Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Bruno diz que ‘milagres quem faz é Deus’ e dispensa canonização

Goleiro minimiza defesa nos minutos finais do empate contra o Internacional e se mostra feliz por ‘volta a ser útil ao grupo’

Ampliar Foto Agência/Globo Agência/Globo

Bruno não se acha um iluminado

A defesa nos minutos finais do empate por 0 a 0 com o Internacional, quarta-feira, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil, após chute de Alecsandro, impressionou, mas Bruno, assim como na decisão do Estadual, adotou a humildade ao comentar o lance que evitou a derrota do Flamengo. Questionado sobre o grau de dificuldade da jogada, o goleiro disse que não fez mais do que sua obrigação.


– Milagre quem faz é Deus. Eu só faço o meu trabalho. Seria uma injustiça o Flamengo sair derrotado pelo que produziu dentro de campo. Todos os jogadores foram guerreiros, marcaram do começo ao fim, criamos oportunidades, mas infelizmente não aconteceu.

Na semana em que Marcos mais uma vez salvou o Palmeiras e readquiriu o apelido de São Marcos, o camisa 1 do Flamengo dispensou a canonização. Segundo ele, os elogios que vem recebendo são suficientes para sua auto-estima.

– Nada de colocar santo. Prefiro ser o Bruno Souza e ficar na minha. As pessoas falaram que fiz um bom jogo e fazia tempo que não me sentia bem assim. Voltei a me sentir útil no grupo.

Sobre o reflexo ao tirar com o pé a bola da frente de Nilmar, depois da defesa em conclusão a queima-roupa de Alecsandro, Bruno preferiu não se empolgar.

– Foi uma defesa legal. Era o que eu podia fazer naquele momento, tive a reação, o Nilmar já estava em cima e meti o pé na bola.

Neste sábado o Flamengo volta ao Maracanã para encarar o Avaí, às 18h30m, pela segunda rodada do Brasileirão.

maio 15, 2009 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário