Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Sob os olhares de Ronaldo, Nilmar faz golaço e dá vitória ao Inter sobre Timão

Atacante dribla seis corintianos antes de marcar, e Colorado derruba invencibilidade de 26 partidas do Corinthians jogando no Pacaembu

Sem Ronaldo e outros oito titulares em campo, a torcida do Corinthians sentiu na pele neste domingo o que é ter um craque jogando do lado contrário. Nilmar, que deixou o mesmo Timão em uma polêmica briga judicial em 2007, criou a primeira obra-prima do Campeonato BrasileiroInternacional por 1 a 0 sobre o Timão, no Pacaembu, pela rodada inaugural da competição.

O golaço fez o Fenômeno deixar o estádio logo no início do jogo. Da boca do túnel que leva aos vestiários, o craque pentacampeão viu o atacante colorado enfileirar seis alvinegros até o toque preciso no canto esquerdo, sem chances para Felipe. Depois disso, Ronaldo voltou ao estacionamento e foi embora. Ninguém sabe se para comprar um ingresso pela pintura que presenciou ou se voltou a seu apartamento para rever pela televisão o mágico lance.

O resultado, aliás, quebra a invencibilidade do Corinthians jogando em casa. Foram 26 jogos sem derrota (20 vitórias e seis empates). A última havia sido no dia 19 de julho de 2008, quando foi batido por 1 a 0 pelo Bahia, ainda pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Após a estreia no Brasileirão, Corinthians e Internacional voltam a pensar nas quartas de final da Copa do Brasil. O Timão enfrenta o Fluminense, quarta-feira, às 21h50m, no Pacaembu. O Colorado pega o Flamengo, no mesmo dia e horário, no Maracanã.

Nilmar comemora gol da vitória

O Corinthians bem que tentou, mas não foi páreo para a superioridade técnica do Internacional. Com nove reservas e pouco entrosamento no esquema 3-5-2, o Timão ainda conseguiu assustar, logo aos dois minutos. Diogo avançou livre pelo lado direito do ataque e cruzou para Lulinha cabecear por cima, animando os poucos torcedores presentes no Pacaembu.
Foi só. O Colorado não demorou a assumir o controle do jogo com toques rápidos, mas esbarrando no ferrolho montado por Mano Menezes, com todos os jogadores no campo de defesa quando o Timão ficava sem a bola e em busca de um contra-ataque destruidor.
A estratégia alvinegra deu resultado até aparecer a qualidade de dois sérios candidatos a craque do Brasileirão: D’Alessandro e Nilmar. Aos nove minutos, o argentino deu lindo passe do meio-de-campo para a ponta direita nos pés do atacante. Ele dominou, partiu em velocidade e deixou cinco adversários para trás. Na área, uma finta seca em Renato e um chute preciso, no canto esquerdo de Felipe. Golaço!


O Corinthians só respondeu aos 19 em um lance quase tão bonito quanto o criado por Nilmar. O estreante Jucilei recebeu passe pelo lado direito, deixou Álvaro e Magrão sentados com dois belos dribles, mas demorou a finalizar e permitiu que Índio travasse e evitasse a igualdade.

Antes do término da primeira etapa, o Inter perdeu três grandes oportunidades de ampliar. Aos 27, Felipe salvou depois que Glaydson chutou e a bola desviou na zaga. Oito minutos mais tarde, o goleiro apareceu novamente, defendendo no susto uma cabeçada de Índio em falta batida por D’Alessandro. A principal delas surgiu aos 43. Taison chutou para fora quase de dentro do gol ao receber passe de Magrão em jogada de Nilmar.

Na volta do intervalo, o Corinthians surgiu melhor posicionado e impedindo que o Internacinal tivesse uma saída de bola tranquila a partir da defesa. Com o Inter apostando nos contra-ataques, Mano Menezes colocou dois titulares em campo para melhorar a qualidade técnica e a força ofensiva. Diogo deu lugar a Alessandro e Dentinho ocupou a vaga de Jucilei.

Aos 18 minutos, Wellington Saci soltou a bomba da intermediária e quase acertou o canto esquerdo de Lauro. Três minutos mais tarde, após cruzamento da esquerda, Souza, sempre tão vaiado pela torcida, furou na pequena área e perdeu grande chance, levando a Fiel ao desespero.

Com D’Alessandro e Taison desaparecidos em campo, o técnico Tite colocou Andrezinho e Giuliano. No entanto, o Corinthians continuou melhor. Lulinha, aos 27, aplicou linda finta em Guiñazu pela direita e cruzou. De frente para o gol, Alessandro bateu rasteiro e Lauro fez boa defesa.

Muito diferente do primeiro tempo, o Colorado só assustou em um lance de bola parada, aos 38. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Álvaro subiu livre, cabeceou forte e Felipe fez ótima defesa. Depois disso, o Corinthians passou a errar muito passes, irritou a torcida e ainda teve de ouvir os poucos colorados presentes ao Pacaembu gritarem “olé”.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Ficha técnica:

CORINTHIANS 0 x 1 INTERNACIONAL
Felipe, Renato, Jean e Diego; Diogo (Alessandro), Cristian, Jucilei (Dentinho), Boquita e Wellington Saci (Otacílio Neto); Lulinha e Souza. Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Glaydson, Magrão, Guiñazu e D’Alessandro (Andrezinho); Taison (Giuliano) e Nilmar (Alecsandro).
Técnico: Mano Menezes. Técnico: Tite.
Gols: Nilmar, aos nove minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Diego, Boquita (Corinthians); Guiñazu, Bolívar (Internacional)
Estádio: Pacaembu. Data: 10/05/2009. Árbitro: Evandro Rogerio Roman (Fifa-PR). Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Gilson Bento Coutinho (PR). Público: 14.458 pagantes. Renda: R$441.063,00.

maio 10, 2009 Posted by | Corinthians, Internacional | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário