Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Com gol contra, Fla bate o Vasco no Maraca: 1 a 0

Rubro-Negro mantém sonho do hexacampeonato aceso. Já o Cruzmaltino volta a amargar a lanterna do Brasileirão

Com um gol vascaíno, o Flamengo conseguiu vencer o Vasco por 1 a 0, neste domingo, no Maracanã. A vitória rubro-negra fez com que o sonho do hexacampeonato voltasse a ficar vivo na Gávea. O Flamengo chegou aos 52 pontos e se aproximou ainda mais dos líderes. Já o time de São Januário permanece em seu calvário na luta pelo rebaixamento. O clube cruzmaltino permaneceu com 27 pontos, na última posição do Campeonato Brasileiro.

O jogo começou com muita correria das duas equipes. O time cruzmaltino pressionou a saída de bola rubro-negra e criou algumas chances antes dos 15 minutos de jogo. A primeira foi com Mádson, aos 13, após cruzamento de Alex Teixeira. Um minuto depois, Toró deu um passe errado e Alan Kardec arriscou da entrada da área, saindo com perigo à direita da meta de Bruno.

O ataque do Flamengo tinha dificuldade para invadir a defesa do Vasco tanto que, até os 25 minutos, o Rubro-Negro não havia chutado na direção da meta defendida por Rafael. Por sua vez, o time de Renato Gaúcho criou boas chances no contra-ataque, principalmente com Alex Teixeira. Bruno teve que trabalhar em um chute do apoiador, aos 20, e outro de Mateus, aos 22.

Depois do início alucinante, o Vasco tirou o pé do acelerador. Só assim o Flamengo chegou ao seu primeiro lance de perigo. Aos 32, Marcelinho Paraíba chutou à direita da meta de Rafael. O lance animou a equipe rubro-negra. Três minutos depois, quase o atacante marca de falta, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Depois disso, as duas equipes diminuíram o ritmo e o jogo parecia que ia para o intervalo empatado. No entanto, aos 43, o Flamengo tentou uma jogada na área com Obina. Antes da conclusão, Jorge Luiz entrou de carrinho e desarmou o atacante. No entanto, a bola acabou indo na direção do gol e Rafael não conseguiu evitar. Flamengo 1 a 0.

O ritmo lento permaneceu no início da segunda etapa. O Flamengo controlava mais a posse de bola enquanto o Vasco tentava sair no contra-ataque. A primeira chance da segunda etapa foi cruzmaltina, em uma cabeçada de Alan Kardec, aos 9. Cinco minutos depois, foi Jorge Luiz que tentou de cabeça, mas colocou por cima.

A situação ficou melhor para o Vasco com a expulsão de Fábio Luciano, aos 19. O zagueiro tentou sair com a bola dominada, perdeu para Alan Kardec e cometeu a falta. Como ele era o último homem da zaga rubro-negra, recebeu o cartão vermelho.

Com a superioridade em campo, o Vasco começou a ter maior domínio da posse de bola. Aos 24, quase que o time cruzmaltino empata a partida. Pedrinho cobrou falta da ponta direita na cabeça de Fernando. O zagueiro cabeceou, mas Bruno fez ótima defesa. Apesar dessa chance, o Vasco pouco conseguia criar.

Com a zaga rubro-negra fechada, o time de São Januário tentou chegar ao gol através das bolas aéreas, mas a zaga do Fla conseguiu conter as investidas vascaínas. Além disso, o goleiro Bruno esteve muito bem nas saídas do gol. Com isso, o Flamengo segurou a posse de bola até o apito final do juiz Marcelo de Lima Henrique.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 1 FLAMENGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 19/10/2008 – 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Renda/público: R$ 679.117,00 / 37.074 pagantes.
Cartões amarelos: Jorge Luiz, Mateus, Wagner Diniz (VAS); Fábio Luciano (FLA)
Cartão vermelho: Fábio Luciano (FLA), 19’/2ºT.

GOL: Jorge Luiz (contra), 43’/1ºT (0-1);

VASCO: Rafael, Fernando, Jorge Luiz e Eduardo Luiz (Pinilla, 29’/2ºT); Baiano (Wagner Diniz, 15’/2ºT), Jonílson, Mateus (Pedrinho, 19’/2ºT), Madson, Alex Teixeira e Valmir; Alan Kardec. Técnico: Renato Gaúcho.

FLAMENGO: Bruno, Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Toró, Ibson, Everton (Fierro, 19’/2ºT) e Juan; Marcelinho Paraíba (Dininho, 22’/2ºT) e Obina (Josiel, 48’/2ºT). Técnico Caio Júnior.

outubro 19, 2008 Posted by | Flamengo, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Visitante, Atlético de Madrid arrasa o PSV

Agüero foi o destaque da goleada sobre os holandeses.

O Atlético de Madrid começou a fase de grupos da Liga dos Campeões com o pé direito. Jogando em Eindhoven, a equipe comandada por Javier Aguirre derrotou impiedosamente o PSV por 3 a 0, gols de Agüero – duas vezes – e Maniche. Com o resultado, os espanhóis lideram o Grupo D, com três pontos e com saldo de gols melhor do que o Liverpool.

Mesmo sendo o visitante, o Atlético de Madrid parecia que jogava em casa. Os espanhóis tiveram uma boa chance logo no primeiro minuto de partida, com Agüero, que preferiu chutar a passar para Forlán, que estava livre de marcação.

O atacante argentino, porém, se redimiu da falha aos nove minutos. Após cruzamento de Luis García, Agüero concluiu com categoria, sem dar chances de defesa para Isaksson.

A lamentar nos primeiros 45 minutos para o Atlético de Madrid apenas o fato de ter perdido o uruguaio Forlán, com uma lesão muscular na perna direita. Pouco depois, aos 36 minutos, Agüero fez o seu segundo gol na partida, ao dominar a bola dentro da área e driblar o goleiro Isaksson.

O clube espanhol continuou superior no segundo tempo e ampliou a vantagem logo aos nove minutos, após bela jogada de Luis García, que Maniche concluiu na saída de Isaksson.

Com uma desvantagem imensa no placar, PSV passou a atacar mais o adversário e perdeu uma boa oportunidade com Afellay. Logo depois, o árbitro italiano Roberto Rosetti deixou de marcar um pênalti em Simão, que deixou os jogadores do Atlético indignados.

A vitória, no entanto, já estava garantida. O Atlético teve um início promissor, enquanto o PSV terá de lutar muito para conseguir avançar para às oitavas-de-final da Liga.
FICHA TÉCNICA

PSV 0 X 3 ATLÉTICO DE MADRID

Local: Phillips Stadium, Eindhoven (HOL)
Data/hora: 16/08/2008 – 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Rosetti(ITA)
Cartões Amarelos: Brechet, Méndez, Amrabat (PSV); Paulo Assunção, Perea (ATL)
Cartões Vermelhos:
Gols: Agüero, 9’/1ºT (0-1); Agüero, 36’/1ºT (0-2); Maniche, 9’/2ºT (0-3)

PSV: Isaksson, Salcido, Marcellis, Brechet (Francisco Rodríguez, 29’/2ºT) e Pieters; Méndez, Simons, Culina (Bakkal, intervalo) e Amrabat; Koevermans e Afellay (Lazovic, 25’/2ºT). Técnico: H. Stevens

ATLÉTICO DE MADRID: Franco, Perea, Reitinga, Ujfalusi e López; Paulo Assunção, Maniche (Banega, 19’/2ºT), Simão e Luis García; Forlán (Pongolle, 31’/1ºT) e Agüero (Raúl García, 17’/2ºT). Técnico: Javier Aguirre

setembro 17, 2008 Posted by | Futebol Europeu | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário