. O primeiro gol de Nilmar, o segundo do time, foi o mais bonito da competição até aqui.

Com o empate, o Inter garantiu matematicamente o primeiro lugar o Grupo 1 e, por conseqüência, os jogos do mata-mata do returno no Beira-Rio.

Disputado em alta velocidade pelas duas equipes, o jogo teve quatro gols no primeiro tempo. O Juventude encarou o confronto como uma final devido ao 8 a 1 do Gauchão passado? Na verdade, o alviverde sempre foi páreo duro para o Inter: vencera as cinco partidas anteriores disputadas em Caxias do Sul.

Garra, multiplicação de jogadores na marcação, velocidade e catimba. O Juventude usou todas as armas para segurar e atacar o Inter. Saiu na frente aos 11, em cabeceio perfeito de Mendes numa bola de escanteio.

Com toques de bola, e na qualidade de alguns de seus jogadores, o Inter virou. Aos 18, Andrezinho recebeu de Magrão pelo meio e encobriu o goleiro Gatti. Dez minutos depois, Nilmar fez o gol mais bonito do campeonato: aplicou chapéu em Juan Pérez e, sem deixar cair, emendou para o canto esquerdo.

Mas o jogo logo virou. Aos 33, Mendes empatou num pênalti cometido por Sandro, que ainda foi expulso – num lance que contou com a catimba de Ivo.

O árbitro Fabrício Correa poderia ter expulsado o zagueiro Da Silva, que fez falta grosseira em Taison e depois chutou suas costas, mas preferiu dar cartão amarelo ao juventudista e ao colorado, este por reagir aos gritos.

Com um homem a mais, o Juventude voltou com o meia Alan no lugar de um dos três zagueiros, Da Silva. E foi para a pressão total. Verdade que tomou alguns contragolpes, puxados por Taison. Num deles, Magrão arrematou e Juan Pérez tirou em cima da linha.

O mesmo Juan Pérez faria o gol da vantagem, aos 20, cabeceando entre os zagueiros do Inter.

Aos 24, Nilmar empatou – em todos os sentidos. Com Ivo, que forçara a queda no lance do pênalti contra o Inter; e o jogo, ao cair depois de um leve toque de Walker em suas costas, na grande área. Ele mesmo cobrou, no canto direito.

Mendes ainda exigiria grande defesa de Lauro, aos 26.

Mas as jogadas de área foram rareando aos poucos. Porque a partida tinha sido excepcionalmente corrida até ali. E também porque o Inter passou a encarar o empate como um bom resultado, deixando de ir à frente com mais freqüência.

De qualquer forma, pode-se afirmar que foi a melhor partida do Gauchão.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 3 X 3 INTERNACIONAL

Estádio: Alfredo Jaconi (Caxias do Sul, RS)
Data-hora: 28/03/2009 – 16,10h
Árbitro: Fabrício Correa
Auxiliares: João Lúcio e Edemar Palmeira
Renda e público:
Cartão amarelo: Da Silva, Juan Pérez, Cicinho (J), Bolívar, Álvaro, Sandro, Taison (I)
Cartão vermelho: Sandro (I) 32 do primeiro tempo; Cicinho (J) 27 do segundo.
Gols: Mendes (J) 11, Andrezinho (I) 18, Nilmar (I) 28, Mendes (J) 33 do primeiro tempo; Juan Pérez (J) 20), Nilmar (I) 24 do segundo.

JUVENTUDE: Gatti; Da Silva (Alan, intervalo) Tiago Reinz e Juan Pérez; Naydion, Walker, Lauro, Zezinho (Maycon 37/2T) e Cicinho; Mendes e Ivo (Leo Andrade 42/2T) Técnico: Gilmar Iser.

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Indio, Álvaro e Marcelo Cordeiro; Sandro, Magrão, Guiñazú e Andrezinho (Rosinei 16/2T); Taison (Giuliano 36/2T) e Nilmar (Alecsandro 36/2T). Técnico: Tite.

março 27, 2009 Posted by | Internacional, Juventude | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em ascensão, Goiás recebe a visita do Vitória

Time goiano está a apenas um ponto do Leão na tabela de classificação

O Goiás recebe o Vitória neste sábado, às 18h20, no Serra Dourada, neste sábado. O rubro-negro, que tem 40 pontos, está a três do G-4. O Esmeraldino está a um atrás do Vitória.

Apesar dos baianos estarem melhor na tabela, os números, atualmente, favorecem o time goiano, que tem a melhor campanha da Série A neste returno. Dos 21 pontos disputados, o time venceu 16, com cinco triunfos, um empate e uma derrota.

Com o possível desfalque do atacante Anderson Gomes, que sofreu um pisão no treino, o técnico Hélio dos Anjos deve escalar apenas Iarley no comando do ataque.

Com esta configuração, Thiago Feltri deve retornar à lateral-esquerda, enquanto Paulo Baier e Julio Cesar fazem a armação das jogadas. O zagueiro Henrique, suspenso pelo terceiro cartão, e o meia Romerito, machucado, são os baixas certas do Goiás.

O Vitória, que fez um bom primeiro turno, amarga uma campanha pouco convincente nesta segunda etapa do Brasileirão: são apenas duas vitórias, dois empates e três derrotas. Com Anderson Marins vetado pelos médicos, Vágner Mancini optou pela entrada de Leonardo Silva, que forma dupla de zaga com Marcelo Batatais.

FICHA-TÉCNICA

GOIÁS x VITÓRIA

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 27/09/2008 – 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Peçanha (RJ) e Alécio Aparecido Lezo (MS)

GOIÁS: Harlei; Rafael Marques, João Paulo e Ernando; Vitor, Fahel, Ramalho, Paulo Baier, Júlio César e Thiago Feltri; Iarley. Técnico: Hélio dos Anjos.

VITÓRIA: Viáfara; Rafael, Marcelo Batatais, Leonardo Silva e Marcelo Cordeiro; Renan, Vanderson, Ramón Menezes e Willians Santana; Osmar e Leandro Domingues. Técnico: Vágner Mancini.

setembro 26, 2008 Posted by | Goiás, Vitória | , , , , | Deixe um comentário