Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Único vice em 2007 e 2008, Guerreiro admite motivação de reencontrar o Fla

Volante, que é remanescente das últimas finais, acredita que, em 2009, a história vai mudar

Ampliar Foto Fred Huber/GLOBOESPORTE.COM Fred Huber/GLOBOESPORTE.COM

Guerreiro acredita que, desta vez, história da final com o Flamengo será diferente

Durante todo o dia, a preocupação em General Severiano foi evitar falar sobre o Flamengo, adversário da final da Taça Rio, que acontece neste domingo. Leandro Guerreiro foi dos integrantes do grupo que preferiram comentar sobre o Americano e a partida desta quinta-feira, pela Copa do Brasil. No entanto, o volante, que é único jogador do atual elenco que disputou as duas últimas finais do Campeonato Carioca contra o Rubro-Negro, reconhece que não pode deixar de pensar que esta é a oportunidade de dar um fim à série de derrotas sobre o rival.

– Se eu falar que não penso nisso, estaria mentindo. Lógico que existe uma motivação a mais, pois fica na cabeça o pensamento de que, agora, preciso vencer. E estou confiante de que isso vai acontecer com muita dedicação e trabalho – disse.

Leandro Guerreiro foi titular nos quatro jogos da final do Campeonato Carioca dos últimos dois anos. Dos atuais titulares do Botafogo, Juninho disputou a decisão de 2007. Renan e Alessandro estiveram em campo em 2008.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 13, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aniversariantes marcam e Bota vence o Caxias

Emerson, Victor Simões e Reinaldo balançam a rede e são homenageados pela torcida no Engenhão

Aniversariante, Victor Simões fez o seu e é um dos artilheiros do EstadualAniversariante, Victor Simões fez o seu e é um dos artilheiros do Estadual (Crédito: Paulo Sérgio)

Disposto a não ficar distante da classificação para as semifinais da Taça Rio, o Botafogo fez valer o mando de campo e, apesar da disposição do Duque de Caxias, goleou: 4 a 0. Aniversariantes, Emerson, Victor Simões e Reinaldo balançam a rede e são homenageados pela torcida. Maicosuel também deixou o seu.

Veja os gols da vitória do Botafogo

No começo da partida, o Duque de Caxias demonstrou uma boa aplicação tática e não deixou os meias Maicosuel e Batista armarem as jogadas. O camisa 10, inclusive, precisou voltar até antes do meio-de-campo para tentar aparecer mais no jogo.

A equipe do Botafogo só incomodou a defesa do Caxias quando passou a jogar pelos lados do campo. Porém, em um dos raros momentos que o Tricolor da baixada descuidou da marcação no primeiro tempo, Thiaguinho descolou um belo lançamento para Maicosuel que passou pelo goleiro e abriu o placar.

Com o gol, os botafoguenses diminuiram o ritmo e o Duque de Caxias assustou Renan em duas oportunidades com Eduardo Telles batendo falta. Mas o primeiro tempo terminou mesmo em 1 a 0.

Na segunda etapa, o Botafogo voltou sem Maicosuel. Com dores no tornozelo esquerdo, o camisa 10 deu lugar a Lucas silva. Porém, a mudança da equipe pôde ser vista também na postura mais ofensiva. Tanto que logo aos três minutos, Emerson, que fez aniversário no último sábado, fez, de cabeça, seu primeiro gol com a camisa alvinegra.

O Duque de Caxias sentiu o gol e passou apenas a se defender para não sofrer uma goleade. Mas sem muito resultado. Tanto que aos 10 minutos, Reinaldo foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. O camisa 7 deixou a cobrança para Victor Simões que fez seu 9º gol no Estadual. A torcida fez questão de homenagear o artilheiro com ‘parabéns para você’, lembrando que ele comemora 28 anos nesta segunda.

Alguns minutos depois, Reinaldo sofre outro pênalti, mas dessa vez, se encarregou da cobrança. e não decepcionou: 4 a 0 para o Botafogo. Foi o primeiro gol do atacante no Engenhão. A torcida também não esqueceu do aniversário do camisa 7, que completou 30 anos no última dia 14, e cantou parabéns mais uma vez.

No finalzinho do jogo, Victor Simões teve chance de fazer mais um e se isolar na artilharia. Alessandro chutou cruzado, o camisa 9 chegou de carrinho mas a bola passou por cima do gol. Fim de jogo: 4 a 0 para o Botafogo.

Ficha técnica:

BOTAFOGO X DUQUE DE CAXIAS

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 20/3/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Auxiliares: Marcelo Braz Mariano (RJ) e Lilian Fernandes Bruno (RJ)
Renda/público: R$ 61.278.50 / 3.494 pagantes
Cartões amarelos: Victor Simões (BOT); Cadu, Anderson, Giovani, Henrique (DCA)
Cartões vermelhos: Henrique (DCA)
Gols: Maicosuel, 18/1ºT (1-0), Emerson, 3/2ºT (2-0), Victor Simões, 10/2ºT (3-0) e Reinaldo, 18/2ºT (4-0)

BOTAFOGO: Renan, Emerson, Juninho (Alex Lopes) e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Batista, Maicosuel (Lucas Silva) e Thiaguinho (Gabriel); Reinaldo e Victor Simões – Técnico: Ney Franco

DUQUE DE CAXIAS: Borges, Douglas Silva, Henrique, Eduardo Teles e Alan; Cadu, Pingo (Léo Oliveira), Geovani e Juninho; Anderson e Deni (Dudu) -Técnico: Carlos César.

março 18, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Com força máxima, Tricolor tenta reencontrar vitória diante do Mirassol

São Paulo vem de duas derrotas, mas desta vez não tem Libertadores

Ampliar Foto Agência/Reuters Agência/Reuters

Washington volta a campo nesta quinta-feira

Desta vez, o São Paulo não tem motivos para não estar totalmente focado no Paulistão . O time só joga pela Libertadores na semana que vem, está com a equipe principal recuperada da viagem à Colômbia e vem de duas derrotas no Estadual. Por tudo isso, a partida contra o Mirassol, nesta quinta-feira, às 21h45, no Morumbi, ganhou importância maior. Com força máxima, o Tricolor precisa da vitória em casa para se manter tranquilo no G-4.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partida em Tempo Real. O Sportv e o Premiére transmitem o duelo.

O anfitrião começou a rodada na terceira posição, com 23 pontos. E está com Santos , Santo André e Portuguesa na cola. O Mirassol tem a 12ª posição, com 14 pontos, e tenta conquistar os pontos fora de casa para não se aproximar da zona de rebaixamento. Mas se depender do técnico Muricy Ramalho, o visitante não terá chances de se reabilitar, pois o treinador exige a vitória tricolor não só nesta quinta, mas também no domingo, em casa, diante do Marília.

– Temos dois jogos em casa, a obrigação de ganhar ambos e ficar no grupo dos quatro primeiros, pois temos que nos preparar para outra semana e conseguir os resultados. Se temos times perto de nós na tabela, é porque eles se prepararam bem, não estão fazendo uma boa campanha de graça, têm condições e não são surpresa para ninguém – explicou Muricy, referindo-se aos times que estão logo abaixo do G-4.

O São Paulo perdeu as duas últimas partidas da competição para o Mogi Mirim, com um time misto, e para o Santos, na Vila Belmiro. O Mirassol vem de quatro resultados negativos, diante de Botafogo, Guaratinguetá, Ponte Preta e Oeste.

Força máxima para se reencontrar no Paulistão

Ampliar Foto Carolina Elustondo/GLOBOESPORTE.COM Carolina Elustondo/GLOBOESPORTE.COM

Washington e Borges voltam a formar dupla

Aproveitando que a Libertadores é só na próxima semana, Muricy quer recolocar o São Paulo nos eixos no Estadual e vai escalar o que tem de melhor para esta partida. Mas nunca revela a escalação antes do jogo, tampouco o esquema tático. Se optar pelo 3-5-2, mais usado pelo time, Renato Silva se consolidará ainda mais na zaga, ao lado de Miranda e André Dias. O camisa 14 vem ganhando a disputa com Rodrigo por uma vaga.

Junior Cesar também está se saindo bem pela esquerda, principalmente por se entender bem com Jorge Wagner. Hugo deve ficar no banco. Na frente, a dupla que já marcou nove gols em oito jogos como titular: Washington e Borges. Os dois desfalques certos são Dagoberto, suspenso, e Wagner Diniz, machucado.

Novo técnico e mudanças na escalação

No Mirassol, a novidade é a estreia do técnico Pintado, que já chegou fazendo mudanças na equipe para evitar mais derrotas. A principal novidade promovida pelo comandante é o retorno de Júnior Maranhão como titular, aproveitando que Acleísson cumprirá suspensão. Outro desfalque é Alex Silva, também suspenso. Deleu deve ser o substituto. Antes da partida, o Mirassol treinou no CT do Palmeiras, na tarde desta quarta-feira.

SÃO PAULO MIRASSOL
Rogério Ceni, André Dias, Renato Silva e Miranda; Zé Luis, Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges e Washington. Mauro; César, Bruno Aguiar e Márcio Santos; Deleu, Júnior Maranhão, Luciano Sorriso, Roger, Rodrigruinho e Anderson Paim; Luís Ricardo.
Técnico: Muricy Ramalho. Técnico: Pintado.
Estádio: Morumbi. Data: 12/03/2009. Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral. Auxiliares: Rafael Luiz da Silva e David Botelho Barbosa.
Transmissão: O SporTV exibe a partida ao vivo. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h45m (de Brasília).

março 12, 2009 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário