Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Com Muricy, Flu defende a liderança diante do Botafogo

Dois times fazem clássicos dos opostos no Engenhão

Botafogo e Fluminense se encaram neste domingo, às 18h30 (de Brasília), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro em situações totalmente distintas. O Fluminense luta para se manter na liderança, enquanto o Glorioso espera se afastar da zona de rebaixamento.

PARA QUEBRAR O JEJUM, BOTAFOGO VAI PARA CIMA

Há sete jogos sem vencer, o Botafogo espera encerrar o jejum no Campeonato Brasileiro no clássico contra o Fluminense. Os jogadores estão encarando o duelo como a grande chance de reencontrar o caminho das vitórias na competição.

Querendo fazer valer o fator campo, já que o palco da partida será o Engenhão, o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro destaca a importância dos três pontos diante do Tricolor, neste domingo.

– É uma equipe muito qualificada, tanto que é primeira no Brasileiro. É o melhor time do Brasil no momento. Sabemos das dificuldades que teremos contra o Fluminense. Mas estamos dentro de casa e nada melhor do que vencer o clássico para dar mais moral ainda ao nosso time – afirmou o camisa 6 alvinegro.

O discurso entre os jogadores está entrosado. Ao falar sobre o clássico com o Fluminense, o talismã Caio parafraseou Cordeiro. Segundo o atacante, vencer o líder do Brasileirão será um belo reencontro com as vitórias.

– Vencer um time qualificado como o Fluminense dá moral para sequência do Campeonato Brasileiro. Ganhar um clássico é sempre muito importante, principalmente quando se trata do líder do campeonato – comentou.

COM MURICY NO COMANDO, FLU QUER A LIDERANÇA

Os últimos dias do Fluminense foram movimentados. Após assumir a liderança, o técnico Muricy Ramalho foi convidado para assumir a Seleção Brasileira, mas acabou ficando no clube a pedido da diretoria.

Com ânimo, o Tricolor espera partir para cima do rival e conquistar o três pontos, o que lhe garante na liderança pela segunda rodada consecutiva.

Para o goleiro Fernando Henrique o mais importante é a equipe se manter an ponta, que assumiu após dez rodadas na competição.

– Precisamos nos manter em primeiro. É importante para a equipe ganhar um clássico que nos dará mais moral. Vamos tentar vencer o Botafogo – afirmou.

Além disso, o Fluminense deverá ter duas estreias. O atacante Emerson está praticamente confirmado na equipe titular. Ele disputa vaga com Alan ao lado de Fred.

Sem poder contar com Diguinho, suspenso, Belletti pode ser a novidade em campo. O técnico Muricy Ramalho já estuda colocar o jogador. Caso o polivalente não comece jogando, Marquinho deverá ser o escolhido.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X FLUMINENSE

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 25/7/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz Muniz de Oliveira (RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)

BOTAFOGO: Jefferson, Antônio Carlos, Edson (Danny Morais) e Fahel; Alessandro, Leandro Guerreiro, Somália, Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Caio e Herrera. Técnico: Joel Santana.

FLUMINENSE: Fernando Henrique; Gum, Leandro Euzébio e André Luís; Mariano, Diogo, Marquinho (Belletti), Conca e Carlinhos; Emerson (Alan) e Fred. Técnico: Muricy Ramalho.

julho 25, 2010 Posted by | Botafogo, Fluminense | , , | Deixe um comentário

Fluzão de Parreira bate o Fogão de virada no Maracanã

Tricolor faz 2 a 1, gols de Alan e Conca, segue 100% e, agora, classificado na Taça Rio

Edcarlos tenta roubar a bola de Maicosuel no disputado clássico no Maracanã

Edcarlos tenta roubar a bola de Maicosuel no disputado clássico no Maracanã (Crédito: Paulo Sérgio)

No duelo entre Parreira e Ney Franco, no fim quem levou a melhor foi o tetracampeão mundial. De virada e em dois tempos bem distintos, o Fluminense destruiu a sequência de seis jogos sem vencer o Fogão e saiu contente nos embalos deste sábado à noite, com os 2 a 1, no Maracanã. Os gols foram de Alan e Conca. Maicosuel, de pênalti, abriu o placar. De quebra, o Tricolor ainda garantiu a classificação para a semifinal.

O retrato de como deveria ser o clássico surgiu em uma espécie de cartão de visitas de Léo Silva, que trombou com violência em Maurício e foi premiado com o cartão amarelo. Em seguida, Thiago Neves, principal articular do Flu, levou vantagem sobre a marcação e arriscou de longe, para boa defesa de Renan.

O panorama, como esperado e descrito acima, era o mesmo da semifinal da Taça Guanabara, com o Tricolor em busca de uma pressão, e o Fogão defendendo-se com o ferrolho de três zagueiros e três volantes montado por Ney Franco. O detalhe diferencial era que o encaixe alvinegro não era o mesmo, e o time dirigido por Parreira trocava passes com mais facilidade.

Na frente, o Botafogo também não era efetivo, somente por meio de Maicosuel, em oportunidade clara, teve a única chance de marcar. No mais, o camisa 10 recebia as bolas sempre muito vigiado e, com a falta de outros armadores, o Alvinegro se via sem meio-de-campo para jogar. Por essa razão, até, o Fluminense era melhor.

Incomodado com o desempenho de sua, digamos, nova antiga formação, Ney tratou de agir. No intervalo, fez o que já poderia ter feito desde o início. Lançou o atacante Diego na vaga de Wellington, sem ritmo pelas três semanas parado, recuou Maicosuel, que imediatamente passou a ter mais a bola no pé, e, ainda, promoveu Gabriel no lugar do volante Léo Silva.

Muito mais solto, o Botafogo partiu para cima e assumiu o controle do jogo, invertendo a cena da primeira etapa, com o meio povoado por Thiaguinho e ambas as laterais com renovada vitalidade. A presença de Diego, embora desajeitado, serviu para dar liberdade a Maicosuel.

Então, foi a vez de Parreira tentar algo para trazer a partida para o lado tricolor outra vez, pois à essa altura a bola mal chegava a seu ataque. A alternativa escolhida foi chamar Maicon e Alan para as vagas de Everton Santos e Roger. Nem deu tempo, porém, de ambos pegarem na bola.

Esperto, Maicosuel dividiu com Leandro e sofreu pênalti. A cobrança, para lá de polêmica, teve direito a longa paradinha. Na sequência, empolgado com a vantagem, o Botafogo tentou encurralar o rival, que, assustado, teve Edcarlos corretamente expulso.

Quando acreditava-se que a história se repetiria e o resultado seria mais um 1 a 0 a favor do clube de General Severiano, Alan acertou ótimo chute no cantinho esquerdo de Renan e empatou, aos 34.

Mas se a igualdade, que animou os torcedores do Flu, maioria no Maracanã, parecia dar a confiança suficiente para que o jogo virasse, o que aconteceu foi justamente o contrário. Agora, sim, aproveitando-se da vantagem numérica em campo, o Alvinegro seguiu ciscando ao redor da área tricolor, sem, no entanto, criatividade para invadi-la.

Até que, depois de uma falta muito contestada pelos botafoguenses, em bola rebatida na área, Conca decidiu para o Fluminense, já aos 45, num chute de dentro da área, que desviou em Fahel. No fim, Alessandro ainda foi expulso por chutar Fabinho, caído.

Na próxima rodada, já certo na semifinal da Taça Rio, o Fluminense encara o Boavista, também no Maracanã, enquanto o Botafogo, lutando pela vaga, recebe o Madureira no Engenhão.
FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/3/2009 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Vinícius da Vitória Nascimento (RJ)
Renda/público: R$ 370.025,50 / 24.216 pagantes
Cartões amarelos: Ed Carlos, Jailton (FLU); Léo Silva, Emerson, Juninho, Maicosuel e Thiaguinho (BOT)
Cartões vermelhos: Ed Carlos, 30’/2ºT (FLU), Alessandro, 49’/2ºT (BOT)
GOLS: Maicosuel 26’/2ºT (0-1), Alan 34’/2ºT (1-1) e Conca, 45’/2ºT (2-1)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano, Edcarlos, Luiz Alberto e Leandro; Jaílton, Maurício (Fabinho, 19’/2ºT), Conca e Thiago Neves; Everton Santos (Maicon, 23/2ºT) e Roger (Alan, 23/2ºT) – Técnico: Carlos Alberto Parreira.

BOTAFOGO: Renan, Emerson, Juninho e Wellington (Diego, intervalo); Alessandro, Leandro Guerreiro, Fahel, Léo Silva (Gabriel, intervalo) e Thiaguinho; Maicosuel e Reinaldo. Técnico: Ney Franco.

março 28, 2009 Posted by | Botafogo, Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Para Juninho, Fred é craque, mas não o único foco do Fluzão

Zagueiro acredita que é fundamental parar os meias Conca e Thiago Neves

Caberá a Juninho e seus companheiros de zaga impedir que Fred faça a festa no sábado, dia do clássico entre Fluminense e Botafogo, no Maracanã. Fora da semifinal que classificou o Alviengro para a decisão da Taça Guanabara, o atacante tricolor passou a ser o alvo principal das atenções ofensivas.

Só que o camisa 3 do time de Ney Franco alerta que, antes do rival, é preciso evitar que a bola chegue com espaço aos craques Conca e Thiago Neves, cérebros tricolores.

– Fred é um centroavante nato, daquele que não se pode dar mole. Posiciona-se bem, tem feito muitos gols, mas o time todo do Flu é forte. Quem não pode jogar, também, são os meias, que municiam o ataque. Teremos uma postura de marcação em cima, mas, quando tivermos a bola, vamos atacar – esclareceu Juninh

março 27, 2009 Posted by | Botafogo, Fluminense | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Maicosuel pede paciência com Renan, vaiado

Camisa 10 lembra feitos recentes do goleiro, que prega paz com a torcida

O pequeno atrito entre a torcida do Botafogo e Renan, que fez questão de falar a respeito do assunto nesta quinta-feira, foi minimizada pelo goleiro e, também, pelos companheiros de time. Como o meia Maicosuel, que fez um apelo aos alvinegros.

– É complicado falar sobre torcida, cada um pensa de um modo, o estádio estava vazio talvez por causa do horário do jogo. Mas, sobre as vaias, acredito que poderiam ter mais paciência com o Renan. Ele não está ali para errar, faz parte do jogo – disse.

O próprio camisa 1, por sua vez, lembrou que foi com o apoio dos torcedores que o Botafogo conquistou o título da Taça Guanabara.

– Não fomos campeões por acaso. Sempre estivemos lado a lado, creio que temos crédito com a torcida. Sei o que já fiz em campo. Tenho certeza de que isso tudo já passou e, contra o Fluminense, o público será muito bom – espera Renan.

O rival desete sábado, aliás, já é motivo de muita preocupação em General Severiano.

– Trata-se de um grande time, que nos tira o sono, sim. Para mim, no gol, é bom observar mais o Fred, que é perigosíssimo, mas todos os titulares são capazes de fazer a diferença – alertou Renan.

março 27, 2009 Posted by | Botafogo | , , , , , , , | Deixe um comentário

BOTAFOGO X INTERNACIONAL AO VIVO

Acesse:

LEIA AS NOTÍCIAS DE SEU TIME E TODOS OS JOGOS AO VIVO TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO FOGÃO

CLIQUE IMAGEM

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO FOGÃO

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO FOGÃO

setembro 25, 2008 Posted by | Botafogo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 21 Comentários