Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Dramático! Flamengo vence o Guarani no sufoco e respira

Antes da partida o técnico Vanderlei Luxemburgo dizia que o jogo contra o Guarani era a hora dos mais experientes chamarem a responsabilidade. Porém, o predestinado Diego Maurício saiu do banco de reservas com o jogo empatado, na noite deste sábado, no Engenhão, para fazer o gol salvador do Flamengo na vitória de 2 a 1.

O triunfo direto sobre o Bugre faz o Rubro-Negro chegar aos 43 pontos e se afastar de vez da zona de rebaixamento. O time paulista fica ainda mais ameaçado com 37 pontos, na zona da degola. Os gols da partida foram marcados por Renato, Baiano e Diego Maurício. Após o jogo, parecia uma conquista. Os jogadores ficam ajoelhados comemorando a vitória.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Os dois times voltam a jogar no domingo. No Raulino de Oliveira, o Flamengo encara o Cruzeiro, às 17h. Na mesma hora em que Guarani recebe o Grêmio no Brinco de Ouro.

Diego Maurício põe Fla na frente

Com as duas equipes precisando da vitória para se afastar da zona de rebaixamento, o primeiro tempo foi bastante disputado no Engenhão. O Flamengo começou mais ligado na partida e logo no primeiro lance desarmou o adversário. Logo aos 2 minutos, Diogo fez boa jogada individual na intermediária e foi derrubado. Renato cobrou com perfeição no ângulo direito do gol de Emerson: 1 a 0 Flamengo.

O gol deu força ao Guarani, que passou a pressionar. O Rubro-Negro dava espaços para a chegada dos jogadores do Bugre. Em falta cobrada por Baiano, aos 12 minutos, a bola quicou e enganou Marcelo Lomba: 1 a 1. O goleiro passou a ser vaiado após a falha. O Fla não se abateu e foi para cima na tentiva do empate. Em boa trama entre Kleberson e Deivid, o atacante deixou o volante em boas condições para finalizar, mas acabou cruzando.

O time paulista diminui o ímpeto depois do gol. Aos 23, Renato cobrou bem a falta à esquerda e Emerson, esperto, conseguiu encaixar a bola. O time carioca tinha dificuldade de dar velocidade às jogadas e forçava muito pelo meio de campo, facilitando a vida do time paulista. Apesar disso, Maldonado encontrou espaços e deu passe bom para Léo Moura livre na direita. O lateral chutou colocado, mas emerson fez bela defesa, aos 30 minutos.

Na trombada com zagueiro Deivid se machucou e deu lugar a Diego Maurício, aos 21 minutos. Um dos melhores em campo na primeira etapa, Diogo arrancou em velocidade, passou por dois adversários e mesmo caído conseguiu rolar para Diego Mauríci. Oportunista, Drogbinha buscou o canto e fez o gol da virada no Engenhão: 2 a 1.

O Guarani abdicava do ataque e o Flamengo melhorou ainda mais após o segundo gol. Aos 38, o Flamengo poderia ir para o intervalo mais tranquilo. Léo Moura fez boa jogada e encontrou Renato livre no meio. O apoiador, confiante, bateu de primeira, Emerson, batido no lance, só ficou olhando a bola passar rente à trave esquerda.

Fla administra e sai com a vitória

O Flamengo voltou mais acomodado do intervalo e o Guarani melhorou um pouco em relação à primeira etapa. Nos primeiro minutos de jogos poucas jogadas foram criadas. Os dois times não queriam se arriscar. A primeira boa jogada foi realizada pelo Rubro-Negro. O jovem atacante recebeu pela esquerda, aplicou bom drible no adversário e cruzou para área. Atento, Alison afastou o perigo da área do Guarani.

A torcida pedia a entrada de Petkovic. O Guarani assustava pouco e o Rubro-Negro não acertava a saída de bola. Sumido no segundo tempo, Juan chegou bem pela esquerda, cruzou na segunda trave visando Diego Maurício ou Diogo, no entanto, a bola foi muito forte facilitando a vida dos zagueiros do Guarani.

Aos 25 minutos, Léo Moura arrancou pela direita, cruzou, mas Apodi afastou. Renato Abreu domina o rebote no peitio e finaliza forte e manda sobre a meta do Guarani. Aos 28, enfim, o pedido da torcida rubro-negro foi realizado. Petkovic entrou em campo e na primeira jogada passou por quatro adversário e quase fez um gol de placa no Engenhão. No último momento, o zagueiro consegue interceptar o sérvio.

O Guarani jogava recuado demais e o Flamengo pressionava a todo momento. A entrada de Pet melhorou a equipe de Luxemburgo. O Bugre mudou a estratégia a partir dos 30 minutos. Como não conseguia criar oportunidades no contra-ataque se mandou desesperadamente em busca do empate. Em cobrança de falta, Aislan quase marcou de cabeça, aos 36 minutos. A bola passou rente à trave direita de Lomba, na melhor oportunidade do time paulista no segundo tempo.

FLAMENGO 1 X 2 GUARANI

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 20/11/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Cesar Augusto de Oliveira Vaz (DF) e João Antônio Paulo Neto (DF)
Renda/público: R$ 387.940,00/ 34.944 (pagantes)
Gols: Renato (2’/1ºT), Diego Maurício (33’/1ºT); Baiano (12’/1ºT)

Cartão amarelo: Flamengo: Léo Moura (41’/1ºT), Willians (17’/2ºT), Juan (19’/2ºT), Diego Maurício (21’/2ºT); Guarani: Preto (22’/1ºT),
Cartão vermelho:

FLAMENGO: Marcelo Lomba, Léo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson (Marquinhos 17’/2ºT) e Renato; Diogo (Petkovic 27’/2ºT) e Deivid (Diego Maurício – 21’/1ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GUARANI: Emerson, Apodi, Aislan, Ailson e Márcio Careca; Maycon, Baiano, Preto (Paulinho) e Barboza (Mário Lucio – intervalo) ; Mazola e Geovane. Técnico: Vagner Mancini.

novembro 20, 2010 Posted by | Flamengo, Guarani | | Deixe um comentário