Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Alemanha e Argentina têm missão em duelo pela vaga: dar espetáculo

Favoritas ao título, seleções fazem o único confronto entre campeões do mundo nas quartas. Expectativa é pelo ‘melhor jogo da Copa do Mundo’

Clique na Imagem e Veja AO VIVO!

“O melhor jogo da Copa”. Uma frase repetida todos os dias desde a classificação de Argentina e Alemanha. O único duelo entre campeões do mundo nas quartas de final, que ainda reúne os dois melhores ataques da competição e o tira-teima do confronto em 2006, pela mesma fase. Provocações nas entrevistas durante a semana acirraram a rivalidade dos finalistas de 1986 e 1900. Até o palco reservado é de gala: estádio Green Point, na Cidade do Cabo, a mais turística da África do Sul. As seleções de Diego Maradona e Joachim Löw se enfrentam neste sábado, às 11h (de Brasília), com uma missão: dar espetáculo.

Os hermanos venceram todos os seus confrontos até agora e marcaram dez gols, liderando as estatísticas da Fifa (um a mais que Alemanha, Holanda e Brasil). A seleção de Maradona também tem um dos artilheiros (Higuaín, com quatro, ao lado de Vittek e David Villa), o segundo jogador que mais chutou a gol (Messi, 23 tentativas) e ainda é terceiro time que mais arriscou na Copa (75 chutes, contra 89 do time de Dunga, que já disputou as quartas e caiu para a Laranja). O camisa 10 ainda não balançou a rede, mas virou garçom dos companheiros e só não marcou porque parou em grandes atuações de goleiros rivais (como o nigeriano Enyeama na estreia).

Do outro lado, a Alemanha foi a primeira seleção a encantar no Mundial da África. Em uma primeira rodada de poucos gols, a equipe de Löw fez logo quatro na Austrália e despontou como a favorita. Mas vacilou em seguida e perdeu para a Sérvia, deixando dúvidas no ar. A classificação no Grupo D veio graças a um belo chute da revelação Özil. Os alemães voltaram à condição de favoritos nas oitavas: com ajudinha do árbitro uruguaio Jorge Larrionda, que não deu um gol claro de Lampard, os tricampeões golearam a Inglaterra por 4 a 1. De quebra, Klose empatou com Pelé ao chegar a 12 gols e está a três do recorde de Ronaldo, o maior artilheiro da história das Copas.

– Eu acho que tem tudo para ser o melhor jogo da Copa. São dois campeões do mundo e estão em boa fase. Alemanha e Argentina se classificaram com boas atuações, sem susto. Acho que a Argentina vence, pois tem o melhor ataque do Mundial – disse o jornalista japonês Toru Nanasawa, do canal TBS.

– Sim, há essa pressão por espetáculo. Apesar de Holanda x Brasil ser uma grande partida, as atenções estão mais voltadas aqui para a Cidade do Cabo. Principalmente por causa da presença de Maradona, que é um grande personagem. Para mim, a Alemanha ganha. Tem um time mais equilibrado, mais sólido. Enquanto Maradona fuma charuto no treino, Löw estuda o adversário, sabe como preparar melhor sua equipe – analisou o repórter russo Roman Trushechkin, da rede de televisão Russia 2.

O técnico Joachim Löw também está preparado para um grande jogo, que será o 200º da Alemanha em Copas. Ele diz que é o tipo de momento para o qual todo técnico, todo o jogador se prepara. Löw, que na Copa de 2006 era auxiliar de Jürgen Klinsmann, estava no banco de reservas alemão nas quartas de final, quando a equipe europeia, nos pênaltis, eliminou os sul-americanos.

– É uma alegria muito grande para mim estar aqui na Cidade do Cabo me preparando para um jogo dessa importância. Eu adoro essas partidas: contra Inglaterra, Argentina. Entrar no mesmo campo em que estão os melhores é sempre um desafio importante. E eu tenho muita confiança no time, nos jogadores. Com essa equipe jovem, podemos enfrentar qualquer um de igual para igual. E como a Argentina é uma seleção muito forte, será um grande jogo.

O treinador tinha apenas uma dúvida para escalar sua equipe: o atacante Podolski, que não treinou na última quinta-feira por causa de dores musculares, está liberado e vai para o jogo. O brasileiro naturalizado Cacau, que já não havia atuado contra a Inglaterra por causa de uma lesão muscular, não deverá ficar à disposição.

Sempre esbanjando confiança, Diego Maradona confirmou que Messi está recuperado de gripe e e estará em campo, para alívio da torcida. Após especulações sobre mudanças, o treinador afirmou que agora não é hora para “trocas e improvisações”. Assim, a Argentina deve conhecer a Cidade do Cabo com o mesmo time que venceu o México, sem Verón e Samuel (titulares na primeira rodada e que perderam espaço para Maxi Rodriguez e Burdisso).

Nem mesmo a goleada da Alemanha sobre a Inglaterra nas oitavas, por 4 a 1, tira o otimismo do Pibe. Para o técnico, os rivais dos alemães tiveram erros que custaram caro. Maradona diz saber bem como joga o rival e que a Argentina está preparada para ir às semifinais.

– A Alemanha venceu facilmente a Inglaterra, pois os ingleses facilitaram o conta-ataque. Sabemos que perderam para a Sérvia quando a Sérvia teve o controle da bola. Eles ganharam de Gana, mas os africanos ficaram três vezes cara a cara…  Não engolimos a mentira do 4 a 1 – concluiu Diego.

julho 3, 2010 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santo André, Santos, São Caetano, São Paulo, Sport, TV ao Vivo, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , | Deixe um comentário