Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Andrés nega desmanche e reitera planejamento

Presidente corintiano afirma exagero da imprensa

Andres se pronunciou sobre as saídas (Crédito: Tom Dib)

Andres se pronunciou sobre as saídas

LANCEPRESS!

Na tarde desta sexta-feia, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, falou ao programa “Arena”, do canal por assinatura Sportv e se defendeu sobre as críticas de estar vendendo seu time.

Em meio ao chamado ‘desmanche’ que vem sofrendo a equipe do Corinthians, que perdeu importantes jogadores para o futebol europeu, como Cristian e André Santos e ainda pode vender Felipe e Douglas, o presidente se defende e alega que não há desmanche algum.

– Isso é a imprensa que põe. A gente fez uma ótima Copa do Brasil e um ótimo Campeonato Paulista. E por esse sucesso, em vez de sermos aplaudidos, somos criticados – disse Andres.

Inegável é que a equipe vencendora do primeiro semestre já não é a mesma. Além dos titulares Cristian e André Santos, destaques da equipe, o time também perdeu os reservas Otacílio Neto, Wellington Saci e Lulinha. E as saídas de Felipe e Douglas são iminentes. Andrés se defende.

– O Corinthians tem que mudar. Isso já estava previsto no planejamento. Sabíamos que perderíamos alguns jogadores. Mas vamos buscar reforços aonde o time carece até o final do ano. Se ganharmos o Campeonato Brasileiro traremos mais uns três ou quatros reforços, se não, buscaremos mais uns seis ou sete. Já estava tudo planejado – completou Andrés.

julho 24, 2009 Posted by | Corinthians | , , , , , | Deixe um comentário

Pacaembu terá entradas mais caras na final

Andrés Sanchez avisa que arquibancada custará R$40

Andrés não quis saber de provocar rival São Paulo (Foto: Reginaldo Castro)

Andrés não quis saber de provocar rival São Paulo (Foto: Reginaldo Castro)

LANCEPRESS!

Após definir o Pacaembu como palco da segunda partida da final do Paulistão, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, já avisou que os preços das arquibancadas irão subir para R$40. Na semifinal contra o São Paulo, o torcedor corintiano pagou R$30 pelo mesmo setor.

Sanchez explica que o aumento ocorrerá pelo fato do Corinthians atuar em um estádio com a capacidade menor do que a desejada, já que o alvinegro de Parque São Jorge não atuará mais no Morumbi enquanto for comandado pelo atual presidente.

– Vamos colocar o ingresso a R$40 a arquibancada. Ainda vamos estudar os outros stores, mas temos que compensar o fato de não termos mais um estádio para 60 mil corintianos, como seria o adequado – afirmou o presidente, sem mencionar o ‘embargo’ ao Morumbi.

– Quando o Corinthians jogava no Morumbi tinha taxa de lixo, luz, vestiário, televisão, federação, estacionamento… Não acaba taxa lá. Então se eu ganhasse R$ 2 milhões, sobraria no máximo R$ 1 milhão. Com a oferta e procura no Pacaembu eu posso majoar o preço e aí compensa jogar na casa – completou.

Mesmo depois de derrubar o arquirrival São Paulo nas semifinais com duas vitórias convincentes, Andrés preferiu se manter neutro e evitou ironizar o adversário, com quem vem trocando farpas desde quando a diretoria são-paulina reservou apenas 10% da cota de ingressos para a partida entre as equipes na primeira fase do estadual, em fevereiro.

– Estou feliz e realizado, mas sei que se não ganharmos a final toda a pressão volta novamente. O que importa é que estamos fazendo um trabalho sério e visando o futuro; ganhar e perder faz parte do futebol – concluiu.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)
Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

abril 20, 2009 Posted by | Corinthians, Santos | , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians negocia com argentino Escudero

Antônio Carlos viaja a Buenos Aires com a missão de fechar negócio com zagueiro de 25 anos

Enquanto o presidente Andrés Sanchez é pressionado para esclarecer com quem o Corinthians fez negócio para comprar parte dos direitos sobre André Santos, o diretor técnico Antônio Carlos Zago viaja para Buenos Aires para adiantar o planejamento de 2009.

Na terça-feira, o dirigente embarcou para a capital argentina para negociar a contratação do atacante Herrera e o empréstimo do zagueiro Escudero, 25 anos, do Argentinos Juniors. Ele só deve voltar entre amanhã e sábado.

O Corinthians se interessou por Escudero em agosto, quando o ex-ponta-esquerda Mauro, que trabalha como olheiro do Timão, foi à Argentina para assistir a alguns jogos do zagueiro e de possíveis reforços.

O objetivo de Antônio Carlos, agora, é alinhavar acordo com a diretoria do Argentinos para ter Escudero a partir de janeiro de 2009. Como os reservas Fábio Ferreira e Alves devem sair depois da Série B, Mano quer dois zagueiros – além de dois atacantes de área, goleadores. O que vier além disso, será lucro.

Coincidentemente, o Argentinos Juniors será o adversário do rival Palmeiras no próximo dia 22, em São Paulo, pela Copa Sul-Americana.

Outra missão do diretor corintiano é reduzir o valor cobrado pelo Gimnasia La Plata (ARG) por Herrera. O Corinthians terá de pagar US$ 3,2 milhões (quase R$ 7 milhões). O Gimnasia tem direito a 50% do valor. A outra metade é dividida entre o Rosario (ARG) e o agente do jogador, Ricardo Schlieper. A missão é difícil.

outubro 16, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , | Deixe um comentário

O dia do fico do técnico Mano Menezes

Técnico diz que não há risco de sair no fim deste ano e já busca reforços

A chance de Mano Menezes não renovar o contrato com o Corinthians e sair no fim deste ano é zero. Depois de o presidente do clube, Andrés Sanchez, e o diretor de futebol Mário Gobbi garantirem que o treinador vai continuar por no mínimo mais um ano, foi a vez de o próprio Mano confirmar:

– Acho que não há risco (de não renovar). Estamos com idéia de dar continuidade ao trabalho dos dois lados. E tenho certeza de que vai chegar o momento em que teremos condições de oficializar isso.

O momento citado pelo técnico é o dia em que o Corinthians confirmar o acesso de volta à Primeira Divisão. Até porque ninguém mais duvida que o Timão já subiu.

Com 64 pontos, 13 à frente do quinto colocado, o Vila Nova, muito provavelmente terá pontuação suficiente para não ser mais ultrapassado por quatro adversários entre 8 e 11 de novembro, quando enfrentará Criciúma e Juventude, respectivamente, na Região Sul.

Curiosamente, deve confirmar o título no mesmo dia, já que a diferença entre o segundo e o quinto lugares é de apenas dois pontos.

O novo contrato, mantido a sete chaves no clube, já foi acertado entre o agente de Mano Menezes, Carlos Leite, e a diretoria corintiana.

O técnico definiu até alguns jogadores que serão dispensados no fim deste ano. Como o grupo tem 36 atletas e Mano quer trabalhar com no máximo 28 no ano que vem, mais de dez sairão. Afinal, pelo menos quatro reforços chegarão.

E os contatos com esses reforços já estão sendo feitos.

– Os jogos passam (na TV) e nós acompanhamos. Já cansei de fazer lista (de reforços) e, na hora do vamos ver, não conseguir efetivar os desejos. Mas, ao mesmo tempo, não se pode deixar tudo para o último momento. Temos de ter idéia de números e parâmetros. É assim que se monta a seqüência (de temporada). Então, o gerente (Antônio Carlos Zago) pode ligar para o jogador e fazer uma consulta – admite Mano.

Os primeiros contatos com os possíveis reforços começaram há alguns meses. Os atacantes Brandão, do Shakhtar (UCR), e Deivid, do Fenerbahçe (TUR), foram os principais jogadores consultados.

outubro 15, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , | Deixe um comentário

‘Fiel’, o filme, será baseado em relatos da Fiel, a torcida

Corintianos vão participar do longa-metragem contando sua versão da queda à Série B e da – possível – ascenção à Série A

O Corinthians, a produtora cinematográfica G7, os roteiristas Serginho Groisman e Marcelo Rubens Paiva e a diretora Andrea Pasquini, apresentaram nesta quinta-feira o longa-metragem “Fiel”, que marcará nas telonas a paixão dos torcedores alvinegros. O filme não é de ficção e, contudo, tem um caráter diferente do documentário. A narrativa será inspirada na queda corintiana para a Série B no ano passado – e na aposta de ascenção em 2008 – traçada por meio de depoimentos que contam histórias reais dos torcedores.

Cada torcedor corintiano poderá enviar seu relato para os roteiristas por meio do site oficial do filme. As histórias devem ser relacionadas apenas à queda e à ascenção corintiana a Série B e registradas em vídeo. Há uma sessão aberta para relatos por escrito e a Fiel ainda poderá escolher a imagem de divulgação do filme, que estampará o banner e a capa do futuro DVD.

– Nós pegamos esse desafio porque não temos nesses dois anos (2007/2008) uma final de mundial, um pênalti a ser batido para mostrar com uma estrutura cinematográfica. Nós vamos retratar um clube e uma torcida que sofreu muito no ano passado e que esse ano está fazendo o seu papel direitinho graças à um trabalho estrutural do clube. O nosso foco principal é a torcida, a paixão e a força que essa torcida dá em momentos difíceis. Estamos captando depoimentos porque todos os corintianos têm boas histórias. Nós, os roteiristas vamos fazer uma filtragem. Claro que o filme não será somente de depoimentos, não serão monólogos, mas toda a história será contada pelo torcedor. Importante deixar claro que a produtora do filme fez questão de que todos os envolvidos fossem corintianos. Tanto a diretora quanto os técnicos – disse Serginho Groisman.

– É um time que tem uma torcida que ninguém sabe explicar esse fenômeno, porque é tão fiel. É uma torcida criativa, fanética e que nunca vai abandonar. Cada vez que eu vou ao estádio tem novas canções e novas maneiras de incentivar o time. A gente não pode se dar ao luxo de deixar essa torcida de lado. Não vamos contar essa história sob o nosso ponto de vista. A gente vai pôr aspas na boca da torcida: ela que vai montar este roteiro e contar esta história, esse susto e esse desespero de ter caído para a Segunda Divisão e, espero, esta redenção – declarou Rubens Paiva.

– Eu, como corintiano, também vou fazer o meu depoimento e vou esperar que a produção do filme o selecione – adiantou o presidente do clube, Andrés Sanchez.

O filme ainda não possui orçamento previsto. Na verdade, bem como boa parte da produção cinematográfica nacional, procura investidores e não tem todas as cotas de patrocínio definidas. O Corinthians, enquanto instituição, não fará nenhum aporte financeiro para custear a produção.

Segundo a diretora, Andrea Pasquini, a duração do longa deverá ser de aproximadamente 90 minutos. Todos os envolvidos na pré-produção destacaram também que não existe a possibilidade do filme ganhar contornos políticos e ser uma produção “chapa branca”, visto que o lançamento, previsto para março de 2009, coincidirá com as eleições presidenciais no clube. Eles ressaltaram que a participação é estritamente artística e que não envolverá os bastidores do clube, sendo que não há restrição alguma no que diz respeito ao envolvimento de qualquer corintiano, seja ele ligado à oposição, ou até mesmo às facções organizadas Camisa 12 e Gaviões da Fiel.

– O que é muito claro para a gente é a linguagem desse filme. Então a gente está falando de um documentário cuja narrativa é toda contada a partir dos depoimentos dos torcedores. Não será um “docu-drama” onde a gente envolve ficção. Não será relevante a participação de personagens famosos e sim a relação desses torcedores com o clube como se fosse uma religião ou uma família.

setembro 25, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Corinthians pode perder Elias a qualquer momento

Clube contratou jogador sem gastar dinheiro, mas não possui direitos

Andrés Sanchez comentou nesta quarta-feira sobre o empréstimo de R$ 600 mil, sem juros, feito pelo empresário Carlos Leite, em março, para contratar Eduardo Ramos e Saci.

Ignorou o fato de o agente trabalhar com Mano Menezes, disse que fez bom negócio e que não teria fechado se não recebesse o dinheiro.

E, para se justificar, apontou a contratação de Elias, ex-Ponte Preta, como seu maior erro:

– O pior negócio que fiz foi esse e ninguém falou nada. Contratamos Elias sem gastar dinheiro, mas ele pode sair a qualquer momento porque não temos direito. Se os empresários (da Traffic, que detém 70%, e Carlos Leite, 30%) nos avisarem até 48 horas antes de um jogo, ele vai embora. Está no contrato.

setembro 25, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , | Deixe um comentário