Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Kléber Pereira faz dois, Peixe vira em cima do Rio Branco, mas não elimina volta

Na estreia de Vagner Mancini, time perde muitas chances, mas vence a partida. Na volta, Alvinegro pode até perder por 1 a 0

No embalo de Kléber Pereira, o Santos venceu o Rio Branco, do Acre, por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira à noite, em Rio Branco, pela primeira rodada da Copa do Brasil.Foi a estreia do técnico Vagner Mancini, que assumiu o comando do Alvinegro após a saída de Márcio Fernandes. O Peixe saiu atrás, jogou com um a mais desde os 11 minutos do segundo tempo, pressionou muito, e teve chances para golear e eliminar o jogo de volta. Mas abusou das chances perdidas.  O jogo de volta será disputado no dia 18 de março, na Vila Belmiro. O Peixe pode até perder na volta por 1 a 0 que, ainda assim, avança.

Rio Branco assusta

Empolgado, o Rio Branco partiu para cima do Santos logo que o árbitro apitou o início da partida. Tanto que não deu tempo nem para o adversário se assentar em campo. Logo aos cinco minutos, Ananias acertou uma bomba da entrada da área. Douglas não conseguiu segurar. No rebote, Juliano César ganhou a dividida de Paulo Henrique e cabeçeou para o gol, abrindo o placar.

O Santos conseguiu se recuperar do susto e passou a tocar a bola, chamando o adversário e se lançando em rápidos contra-ataques. A estratégia era perigosa, pois o Estrelão chegou a sufocar a equipe santista e quase chegou ao segundo. No entanto, o Alvinegro conseguiu segurar a pressão e empatar a partida. Aos 19, Pará fez boa partida pela direita e cruzou para Kléber Pereira, que emendou de primeira e tirou a bola do alcance de Acosta.

O Rio Branco não conseguiu manter o ritmo forte até o fim e o Peixe passou a jogar melhor, tentando até chances para virar a partida, como quando Róbson, aos 41, Robson desce em velocidade e ajeita para Madson chutar forte. Acosta defendeu.

Peixe pressiona, e consegue a virada

O Santos começou melhor no segundo tempo, dominando a posse de bola e se aproveitando dos erros de passe do adversário.  Com a pressão santista, o Rio Branco ficou acuado, apenas fazendo faltas. Tanto que Bruno acabou expulso aos 11 minutos. Ele já tinha cartão amarelo e acabou acertando o lateral-esquerdo santsita Triguinho.

Curiosamente, quando passou a ter um jogador a mais, o Peixe tirou o pé e o Estrelão chegou até a ameaçar, mas sem conseguir acertar o alvo. Aos poucos, porém, o Alvinegro foi se acertando novamente e rondando a área do Rio Branco. Molina e Wesley, que entraram nos lugares de Róbson e Bolaños, respectivamente, fizeram o Peixe crescer e criar muitas chances. Os chutes vinham de todo o lado. Ora, Kléber Pereira, ora Molina, ora Madson. Faltava, no entanto, acertar o gol.

O técnico do Rio Branco, por outro lado, estava satisfeito com o empate. Tanto que tirou os dois melhores jogadores do time para reforçar a marcação. Tirou Juliano César, autor do gol, e Testinha. Foi muito vaiado pelos torcedores. Todo fechado, o Estrelão limitou-se a ficar preso atrás, tentando segurar a pressão santista.

O bloqueio da equipe acreana caiu aos 41, quando Kléber Pereira recebeu de Molina e virou a partida.

Ficha técnica:

RIO BRANCO-AC 1 x 2 SANTOS
Acosta, Bruno, Rodrigão, Fábio Silva e Ananias (Esquerdinha); Zé Marcos, Nilton Melgar, Nenem e Ismael; Testinha (Jajá), Juliano César (Pery). Douglas, Pará, Fabão, Paulo Henrique e Triguinho (Paulinho Henrique Lima); Roberto Brum, Rodrigo Souto, Róbson (Molina) e Madson; Bolaños (Wesley) e Kléber Pereira.
Técnico: Ulisses Torres. Técnico: Vagner Mancini.
Gols: Juliano César, 5, e Kléber Pereira, aos 19 do primeiro e aos 41 do segundo tempo
Cartões amarelos: Triguinho, Roberto Brum, Rodrigão (Santos), Bruno, Nilton Melgar (Rio Branco). Cartão vermelho: Bruno (Rio Branco).
Estádio: Arena da Floresta, em Rio Branco (AC). Data: 18/02/2009. Árbitro: Arnoldo Vasconcelos Figarela (RO). Auxiliares: Márcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa /RO) e Wilson Gonçalves de Aquino (RO).

fevereiro 19, 2009 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário