Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

CFZ deve ser incorporado ao Fla

Clubes devem fechar negociação nesta sexta-feira

LANCEPRESS!

O Flamengo deve assinar nesta sexta-feira um protocolo de intenção de compra e venda do CFZ do Rio, clube fundado pelo maior ídolo rubro-negro, Zico. As duas partes vêm conversando há cerca de quatro meses e o acordo pode ser anunciado oficialmente pelo clube da Gávea, no dia da assinatura.

Segundo especula-se, a Fundação Getúlio Vargas estaria sendo a responsável pelo modelo econômico de gestão do negócio. O Flamengo teria que pagar as prestações, em quantidade ainda não divulgadas, e manteria, se quiser, a marca CFZ. O clube da Gávea poderia, também, utilizar as instalações do CFZ.

A assinatura, na sexta-feira, aconteceria na Gávea, e seria acompanhada, além de uma coletiva para explicar todos os detalhes da negociação, por um coquetel.

O CFZ possui o Estádio Antunes, no Recreio dos Bandeirantes e um Centro de Treinamento em Vargem Grande. Atualmente, o Flamengo utiliza, no mesmo bairro, o CT Ninho do Urubu para treinamentos.

junho 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Denis Marques a um passo da Gávea

Atacante deve fechar com Fla nesta semana

O Flamengo está muito próximo de acertar a contratação de Denis Marques, que brilhou pelo Atlético Paranaense e está atuando Omiya Ardija (JAP). A vinda de um atacante é uma necessidade no elenco rubro-negro, que recentemente teve as saídas de Obina e Josiel.

Nesta terça-feira, Dennis Marques, o empresário Paulo Belotti e o Flamengo tiveram uma longa conversa que deixou a negociação a um pequeno passo de ser concretizada.

– Está tudo muito bem encaminhado. Entre o Flamengo e o clube japonês está tudo pronto. Tudo avançou da melhor forma. A partir de quarta-feira, mais tardar na quinta, o negócio será fechado ou não – declarou Paulo Belotti.

A única pendência a ser discutida é o tempo de contrato. O Rubro-Negro deseja acertar por um período maior do que o agente de Denis Marques imaginava. No entanto, esta pequena divergência não deve atrapalhar nas negociações.

– O tempo de contrato deve ser maior do que eu estava propondo. Eu queria por um ano e o Flamengo, por um ano e meio. Mas isso não mudará muita coisa – disse Belotti, que garantiu que Denis Marques está ansioso para atuar pelo Flamengo.

– Ele está muito feliz e com muita vontade de jogar pelo Flamengo. Denis está muito bem no Japão, mas sabia que uma volta para o Brasil poderia acontecer – disse o empresário.

junho 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ibson completa sete jogos pelo Flamengo

Volante não pode mais jogar por outro clube no Brasileiro

Ibson tentará renovar seu contrato com o Flamengo, que termina em julho (Crédito: Julio Cesar Guimarães)

Ibson tentará renovar seu contrato com o Flamengo, que termina em julho

LANCEPRESS!

O volante Ibson arruinou com qualquer possibilidade de atuar por outro clube no Campeonato Brasileiro neste domingo. O camisa 7 da Gávea entrou em campo na vitória do Flamengo por 4 a 0 sobre o Internacional, no Maracanã, e completou sete partidas pelo clube na competição – número de jogos exigido pela CBF para que um jogador não possa mais se transferir para outra equipe.

O contrato de empréstimo de Ibson com o Flamengo termina no dia 5 de julho e o clube já se agiliza para renovar o contrato do jogador. No entanto, caso isso não aconteça, o volante terá de jogar o segundo semestre em outro país, já que no Brasil ele só poderá atuar pelo Flamengo. O técnico Cuca elogiou a postura de Ibson.

– Primeiro temos que aplaudi-lo pelo caráter e amor que tem pelo Flamengo. Jogou a sétima partida. Poderia pedir para não jogar, fingir uma dorzinha, mas não foi o que fez. Ele foi homem – disse o treinador.

Tanto o Flamengo quanto Ibson desejam renovar o vínculo. No entanto, o Porto, detentor dos direitos federativos do jogador, exige o pagamento de cerca de R$ 11 milhões para liberar o volante em definitivo. O Rubro-Negro já teria acertado as bases de um contrato de quatro anos com o camisa 7 e faltaria agora conversar com o clube português para concretizar o negócio.

junho 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Elenco do Fla deve passar por reformulação na próxima semana

Kleber Leite promete novidades em breve. Já Cuca levanta a possibilidade de liberar jogadores que terão o contrato encerrado no meio do ano

Ampliar Foto Cahê Mota/GLOBOESPORTE.COM Cahê Mota/GLOBOESPORTE.COM

Kleber Leite promete novidades para próxima semana

Os erros do passado, quando perdeu Marcinho, Renato Augusto e Souza enquanto liderava o Brasileirão, serviram de lição e a diretoria do Flamengo trabalha internamente visando contratações e dispensas para fechar o mais rápido possível um elenco que permita manter a regularidade durante todo o Campeonato Brasileiro. No início da próxima semana medidas devem ser anunciadas, como a dispensa e contratação de jogadores.

– Não queremos passar o que passamos no ano passado. Não vamos ser pegos desprevenidos. Estamos trabalhando bastante e podemos ter soluções na semana que vem. Algumas coisas estão caminhando bem. Nada em grande quantidade. Sempre coisas bem localizadas. Podemos ter novidades no início da semana que vem.

Juntamente com a cúpula do futebol, Cuca tem estudado as medidas a serem tomadas, mas garante que o assunto é sigiloso. Pelo menos por enquanto.

– A situação é muito complexa. Não é fácil. Não é mudar e acabou. Futebol mexe com sentimento, coerência, ética e respeito. Existe uma série de fatores que precisam ser resolvidos internamente, sem abrir. E só comunicar ao torcedor depois via imprensa. Temos que pensar com bastante calma e pensar no Flamengo até o fim do ano.
O treinador admitiu até mesmo liberar antes do fim do contrato jogadores que terão o vínculo com o clube encerrado no meio do Brasileirão. Ibson, Josiel e Jônatas estão nessa situação.

– Na minha ótica é muito claro. Temos jogadores que estão com contrato acabando. Quem não vai renovar temos que adiantar o lado do jogador e do clube. Para isso precisa de concordância de empresário, clube, jogador, empresário… sem ocorrer desgaste interno.

A situação do camisa 7, no entanto, é mais complexa. O contrato de Ibson se encerra no dia 3 de julho e renová-lo é prioridade para a diretoria. Kleber Leite comenta o caso.

– Não há novidade. Aconteceu a possibilidade de um clube alemão, mas felizmente está descartado. Há um comentário sobre o CSKA. Vamos aguardar. O Plínio vai viajar para resolver problemas particulares. Quem sabe ele não trabalha um pouquinho para o Flamengo na Europa.

maio 23, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , | 1 Comentário

Meia-atacante Bolaños deve se apresentar ao Internacional nesta quarta-feira

Acerto entre o grupo parceiro do Colorado e a LDU sobre o pagamento é o que ainda separa o jogador equatoriano do Beira-Rio

Ampliar Foto Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM Adilson Barros/GLOBOESPORTE.COM

Bolaños, na apresentação no Santos. Atleta está perto de acertar com o Inter

O Inter e a DIS Esporte, braço esportivo do Grupo Sonda, evitam confirmar a negociação, mas se tudo der certo, Bolaños pode desembarcar em Porto Alegre na quarta-feira.

A DIS Esportes precisa quitar as parcelas da compra do atacante com a LDU, do Equador. Uma cláusula no contrato exigia que, caso Bolaños fosse repassado do Santos para outra equipe, o saldo parcelado deveria ser pago à vista. A expectativa é que a situação seja resolvida ainda nesta terça-feira.

Bolaños, que não foi aproveitado no Santos, no entanto, já fala como jogador do Inter.

– Sei que no Inter terei oportunidades para mostrar tudo o que eu sei. Espero conquistar o carinho da torcida e muitos títulos com o Inter – afirmou o equatoriano.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 12, 2009 Posted by | Internacional | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla foge do treino coletivo, mas está escalado para a decisão

Treinador Cuca não confirma escalação, mas Emerson e Zé Roberto foram os escolhidos para iniciar a final contra o Botafogo

Ampliar Foto Alexandre Cassiano/Globo Alexandre Cassiano/Globo

Cuca instrui os jogadores antes do treino

Os coletes ficaram guardados na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Nada de trabalho tático ou coletivo no penúltimo treino do Flamengo antes da final do Campeonato Carioca, domingo, contra o Botafogo. O técnico Cuca preferiu exercitar fundamentos. Aliás, um só: as finalizações.

Depois de uma longa conversa no centro do campo e de repetidas rodas de bobo, os jogadores foram divididos em dois grupos para treinar arremates. Escalação? Apenas 45 minutos antes de o clássico começar. No entanto, em conversa com os atletas, o treinador confirmou o ataque com Emerson e Zé Roberto. Recuperado de uma torção no tornozelo direito, Aírton retorna à zaga no lugar de Welinton.

– Eles (jogadores) sabem quem vai jogar. O time está decidido. Mas só vou divulgar um pouquinho antes da partida – despistou o treinador.

O jejum de quatro jogos sem gols dos atacantes parece não incomodá-lo. O comandante do Flamengo classificou as últimas atuações do time como “boas” e lamentou somente a falta de pontaria.

– Não me preocupo com a falta de gols dos atacantes. Criamos 25 chances no último jogo. Só faltou precisão, mas só nos treinamentos é que eles podem pegar essa confiança – explicou Cuca.

O time está escalado com: Bruno; Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Ibson, Kleberson e Juan; Zé Roberto e Emerson.

Flamengo e Botafogo decidem o título estadual no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 2, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Na primeira decisão, Fla e Bota empatam

Placar de 2 a 2 não deixa favorito para jogo do próximo domingo

Ninguém terá vantagem na decisão do Campeonato Carioca, no próximo domingo. Em partida eletrizante, Botafogo e Flamengo empataram em 2 a 2, no Maracanã, e quem vencer o segundo jogo será o campeão. Em caso de novo empate, a disputa será decidida nos pênaltis.

Apesar de ser o primeiro confronto da decisão, as duas equipes começaram com tudo. O jogo foi muito corrido, nervoso e com muitas faltas. E foram as bolas paradas que fizeram a diferença. O Botafogo, com Eduardo como a surpresa na escalação, entrou com postura completamente diferente da final da Taça Rio e partiu para cima, dando os dois primeiros chutes. Mas foi o Flamengo que abriu o placar.

Em disputa com Alessandro na área, Juan caiu e o árbitro Rodrigo Nunes Sá marcou pênalti. O lateral cobrou no canto e fez 1 a 0 aos 19 minutos. Festa da torcida rubro-negra, esmagadora maioria no estádio, que só não comemorou mais por causa de Renan. O goleiro do Botafogo salvou o time aos 29 minutos defendendo chutes de Léo Moura, à queima roupa, e de Emerson.

Os poucos alvinegros que foram ao Maracanã estavam em silêncio quando Welinton fez falta em Maicosuel em cima da linha da área. Juninho cobrou rasteiro, com força e mandou para o fundo das redes aos 37 minutos. Festa da torcida. O empate animou o Botafogo e desestabilizou o Flamengo, que se desarrumou. Aos 43, nova falta. Maicosuel cobrou na área e Reinaldo, de cabeça, virou a partida.

Na volta para o segundo tempo, Cuca sacou o inoperante Zé Roberto e colocou Josiel. Mas o Flamengo continuou com o mesmo problema: errando muitos passes. Já o Botafogo manteve-se no ataque liderado por Maicosuel, que desta vez não tomou conhecimento da marcação individual de Willians.

Com o passar dos minutos, o jogo foi ficando cada vez mais tenso. Em três minutos, o Botafogo perdeu dois de seus principais jogadores: Reinaldo e Maicosuel saíram machucados. O Flamengo não conseguiu se controlar, não criou e foi salvo por Bruno em chute de Jean Carioca.

No desespero e na raça, o Flamengo chegou ao empate. Willians, aos 39 minutos, brigou na direita com Gabriel, ganhou a bola, invadiu a área e chutou cruzado. O jogo ganhou emoção. O Rubro-Negro por pouco não vira, mas o Botafogo também chegou perto do terceiro gol e parou em Bruno.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 2 FLAMENGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 26/4/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)

Renda/público: R$ 1.462.853,00 / 58.711 pagantes (63.061 presentes)
Cartões amarelos: Juninho, Alessandro, Eduardo (BOT); Fábio Luciano, Emerson, Juan, Erick Flores (FLA) Cartões vermelhos: Não houve
GOL: Juan, 19’/1ºT (0-1); Juninho, 37’/1ºT (1-1); Reinaldo, 43’/1ºT (2-1); Willians, 39’/2ºT (2-2)

FLAMENGO: Bruno, Welinton (Erick Flores, 25’/2ºT), Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura (Everton Silva, 16’/2ºT), Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Zé Roberto (Josiel,intervalo) e Emerson. Técnico: Cuca.

BOTAFOGO: Renan, Emerson, Juninho e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Léo Silva, Maicosuel (Renato, 16’/2ºT) e Eduardo (Gabriel, 7’/2ºT); Reinaldo (Jean Carioca, 19’/2ºT) e Victor Simões – Técnico Ney Franco.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 26, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Juninho quer atenção total na zaga para anular ataque do Flamengo

Zagueiro do Botafogo diz que os atacantes adversários vão dar muito trabalho na decisão

Ampliar Foto Alexandre Cassiano/Globo Alexandre Cassiano/Globo

Juninho liga alerta na zaga para ataque do Fla

O capitão Juninho fez um alerta para a linha defensiva do Botafogo, formada por três zagueiros, além dele, Emerson e Leandro Guerreiro completam o setor. O jogador quer atenção máximo com o ataque do Flamengo na primeira partida da decisão do Carioca, domingo, no Maracanã, às 16h. O alvinegro acredita que a zaga terá muito trabalho com a dupla rubro-negra Zé Roberto e Emerson.

– Não teremos sucesso se não nos ajudarmos na partida, porque o Flamengo vai dar muito trabalho para nós. Sabemos que o jogo será corrido e muito disputado. Por isso, é bom ficarmos atento com os ataques do adversário – alertou Juninho.


Apesar da preocupação, o zagueiro diz que Ney Franco tem treinado muito bem o sistema defensivo do Botafogo. Em razão da dedicação ao trabalho, segundo Juninho, o time saberá o que fazer para anular as investidas do Flamengo.


– Estamos conscientes de que o Flamengo vai tentar acabar com o campeonato na primeira partida. Temos de tirar proveito disso e não nos afobarmos durante o jogo. Se mantivermos a calma poderemos conquistar um bom resultado neste confronto – ensinou o capitão.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 25, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Emerson confirma oferta milionária, mas avisa: ‘Eu quero ficar no Flamengo’

Atacante recebeu proposta de R$ 10 milhões por ano do Al-Shabbab, dos Emirados Árabes

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Emerson dá voleio durante treino do Fla

O técnico Cuca classificou como “mentira para desestabilizar o Flamengo” a notícia de que o Al-Shabbab fez uma proposta oficial para contratar o atacante Emerson. Porém, o Sheik da Gávea confirma que tem em mãos a oferta de R$ 10 milhões do clube dos Emirados Árabes.

– Realmente existe essa proposta, mas não quero pensar nisso agora. Eu quero ficar no Flamengo. Minha ideia é somente pensar no Carioca e na Copa do Brasil e realizar o meu sonho de ser campeão pelo Mengão – disse.

O contrato dele com o Rubro-Negro termina no dia 15 de julho, mas pode ser renovado automaticamente até o fim do ano com reajuste salarial.

O jogador, de 30 anos, chegou à Gávea no fim de março depois de 11 anos entre Japão, França e Qatar. Ainda se adaptando ao futebol brasileiro ele marcou dois gols em quatro jogos. Emerson será titular na decisão de domingo contra o Botafogo, no Maracanã. No treino de quinta-feira, fez quatro gols e saiu de campo aplaudido pelos torcedores que estiveram na Gávea.

abril 24, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca não aceita palestrar para árbitros e chama presidente do TJD de mentiroso

Treinador do Flamengo diz que se pena alternativa não for mudada, ele não ficará no banco na final contra o Botafogo

Ampliar Foto Fernando Maia/Globo Fernando Maia/Globo

Cuca pode voltar a ter problemas com o Tribunal

A presença de Cuca no banco de reservas na final da Taça Rio contra o Botafogo, domingo, no Maracanã, ainda é incerta. Neste sábado, após o último treino do Flamengo na Gávea, o técnico diz que não aceita dar três palestras para árbitros como determinou o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima, para liberar o treinador dos 15 dias restantes da pena. Além das palestras, Cuca vai precisar pagar 100 cestas básicas para instituições de caridade. Algo que o treinador diz não ter problema.

Cuca entrou em contato com o advogado do clube Michel Assef Filho para cuidar do caso. Se precisar dar as três palestras como determinou o Tribunal, o treinador já decidiu que não vai ficar no banco de reservas no domingo contra o Botafogo e cumprir o resto da pena.

– A lei diz claramente que passados 50% da punição, ela pode virar ações sociais. Agora me fazer dar palestra para árbitro é um absurdo. Gostaria de saber se houve outro treinador dando palestra para árbitros. Vou falar o que para os árbitros? Não sei dar palestra – disse Cuca deixando claro que não aceita a decisão.

– Já comuniquei o doutor Michel. Se falar que tenho que dar palestra, prefiro não ir para o banco. Não tenho que falar tática de futebol para árbitro. Isso é errado. Se tiver que ficar fora 30 dias é a minha pena e eu cumpro. Tudo bem. Agora não vem me pedir para dar palestra para árbitro. Eu não vou. Isso também é demais – continuou o treinador.

Treinador chama presidente do Tribunal de mentiroso

Cuca também não poupou críticas ao presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima.

– O doutor Vanderler foi quem prometeu que me daria o efeito suspensivo no dia seguinte. E eu não minto. Mas fui lá e cumpri os 15 dias. Mentiu – disse.

Por causa da declaração, Cuca pode voltar a ter problemas com o Tribunal. O presidente do Flamengo, Marcio Braga, foi suspenso por 1.440 dias por ter criticado o Tribunal. Em março, o dirigente foi julgado em três artigos e pegou pena máxima em todos, totalizando quase quatro anos. O indiciamento no TJD-RJ ocorreu depois que Marcio Braga classificou como “brutalidade” a perda de pontos do Vasco no tapetão durante a Taça Guanabara.

Além disso, o treinador corre o risco de ser novamente suspenso pelo Tribunal. Cuca apareceu no vestiário do Flamengo durante a partida contra o Fluminense, o que teoricamente não poderia ter acontecido por estar suspenso. Ele foi denunciado pelo TJD.


abril 18, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca tenta primeiro título expressivo da carreira

Técnico quer afastar fama de destemperado, criada na época de Botafogo

Cuca vai atrás de primeira conquista pelo Fla. Pelo clube, ele perdeu a mesma Taça Rio para o Fluminense

Cuca vai atrás de primeira conquista pelo Fla. Pelo clube, ele perdeu a mesma Taça Rio para o Fluminense (Crédito: Julio Cesar Guimarães)

Personagens frequentes nas decisões recentes do Campeonato Carioca, Cuca e Ney Franco estão cotados como dois dos principais treinadores do futebol brasileiro na atualidade. Curiosamente, os comandantes de Flamengo e Botafogo têm personalidades completamente distintas. A única semelhança aparente é a vontade de ser campeão carioca de 2009.

Ainda em busca do primeiro título de expressão da carreira – só conquistou a Taça Rio –, Cuca tem a fama de não saber lidar com os momentos decisivos muito por conta de suas superstições. Ele garante que suas manias de nada influenciam em seu comportamento à beira do campo e que não tem rituais às vésperas de partidas importantes.

– Não muda nada. Procuro me distrair vendo filme e durmo cedo, por volta das 22h30. Acordo por volta das 8h e vou à missa. Evito ficar pensando no jogo, porque senão eu não durmo. Tenho a semana toda para pensar na tática, no esquema – frisou.

O capitão Fábio Luciano, que fará sua despedida do futebol em caso de derrota neste domingo, elogiou o jeito destemido que Cuca mostra diante de seus desafios. O zagueiro pondera que a fama de não vencer não tem inteira justiça, já que muitos outros treinadores têm ficado pelo caminho em fases bem menos derradeiras.

– Cuca tem uma motivação grande e sentimos ele confiante. Ele procura passar isso também para o grupo. Ele tem de ficar feliz pela carreira dele. Vai ser campeão quando encontrar a equipe pronta para isso. É melhor ele chegar às finais do que não chegar – indagou.

Já o volante Willians, que disputa sua primeira final com a camisa rubro-negra e deve fazer marcação individual em Maicosuel, admite que Cuca está uma pilha nesta semana decisiva da Taça Rio.

– Não vou falar que ele está tranquilo porque não está. É uma final. Nós treinamos, mas o pensamento está todo no jogo de domingo. Ele tem conversado com os jogadores e esperamos fazer o nosso melhor dentro de campo – enfatizou.


abril 18, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ibson era o gandula famoso de Reinaldo no Flamengo

Atacante, agora no Botafogo, diz que sempre ouviu falar do colega nas divisões de base do Rubro-Negro

Ampliar Foto Fernando Maia/AGÊNCIA O GLOBO Fernando Maia/AGÊNCIA O GLOBO

Reinaldo diz torcer por Ibson, menos na decisão da Taça Rio neste domingo

Ainda bem que Reinaldo não teve reação parecida com a de Thiago Neves quando estava nos juniores do Flamengo. Se o atacante arremessasse a bola na direção do gandula poderia acertar simplesmente Ibson. O volante rubro-negro revelou ao GLOBOESPORTE.COM que quando estava no time infantil disputava a oportunidade de ser o “pegador” de bolas da equipe sub-20.

– Eu gandulava os jogos dos juniores. Só tinha craque naquele time. Reinaldo, Athirson, Julio César…. queria ver os caras de perto. Era maravilhoso poder ser gandula porque só assim via jogadores que me inspiravam – contou o camisa 7 do Flamengo.

Aos 30 anos, Reinaldo trocou de lado e defende o Botafogo neste domingo, na final da Taça Rio. Mas ele lembra bem do menino Ibson, promessa das divisões de base do Flamengo no fim da década de 90.

– Quando eu estava me profissionalizando, o Ibson estava no infantil. Sempre foi visto como um garoto promissor, algo comparado ao Julio César na minha geração. Todos no Flamengo sabiam que ele vingaria – elogiou.


Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 18, 2009 Posted by | Botafogo, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

‘Aqui ninguém treme’, avisa Bruno

Goleiro lembra trajetória vitoriosa do elenco do Fla nos últimos anos

Ampliar Foto Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Bruno durante o treinamento na Gávea

Decepções existem, derrotas acontecem. Mas não ouse dizer que o time do Flamengo “pipoca” em decisões. O goleiro Bruno apressa-se e corre para defender o grupo. Principalmente quando o assunto é Campeonato Carioca. Bicampeão da competição, o Rubro-Negro está às vésperas de mais uma final. Desta vez da Taça Rio, contra o Botafogo. Nos últimos anos, nos momentos decisivos, as vitórias se acumularam.

– O Flamengo teve anos complicados em 2004 e 2005. Mas investiu pesado para montar este grupo, que não é barato, e desde então passou a chegar sempre.

A tranquilidade de decidir e vencer será posta à prova novamente neste domingo. Mas ao contrário do que afirmou o presidente do Fluminense, Roberto Horcades, na semana passada, Bruno faz um alerta.

– Aqui ninguém treme. Tem time que o jogador nem dorme direito na véspera e você vê dentro de campo que o cara está tenso. Outro jogador acostumado aos momentos importantes, Ibson sabe que é difícil controlar a ansiedade natural. – Quando vejo o estádio lotado dá aquele arrepio, um friozinho na barriga. Mas nosso time é acostumado a esse tipo de partida


abril 18, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ibson, o torcedor que pulou o fosso e caiu no time do Flamengo

Volante com alma de arquibancada conta ao GLOBOESPORTE.COM sua vida no Fla desde os nove anos: ‘Por mim, ficava mais cinco, dez anos’

Considerar Ibson um torcedor de arquibancada do Flamengo é bobagem. Ele é mais do que isso. Trata-se de um torcedor de geral mesmo. Foi no (aposentado) setor mais popular do Maracanã que ele assistiu à final da Copa do Brasil de 2003 contra o Cruzeiro.

O jogo terminou empatado e, em Belo Horizonte, o Rubro-Negro perdeu o título. Menos de um mês depois, Ibson “atravessou o fosso” que separa os torcedores do gramado e estreou na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco.

Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Com a arquibancada da Gávea ao fundo, Ibson veste a camisa de 1992 e conta histórias

Era o primeiro passo nos profissionais. Por trás daquilo havia uma história de suor e interação com o Flamengo. Ele chegou ao clube em 1992, então com nove anos. Deu sorte e assistiu a Júnior e companhia conquistarem o último Campeonato Brasileiro.

São 14 anos de história na Gávea e 25 de vida. A cada passo que dá na sede rubro-negra relembra uma história.

– Está vendo ali? (aponta para a quadra de bocha) Trocávamos de roupa atrás daquela mureta porque não tinha nem vestiário. E quando os profissionais treinavam, nós tínhamos que bater bola no estacionamento porque não havia espaço para todo mundo – lembrou, sempre sorridente.

Os percalços das divisões de base ficaram para trás. A sensação de “jogador-torcedor”, não. Vendido ao Porto em 2005, voltou dois anos e meio depois para tornar-se o símbolo de uma arrancada impressionante que tirou o time da zona de rebaixamento e o levou à Libertadores.

– Como diz a torcida: aqui é sempre raça, amor e paixão – disse, relembrando o hit das arquibancadas.

Abandonou o sonho europeu pelo orgulho de ser rubro-negro. Lembra, sem se gabar, que abriu mão de dinheiro para poder retornar ao seu país. O empréstimo aos portugueses foi “pago por ele”: teve de prorrogar o contrato por duas temporadas para passar um aninho no Flamengo.

O clube conseguiu mantê-lo por mais 12 meses. Mas a trajetória está perto do fim. Dia 4 de julho o empréstimo termina. Há uma cláusula que pode obrigá-lo a sair no fim desde mês, mas nem o jogador e nem o Flamengo cogitam a hipótese.
A vontade declarada é de renovar e continuar em terras cariocas. O Flamengo também já o escolheu como “o alvo” para tentar segurar. Resta encontrar o dinheiro necessário para comprá-lo.

– Por mim eu sentava e renovava contrato agora. Mas… – contou.

Antes de pensar na despedida tem a chance de participar de seu terceiro título carioca (no currículo tem 2004 e 2008). Para tal, precisa correr – e muito – na final da Taça Rio deste domingo, às 16h, contra o Botafogo.

Confira a entrevista completa de Ibson:
Chamá-lo de jogador-torcedor é exagero? Ibson: Se eu não tivesse uma paixão grande pelo clube eu passaria a ter pelos anos que vivi aqui. Mas eu já era flamenguista antes de chegar. Amo esse clube e essa torcida que sempre me recebeu bem. Algumas coisas acontecem, mas fazem parte do futebol. Tenho 14 anos dentro do clube. É uma vida. Quando entro em campo é como se estivesse brigando por um prato de comida da minha família.

Neste ano, jogando bem ou nem tanto, uma de suas características tem sido a entrega e a disposição durante os jogos. É um Ibson versão pura raça?
Jogar no Flamengo não basta só ter qualidade. Tem que ter vontade para vestir essa camisa. Quando as coisas não vão bem, tem que fazer alguma coisa. Tem que ir na raça. Flamengo é botar o coração na ponta da chuteira. A torcida já diz: é raça, amor e paixão.

Em 2008 os torcedores acabaram vaiando-o em alguns jogos. Mas nesta temporada, você está invicto. Por quê?
A torcida é aquilo que vê dentro de campo. Eles agem mais pela emoção e não pela razão. Mas neste ano as coisas estão indo bem, tenho feito bons jogos.

Em escala bem menor, você tomou uma atitude parecida à do Adriano. Também largou a Europa antes do que gostaria para retornar para “casa”…
É diferente, mas com certeza passa muita coisa na cabeça depois de ficar muito tempo fora. Bate saudade da família, dos amigos. Quando você está na sua cidade, depois do treino pode ir para casa, reencontrar os amigos. Mas quando você está longe não é a mesma coisa.

Mas está chegando o fim de mais um contrato…
Desta vez não cabe mais a mim. Se prevalecesse a minha vontade eu já assinava contrato com o Flamengo agora. Tenho mais dois anos de contrato de Porto, já

Ampliar Foto Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Ibson observa o treino do Flamengo

fui emprestado por dois anos. Acredito que mais um vai ser complicado. E não espero renovar novamente com o Porto para poder ser emprestado. Mas espero que possa correr tudo bem.

E o que o faria ficar?
A grande coisa é que estou feliz. Infeliz não vai desenvolver o trabalho. Estou perto da minha família, no clube que tenho uma paixão grande. É isso que me incentiva a querer ficar.

Ao contrário do ano passado, você parece que está levando essa proximidade do fim do contrato de maneira muito mais tranquila. Por quê?

Experiência. Ano passado vivi esse problema e toda hora tocavam no assunto. Tentava separar, mas acaba influenciando em tudo. A ansiedade bate. Mas agora quero curtir e tentar fazer o melhor para o Flamengo. Tenho mais dois, três meses de contrato. Está chegando ao fim, mas espero que a gente sente e resolva isso da melhor maneira possível.

abril 17, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla e Flu se enfrentam de olho na semifinal

Tricolor já está classificado e Rubro-Negro só fica fora com um desastre

Fla e Flu se enfrentam neste domingo no Maracanã

Fla e Flu se enfrentam neste domingo no Maracanã

LANCEPRESS!

Flamengo e Fluminense se enfrentam neste domingo, no Maracanã, pela última rodada da Taça Rio em um clássico sem muito valor. O Tricolor já está nas semifinais e o Rubro-Negro só fica fora em caso de uma combinação improvável de resultados (o Bangu tirar uma diferença de oito gols de saldo). O jogo pode ser uma prévia da semifinal.

O Flamengo vai estar recheado de problemas para o clássico deste domingo. Somente quatro titulares estarão em campo. Além disso, Cuca também está suspenso por 30 dias e não vai poder comandar a equipe. Em função disso, o jogo será uma boa chance de quem está na reserva mostrar serviço.

O treinador não vai poder contar com Bruno, Léo Moura, Ibson e Aírton, suspensos. Zé Roberto está machucado, e Fábio Luciano e Willians serão poupados por estarem com dois cartões amarelos. Com isso, Diego, Welinton, Egídio, Toró, Jônatas, Kleberson e Fierro vão ganhar uma chance entre os titulares. E o recém-contratado atacante Emerson deve ficar pela primeira vez no banco de reservas.

Fierro vai ter a sua primeira chance de ser titular desde que chegou ao Flamengo em 2008. E o apoiador já está acostumado a clássicos. Ele disputou muitos Colo Colo x Universidade do Chile.

– É um clássico de grande nível sul-americano. Jogava clássicos no Chile e estou acostumado. Sempre esperei a oportunidade e nunca me desesperei. Trabalhei muito. O mais importante é que a equipe vença – afirmou Fierro, que vai fazer a função de Léo Moura.

No Fluminense, o clima está longe de ser um amistoso. Prova disso é que o técnico Carlos Alberto Parreira deverá ir com o que tem de melhor disponível para o confronto, inclusive com o atacante Fred, que está curado da lesão na virilha esquerda.

Na zaga, Edcarlos volta de suspensão, mas ainda não tem a escalação confirmada, pois Cássio vem atuando bem e tem chances de ganhar a posição. No meio-de-campo, a dupla de apoiadores deverá ser formada por Conca e Thiago Neves. Na contenção, Fabinho tem chances de entrar no lugar de Fabinho.

– Não vale nada em termos de campeonato, mas nunca é um amistoso pela rivalidade e tradição – disse Parreira.

FLAMENGO X FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 4/4/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Venito Pacheco(RJ)
Assistentes: Dibert Moisés(RJ) e Hilton Moutinho (RJ)

FLAMENGO: Diego, Everton Silva, Welinton, Ronaldo Angelim e Egídio; Toró, Jônatas, Kleberson e Fierro; Erick Flores e Josiel. Técnico: Cuca.

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano, Cássio, Luiz Alberto e Leandro; Wellington Monteiro, Maurício, Conca e Thiago Neves; Everton Santos e Fred. Técnico: Parreira.

abril 4, 2009 Posted by | Flamengo, Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fla abre licitação e despreza acordo com Olympikus

Clube abre concorrência para ter novo fornecedor e despreza contrato de 2008

Em maio de 2008, clube chegou a apresentar a camisa da OlympikusEm maio de 2008, clube chegou a apresentar a camisa da Olympikus (Crédito: Divulgação)

O lançamento de um processo de licitação para os interessados em assumir o fornecimento de material esportivo do Flamengo pode complicar ainda mais o imbróglio entre o próprio clube, a Nike e a Olympikus. Uma fonte lembrou que o Rubro-Negro tem um contrato assinado desde 31 de maio do ano passado com a Azaléia, empresa detentora da marca Olympikus.

No edital publicado no LANCE! desta quarta-feira, o Flamengo abre processo seletivo para a contratação de empresa para licenciamento de produtos e fornecimento de material esportivo no período entre 1 de julho deste ano e 30 de junho de 2011. As propostas dos interessados devem ser encaminhadas até o dia 17, quando serão abertas.

O vínculo assinado com a Olympikus tem vigência até 2013. Na data da assinatura (30/5/08), Marcio Braga celebrou “o maior contrato do tipo na América Latina.” Além disso, Marcio confirmou que o clube recebeu, à época, um adiantamento de R$ 10 milhões, metade do valor total. A quantia foi utilizada quitar os salários de abril, que estavam atrasados, além dos vencimentos de maio e junho.

A decisão de assinar com a Olympikus foi precedida do rompimento unilateral com a Nike, depois das notificações previstas no contrato. Segundo o clube, a Nike teria descumprido cláusulas contratuais. A empresa contestou a medida e obteve liminar garantindo o cumprimento do acordo com o Fla até 30 de junho deste ano. A empresa tinha, segundo o clube, preferência de renovação até o início de março, antes da licitação.

No período em que esteve rompido com a Nike, o Flamengo disputou quatro jogos com uma camisa que tinha três interrogações, em referência aos três arcos da Olympikus.

Nesta quarta-feira, Túlio Fornicola Filho, diretor de marketing esportivo da empresa, não confirmou o adiantamento e nem mesmo a existência do contrato. Ele se limitou a dizer que a empresa “vai entrar na disputa para ganhar.” Já a Nike, por intermédio do gerente de comunicação David Grinberg, garantiu que a empresa não vai emitir qualquer posição.

março 5, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Caso Marcelinho Paraíba segue sem definição

Jogador já teria acertado com o Coritiba mas aguarda liberação do Fla

Marcelinho Paraíba já acertou com o Coritiba. Falta liberação do FlaMarcelinho Paraíba já acertou com o Coritiba. Falta liberação do Fla (Crédito: Gilvan de Souza)

LANCEPRESS!

A saída de Marcelinho Paraíba do Flamengo segue ainda sem um desfecho. O Coritiba já acertou todas as bases salarias com o apoiador e depende apenas da liberação do clube da Gávea para anunciá-lo oficialmente. No entanto, o Rubro-Negro carioca aguarda o jogador para acertar algumas pendências.

A principal delas é com relação ao valor das luvas que o Flamengo deve a Marcelinho Paraíba. O clube carioca quer diminuir esta quantia para liberá-lo. Este valor está em torno de R$ 800 mil.

Entre Paraíba e o Coritiba está tudo certo. O salário do jogador no clube paranaense será bem menor que o pago pelo Flamengo (que está em torno dos R$ 170 mil). Marcelinho já, inclusive, dá claros sinais de insatisfação no Rubro-Negro carioca por conta do atraso nos ordenados.

março 5, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Finalmente Fla se impôs no primeiro tempo

Rubro-Negro conseguiu ir para o intervalo na frente contra o Ivinhema

Zé Roberto comemora seu gol com KlebersonZé Roberto comemora seu gol com Kleberson (Crédito: Alvaro Rezende/Correio do Estado)

LANCEPRESS!

A goleada por 5 a 0 sobre o Ivinhema, pela Copa do Brasil, trouxe um fato curioso. Pela primeira vez na temporada o Flamengo conseguiu terminar o primeiro tempo vencendo. O Rubro-Negro fez 3 a 0 e aproveitou a segunda etapa como um coletivo de luxo.

Nas oito outras partidas do ano, a equipe do técnico Cuca não conseguiu esse objetivo. Por seis vezes voltou para o segundo tempo com um empate. Por coincidência, as duas derrotas em 2009 foram nas ocasiões em que o Flamengo foi para o intervalo em desvantagem no placar.
Veja abaixo o placar no intervalo das partidas (placar final):

Flamengo 0 x 0 Friburguense (1×0)
Bangu 0 x 0 Flamengo (1×2)
Volta Redonda 0 x 0 Flamengo (0x1)
Flamengo 1 x 1 Mesquita (4×1)
Macaé 1 x 1 Flamengo (1×2)
Flamengo 1 x 1 Boavista (2×2)
Flamengo 0 x 1 Botafogo (1×1)
Flamengo 0 x 1 Resende (1×3)
Ivinhema 0 x 3 Flamengo (0x5)

março 5, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca pede apoio da torcida do Fla no sábado

Treinador está preocupado com pressão sobre os jovens do time

Cuca gostou da atitude da torcida contra o IvinhemaCuca gostou da atitude da torcida contra o Ivinhema (Crédito: Gilvan de Souza)

LANCEPRESS!

A postura da torcida do Flamengo em Campo grande foi motivo de muitos elogios de jogadores e de Cuca. O treinador voltou a ter seu nome cantado após a goleada por 5 a 0 sobre o Ivinhema (MS) e pediu para que os rubro-negros apóiem o time da mesma maneira na partida deste sábado, contra a Cabofriense, pela Taça Rio.

A principal preocupação é com os jogadores mais jovens, com pouca experiência. Wellinton e Everton Silva vão ser titulares novamente e uma pressão exagerada da torcida poderia atrapalhar o rendimento deles.

– A torcida pegou o time no colo em Campo Grande. No sábado precisaremos de um apoio muito maior. Não vamos ter a zaga titular. Se houver cobrança nesses meninos de 20 anos vai ser pior – afirmou Cuca.

março 5, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Paraíba: Rescisão com o Fla sairá nesta quarta

Meia-atacante assinará contrato com o Coritiba até dezembro

Marcelinho Paraíba está deixando o Flamengo (Foto: Julio Cesar Guimarães)Marcelinho Paraíba está deixando o Flamengo (Foto: Julio Cesar Guimarães)

A novela Marcelinho Paraíba deverá ter o seu capítulo final nesta quarta-feira. O agente do meia-atacante, Orlando Almeida, terá uma reunião com a diretoria do Flamengo para acertar a rescisão de contrato do atleta. Depois disso, haverá o acerto com o Coritiba, onde o jogador assinará um contrato até dezembro deste ano.

Em reunião realizada na terça-feira, o agente e o Coritiba definiram as bases salariais, ainda não reveladas. Além disso, foi colocada uma cláusula que libera o jogador em julho, sem custo nenhum ao atleta, caso apareça uma proposta do exterior. Com a medida, Paraíba poderá ficar menos de quatro meses vestindo a camisa alviverde, ficando assim disponível para o Paranaense, Copa do Brasil e parte do Brasileirão.

No Flamengo especula-se que o salário do atleta girava em torno de R$ 167 mil. Segundo informações apuradas pelo LANCENET!, o salário no Coxa será bem menor devido ao curto período do vínculo. O jogador já deu diversas manifestações de descontentamento com os constantes atrasos salariais na Gávea.

março 4, 2009 Posted by | Coritiba, Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Josiel: ansioso em debutar na Copa do Brasil

Atacante alerta que partida contra o Ivinhema não será fácil para o Flamengo

Josiel tem feito gol atrás de golJosiel tem feito gol atrás de gol (Crédito: Cléber Mendes)

LANCEPRESS!

Além de ter sido efetivado no time titular do Flamengo, o atacante Josiel tem uma motivação a mais para a partida desta quarta-feira, contra o Ivinhema (MS). Será a primeira vez que o jogador disputa a Copa do Brasil e ele espera que a estreia aconteça da melhor maneira. Se possível, com mais um gol.

Apesar de jamais ter participado do torneio, Josiel tem ciência de que um tropeço pode ser fatal numa campanha devido ao sistema de mata-mata.

– É um campeonato diferente. Cada jogo tem de ser encarado como uma decisão, se não fica pelo caminho. É a primeira vez que vou disputar a competição e espero que o Flamengo faça o seu melhor – declarou.

Josiel pediu atenção total ao time do Ivinhema e ressaltou que o Flamengo não pode entrar em campo achando que vai ter vida fácil, pois os times se equilibram na prática:

– Temos de jogar com a mesma determinação de sempre. Acho que vai ser um jogo difícil. Não dá para pensar que vamos vencer de 3 ou 4 a 0.

março 3, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Titulares do Flamengo vencem último coletivo

Zé Roberto faz o gol da vitória de 1 a 0. Cuca testa algumas formações

Zé Roberto começou no ataque mas fez gol quando estava no meioZé Roberto começou no ataque mas fez gol quando estava no meio (Crédito: Gilvan de Souza)

LANCEPRESS!

O time titular do Flamengo venceu os reservas por 1 a 0, na manhã desta segunda-feira, no último coletivo antes de a delegação rubro-negra embarcar para Campo Grande (MS). O único gol do treino foi marcado pelo apoiador Zé Roberto. Embora a equipe esteja praticamente definida para a estreia do Rubro-Negro na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, contra o Ivinhema, o técnico Cuca fez alguns testes no time principal.

Os titulares começaram o coletivo com a seguinte formação: Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Welinton, Juan; Aírton, Toró, Léo Moura e Ibson; Zé Roberto e Josiel. A primeira mudança de Cuca foi promover a entrada de Maxi no lugar de Aírton, o que fez com que Zé Roberto recuasse para o meio de campo. Foi com esta escalação que saiu o único gol do treino.

Cuca, em seguida, tirou Zé Roberto para colocar Aírton de volta ao meio de campo. Mas, com esta formação, o placar não foi alterado. O coletivo teve a duração de 40 minutos. Na tarde desta segunda, os jogadores embarcam para Mato Grosso do Sul e a equipe deve realizar mais um treino recreativo nesta terça antes da partida contra o Ivinhema.

março 2, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cuca coloca o Fla com a cara do Botafogo

Assim como fez no Alvinegro, técnico prepara surpresa tática pela direita

Treinador arma um esquema parecido com o que deu certo no BotafogoTreinador arma um esquema parecido com o que deu certo no Botafogo (Crédito: Julio Cesar Guimarães)

LANCEPRESS!

As mudanças táticas de Cuca começam a sair do papel. Apesar de ainda não serem conclusivas, já deu para perceber que o treinador pretende implementar no Flamengo o esquema que fez sucesso durante os anos em que comandou o rival Botafogo. E dois jogadores serão fundamentais para o sucesso da mudança: os laterais Leonardo Moura e Everton Silva.

Em 2007, Luciano Almeida era o elemento surpresa no setor esquerdo do Botafogo. Sem a bola, era um autêntico zagueiro. Quando o time partia para o ataque, ele virava ala e alternava posições no ataque. Ano passado, quem realizava essa função era Triguinho. Quem auxiliou tanto um quanto o outro na frente foi o atacante Jorge Henrique.

Cuca chegou a esboçar esse esquema com Ronaldo Angelim fazendo essa dupla função. Mas a lesão do jogador foi uma ducha de água fria nos planos do técnico. A solução foi trocar o lado. Everton Silva deve ganhar uma oportunidade para realizar a mesma função com o auxílio no ataque de Leonardo Moura, que deve ficar fixo no meio-de-campo.

A dupla garantiu que fará de tudo para que o esquema dê certo. Mas nenhum dos dois ainda se sente 100% confortável na nova função. Léo Moura, por exemplo, disse preferir jogar como lateral.

– Comecei no meio e sei que será uma opção no futuro. Mas ainda tenho fôlego e prefiro a lateral. Se ele optar por esta formação, vou jogar sem problemas. Se for para melhorar o time vamos acatar – explicou Léo.

Já Everton garante que fará de tudo para se sair bem como zagueiro. Ele lembrou que já atuou como lateral-esquerdo, mas nunca na zaga.

– Tenho de me adaptar. Minha posição não é zagueiro e sim lateral-direito, mas quero ajudar – disse Everton.

fevereiro 27, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Léo Moura garante que sua boa fase irá voltar

Jogador admite que não tem jogado bem nesta temporada

Léo Moura chegou a ser vaiado pela torcida neste anoLéo Moura chegou a ser vaiado pela torcida neste ano (Crédito: Cléber Mendes)

LANCEPRESS!

Nos últimos tempos, as principais peças ofensivas do Flamengo têm sido os laterais. Tanto Juan quanto Léo Moura tiveram grande destaque no ano passado tanto que ambos chegaram à Seleção Brasileira. No entanto, neste ano, o panorama é outro.

O lateral-esquerdo nem teve uma queda tão acentuada de rendimento, mas se lesionou e ficou fora de boa parte da Taça Guanabara. O caso do lateral-direito é diferente. Ele disputou praticamente todas as partidas do Flamengo neste ano e não conseguiu ter boas atuações. O camisa 2 da Gávea chegou até a ser vaiado em algumas partidas e foi substituído na derrota para o Resende, na semifinal da Taça Guanabara.

O lateral garante que este panorama irá mudar a partir do segundo turno do Campeonato Carioca.

– Esse ano não rendi o que posso, mas tenho a consciência e a tranquilidade que, em breve, meu nome vai voltar a estar entre os melhores – disse o confiante lateral.

Para isso acontecer, o técnico Cuca pretende até alterar o posicionamento do lateral em campo. No treino tático desta quinta-feira pela manhã, Léo Moura jogou no meio de campo.

fevereiro 27, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bicho-papão da Taça GB, Fla encara o novato Resende por vaga na decisão

Rubro-negro venceu seis das últimas dez edições da competição e levou o título Estadual em todas elas. Rival está pela primeira vez na semifinal

Ampliar Foto Editoria de Arte/Globo Esporte Editoria de Arte/Globo Esporte

Duelo de atacantes: Bruno Meneghel tem seis gols, enquanto Obina não fez nenhum

Diz a história recente do Campeonato Carioca que o campeão da Taça Guanabara geralmente leva por tabela o título da competição. Isso aconteceu em oito das últimas dez edições da competição, seis com o Flamengo. Prato cheio para o supersticioso Cuca se cercar de cuidados e valorizar ainda mais o encontro de sábado, às 16h, no Maracanã, contra o Resende, pela semifinal da competição.

Dono da melhor campanha da primeira fase, com 17 pontos, e único invicto no Estadual, o Flamengo foi o líder do Grupo B e tem pela frente uma equipe acostumada a transformar em realidade missões impossíveis. Com apenas 1% de chance de classificação na última rodada, o Resende despachou o Americano em casa, somou 10 pontos, foi o beneficiado com a perda de pontos do Vasco no TJD e papou o segundo lugar no Grupo A. O sonho agora é impedir a terceira decisão consecutiva de Taça GB do rival.
Respeito para espantar a zebra

Ampliar Foto Cezar Loureiro/AGÊNCIA O GLOBO Cezar Loureiro/AGÊNCIA O GLOBO

No último treino antes da semifinal, Cuca relaxou e participou do recreativo ao lado de Josiel

O retrospecto surpreendente do time do Sul do estado ligou o alerta na Gávea, e Cuca foi objetivo ao vetar o clima de já ganhou. Depois de acompanhar de longe a frustração dos rubro-negros com as “vitórias certas” em 2008, o treinador falou grosso:

– Temos que ser realistas. O Resende vai fazer o jogo da vida. Não adianta pensar que vai ser barbadinha e ganhar tranquilo. Nossa grande arma vem da arquibancada e a atitude tem que ser melhor do que tem sido. Além de muita humildade – alertou.

Calejado com as zebras que atrapalharam o Flamengo na última temporada, Juan reforçou as palavras do comandante e cobrou atenção total durante os 90 minutos.

– O Resende não chegou na semifinal à toa. Temos que estar ligados e respeitar o adversário. Sabemos o que fazer dentro de campo.

O lateral-esquerdo, por sinal, é a grande novidade na equipe rubro-negra. Recuperado da lesão na coxa esquerda que o afastou das últimas cinco partidas da Taça GB, ele entra no lugar de Egídio. Outra cara nova no setor defensivo é Thiago Sales, que substitui o lesionado Ronaldo Angelim.

No Resende, a ordem é acreditar até o último minuto

Ampliar Foto Jorge William/AGÊNCIA O GLOBO Jorge William/AGÊNCIA O GLOBO

Roy trabalhou a parte psicológica do Resende

Em ritmo de carnaval, o Resende vai no embalo do “sonhar não custa nada”, famoso samba da Mocidade Independente de Padre Miguel, e trabalha o lado psicológico para despachar o Flamengo em pleno Maracanã. Segundo o técnico Roy, a maior arma da equipe do Sul fluminense será manter a auto-confiança.

– Temos que acreditar sempre. Trabalhei bastante o lado emocional. O time tem que marcar forte e não deixar o Flamengo jogar. Vamos tomar a iniciativa do jogo também. Lógico que existe o favoritismo por se tratar de um clube grande, mas não podemos ficar o tempo todo lá atrás.

Artilheiro do Estadual com seis gols, Bruno Meneghel sonha calar o Maracanã com um gol e mostra ansiedade.

– Quero fazer um gol no Flamengo. Pensei nisso a semana toda. Não estou conseguindo nem dormir. Fico feliz por fazer parte dessa história e por mostrar meu valor no Resende.

Sem os meias Vinícius, suspenso, e Bruno Reis, machucado, e com Beto e Fábio Azevedo ainda sem condições de ficarem em campo por 90 minutos, o Resende mudou o esquema tático e encara o Flamengo no 3-5-2.

FLAMENGO RESENDE
Bruno, Airton, Fábio Luciano e Thiago Sales; Leo Moura, Willians, Marcelinho Paraíba, Ibson e Juan; Zé Roberto e Obina. Cléber, Leandro, Naílton e Breno; Bruno Leite, Márcio Gomes, Fred, Léo e Marquinhos; Bruno Meneghel e Fabiano.
Técnico: Cuca. Técnico: Roy.
Estádio: Maracanã. Data: 21/02/2009. Horário: 16h. Árbitro: Felipe Gomes da Silva. Auxiliares: Eduardo da Souza Couto e Rodrigo Pereira.
Transmissão: O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h45m (de Brasília).

window.google_render_ad();

fevereiro 20, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário