Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Atlético-MG joga mal e perde para o Grêmio Prudente

Eraldo e Juan marcam para o time da casa e Magno Alves desconta para o Galo. Joga da volta ocorre na próxima quarta

Jogando mal mais uma vez, o Atlético-MG foi derrotado por 2 a 1 pelo Grêmio Prudente, nesta quinta-feira, no Prudentão, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Eraldo e Juan fizeram para o time da casa, enquanto Magno Alves descontou. As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, na Arena do Jacaré.

A cobrança de falta precisa de Ricardinho, que obrigou Marcio a fazer ótima defesa logos aos sete minutos, serviu apenas para iludir a torcida alvinegra. Assim como aconteceu em muitas partidas do ano, o Atlético-MG saiu perdendo.

Jogando mal, os mineiros foram castigado aos dez. A defesa do Galo parou, Renan Ribeiro saiu mal do gol e Eraldo, sozinho e de cabeça, balançou a rede. E o capitão do Prudente quase ampliou na sequência, quando Erivelton deu passe rasteiro pela esquerda.

Perdido em campo, o Atlético exagerou nos erros, principalmente pela falta de eficiência do meio de campo. E, por isso, foi várias vezes surpreendido pelo time da casa nos contra-ataques. Saldanha arrancou pela esquerda, deixou os marcadores para trás e colocou Eraldo na cara do gol. Mas o capitão deixou a bola passar.

A primeira e única chance de gol atleticana saiu em uma jogada de muito talento de dois jogadores. Quando o Prudente estava perto do segundo gol, Ricardinho deu excelente lançamento para Magno Alves, que dominou no peito e, de primeira, arrematou para a rede. Um golaço!

Mas, voltando ao jogo depois do lampejo de talento da dupla do Galo, o Prudente, ainda melhor, ampliou. Juan recebeu levantamento de Raí e deu um meio voleio por trás do lateral-direito Leandro para deixar o seu.

O técnico Dorival Júnior fez duas mudanças no intervalo, trocando Renan Oliveira por Cláudio Leleu, e Ricardo Bueno por Neto Berola. Foi o suficiente para o Atlético-MG melhorar, trocando mais passes e chegando com mais perigo. Mas nada disso foi suficiente para a reação.

O Prudente seguiu bem posicionado e marcando com precisão. Chegou menos ao gol de Renan Ribeiro, mas também conseguiu evitar as chegadas de maior perigo da equipe adversária. Foi o suficiente para garantir a vantagem para o jogo da volta.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO PRUDENTE 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Data/hora: 31/3/2011, 20h
Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Árbitro: Antônio Denival de Morais (PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho e Marcos Rogério da Silva
Cartões amarelos: Wanderson Cafu, Juan (GPR); Serginho, Leonardo Silva (CAM)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Eraldo 10’/1T (1-0); Magno Alves 34’/1T (1-1); Juan 36’/1T (2-1)

GRÊMIO PRUDENTE: Marcio, Wanderson Cafu, Douglas, Ednei e Raí; Anderson, Daniel, Saldanha (Alceu, 34’/2T) e Elivelton; Juan (Léo, 41’/2T) e Eraldo (Rhayner, 29’/2T). Técnico: Márcio Goiano.

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro, Rafael Cruz, Réver, Leonardo Silva e Leandro; Toró, Serginho, Renan Oliveira (Cláudio Leleu, intervalo) e Ricardinho (Bernard, 29’/2T); Magno Alves e Ricardo Bueno (Neto Berola, intervalo). Técnico: Dorival Júnior.

março 31, 2011 Posted by | Atlético-MG, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Internacional ‘treina’ para o Mundial e goleia Prudente

Com titulares, Colorados encerram o Campeonato Brasileiro com fácil vitória

Num “amistoso de luxo” que serviu de preparação para o Mundial de Clubes, o Internacional se despediu do Campeonato Brasileiro com uma vitória por 3 a 0 sobre o Grêmio Prudente, em Presidente Prudente, em partida válida pela última rodada da competição.

Sem muitos esforços, a equipe gaúcha chegou ao primeiro gol aos 17 minutos. Através de um lançamento perfeito, Tinga achou Kleber na esquerda. O lateral cruzou na medida para Alecsandro, que estava livre na área, marcar.

Aos 24 minutos, o gol saiu do lado direito. Desta vez, Nei cruzou e Alecsandro tocou de cabeça para Tinga ampliar com o peito. O primeiro chute a gol dos donos da casa saiu com incríveis 42 minutos.

O principal lance da segunda etapa foi uma bela jogada de D’Alessandro, aos 27 minutos. O argentino dominou no peito, girou e acertou um lindo voleio. O técnico Celso Roth aproveitou para descansar seus principais jogadores. Sóbis, Tinga e D’Alessandro deixaram o campo.

Giuliano, que entrou no lugar do argentino, marcou um gol de placa, acertando o ângulo de fora da área, aos 36 minutos, de primeira, completando a goleada colorada. O Prudente despede-se do Brasileirão na lanterna e com 21 derrotas em 38 jogos.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO PRUDENTE 0 X 3 INTERNACIONAL

Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data-Hora: 2/12/2010 – 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Marcos Mateus Pereira (MS)
Auxiliares: Adnílson Pinheiro (MS) e Eduardo Cruz (MS)
Renda e público: R$ 13.200,00 / 1.246 pagantes
Cartões amarelos: Saldanha e Diego (GPP); Bolivar, Tinga e Wilson Mathias (INT)
Cartões vermelho: –
Gols: Alecsandro 17’/1ºT (0-1), Tinga 24’/1ºT (0-2) e Giuliano 36’/2ºT (0-3)

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Ronaldo Alves e Kleber; Wilson Mathias, Guiñazu, Tinga (Giuliano 28’/2ºT), e D’Alessandro (Andrezinho 34’/2ºT); Rafael Sobis (Oscar 22’/2ºT) e Alecsandro – Técnico: Celso Roth.

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney, Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Diego Giaretta e Cleidson (Carlos Diogo 36’/1ºT); Rodrigo Mancha, João Vitor (Neto 29’/2ºT), Sacha e Saldanha (Rafael Martins 17’/2ºT); Willian José e Rhayner – Técnico: Fábio Giuntini.

dezembro 3, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Internacional | | Deixe um comentário

Bota passa pelo Prudente e mantém Libertadores no foco

Glorioso joga com disciplina e faz o suficiente para sonhar

A segurança venceu o medo no Rio, também nos gramados. Vindo de derrota em casa para os reservas do Internacional, o Botafogo não deu muitas oportunidades para o lanterna Grêmio Prudente, neste domingo, e derrotou o clube paulista por 3 a 1, comgols de Antônio Carlos, Edno e Marcelo Cordeiro. Willian José descontou. Com 59 pontos, o Alvinegro vai para a última rodada do Brasileiro ainda com chances de entrar no G4. Até a próxima semana, resta apenas pensar em contas.

Em quinto lugar, o Glorioso vai encarar o Grêmio, no Olímpico, rival direto e que tem 60 pontos. Ao Bota, só o triunfo fora interessa. Se passar pela prova de fogo, depois será necessário torcer pelo título do Independiente (ARG) na Copa Sul-Americana para que o Goiás não leve a vaga na próxima Libertadores. Missão complicada, mas a tropa do técnico Joel Santana deseja mostrar que é osso duro de roer.

ATIVIDADE ALVINEGRA

Diferentemente da empolgação na arquibancada, esvaziada pela violência no Rio, o jogo começou quente na casa alvinegra. A primeira tentativa do Bota aconteceu aos seis minutos, quando Marcelo Cordeiro errou cruzamento e sem querer deixou Loco Abreu livre. De frente para o gol, o uruguaio bateu forte, mas o arqueiro Sidney levou a melhor.

Veja os gols da vitória do Botafogo sobre o Prudente

Veja os gols da vitória do Botafogo sobre o Prudente

No entanto, mesmo ofensivo na escalação, com apenas Lucas Zen de volante, o Glorioso também mostrou cautela ao partir para cima. Edno até tentou, aos 10, mas o bom ritmo do jogo esfriou aos poucos e o rebaixado Prudente não deu espaços para o clube da Estrela Solitária chegar na área.

Sem responsabilidade, o lanterna da competição se manteve na defesa e esperou o Botafogo avançar. Fórmula para disputa com raras emoções. Além disso, o forte calor na cidade cadenciou as ações. Emoção novamente só aos 28 minutos, quando Lucio Flavio bateu falta na frente da área e colocou rente ao poste esquerdo.

A bola parada parecia a solução. E foi. Aos 30, escanteio pela direita cobrado com perfeição por Lucio Flavio achou a cabeça de Antônio Carlos. Entre os defensores, o camisa 3 subiu seguro e empurrou para o fundo da rede, o sétimo dele no Brasileirão. Gol para ligar o Glorioso, daí mais calmo em campo, apesar de levar sustos em duas faltas do adversário.

Cabia mais e a fragilidade prudentina ficou exposta. Aos 44, Caio trabalhou pela direita e serviu Edno, que olhou para a meta e soltou a bomba. Sem chances, no canto esquerdo do goleiro Sidney.

NA PAZ

Na volta do intervalo, a vantagem não freou o ímpeto alvinegro. Aos 3 minutos, Antônio Carlos lançou Caio, que entrou pela área e deu serviço para Sidney, que tirou no reflexo. Pelo Prudente, nada de esboçar reação e assim o tempo passou, sob vaias da torcida do Bota.

Mal pressentimento do público, convertido em gol. Aos 24, Willian José aproveitou vacilo da zaga e deixou o placar menos elástico, após chute de fora da área. Com o susto, Joel Santana procurou dar novo fôlego ao time com as entradas de Alex e Renato Cajá nos lugares de Loco Abreu e Lucio Flavio.

Já na reta final, o enfrentamento ficou mais brigado. Coração na ponta dos pés e muita disposição. A organização tática de ambos os clubes deu lugar à correria e o Bota aproveitou. Na velocidade, Alex foi derrubado dentro da área. Pênalti marcado, convertido por Marcelo Cordeiro no canto direito do goleiro Sidney, aos 45 minutos. Fogão vivo na guerra.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 1 GRÊMIO PRUDENTE

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/11/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Christian Passos Sorence (GO) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)
Renda/público: R$ 87.417,00 / 4.932 pagantes
Cartões amarelos: Márcio Rosário (BOT); Marcelo Oliveira (PRU)
GOLS: Antônio Carlos, 30’/1ºT (1-0); Edno, 44’/1ºT (2-0); Willian José, 24’/2ºT (2-1); Marcelo Cordeiro, 45’/2ºT (3-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Fahel, Antônio Carlos e Márcio Rosário; Alessandro, Lucas Zen, Lucio Flavio (Renato Cajá, 29’/2ºT), Edno (Tulio Souza, 39’/2ºT) e Marcelo Cordeiro; Caio e Loco Abreu (Alex, 27’/2ºT). Técnico: Joel Santana.

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney, Saldanha, Anderson Luís, Diego e Marcelo Oliveira; Rodrigo Mancha, Roberto (Renan, 39’/1ºT), Anderson e Serginho (Juan, 33’/2ºT); Willian José e Rhayner (William Henrique, 17’/2ºT). Técnico: Fábio Giuntini.

novembro 28, 2010 Posted by | Botafogo, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Ainda com chance na Libertadores, Botafogo pega o Grêmio Prudente

Alvinegro segue na briga por uma vaga na Libertadores enquanto adversário já mira a próxima temporada

Último jogo do ano no Engenhão, contra o último colocado do Brasileiro e a última chance de coroar uma temporada, até então, feliz para o Botafogo. É com este pensamento que o Glorioso enfrenta o Grêmio Prudente, no próximo domingo, às 17h, no Engenhão com transmissão em tempo real pelo LANCENET!

SONHO DE LIBERTADORES AINDA VIVO

Após o tropeço na última rodada frente aos reservas do Internacional, o time de Joel Santana ligou o sinal de alerta. Não há mais gordura a ser queimada e a vaga da Libertadores, agora, não depende só do Alvinegro, que além de precisar vencer, torce para que Atlético-PR e Grêmio não vençam seus jogos, sobretudo o Furacão, já que ainda haverá confronto direto com os gaúchos na última rodada.

O técnico Joel Santana não tem boas notícias para este confronto. Herrera, que treinou durante a semana após uma lesão no ombro esquerdo, voltou a sentir a região afetada e não relacionado. Somália, com dores no joelho esquerdo, Leandro Guerreiro, com dores no calcanhar direito, e Jobson, com um corte no pé esquerdo, também não treinaram e passaram a ser dúvida para a partida.

Apesar dos problemas, o goleiro Jefferson sintetizou o sentimento alvinegro para esta partida.

– O Botafogo teve um ótimo ano, ganhamos o Estadual vencendo os dois turnos. No Brasileiro surpreendemos muita gente também e seria um presente para nossa torcida a vaga para a Libertadores. Vamos lutar por isso até o final – comentou.

DIGNIDADE E OLHO NO PAULISTA DE 2011

Rebaixado desde a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio Prudente não quer amolecer para o Botafogo. A partida não vale nada para o time paulista, mas pode custar a vaga na Libertadores para a equipe carioca.

– É um jogo importante como qualquer outro porque somos profissionais e temos que entrar em campo para vencer. Sabemos que é um jogo que vai influenciar na tabela, o Botafogo é um time que está brigando pela Libertadores, então vamos entrar para conseguir uma vitória – afirmou o meia João Vítor.

Isso porque, apesar do rebaixamento no Brasileirão, o Grêmio Prudente disputará o Campeonato Paulista da Série A1 em 2011. Assim, o time, que foi semifinalista do Estadual nesta temporada, quer se preparar para a competição.

– Claro que estamos tristes porque acredito que o Grêmio Prudente não merecia cair. Nós jogadores assumimos nossa responsabilidade pelo o que aconteceu, mas vamos completar esses dois jogos com dignidade e usar estas partidas para nos preparar e pensar no Campeonato Paulista do ano que vem – afirmou o jogador.

Para a partida, o técnico Fábio Giuntini não poderá contar com Flávio Boaventura, que está suspenso.

L! no Ar analisa rodada que pode definir o campeão

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X GRÊMIO PRUDENTE
Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/11/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Christian Passos Sorence (GO) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)

BOTAFOGO: Jefferson, Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro, Somália (Fahel), Lucio Flavio, Edno e Marcelo Cordeiro; Caio e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney; Bruno Ribeiro, Anderson Luís, Leonardo e Diego; Rodrigo Mancha, João Vítor, Roberto e Adriano Pimenta; Rhayner e Willian José. Técnico: Fábio Giuntini.

novembro 27, 2010 Posted by | Botafogo, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Grêmio Prudente perde pênalti e empata com o Ceará

Rebaixado, time paulista surpreende e mostra boa disposição

Rebaixado para a Série B, o Grêmio Prudente deveria ser a garantia de três pontos na tabela para seus adversários. A ideia, entretanto, ficou só na teoria. Aequipe recebeu o Ceará neste sábado, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e deu trabalho no empate em 1 a 1.

O atacante Rhayner marcou o primeiro gol da partida aos 27 minutos do primeiro tempo. O jogador recebeu a bola, girou o corpo rapidamente e chutou no canto direito do goleiro.

As emoções ficaram para o segundo tempo. William perdeu um pênalti, aos 37 minutos, em bela defesa de Michel Alves. Três minutos depois foi a vez do Ceará ter sua chance de converter um pênalti. Geraldo empatou e se igualou a Magno Alves na artilharia do Ceará no Brasileirão.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Com o empate, os cearenses seguem com tranquilidade na busca por uma vaga na próxima Copa Sul–Americana. O Alvinegro, que chegou a 46 pontos na tabela, manteve boa distância para Flamengo e Atlético–GO, que está uma posição abaixo da zona de classificação para o torneio sul-americano.

Como consolação, o Grêmio ainda tem chances de deixar a lanterna da Série A com o Goiás, que tem dois pontos a mais e jogará contra o Santos em casa.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO PRUDENTE 1 X 1 CEARÁ

Local: Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Data/Hora: 20/11/2010 às 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Cristian Sorence (GO) e Fabrício da Silva (GO)
Renda/Público: R$ 6.960/842 pagantes

Cartões amarelos: Careca e Rhayner(GPP); Wellington Amorim (CEA).
Cartões vermelhos: João Marcos (CEA).

Gols: Rhayner, 27’/1ºT (1-0); Geraldo, 40’/2ºT (1-1).

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney, Bruno Ribeiro, Ânderson Luís, Leonardo(Anderson Pedra, 24’/2ºT) e Diego; Rodrigo Mancha, João Vitor, Roberto e William; Rhayner e Adriano Pimenta(Renan, 14’/2ºT). Técnico: Fábio Giuntini.

CEARÁ: Michel Alves, Boiadeiro(Wellington Amorim, 32’/2ºT), Diego Sacoman, Fabrício e Arlindo Maracanã(Reina, 20’/2ºT); Heleno, Careca, João Marcos e Geraldo; Magno Alves e Marcelo Nicácio(Kempes, 30’/2ºT). Técnico: Dimas Filgueiras.

novembro 20, 2010 Posted by | Ceará, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Grêmio Prudente recebe o Ceará e quer a vitória por ‘dignidade’

Jogadores pedem apoio do torcedor na parida diante dos cearenses

Grêmio Prudente e Ceará se enfrentam neste sábado sem nenhum motivo para comemorar. A penúltima apresentação das equipes na temporada será apenas para cumprir tabela.

O time da casa entra em campo já rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. O momento será de despedida e uma vitória pode ao menos dar um último alento ao torcedor na atual temporada. A oredem agora é começar o planejamento visando 2011 e um passo fundamental nesse sentido será dar chances aos jovens.

A equipe que entra em campo no Eduardo José Farah não terá o meia Wesley, que cumpre suspensão automática. No departamento médico prudentino temos alguns atletas: Wanderley e Gilmar são as baixas no ataque. Arthur Henrique fica de fora na lateral. Outros que não apresentam condições de jogo são Flávio e Araújo, lesionados no joelho

A boa notícia será o retorno do experiente Rodrigo Mancha, fora do time há mais de um mês tratando de um problema no púbis. Apesar da queda do time, o volante fala em terminar a competição de forma digna e manda um recado ao torcedor.

– Convido os torcedores para que venham ao Prudentão. Empenho e determinação a gente promete. Com a ajuda deles, esperamos, pelo menos terminar, esses últimos três jogos de cabeça erguida – garante.

Sem vencer uma partida longe de casa desde o dia 6 de junho, quando bateu o Atlético/MG por 1 a 0, no Mineirão, os cearenses lutam para acabar o incômodo jejum e, de quebra, conquistar o sonho da diretoria: disputar uma competição Internacional.

Com 45 pontos na 12ª colocação, o time alvinegro precisa da vitória e torce para que Flamengo e Atlético-GO não vençam seus respectivos jogos. Apesar do adversário já estar matematicamente rebaixado, os jogadores do Ceará não esperam jogo fácil e acreditam em profissionalismo do elenco paulista.

– Vi a última partida do Prudente e achei que a equipe dele foi muito bem, inclusive foi até melhor. Mas no futebol, ganha quem faz gols, e o Prudente saiu de campo com a derrota. Contra a nossa equipe, os jogadores vão mostrar o mesmo empenho, afinal são profissionais e querem se despedir do Brasileirão de forma digna, então, tenho certeza que o jogo vai ser complicado – afirmou o goleiro Michel Alves.

Para esse duelo, o técnico Dimas Filgueiras não poderá contar com o volante Michel, expulso no empate de 2 a 2 com o Botafogo, nem com o zagueiro Anderson e o atacante Misael, machucados. Por outro lado, os também volantes Heleno e João Marcos retornam, após cumprirem
suspensão automática.

O treinador do Vozão novamente vai utilizar o esquema 3-5-2, com Heleno atuando como terceiro zagueiro. Na ala esquerda a novidade é o lateral Arlindo Maracanã, com isso, o meia Reina, que jogou no setor no último jogo, volta para o banco de reservas. Na frente, o ataque será formado por Nicácio e Magno Alves.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO PRUDENTE X CEARÁ

Estádio: Eduardo José Farah, Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 20/11/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence e Fabricio Vilarinho da Silva (ambos de G0)

GRÊMIO PRUDENTE: Sidnei; Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Leonardo e Diego Giaretta; Rodrigo Mancha, João Vitor, Roberto e Adriano Pimenta; Willian e Rhayner. Técnico: Fabio Giuntini.

CEARÁ: Michel Alves; Fabrício, Heleno e Diego Sacoman; Boiadeiro, João Marcos, Careca, Geraldo e Arlindo Maracanã; Marcelo Nicácio e Magno Alves. Técnico: Dimas Filgueiras.

novembro 19, 2010 Posted by | Ceará, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Confrontos diretos mexem com a zona do rebaixamento

Quatro duelos diretos contra a degola acontecem nas últimas três rodadas do Brasileirão; sete times fogem de três vagas

Faltando apenas três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, a luta contra o rebaixamento continua embolada. Somente o Grêmio Prudente já teve sua queda confirmada, após a derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, na Arena da Baixada, no último domingo.

Nada menos que sete equipes ainda brigam para fugir do fantasma da degola, e as rodadas restantes apontam confrontos diretos, que
certamente definirão quem ocupará as três vagas restantes na Série B de 2011. O LANCENET! ouviu um time de especialistas que apontaram as
diferenças entre os candidatos ao descenso e fizeram suas apostas.
Confira os confrontos diretos contra o rebaixamento:

36ª rodada
Flamengo x Guarani
Avaí x Atlético-GO

37ª rodada
Atlético-MG x Goiás

38ª rodada
Vitória x Atlético-GO

Calculadora na mão

A matemática entra em cena na reta final do Campeonato Brasileiro. De acordo com dados do matemático Tristão Garcia, Atlético-GO e Flamengo, que ainda terão duas partidas em casa, têm 12% de chances de cair. O Atlético-MG, que fará seu último jogo como mandante diante do Goiás, na 37ª rodada, tem 21%.

O Vitória tem os mesmos 39 pontos do Galo, mas tem 20% de chances de rebaixamento, por ainda jogar duas vezes no Barradão, uma delas contra o líder Corinthians e outra contra o Atlético-GO, adversário direto.

Sorte do Leão, azar do Bugre

Avaí e Guarani, segundo Tristão, tiveram suas situações invertidas. Os catarinenses, que ainda jogam duas vezes na Ressacada, tinham maior
chance de cair. Agora, a possibilidade de descenso diminuiu para 57% após a importante vitória, por 3 a 2, fora de casa contra o Internacional:

– O Avaí foi o grande vitorioso da rodada, dentre aqueles que brigam contra o rebaixamento. A vitória fora de casa sobre o Internacional foi
importantíssima para as pretensões da equipe – disse o matemático.
Já o Bugre se complicou com o empate, por 1 a 1, em casa diante do Vitória, para quem o resultado não foi tão ruim assim. O Guarani tem 80%
de chances de cair.

Drama esmeraldino

A situação só não é mais crítica que a do Goiás, que tem 98% de possibilidades de rebaixamento. Com a goleada aplicada sobre o Esmeraldino na 34ª rodada, o já rebaixado Grêmio Prudente “puxou” os goianos para a Série B, segundo Tristão:

– A derrota para o Prudente levou o Goiás junto, sem dúvida. Era um confronto direto e o Goiás já se encontrava em situação delicada.

COM A PALAVRA, OS ESPECIALISTAS:

Carlos Alberto Torres, capitão da Seleção Brasileira na conquista dotricampeonato Mundial, em 1970

“Creio que os quatro que estão na zona de rebaixamento devem cair, independentemente dos confrontos diretos. Digo isso em virtude das
campanhas e dos elencos. é importante dar moral, mas quando falta elenco, não há técnico que consiga salvar.”

A aposta de Torres: Grêmio Prudente, Goiás, Guarani e Avaí

Estevam Soares, técnico

“Acho que agora é a hora da verdade. Não deve haver surpresa a esta altura da competição. É hora de fazer valer a qualidade do elenco, do
treinador, e de mostrar uma diferença de postura. Quem tem mais elenco, vai se salvar. O Guarani, por exemplo, está em queda livre no campeonato pois falta elenco, apesar do trabalho do Vagner Mancini, que é indiscutível. Já a vitória do Avaí sobre o Internacional nao pode ser
considerada zebra. O clube pegou uma maré ruim na competição, com trocas de comando. Os jogos em casa influenciam muito, com a torcida apoiando. Sem dúvida, a questão do mando é muito importante. Num momento como esse, a torcida não se opõe ao time, mesmo com a situação incômoda. Pelo contrário, se junta ao time, joga junto. Se houver protesto, acontece no fim do jogo, mas durante os 90 minutos, é só apoio.”

A aposta de Estevam: Grêmio Prudente, Goiás, Guarani e Avaí.

Humberto Perón, colunista do LANCE!

“A situação do Goiás é muito complicada, só com um milagre. A Sul-Americana pode atrapalhar. O Atlético Mineiro tem boa chance de escapar, com o time crescendo. O Flamengo, mesmo com campanha ruim como mandante, é favorito contra o Guarani, que vinha bem em casa, mas não
vem marcando gols. O Atlético-GO vem sabendo jogar no contra-ataque e vem conseguindo resultados importantes. Já o Vitória, forte no Barradão, enfrenta o líder, em um jogo muito importante. A pressão nessa partida é sobre ambos os times, e o Corinthians vai ter de sair para o jogo.”

A aposta de Perón: Grêmio Prudente, Goiás, Guarani e Avaí.

Vitor Birner, colunista do LANCE!

“Acredito que os melbores elencos vão permanecer. O Flamengo e o Galo ficam. Sempre achei que o Avaí fosse cair, mas vem jogando melhor. O Vitória se salva em virtude de sua campanha e suas atuações no Barradão, e também porque seu elenco é melhor que o de Avaí e Guarani. O Bugre vinha bem em casa, mas a estrutura e o elenco não são de primeira divisão. Já o Atlético-GO é uma indefinição constante, não se sabe se
cai ou não, mas, coletivamente, tem mais time que os quatro últimos. O Goiás é outro que tem mais elenco, até mesmo individualmente, que os outros que estão na zona de rebaixamento.”

A aposta de Vitor: Grêmio Prudente, Goiás, Guarani e Avaí.

Benjamin Back, colunista do LANCE!

“O campeonato está desenhado. Já temos dois times rebaixados pois, na minha opinião, o Goiás também já foi. Temos do Guarani até o Atlético-GO brigando para não cair, ou seja, sete times lutando para fugir de duas vagas. Na minha opinião, o Atlético-MG não cai. É outro time desde a chegada de Dorival Júnior. O mesmo acontece com o Atlético-GO sob o comando de Renê Simões. Já o Vitória no Barradão é dificílimo de ser batido, e terá ainda dois jogos em casa…mas o futebol é imprevisível. Para mim, o Guarani não se salva, era fogo de palha com a boa campanha em casa no primeiro turno. O Vagner Mancini é bom treinador, mas escolheu mal ao aceitar comandar o Bugre.”

A aposta de Back: Grêmio Prudente, Goiás, Guarani e Avaí.

novembro 15, 2010 Posted by | Atlético-MG, Avaí, Ceará, Flamengo, Goiás, Grêmio Prudente, Guarani, Vitória | | Deixe um comentário

Atlético-PR faz 2 a 1 no último minuto e joga pá de cal sobre o Prudente

Estrela de Paulo Baier brilha e Furacão chega ao G-4. Time paulista luta, mas é o primeiro matematicamente rebaixado para a Série B 2011

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Atlético-PR fez sua torcida sofrer na noite deste domingo na Arena da Baixada. Foram necessários mais de 120 minutos para que a equipe paranaense conseguisse sair de campo com a vitória sobre o Prudente por 2 a 1, em jogo marcado por uma paralisação de dez minutos para atendimento médico ao árbitro Renato Cardoso da Conceição. Paulo Baier fez os dois gols do Furacão, que tomou o lugar do Botafogo no G-4. Willian José descontou para os paulistas, matematicamente rebaixados para a Série B. (Veja os gols no vídeo ao lado)

A agonia dos atleticanos durou até os segundos finais. Os torcedores do Furacão tiveram que esperar até os 47 minutos da segunda etapa para comemorar o gol da vitória. O Atlético-PR agora soma 56 pontos. É o quarto lugar e leva vantagem no número de vitórias sobre o Botafogo, igual no número de pontos. Já o Prudente, com 27 pontos, vai fazer três ‘amistosos’ na reta final.

Gols, expulsão e atendimento ao árbitro

Como já era esperado, o Atlético-PR iniciou o jogo pressionando o adversário, sempre com a bola parada de Paulo Baier e as arrancadas pelas pontas de Guerrón como as principais armas. O Prudente, armado num 4-4-2 com três volantes, tentava coibir os avanços do Furacão.

Paulo Baier comemora o gol do Atlético-PR, agora no G-4, contra o rebaixado Prudente (Foto: Ag. Estado)

A partir dos 10 minutos, os laterais atleticanos passaram a ser boas opções. Com arrancadas de Wagner Diniz, pela direita, e de Márcio Azevedo, pela esquerda, o rubro-negro tentava superar o ferrolho armado pelo técnico Fábio Giuntini. Mas a primeira boa chance foi do Prudente. Após troca de passes, Roberto saiu na cara de João Carlos, mas o camisa 1 chegou primeiro para abafar o chute.

Após o susto, a resposta do Furacão veio em forma de gol. Numa bela trama pelo meio, Branquinho recebeu na área, resolveu dar o corte em João Vítor que, no embalo, não teve como parar sem trombar no adversário: pênalti.

O experiente Paulo Baier pegou a bola e bateu no canto direito alto de Sidney, que até acertou o lado, mas nada pôde fazer. A situação do time paulista piorou aos 25. Após lançamento errado para o ataque, Manoel fez proteção para a bola sair pela linha de fundo. Wesley chegou para pressionar e, em um lance patético, desferiu um pontapé contra o adversário. O árbitro não teve dúvidas e colocou o jogador para fora.

Mesmo em desvantagem numérica e no placar, o que parecia impossível aconteceu. Em um dos raros ataques do Prudente, Willian José se aproveitou de uma linha de impedimento que não deu certo, recebeu lindo passe e tocou de perna esquerda, na saída de João Carlos: 1 a 1 no placar.

Árbitro pede atendimento médico: jogo parado por dez minutos

Poucos minutos após o empate do Prudente, o árbitro Renato Cardoso da Conceição sentiu um problema no ombro direito e pediu atendimento médico. Após os primeiros socorros ainda dentro de campo, Renato foi até o vestiário receber um diagnóstico mais detalhado. Enquanto isso, o quarto árbitro Fábio Filipus (PR) fazia seu aquecimento. Após dez minutos de paralisação, o juiz retornou ao gramado. Segundo os médicos que realizaram o atendimento, ele havia sentido uma luxação no ombro, mas poderia dar continuidade a seu trabalho (assista ao vídeo ao lado).

Com o reinício do jogo, o Atlético-PR voltou com força para fazer o segundo gol. A primeira chance veio em lance iniciado com Paulo Baier. Ele deu passe preciso para Guerrón que, pressionado, deu um leve toque para o meio. A bola percorreu toda a pequena área, sem que Bruno Mineiro chegasse para conferir.

Novamente pela direita do ataque, Wagner Diniz foi ao fundo e cruzou. A bola encobriu Sidney e mais uma vez ninguém apareceu para concluir. Por fim, aos 55 minutos, Bruno Mineiro raspou de cabeça na frente do goleiro, que viu a bola explodir em sua trave.

Gol de Paulo Baier no apagar das luzes

O empate não era um bom negócio para nenhum dos times. Enquanto os donos da casa perdiam a chance de entrar no G-4, o Grêmio Prudente dava adeus à Série A.

Com o apoio da torcida, o Furacão partiu em busca do segundo gol. Com Guerrón de um lado e Ivan Gonzalez de outro, o time criava jogadas pelas pontas. Em má fase, Bruno Mineiro não conseguia concluir. Após mais um erro do atacante, a paciência de Sérgio Guedes e dos torcedores chegou ao fim. No mesmo momento em que chamava Marcelo para o jogo, os atleticanos vaiavam Mineiro.

A pressão aumentava a medida que o tempo ia passando. Indo com muita gente ao ataque, o espaço na defesa do Furacão também apareceu. Em um lance que começou despretensioso, Willian José quase virou o placar. Após cruzamento, João Carlos ficou no meio do caminho, mas o camisa 9 acreditou na jogada e, quase sem ângulo, acertou a trave. Susto e saudades nas arquibancadas do titular Neto, ausente para defender a seleção brasileira.

Com o passar do tempo o jogo ganhava em emoção. Com muita raça, o Grêmio Prudente tentava alguns contragolpes com Juan e Rafael Martins. E no embalo da torcida, o Furacão tentava principalmente com Paulo Baier, Guerrón, Marcelo e Branquinho. Aos 38, o Prudente mostrou mais uma vez que estava no jogo. Com liberdade, Roberto carregou e da intermediária resolveu arriscar. A bola viajou rápido e mais uma vez encontrou o poste de João Carlos.

Quando a torcida já se preparava para ir embora frustrada, a estrela de Paulo Baier voltou a brilhar. Ivan Gonzalez cruzou bola na área aos 47 minutos e encontrou a cabeça do camisa 10, que saltou pouco para fazer o segundo, decretar o placar final e colocar o Atlético-PR no G-4.

atlético-pr 2 x 1 grêmio prudente
João Carlos; Wagner Diniz, Rhodolfo, Manoel e Márcio Azevedo (Heracles); Chico, Deivid (Ivan Gonzalez), Paulo Baier e Branquinho; Guerrón e Bruno Mineiro (Marcelo). Sidney; Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Leonardo e Diego Giaretta; Anderson Pedra, Roberto, João Vitor (Rafael Martins) e Renan (Rhayner); Wesley e Willian José (Juan).
Técnico: Sérgio Guedes Técnico: Fábio Giuntini
Gols: Paulo Baier duas vezes (Atlético-PR) e Willian José (Prudente)
Cartões amarelos: Anderson Luís e Bruno Ribeiro (Prudente); Bruno Mineiro e Guerrón (Atlético-PR). Cartão vermelho: Wesley (Prudente)
Data: 14/11/2010. Local: Arena da Baixada (Curitiba). Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG). Auxiliares: Jair Albano Félix (MG) e Flamarion Sócrates da Silva (MG)

novembro 14, 2010 Posted by | Atlético-PR, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Atlético-PR enfrenta o Grêmio Prudente pensando no G4

Clube paranaense pode terminar a rodada entre os classificados para a Libertadores. Prudente tenta última cartada contra degola

Desde 2005 o Atlético-PR não disputa a Taça Libertadores da América. No entanto, com boas chances de voltar à competição sul-americana em 2011, o clube paranaense encara o Grêmio Prudente neste domingo, às 19h30, na Arena da Baixada, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em quinto lugar na tabela e podendo entrar no G4, o Furacão soma 53 pontos, apenas três a menos que o Botafogo, último clube que está no grupo da Libertadores, porém com um jogo a mais e menos vitórias (13 a 15).

Por isto, uma vitória será fundamental para deixar a equipe ainda mais viva nesta disputa por uma vaga no torneio continental do ano que vem. Entretanto, o fato de enfrentar o lanterna da competição não faz os jogadores acreditarem que terão vida fácil. Pelo contrário, uma vez que o adversário luta desesperadamente contra o rebaixamento.

– As posições de Prudente e Atlético pouco importam no jogo, pois apesar de o nosso adversário ocupar a última colocação, é um time que merece nosso respeito e que tem bons jogadores. Eles mostraram isso ao virar uma partida praticamente perdida contra o Santos. Será um jogo complicado e que exigirá muito da nossa equipe. Eles não têm nada a perder e virão para cima – afirmou o atacante Guerrón.

Para facilitar a vida atleticana, o técnico Sérgio Soares conta com os retornos do zagueiro Rhodolfo, do volante Chico e do armador Branquinho, que se recuperaram de lesões musculares. Por outro lado, o goleiro Neto, servindo a seleção brasileira, e o lateral-esquerdo Paulinho, suspenso, estão fora e serão substituídos por João Carlos e Márcio Azevedo, respectivamente. Já no ataque, Nieto sentiu dores musculares no último treino e passou a ser dúvida.

Prudente luta até o fim

A quatro jogos do encerramento da competição, o Grêmio Prudente já está com um pé na Série B. Na lanterna do Brasileirão, com 27 pontos e a nove de distância do Atlético-MG, primeira equipe fora da zona do rebaixamento, só um milagre salvaria o clube da degola.

No entanto, a importante vitória conquistada no confronto direto contra o Goiás, por 4 a 1, no último domingo, deu um último ânimo à equipe, que tenta embalar com mais um resultado positivo. Segundo o atacante Wesley – destaque e artilheiro do time, com 10 gols – a partida contra o clube paranaense é encarada como a última chance para permanecer na elite.

– É um jogo muito importante para nós, já que matematicamente não estamos rebaixados. O Fábio Giuntini (treinador) tem passado para nós não desanimarmos, para que mantenhamos o foco – afirmou.

O atacante Wanderley, que sofreu um estiramento no joelho direito, de ficar de fora dos gramados por três a quatro semanas e é desfalque. Julgado de punido pelo STJD, o zagueiro Flávio Boaventura pegou nove partidas de suspensão e não enfrenta o Atlético-PR. O zagueiro Leonardo, também julgado, foi punido com uma partida, que já foi cumprida. Confirmado no time, o atleta campeão brasileiro pelo Santos também prometeu lutar até o fim para salvar o Prudente.

– Homens lutam até o fim. Nunca deixei me abalar na carreira. E não é hora para desistirmos. Não podemos trabalhar em cima de combinações e resultados de outros. Fazer nossa parte é o que temos de real e de tentar como profissionais – declarou.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X GRÊMIO PRUDENTE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 14/11 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)
Auxiliares: Jair Albano Félix (MG) e Flamarion Sócrates da Silva (MG)

ATLÉTICO-PR: João Carlos, Wagner Diniz, Manoel, Rhodolfo e Márcio Azevedo; Chico, Vitor, Branquinho e Paulo Baier; Guerrón e Nieto (Bruno Mineiro). Técnico: Sérgio Soares

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney; Bruno Ribeiro, Diego Giaretta, Leonardo e Cleidson; Anderson Pedra, João Vitor, Roberto e Adriano Pimenta; Wesley e Willian José. Técnico: Fábio Giuntini.

novembro 14, 2010 Posted by | Atlético-PR, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Prudente goleia Goiás, segue na lanterna, mas afunda mais o rival

Sem dificuldades, último colocado do Brasileirão faz 4 a 1 no penúltimo. Ambos estão cada vez mais próximos do rebaixamento para a Série B

O Grêmio Prudente está muito próximo de cair para a Série B e já até fala como se estivesse lá, mas mostrou neste domingo que não se entregará tão facilmente assim. Mesmo saindo atrás no placar contra o Goiás, o time teve tranquilidade, virou e poderia ter aplicado uma goleada histórica no Esmeraldino, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. No fim, o 4 a 1 manteve a equipe da casa na lanterna, bem longe dos outros, mas fez os goianos ficarem em situação ainda mais desesperadora na tabela.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Prudente já não tem tantas pretensões no campeonato. Com a vitória, subiu para 27 pontos, a quatro do próprio Goiás, que permanece na vice-lanterna com 31, a cinco do Atlético-MG, primeiro fora da zona de rebaixamento. A equipe de Jorginho aumenta sua crise, que explodiu após a derrota para o Grêmio e as fortes declarações de Rafael Moura na rodada passada.
Na próxima rodada, o Esmeraldino enfrenta o Fluminense no domingo, às 19h30, no Engenhão. Na mesma data e horário, o Prudente pega o Atlético-PR, na Arena da Baixada.
Surpresas dos dois lados…

O Goiás começou com uma escalação bem diferente daquela que foi derrotada pelo Grêmio, na quarta-feira. O atacante Felipe, que teria sido alvo das críticas de Rafael Moura na última quarta-feira, ficou fora do jogo. A justificativa oficial é de que o jogador seria poupado para o duelo contra o Avaí, pela Copa Sul-Americana. No meio, Jorginho surpreendeu e lançou Marcelo Costa na armação, numa tentativa de deixar o time mais agressivo.
A tentativa deu certo logo no início, com o Esmeraldino sufocando o rival e imprimindo ritmo intenso de jogo, mesmo com o calor intenso em Presidente Prudente. Logo aos 7 minutos, o prenúncio de um jogo fácil: Marcelo Costa cobrou falta na cabeça de Rafael Moura, que subiu mais do que seu marcador e finalizou com perfeição. Para dar fim às polêmicas, o camisa 9 correu em direção a Jorginho e abraçou o treinador na comemoração.
Praticamente rebaixado, o Prudente tinha tudo para desanimar de vez e “entregar” o jogo para o adversário. No entanto, jogadores com algum talento como Wesley e Willian José tiraram forças sabe se lá de onde para manter a equipe respirando. Aos 21, Willian fez boa jogada e rolou para João Vitor, que bateu seco na bola. Ela foi reta, no ângulo direito de Harlei: 1 a 1 no placar.
O gol só fez animar ainda mais os comandados de Fábio Giuntini, que por pouco não conseguiram a virada. No melhor lance, Willian foi lançado em velocidade e tocou na saída de Harlei. o goleiro se recuperou e fez excelente defesa. Do outro lado, apenas Rafael Moura levava perigo, muito isolado na frente. Nos acréscimos, ele recebeu a bola sozinho dentro da área, teve tempo de ajeitar e pensar, mas chutou nas arquibancadas do Prudentão.
Desequilíbrio total

O Prudente voltou para o segundo tempo com pouca pressão dos menos de 700 pagantes que compareceram ao estádio. E isso fez bem à equipe, que se aproveitou do desespero do Goiás para achar espaços na defesa e buscar os gols. Logo aos 7, em bela trama do trio ofensivo, Wesley rolou para Adriano Pimenta, e este cruzou na cabeça de Willian José. Sozinho entre os zagueiros, o centroavante finalizou com perfeição para virar o jogo: 2 a 1 Prudente.
Logo na sequência, Jorginho tentou uma cartada ao lançar o habilidoso Bernardo no lugar do lateral Wendel. A teoria era boa, mas o técnico do Goiás não contava com o destempero de um de seus jogadores. Depois de uma falta de Diego Giaretta em Carlos Alberto, o zagueiro Rafael Tolói deixou o campo de defesa para esbravejar contra o árbitro Pablo dos Santos Alves. Levou cartão amarelo. Reclamou ainda mais e acabou expulso, praticamente enterrando as chances do Esmeraldino no jogo.
Jorginho teve de rearrumar o sistema defensivo e praticamente abdicou do ataque. Mesmo assim, o Goiás conseguiu tomar o terceiro gol em um contra-ataque fulminante. Aos 21, Willian José disparou pela direita e chutou rasteiro. Harlei espalmou no pé esquerdo de Wesley, que só empurrou para as redes. E aos 43, ainda deu tempo de Rhayner fazer um golaço, após driblar dois e chutar no ângulo. Um 4 a 1 justíssimo, e que ainda mantém o Prudente respirando por aparelhos na Série A.
GRÊMIO PRUDENTE 4 X 1 GOIÁS
Sidnei, Bruno Ribeiro, Anderson Luís, Diego Giaretta e Cleidson (Saldanha); Anderson Pedra, Roberto, João Vitor (Rhayner) e Adriano Pimenta (Renan); Wesley e Willian José. Harlei, Wendel Santos (Bernardo), Rafael Tolói, Ernando e Wellington Saci; Carlos Alberto, Wellington Monteiro, Marcelo Costa (Valmir Lucas) e Jones; Rafael Moura e Éverton Santos (Wendell Lira).
Técnico: Fábio Giuntini Técnico: Jorginho
Gols: Rafael Moura, aos 7, João Vitor, aos 21 do primeiro tempo; Willian José, aos 7, Wesley, aos 21, e Rhayner, aos 43 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Adriano Pimenta (GPR); Rafael Tolói (GOI). Cartão vermelho: Rafael Tolói (GOI)
Estádio: Prudentão, em Presidente Prudente (SP). Data: 7/11/2010. Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES). Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares e Adaílson Alves Pereira (ambos do ES). Público: 674 pagantes.

novembro 7, 2010 Posted by | Goiás, Grêmio Prudente | , , | Deixe um comentário

Grêmio Prudente x Goiás no ‘duelo dos desesperados’

Em Presidente Prudente, só a vitória interessa para as duas equipes

Grêmio Prudente e Goiás se encontram neste domingo, às 17h, em Presidente Prudente, pela 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, precisando com urgência de uma vitória, já que ambas as equipes se encontram na zona de rebaixamento.

A situação é alarmante para o time da casa, que está em último na classificação, com 24 pontos ganhos, 12 a menos que o Guarani, primeira equipe fora do grupo da degola. Já os esmeraldinos ocupam a 19ª posição e necessitam de um bom resultado para continuar sonhando em permanecer na elite do futebol brasileiro.

Em busca de cinco milagres nas cinco últimas partidas de 2010, o técnico Fábio Giuntini escala sua equipe de forma muito parecida com a que entrou em campo na derrota para o Vasco, por 2 a 1, no Rio de Janeiro. Uma mudança em relação a última escalação fica por conta do retorno do volante Anderson Pedra, que cumpriu suspensão em São Januário, e agora está pronto para ocupar seu lugar na cabeça de área ao lado de Sasha, outro a voltar.

– Cada jogo é uma história. É um confronto direto, ganhamos o primeiro jogo e vamos tentar ganhar este também. Até para dar uma moral a mais para o nosso grupo – disse o camisa 5 do Abelha.

Outro ajuste será o deslocamento de João Vitor do meio-campo para a lateral direita, no espaço que foi ocupado anteriormente por Bruno Ribeiro.

O lateral-esquerdo Marcelo Oliveira e o volante Rodrigo Mancha estão liberados pelo departamento médico e já treinaram com bola. Embora ainda não tenham condições de jogo contra o Goiás, ambos foram reintegrados o elenco e, inclusive, participaram do treino recreativo.

Ainda em renegociação contratual, o goleiro Giovanni não participará da partida. A camisa 1 será de  Sidney.

Goiás acredita que a reação é possível:

Duas derrotas consecutivas não foram suficientes para desanimar os jogadores do Goiás, que acreditam que o time irá se salvar da Série B e que pode começar uma arrancada já contra o Grêmio Prudente neste domingo, fora de casa. Depois das declarações polêmicas de Rafael Moura, os jogadores se mostraram unidos e não houve qualquer retaliação ao jogador. Muito pelo contrário, a confiança é de que o time irá conseguir as vitórias que precisa na reta final.

– Eu não acho que estamos perto da Série B. Nós acreditamos e vamos buscar os resultados até a última rodada. Ainda temos cinco jogos pela frente e vamos ganhar os cinco para sair dessa situação. Eu prometo – garantiu Carlos Alberto.

O time que enfrenta o Grêmio Prudente terá duas alterações em relação ao que foi derrotado na quarta-feira para o Grêmio. O zagueiro Marcão e o volante Amaral estão suspensos e não enfrentam o time paulista. Em compensação, Rafael Toloi e Jonílson voltam a ser opções. O Segundo será reserva.

Um dos mais experientes da equipe, o goleiro Harlei, também garantiu que o time está empenhado e não vê a falta de comprometimento de alguns jogadores, como citou Rafael Moura após o jogo contra o Grêmio. O goleiro acredita que o atacante não vai ser isolado pelo grupo e que vale mais lutar pela grandeza do Goiás no cenário nacional

– A situação não envolve o Harlei e o Rafael Moura, mas sim um clube do tamanho do Goiás e os milhares de torcedores esmeraldinos no país. A rapazeada treina sempre forte, mesmo após algumas derrotas doloridas. Não vejo nenhuma falta de comprometimento, mas é normal ficar fragilizado em alguns momentos – apontou Harlei.

Goiás e Grêmio Prudente se encontraram no dia 21 de agosto, em Goiânia. A partida foi vencida pelo Prudente, que fez 2 a 1.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO PRUDENTE X GOIÁS

Estádio: Eduardo José Farah, Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 7/11/2010 às 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares (ES) e Adaílson Alves Pereira (ES)

GRÊMIO PRUDENTE: Sidney; João Vitor, Anderson Luis, Flávio e Diego Giaretta; Anderson Pedra, Sasha Adriano Pimenta e Rhayner; Willian e Wesley. Técnico: Fábio Giuntini.

GOIÁS: Hareli; Ernando, Rafael Toloi, Valmir Lucas; Douglas, Wellington Monteiro, Carlos Alberto, Jones e Wellington Saci; Everton Santos e Rafael Moura. Técnico: Jorginho.

novembro 7, 2010 Posted by | Goiás, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Vasco joga para o gasto e vira sobre o Prudente com dois de Romulo

Equipe leva um susto no início e consegue reagir em rogo ruim, que dá sono na torcida cruzmaltina. Time paulista cada vez mais perto da Série B

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Foi no sufoco, mas o Vasco, de virada, venceu o lanterna Grêmio Prudente por 2 a 1, nesta quinta-feira, em São Januário. O jogo ficou muito longe de empolgar os torcedores, mas serviu para dar uma tranquilizada no ambiente na Colina e deixar o time mais próximo de assegurar uma vaga na Sul-Americana. O time paulista chegou a abrir o placar, mas o volante Romulo marcou duas vezes para garantir o triunfo cruzmaltino.

Com a vitória, o Vasco chegou a 45 pontos e agora está em 11º lugar. O resultado foi um desastre para o Prudente, que está muito próximo de ficar matematicamente rebaixado. O time está na 20ª posição com 24 pontos.

Vasco toma susto mas vira com dois de Romulo

Os poucos torcedores que foram até São Januário bem que tentaram apoiar o time e, inclusive, gritaram o nome do técnico Paulo César Gusmão antes e depois de a bola rolar. Mas quando o jogo começou, a apatia em campo não ajudou. Apesar de ter menos posse de bola, sobrou ao Grêmio Prudente o que faltou ao Vasco: eficiência. Em seu primeiro bom ataque, o time paulista abriu o placar. Aos nove minutos, Adriano Pimenta driblou Romulo, passou por Dedé e, de perna direita, bateu por baixo de Fernando Prass: 1 a 0.

Após o gol, os vascaínos nas arquibancadas gritaram pedindo “disposição”. Dentro de campo, os jogadores entenderam o recado. Foi só jogar com mais empenho que a equipe começou a ameaçar. Vendo que a equipe precisava de mudança, PC colocou o atacante Rafael Coelho no lugar do volante Rafael Carioca. A alteração fez bem ao time.

Estava para começar a noite da virada. Em dois minutos Romulo colocou o Vasco na frente no placar. Aos 29, Felipe cobrou falta, o volante se antecipou ao goleiro Sidney e mandou de cabeça para o fundo da rede. Logo depois, marcou em lance parecido. Felipe cruzou da direita na medida para o Romulo, que, sem marcação, mandou de cabeça sem chance para o goleiro.

A virada deu mais confiança ao time e amenizou o clima nas arquibancadas. O Grêmio Prudente, novamente no prejuízo, bem que tentou igualar o placar. Perto do fim da primeira etapa, os paulistas chegaram perto do gol com Roberto, mas Fernando Prass fez boa defesa.

Jogo cai de ritmo e fica sonolento

Na volta do vestiário, PC Gusmão surpreendeu e colocou Fumagalli no lugar de Rafael Coelho, que havia entrado aos 19 do primeiro tempo. Com a vantagem no placar, o Vasco adotou uma postura mais cautelosa e apostou na velocidade do seu contra-ataque com Eder Luis e Zé Roberto. Os dois, no entanto, não estavam em um dia dos melhores. O camisa 7, inclusive, deixou o jogo aos 20 minutos por causa de uma lesão muscular. Ele foi substituído por Jonathan.

Os jogadores do Prudente reclamaram muito de um pênalti não marcado pelo árbitro aos dez minutos. Rhayner foi lançado dentro da área e foi derrubado por Jumar. Com a grande dificuldade do Prudente de conseguir armar uma jogada de ataque, o jogo ficou morno e os goleiros foram pouco exigidos. O jogo dava sono nos torcedores que foram a São Januário.

O Vasco só conseguiu assustar o adversário aos 39, em uma cobrança de falta de Jumar. O goleiro Sidney espalmou e mandou para escanteio. Perto do fim, o aqueiro do Prudente salvou novamente, desta vez em chute de Jonathan. E foi só. Os times trocaram passes (e erraram muitos também) até o árbitro dar o apito final.

No próximo domingo, às 19h30m (de Brasília), no Engenhão, o Vasco faz o clássico com o líder Fluminense. O Grêmio Prudente, às 17h, recebe em seu estádio o Goiás.

1  

VASCO 2 X 1 GRÊMIO PRUDENTE
Fernando Prass; Fagner, Cesinha, Dedé e Max; Jumar, Rafael Carioca (Rafael Coelho – depois Fumagali), Romulo e Felipe; Zé Roberto e Eder Luis (Jonathan). Sidney; Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Leonardo, Diego Giaretta (Cleidson); Roberto, João Vitor (Rafael Martins), Adriano Pimenta e Rhayner (Renan); Wesley e Wanderley
Técnico: PC Gusmão Técnico: Fábio Giuntini
Gols: Adriano Pimenta, aos nove, Romulo aos, 29 e 31 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Zé Roberto, Felipe (VAS); Diego Giaretta (PRU).
Estádio: Sâo Januário, no Rio de Janeiro. Data: 04/11/2010. Árbitro: André Luiz de Freitas (GO). Auxiliares: Helberth Costa Andrade (GO) e Janette Mara Arcanjo (GO).
Público: 2.474 pagantes (4.189 presentes).
Renda: R$ 60.270,00

novembro 4, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Com clima pesado, Vasco encara o Grêmio Prudente

Técnico vascaíno fala em tom de desperdida depois de treino. Time paulista precisa de um milagre para escapar da degola

O Vasco recebe o Grêmio Prudente em São Januário, nesta quinta-feira, às 21h. Enquanto o time cruz-maltino, sem grandes pretensões na tabela, busca vencer para dar um fim à possibilidade de rebaixamento, a equipe do interior paulista, na última colocação, precisa de praticamente um milagre para escapar da Série B.

A equipe da casa vai para esse jogo com o clima não muito bom depois da reclamação e indícios de despedida do técnico PC Gusmão, após o treino desta quarta-feira. Dentro de campo, porém, o treinador não poderá contar com o volante Fellipe Bastos, vetado pelo departamento médico após sentir dores no púbis. Por outro lado, o zagueiro Dedé, após cumprir suspensão contra o vitória, retorna à equipe. Afastado por lesão desde o jogo contra o Atlético-PR, Max é outro que retorna à equipe contra o Grêmio Prudente.

– Temos que sair desses 42 pontos o mais rápido possível, sair dessa zona de trás e encostar no grupo da frente. Isso é o que queremos. Não pode haver relaxamento. Ninguém tem nada de se sentir incomodado de não esta brigando em cima. Temos de nos incomodar pela falta de um melhor aproveitamento – disse PC Gusmão.

Apesar de estar na 12ª posição, para o lateral Fagner, o Vasco ainda não deve desistir do sonho de uma vaga na Libertadores de 2011.

– Somos profissionais. Se tivermos 0,1% de chance, vamos brigar pela vaga. Vamos entrar concentrados em busca da vitória. Se lá na frente der tudo certo, tudo bem. Mas se não, temos de ver onde precisamos melhorar – ressaltou o camisa 23.

Para o Grêmio Prudente só os três pontos interessam. A equipe do interior paulista precisa de um milagre para se salvar do rebaixamento.

O Abelha ocupa a última posição da tabela e está a 11 pontos do Guarani, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, faltando seis rodadas para o fim do Brasileirão.
Para surpreender o Vasco no Rio de Janeiro, o técnico Fábio Giuntini conta com o retorno de cinco jogadores que não puderam atuar na derrota para o Cruzeiro por 2 a 0 na última rodada.

O goleiro Giovanni, os zagueiros Flávio Boaventura e Leonardo e o atacante Wesley cumpriram suspensão na última rodada e estão à disposição do treinador. Quem também retorna à equipe é o atacante Wanderley, que não enfrentou a Raposa por estar emprestado ao Grêmio Prudente e ainda ter contrato com o clube mineiro.

Por outro lado, dois jogadores que vinham atuando como titulares não poderão jogar contra o Vasco. os volantes Anderson Pedra e Sasha tomaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos. No lugar deles devem atuar os meias Carlos Eduardo e Rhayner.

FICHA TÉCNICA
VASCO X GRÊMIO PRUDENTE

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 3/11/2010 – 21h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: HEelbert Costa Andrade (MG) e Janette Mara Arcanjo(MG)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Cesinha, Dedé e Max; Rafael Carioca, Jumar, Fumagalli e Felipe; Zé Roberto e Eder Luis. Técnico: PC Gusmão

GRÊMIO-PP: Giovanni; João Vitor, Diego Giaretta, Anderson Luis e Cleydson; Roberto, Carlos Eduardo, Adriano Pimenta e Rhayner; Wesley e Wanderley. Técnico: Fábio Giuntini.

novembro 4, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Vasco da Gama | , | Deixe um comentário

Cruzeiro bate Grêmio-PP e fica na cola do Fluminense

Léo e Robert marcaram no primeiro tempo e fizeram o resultado. Raposa e Fluminese tem os mesmos 57 pontos na tabela

O Cruzeiro se recuperou depois de duas derrotas seguidas no Brasileirão e se mantém na cola do Fluminense, na disputa pelo título. Com gols de Léo e Robert, a equipe de Cuca bateu o Grêmio Prudente, que segue na lanterna, fora de casa por 2 a 0 e agora tem os mesmos 57 pontos do Tricolor Carioca.

Logo no primeiro tempo, o melhor visitante do campeonato mostrou que manteria o retrospecto contra o pior mandante. Depois de um início morno, o Cruzeiro abriu o placar com Léo, aos 18 minutos. O zagueiro acertou uma bomba de fora da área no ângulo de Sidney.

A fragilidade da equipe do interior paulista ficou ainda mais evidenciada por conta do alto número de desfalques para o jogo. A Raposa assustou de novo aos 27 minutos. Rômulo e depois Fabrício, na mesma jogada, tentaram marcar em chutes fortes de fora da área.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Aos 38 minutos, o Grêmio Prudente mostrou que poderia não ser presa fácil. Adriano Pimenta bateu falta cruzada na área para cabeceio de Roberto. Mas Fábio salvou o Cruzeiro.

No lance seguinte, Gilberto mostrou toda a sua categoria com um cruzamento da intermediária na área, buscando a projeção de Robert. O atacante mostrou faro de gol e conseguiu empurrar para o fundo das redes.

O segundo tempo começou em marcha lenta para as duas equipes. Enquanto o Cruzeiro se mostrava contente com o resultado, o Prudente conseguia avançar para o campo de ataque com muitas dificuldades.

Aos 21 minutos, William Henrique bateu com força para o gol. Fábio mostrou que estava atento e espalmou para escanteio.

O Cruzeiro se contentou em defender e manter o resultado até o fim do jogo, enquanto as alterações do Grêmio Prudente não surtiam efeito.

Aos 37 minutos, após muita insistência do Prudente, a bola se perdeu na área celeste e quase entrou. Mas a defesa conseguiu afastar o perigo.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO PRUDENTE 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 29/10/2010, às 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Raimundo Teixeira (BA) e Raimundo Carneiro de Oliveira (BA)
Renda/público:
Cartões amarelos: Sasha, Anderson Pedra (GPP); Marquinhos Paraná, Robert (CRU)
Cartão vermelho: Não houve

GOLS: Léo, 18’/1ºT (0-1); Robert, 39’/1ºT (0-2)

CRUZEIRO: Fábio, Rômulo, Léo, Edcarlos e Marquinhos Paraná (Pablo, 24’/2ºT); Fabrício, Henrique, Gilberto (Everton, aos 30’/2ºT) e Montillo; Thiago Ribeiro (Roger, 35’/2ºT) e Robert. Técnico: Cuca

GRÊMIO-PP: Sidney; João Vitor, Diego Giaretta, Anderson Luis e Cleydson; Anderson Pedra, Roberto, Sasha e Adriano Pimenta (Carlos Eduardo, intervalo); Willian José (William Henrique, intervalo) e Rhayner (Juan, 34’/2ºT). Técnico: Fábio Giuntini.

outubro 30, 2010 Posted by | Cruzeiro, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

Grêmio Prudente desafia Cruzeiro no Prudentão

Duelo coloca pior mandante contra o melhor visitante frente a frente. É briga contra o rebaixamento e briga pelo título

Ninguém somou menos pontos em casa neste Brasileirão do que o Grêmio Prudente. Nenhumaequipe conseguiu maior pontuação fora de casa do que o Cruzeiro. E as duas equipes se enfrentam neste sábado, às 18h30, no Prudentão.

Aspirante ao título, o Cruzeiro precisa do triunfo na rodada para não ficar atrás dos concorrentes Fluminense e Corinthians, que já confirmaram o seu triunfo durante a semana.

– Faltam sete jogos, é muito pouco. A gente conseguiu fazer uma escalada muito grande no campeonato, chegamos até a liderança. Agora é focar nesse jogo. É um de cada vez, faltam sete e a gente tem que encarar cada um como uma final – avalia o atacante Thiago Ribeiro.

Para voltar a vencer após duas partidas, o técnico Cuca promoveu alterações em todos os setores. Na zaga, Edcarlos foi sacado para a entrada de Léo. As duas laterais tem desfalques. Jonathan, por fadiga muscular, e Diego Renan, por suspensão. Rômulo e Marquinhos Paraná são os substitutos.

No meio de campo, Gilberto faz dupla de armação com o argentino Montillo. Enquanto no ataque, a camisa 9 agora é de Robert, que ganhou a vaga de Ernesto Farías.

O Grêmio Prudente recebe o Cruzeiro com muitos desfalques. Além de se preocupar com a luta contra o rebaixamento, o técnico Fábio Giuntini terá que quebrar a cabeça para montar sua equipe para a partida.

No total, a equipe do interior paulista tem cinco desfalques para o jogo. Os zagueiros Leoardo e Flávio Boaventura foram expulsos na última rodada e estão fora do jogo contra a Raposa. Além deles, o goleiro Giovanni e o atacante Wesley estão suspensos por terem levado o terceiro cartão amarelo na vitória por 3 a 2 sobre o Santos. O atacante Wanderley, que ainda mantém vínculo com o time mineiro, não poderá jogar por motivos contratuais e completa a lista de desfalques.

Se forem contados os machucados, que estão longe dos campos há algumas rodadas, o número de desfalques sobe para nove, afinal o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira, o volante Rodrigo Mancha, e os atacantes Hugo e Rafael Martins permanecem no Departamento Médico.

– Precisamos estar preparados para este tipo de situação. Eu encaro isso (as ausências) com muita naturalidade. Sempre falo que uma coisa que não me tira o sono são as suspensões, porque confio demais no grupo. Tem jogadores que estão entrando e dando conta do recado sem deixar cair o nível de qualidade – afirmou Fábio Giuntini.

Mesmo assim, a equipe está animada após bater o Santos na Vila Belmiro e acredita que pode surpreender novamente no Brasileirão.

– Está sendo uma semana mais agradável e não aquela semana pesada, chata, triste. Ainda não conseguimos nada, mas sem dúvida uma vitória melhora tudo e até o nosso rendimento nos trabalhos é diferente – afirmou o zagueiro Diego Giaretta, que cumpriu suspensão na última rodada.

Quem também volta ao time para amenizar tantos desfalques é o zagueiro Anderson Luís, que também estava suspenso. Para o lugar do goleiro Giovanni, Sidney será o titular. A única dúvida é em relação ao ataque. Willian está garantido em uma das vagas, a outra deve entre Gilmar e Rhayner.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO PRUDENTE X CRUZEIRO

Local: Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 29/10/2010, às 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Raimundo Teixeira (BA) e Raimundo Carneiro de Oliveira (BA)

CRUZEIRO: Fábio, Rômulo, Léo, Caçapa e Marquinhos Paraná; Fabrício, Henrique, Gilberto e Montillo; Thiago Ribeiro e Robert. Técnico: Cuca
GRÊMIO-PP: Sidney; João Vitor, Diego Giaretta, Anderson Luis e Cleydson; Anderson Pedra, Roberto, Sasha e Adriano Pimenta; Willian e Gilmar (Rhayner). Técnico: Fábio Giuntini.

outubro 29, 2010 Posted by | Cruzeiro, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Prudente estraga festa para Pelé e vence o Santos na Vila Belmiro

Peixe cai para o lanterna do Campeonato Brasileiro em casa, irrita torcida e deixa Rei do Futebol sem presente de aniversário

A festa estava armada para o Rei ser homenageado. “Parabéns pra você” antes do jogo, camisa 70 para Neymar homenagea-lo e faixas com o seu rosto enfeitavam a Vila Belmiro neste domingo. Mas a noite não foi do Santos, vaiado pelos seus fãs. E Pelé, que não foi ao jogo, recebeu o pior presente no dia posterior ao seu aniversário. De grego. Do lanterna Grêmio Prudente, que não se importou com o clima festivo e fez 3 a 2 no time da casa – e de virada.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Wesley, autor de dois gols do time prudentino, fez o que quis da defesa santista na segunda etapa do jogo. Enquanto o Alvinegro abusava das falhas, ele se fazia, provocando a ira da torcida santista. Tudo no segundo tempo, em 17 minutos.

Com a derrota, o Santos se distancia da briga pelo título do Brasileiro e do sonho da Tríplice Coroa – é o quarto colocado, com 48 pontos, seis a menos que o líder Fluminense. Faltam sete rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro. Já o Grêmio Prudente segue na lanterna do Nacional, mas agora com 24 pontos.

No próximo sábado, às 16h, o Santos enfrenta o Internacional, no Beira-Rio. No mesmo dia, mas às 18h30, o Grêmio Prudente recebe o Cruzeiro, no Prudentão.

A volta do soco no ar

A expectativa era de goleada, como nos tempos em que o soco no ar era visto com frequência nas comemorações, entre os anos 50 e meados dos anos 70. Mas o Santos demorou a engrenar na primeira etapa. Nos primeiros minutos de jogo foi o Grêmio Prudente, lanterna do Brasileiro, quem viu o goleiro Rafael mais de perto. Aproveitando os erros de passes do Peixe, a dupla Wesley e Wilian só não marcou porque não foi bem na pontaria. Foram oito chutes durante o tempo inicial, mas apenas 25% levaram algum perigo à meta alvinegra.

Com Keirrison ainda sem ritmo, o Peixe apostava no entrosamento de Neymar e Wesley. E, com eles, o Peixe passou a dominar a partida gradativamente. Até chegar ao primeiro gol, aos 19 minutos. Depois de boa jogada tramada pela dupla, Danilo cruzou e o camisa 9 aproveitou para fazer 1 a 0. Na comemoração, o maior atleta da história do Alvinegro. Alan Patrick, Zé Eduardo, Neymar e Keirrison formaram a quadra que deu um soco no ar para lembrar Pelé, que não esteve na Vila Belmiro.

Aos 36, o Santos ampliou a conta. Alan Patrick cobrou falta, Zé Eduardo desviou e Durval completou para o fundo das redes de Giovani, que nada pôde fazer para evitar os 2 a 0. Mas a torcida santista comemorou mais três vezes, mesmo sem ver os gols. Cada vez que o sistema de som anunciava um gol de Obina para o Atlético-MG, as arquibancadas vibravam pela queda do Cruzeiro, rival na briga pelo título. Em campo, o Peixe fazia fintas e trocava belos passes para enfeitar ainda mais o presente de Pelé.

Pane Alvinegra

Nem parecia o Santos das belas jogadas, dos dribles desconcertantes e dos gols. A pane tomou conta do Peixe na segunda etapa. E o que parecia improvável aconteceu na Vila Belmiro. Em 17 minutos, o Grêmio Prudente, último colocado do Campeonato Brasileiro, virou a partida. Três gols, dois do atacante Wesley, que fazia o que queria da dupla Durval e Edu Dracena.

Logo no primeiro minuto, o camisa 11 zombou da defesa alvinegra e aproveitou uma falha de Léo para descontar. Depois, aos 9 minutos, o empate em cobrança de pênalti de Gilmar. A infração foi marcada depois que Danilo errou um passe e obrigou Edu Dracena a apelar, fazendo falta em Wilian. Aos 17, o golpe final. O Prudente avançou em velocidade, Rhayner bate errado, mas Wesley consegue virar o jogo em 3 a 2 para os visitantes.

O Prudente debochava do time de Pelé. Fazia o que queria da defesa santista. E deixava enfurecida a torcida alvinegra, que esmurrava os vibros de proteção das arquibancadas. Não adiantava nem mesmo o sistema de som anunciar a vitória elastica do Galo sobre o Cruzeiro. A torcida que no início se preparava para comemorar uma vitória um dia após o aniversário do Rei estava irada. Profundamente irritada com a postura do time de Martelotte.

A situação só começou a mudar depois que o Prudente teve dois jogadores expulsos em menos de cinco minutos. O primeiro a sair foi Leonardo, depois de falta dura em Zé Eduardo. Em seguida, o atacante santista sofreu pênalti, obrigando a arbitragem a mandar Flávio mais cedo para o chuveiro. Até o improvável aparecer novamente na Vila Belmiro.

Carregando nas costas o número 70, Neymar se preparou para a cobrança. Mas a camisa parecia ter pesado para o garoto prodígio do Santos. E ele errou. Acertou o travessão superior de Giovani, que comemorou muito. Era o fim da festa sem graça para Pelé.

SANTOS 2X3 GRÊMIO PRUDENTE
Rafael; Danilo, Durval, Edu Dracena e Léo; Roberto Brum (Marquinhos), Arouca e Alan Patrick (Alex Sandro); Neymar, Zé Eduardo e Keirrison (Madson). Giovanni; Roberto, Flávio, Leonardo e Claydson; Anderson, Sasha, João Vítor e Adriano Pimenta (Gilmar); Wilian e Wesley (Anderson Bill)
Técnico: Marcelo Martelotte Técnico: Fábio Giuntini
Gol: Keirrison, aos 19, e Durval, aos 36 minutos do primeiro tempo. Wesley a 1 e aos 17, e Gilmar, aos 9 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Keirrison, Danilo e Edu Dracena (Santos). Leonardo, Giovani, Anderson,  Wesley e João Vitor (G. Prudente). Cartões vermelhos: Leonardo e Flávio.
Local: Vila Belmiro. Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP).  Auxiliares:Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Herman Brumel Vani (SP). Público: 11.075 pagantes. Renda: R$275.895,00.

outubro 24, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Santos | | Deixe um comentário

Santos encara o lanterna Prudente e tenta confirmar rodada favorável

Na briga pelo título brasileiro, Peixe tenta fazer valer em campo a vantagem que tem na teoria diante do último colocado do campeonato, na Vila Belmiro

O Santos tem uma boa oportunidade para diminuir ainda mais a distância para a liderança do Brasileirão nesta rodada. No entanto, precisa ratificar dentro de campo o que foi falado durante a semana para concretizar uma rodada teoricamente favorável. A partida será contra o Grêmio Prudente, lanterna do campeonato, neste domingo às 18h30, na Vila Belmiro.

Enquanto o Peixe enfrenta o último colocado, os concorrentes diretos ao título têm missões mais complicadas. O Cruzeiro faz o clássico mineiro com o Atlético-MG, o Corinthians encara o rival Palmeiras e o Fluminense enfrenta o Atlético-PR, em Curitiba. Para não deixar uma surpresa acontecer dentro de casa, o técnico Marcelo Martelotte pregou seriedade e escalou um time ofensivo com três atacantes: Neymar, Zé Eduardo e Keirrison.

Já o Prudente, que está desfalcado da dupla de zaga titular, tem uma tarefa bastante difícil para evitar o rebaixamento. Atuando na Vila, o time do interior paulista espera surpreender para continuar respirando na competição.

Marcelo Aparecido de Souza (SP) apita a partida. Ele será auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Herman Brumel Vani (SP). O Premiere Esportes transmite o duelo.

Santos: Quarto colocado com 48 pontos, seis atrás do líder Cruzeiro, o Peixe está na briga direta pelo título brasileiro. A intenção é aproveitar a rodada teoricamente favorável para colar ainda mais na ponta, já que o adversário na Vila Belmiro é o lanterna do campeonato. Enquanto isso, os times que estão à frente na tabela têm jogos mais difíceis. Se vencer o Prudente e o Corinthians não ganhar, o Santos assume a terceira colocação.

Prudente: A situação do Grêmio Prudente é bastante complicada faltando oito jogos para o final do Brasileirão. A equipe do interior paulista está na última posição, 11 pontos atrás do primeiro time fora da zona do rebaixamento, no início da rodada. Para conseguir se livrar da queda para a Série-B, o Prudente tem que pensar em vencer e contar com o tropeço dos adversários.

Santos: A equipe terá duas alterações em relação à última rodada. O lateral-esquerdo Léo, recuperado de uma lesão na cervical, volta ao time na vaga de Alex Sandro. Já o atacante Keirrison é a grande novidade no lugar do lateral Pará, que está suspenso. Com isso, o volante Danilo será deslocado para a ala, e o Peixe vai a campo com três atacantes. O técnico Marcelo Martelotte ainda terá à disposição jogadores que deixaram o departamento médico, como Marcel, Marquinhos e Madson. O time titular será: Rafael; Danilo, Durval, Edu Dracena e Léo; Roberto Brum, Arouca e Alan Patrick; Neymar, Zé Eduardo e Keirrison.

Prudente: Sem poder contar com a dupla de zaga titular, Flávio e Leonardo devem entrar na equipe nas vagas dos suspensos Anderson Luís e Diego Garetta. Na lateral esquerda, Arthur disputa a posição com Cleidson, mas o primeiro deve começar atuando. A provável escalação do time do interior é: Giovanni; Roberto, Flávio, Leonardo e Arthur; Anderson, Sasha, João Vítor e Adriano Pimenta; Wanderley e Wesley.

outubro 24, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Santos | , | Deixe um comentário

Com a volta do G4, nove times buscam vaga na Libertadores

LNET! mostra caminho das equipes para a classificação à competição continental

O disputado G4 (grupo dos quatro times classificados para a Libertadores) do Campeonato Brasileiro voltou. Nesta segunda-feira, a Conmebol aprovou mais uma vaga para times brasileiros no torneio, permitindo ao quarto colocado do Brasileirão se classificar para a competição continental. Como Santos e Internacional já estão classificados, nove equipes entram na briga pela vaga a partir de agora.

A decisão reavê a medida tomada no mês passado, quando a entidade retirou uma das vagas do Brasil na competição por conta de o campeão da edição de 2010 ter sido um clube brasileiro (Internacional).

Com isso, a briga por um lugar no torneio sul-americano deve pegar fogo. Times como Cruzeiro, Fluminense e Corinthians, que ocupam as primeiras posições neste momento, terão maiores chances matemáticas de classificação. A Raposa tem 97% de chance de se participar do torneio, e o Tricolor Carioca possui 95%. Já o Timão tem 78% de chances de disputar a Libertadores pelo segundo ano seguido. Outras equipes que estão na intermediária também ganham mais fôlego por uma vaga, como o Palmeiras e o São Paulo.

Se o Brasileiro acabasse hoje, a quarta vaga ficaria com o Atlético-PR, time que ocupa a sexta posição atrás de Internacional e Santos, que estão garantidos na Libertadores por conta dos títulos conquistados esse ano (Libertadores e Copa do Brasil, respectivamente). No entanto, o Grêmio (40%) tem mais chances de se classificar do que o Furacão (36%), segundo dados do matemático Tristão Garcia.

Confira aqui os últimos jogos de todos os candidatos a uma vaga na Libertadores de 2011 e a situação de cada um no Campeonato Brasileiro, além das chances matemáticas de cada equipe:

1º – CRUZEIRO – 54 pontos
Chances de classificação: 97%

Próximos jogos

24/10 – Atlético-MG – João Havelange
30/10 – Grêmio-PP – Eduardo José Farah
3/11 – São Paulo – João Havelange
7/11 – Vitória – Barradão
14/11 – Corinthians – Pacaembu
21/11 – Vasco – João Havelange
28/11 – Flamengo – Engenhão
5/12 – Palmeiras – João Havelange

Mesmo com a derrota para o Grêmio, no domingo, o Cruzeiro vive a sua melhor fase no Brasileirão. É líder da competição a duas rodadas e tem um dos melhores jogadores da competição: o argentino Montillo. Dificilmente ficará de fora da Libertadores do ano que vem.

2° – FLUMINENSE – 53 pontos
Chances de classificação: 95%

Próximos jogos

24/10 – Atlético-PR – Arena da Baixada
28/10 – Grêmio – Engenhão
3/11 – Internacional – Beira-Rio
7/11 – Vasco – Engenhão
14/11 – Goiás – Engenhão
21/11 – São Paulo – Morumbi
28/11 – Palmeiras – Pacaembu
5/12 – Guarani – Engenhão

Liderou o campeonato durante muito tempo, mas as lesões de Emerson, Fred e Deco diminuíram o aproveitamento do time. No domingo, tinha a chance de chegar na liderança novamente com a derrota do Cruzeiro, mas empatou com o Botafogo. Com o G4 novamente, deve ficar com uma das vagas.

3° – CORINTHIANS – 50 pontos
Chances de classificação: 78%

Próximos jogos

24/10 – Palmeiras – Pacaembu
27/10 – Flamengo – Engenhão
3/11 – Avaí – Pacaembu
7/11 – São Paulo – Morumbi
14/11 – Cruzeiro – Pacaembu
21/11 – Vitória – Barradão
28/11 – Vasco – Pacaembu
5/12 – Goiás – Serra Dourada

Até sete rodadas atrás era o favorito ao título, mas as lesões de jogadores como Jorge Henrique e Chicão, além da saída do técnico Adilson Batista resultaram em um jejum de vitórias que dura até hoje. Com isso, o clube entrou em crise, e a torcida que apoiou o time no ano todo, protestou contra vários jogadores. Com o G4, fica com chances enormes de classificação.

4° – SANTOS – 48 pontos
CLASSIFICADO (Campeão da Copa do Brasil)

Próximos jogos

24/10 – Grêmio Prudente – Vila Belmiro
30/10 – Internacional – Beira-Rio
3/11 – Vitória – Vila Belmiro
7/11 – Atlético-MG – Sete Lagoas
14/11 – Grêmio – Vila Belmiro
21/11 – Goiás – Serra Dourada
28/11 – Avaí – Ressacada
5/12 – Flamengo – Vila Belmiro

Passou por uma grande turbulência após a saída de Dorival Júnior, mas retornou a briga com o interino Marcelo Martelotte. Porém, já tem a vaga para a Libertadores garantida por causa do título da Copa do Brasil.

5° – INTERNACIONAL – 47 pontos
CLASSIFICADO (Campeão da Libertadores 2010)

Próximos jogos

24/10 – Grêmio – Olímpico
30/10 – Santos – Beira-Rio
3/11 – Fluminense – Beira-Rio
7/11 – Atlético-GO – Serra Dourada
14/11 – Avaí – Beira-Rio
21/11 – Botafogo – Engenhão
28/11 – Vitória – Beira-Rio
5/12 – Grêmio Prudente – Eduardo José Farah

Corre por fora na briga pelo título. No entanto, já conquistou a Libertadores esse ano, o que lhe garante a vaga do torneio continental de 2011. No final deste ano, ainda disputa o mundial em Dubai.

6° – ATLÉTICO-PR – 46 pontos
Chances de classificação: 36%

Próximos jogos

24/10 – Fluminense – Arena da Baixada
28/10 – São Paulo – Arena Barueri
4/11 – Palmeiras – Arena da Baixada
7/11 – Flamengo – Engenhão
14/11 – Grêmio Prudente – Arena da Baixada
24/11 – Grêmio – Olímpico
28/11 – Ceará – Castelão
5/12 – Avaí – Arena da Baixada

Cresceu de um tempo para cá e já está colado nos primeiros colocados. É muito forte jogando em casa, mas não mantém a regularidade longe de Curitiba. Com o G4, se torna um candidato forte também.

7° – GRÊMIO – 46 pontos
Chances de classificação: 40%

Próximos jogos

24/10 – Internacional – Olímpico
28/10 – Fluminense – Engenhão
4/11 – Goiás – Serra Dourada
7/11 – Ceará – Olímpico
14/11 – Santos – Vila Belmiro
21/11 – Atlético-PR – Olímpico
28/11 – Guarani – Brinco de Ouro
5/12 – Botafogo – Olímpico

O Grêmio cresceu depois da chegada do técnico Renato Gaúcho. O time, que estava beirando a zona de rebaixamento do campeonato, arrancou na tabela e já começa a colar nos líderes. Com a vitória sobre o Cruzeiro, no domingo, empatou em número de pontos com o Atlético-PR. Tem duelos diretos e em casa, o que pode ajudar a classificar para a Libertadores.

8° – BOTAFOGO – 45 pontos
Chances de classificação: 21%

Próximos jogos

23/10 – Vitória – Engenhão
30/10 – Atlético-MG – Arena da Jacaré
3/11 – Atlético-GO – Engenhão
7/11 – Avaí – Ressacada
14/11 – Ceará – Castelão
21/11 – Internacional – Engenhão
28/11 – Grêmio Prudente – Engenhão
5/12 – Botafogo – Olímpico

O Botafogo também esteve flertando com a liderança até algumas rodadas atrás, no entanto, uma sequência de empates fez com que o time caísse na tabela. Ainda está vivo na briga pela Libertadores.

9° – SÃO PAULO – 44 pontos
Chances de classificação: 16%

Próximos jogos

24/10 – Ceará – Castelão
28/10 – Atlético-PR – Arena Barueri
3/11 – Cruzeiro – João Havelange
7/11 – Corinthians – Morumbi
14/11 – Vasco – São Januário
21/11 – Fluminense – Morumbi
28/11 – Atlético-GO – Serra Dourada
5/12 – Atlético-MG – Morumbi

Como acontece nos últimos, reacordou na reta final do Brasileirão após uma crise intensa. Desde a chegada de Paulo César Carpegiani o time se reencontrou e vem mantendo boas atuações. Domingo, quebrou um jejum de vitórias sobre o Santos e é um dos candidatos fortes a uma vaga na Libertadores.

10° – PALMEIRAS – 44 pontos
Chances de classificação: 14%

Próximos jogos

24/10 – Corinthians – Pacaembu
30/10 – Goiás – Arena Barueri
4/11 – Atlético-PR – Arena da Baixada
7/11 – Guarani – Arena Barueri
14/11 – Atlético-GO – Serra Dourada
21/11 – Atlético-MG – Pacaembu
28/11 – Fluminense – Pacaembu
5/12 – Cruzeiro – João Havelange

Embora desminta publicamente, o Palmeiras já pensa sim em participar da Libertadores do ano que vem. O time não perde a sete jogos e cresceu muito de qualidade nas últimas rodadas. No entanto, não tem elenco suficiente. Sem Kleber, Valdivia e Marcos Assunção, a equipe fica sem peças de reposição. Talvez consiga a vaga por causa da Sul-Americana, já que Felipão é tradicionalmente um técnico copeiro.

11° – VASCO – 41 pontos
Chances de classificação: 2%

Próximos jogos

24/10 – Flamengo – Engenhão
30/10 – Vitória – Barradão
3/11 – Grêmio Prudente – São Januário
7/11 – Fluminense – Engenhão
14/11 – São Paulo – São Januário
21/11 – Cruzeiro – João Havelange
28/11 – Corinthians – Pacaembu
5/12 – Ceará – São Januário

É o time que tem menos chances. Empatou em muitos jogos que poderia ter vencido, como contra o Grêmio, em São Januário, semana retrasada. A tabela também não ajuda, já que enfrenta equipes do porte de Fluminense, Cruzeiro, São Paulo e Corinthians.

*Números do matemático Tristão Garcia

outubro 18, 2010 Posted by | ABC de Natal, America-RN, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, CRB, Criciuma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Futebol Europeu, Futebol Sulamericano, Goiás, Grêmio, Grêmio Prudente, Guarani, Internacional, Juventude, Náutico, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Portuguesa, Santo André, Santos, São Caetano, São Paulo, Sport, Vasco da Gama, Vila Nova, Vitória | , | Deixe um comentário

Após duas horas de Z-4, Vitória bate Prudente e deixa sufoco para rivais

Baianos entraram na zona de rebaixamento após resultados das 16h, mas responderam rapidamente com ótima atuação. Prudente segue lanterna

A passagem do Vitória pela zona de rebaixamento durou cerca de duas horas neste domingo. Após ter começado a rodada em 15º lugar e entrado no Z-4 com os triunfos dos rivais, o Rubro-negro não deu chance ao lanterninha Grêmio Prudente e bateu o rival por 2 a 0, no Barradão. Com o término da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe baiana segue no sufoco, mas se mantém fora do grupo dos quatro últimos. O jogo marcou a estreia do técnico Antônio Lopes. Já o Prudente, cada vez mais afundado na última posição, está muito próximo da Série B de 2011.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O susto para o Leão veio depois que Atlético-MG e Atlético-GO venceram suas partidas contra Avaí e Vasco, respectivamente, e ultrapassaram os baianos na classificação. Mas os gols de Viáfara e Júnior levaram a equipe novamente ao 15º lugar, agora com 34 pontos. O Prudente permanece com 21, a sete pontos do Goiás, penúltimo colocado.

Na próxima rodada, o Vitória vai até o Engenhão enfrentar o Botafogo, sábado, às 18h30 (de Brasília). O Prudente também joga fora de casa: na Vila Belmiro, contra o Santos, domingo, também às 18h30.

A direita é o caminho

Logo em sua chegada, Lopes promoveu mudanças no time que vinha atuando. No ataque, preferiu uma formação mais leve com Adaílton e Schwenck, dois jogadores de maior movimentação. Enquanto isso, Júnior e Kléber Pereira ficaram no banco de reservas. Outra entrada importante foi a do lateral-direito Nino, grande válvula de escape da equipe pelo setor.

O Prudente procurou se resguardar na defesa e apostar nos contra-ataques, postura normal para um time que é lanterna do campeonato e tem poucas esperanças de se salvar do rebaixamento. Mesmo assim, a equipe paulista teve lá suas chances, principalmente nos chutes de Wesley. Todos bloqueados pela defesa ou defendidos por Viáfara. Os visitantes reclamaram também de um suposto pênalti de Vanderson, que tocou a bola com a mão dentro da área.

Insistindo pela direita, com Nino e Adaílton, o Vitória chegava e já merecia um placar mais favorável. Em dois cruzamentos do lateral, Schwenck quase abriu o placar em cabeçadas que passaram à direita de Giovanni. Logo depois, Adaílton saiu driblando todo mundo e cruzou rasteiro para trás – ninguém apareceu para finalizar.

Com um volume de jogo bem maior, o gol era questão de tempo para o Vitória. E ele veio com uma ajudinha do Prudente: estabanado, Anderson Luís empurrou Elkeson dentro da área. Pênalti claro marcado pelo árbitro e convertido com toda a tranquilidade pelo colombiano Viáfara, aos 41 da primeira etapa.

Põe na roda

A segunda etapa teve ritmo de treino para o Vitória. Completamente entregue, o Prudente apenas observou o rival desfilar em campo, trocar passes e criar mais chances de gol. Antônio Lopes se deu ao luxo até de fazer experiências, lançando Júnior no lugar de Schwenck e testando o ataque com um homem de referência.

E a experiência acabou sendo muito feliz para o Rubro-negro. Aos 24, o time promoveu belíssima troca de passes até que Adaílton arrancou pela direita e chutou cruzado. Júnior, muito bem colocado, apenas empurrou a bola para as redes, com o pé esquerdo.

Nas arquibancadas, a torcida respondeu ao chamado de jogadores e diretoria, que ressaltaram durante a semana a importância da massa para tirar a equipe da situação delicada. Os mais de 27 mil rubro-negros não pararam de cantar um minuto sequer e fizeram do Barradão um verdadeiro caldeirão, como nos tempos de Copa do Brasil.

Do outro lado, desanimado, o Prudente parece já se conformar com a queda antecipada para a Série B. O segundo tempo pífio da equipe paulista praticamente decretou o fim da aventura prudentina na elite do futebol brasileiro.

VITÓRIA 2 X 0 GRÊMIO PRUDENTE
Viáfara, Nino, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Vanderson, Bida, Elkeson (Jacson) e Ramón (Ricardo Conceição); Schwenck (Júnior) e Adaílton Giovanni, Roberto, Anderson Luís, Diego Giaretta e Arthur Henrique; Anderson Pedra, João Vitor (Gilmar), Sasha e Adriano Pimenta (Rhayner); Wesley e Wanderley (Willian José)
Técnico: Antônio Lopes Técnico: Fábio Giuntini
Gols: Viáfara, aos 41 do primeiro tempo; Júnior, aos 24 do segundo tempo
Cartões amarelos: Nino, Schwenck (VIT); Anderson Luís, Diego Giaretta, Wesley, Sasha (GPR)
Estádio: Barradão, em Salvador (BA). Data: 17/10/2010. Árbitro:Edivaldo Elias da Silva (PR). Auxiliares: Carlos Bohn (PR) e José Carlos Dias Passos (PR). Público: 27.199 pagantes

outubro 17, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Vitória | , | Deixe um comentário

Com apoio da torcida, Vitória recebe o Prudente

Rubro-Negro encara o lanterna do Brasileirão com a missão de voltar a vencer após cinco rodadas

O Vitória não vence há cinco rodadas. Por isso, sair pelas ruas de Salvador tem sido difícil para o elenco rubro-negro. Para mudar esse quadro, a reação precisa começar neste domingo, às 18h30, no Barradão. Criado nas categorias de base do clube, o zagueiro Wallace, torcedor do Leão, sabe o que é preciso neste momento para que o time comece uma recuperação.

– É o momento de se fechar e ter o torcedor do nosso lado para reverter esta situação. Não podemos errar como estamos errando – disse.

O discurso de que o apoio da torcida é fundamental, principalmente nesta reta final, também é adotado pelo capitão Vanderson.

– Quero ver agora quem é rubro-negro mesmo. Chegou a hora da união de todos.

E o pedido de ajuda aos torcedores é sério. Nesta quinta-feira, o técnico Antônio Lopes, o presidente Alexi Portela e outros dirigentes estiveram reunidos com integrantes de algumas torcidas organizadas.

– Nosso objetivo é trazer a torcida para o nosso lado. Este é o momento da união de todos e, por isso, solicitei ao presidente um encontro com vocês. Gosto sempre de citar o Fluminense como exemplo e quero ver a torcida incentivando os nossos jogadores e vaiando o adversário – disse Lopes.

Em campo, Lopes deve colocar escalar o time no 4-3-3, com Jacson na esquerda, Adaílton na direita e Júnior no meio. Egídio sequer foi relacionado por conta de uma pubalgia e Thiago Humberto, por decisão do treinador Lopes. Thiago Martinelli, Uelliton e Neto Coruja estão suspensos.

Grêmio Prudente

Divisor de águas. Assim é encarado o jogo contra o Vitória pelos jogadores e comissão técnica do Grêmio Prudente. Com 21 pontos no Brasileirão, sete atrás do penúltimo colocado, o Goiás, uma vitória pode fazer o time respirar e ainda sonhar com a permanência na Séria A.

No entanto, o técnico Fábio Giuntini terá problemas para escalar a equipe em Salvador. O lateral-esquerdo Marcelo Oliveira sofreu uma lesão na panturrilha esquerda no jogo contra o São Paulo e foi vetado pelo departamento médico. Mesma situação do zagueiro Leonardo, com uma contusão na coxa direita.

Além deles, Rodrigo Mancha, Rafael Martins e Hugo, que já estavam fora no jogo passado, também não viajarão para Salvador.

– Enquanto tivermos chances matematicamente vamos continuar lutando. Apesar da situação difícil, uma vitória no próximo domingo nos dará um novo ânimo para continuar lutando. Estamos confiantes e não vamos abandonar o barco –  afirmou Marcelo Oliveira.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA X GRÊMIO PRUDENTE

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data/Hora: 17/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e José Carlos Dias Passos (PR)

VITÓRIA: Viáfara, Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Vanderson, Bida, Ramon e Elkeson; Adailton e Schwenck.. Técnico: Antônio Lopes.

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni, Bruno Ribeiro, Anderson Luís, Diego, Artur; João Vitor, Roberto, Adriano Pimenta e Wesley; William José e Araújo. Técnico: Fábio Giuntini.

outubro 17, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, Vitória | , , | Deixe um comentário

Com três gols de Oliveira, Tricolor vence a segunda com Carpegiani

Em duelo apertado, São Paulo faz 3 a 2 no lanterna Grêmio Prudente, fora de casa, com três gols do atacante e bela atuação do meia Lucas

A fase do São Paulo definitivamente melhorou após a chegada do técnico Paulo César Carpegiani ao clube. Neste sábado, em Presidente Prudente, o Tricolor conseguiu a segunda vitória em duas partidas com o novo comandante. Mais uma vez escalado com um quarteto ofensivo, o time visitante mostrou ter entendido os pedidos do treinador e pressionou a saída de bola adversária desde o ataque, o que resultou em dois gols no primeiro tempo. No entanto, o duelo não foi fácil. O lanterna Grêmio Prudente também buscou o ataque, chegou a desperdiçar um pênalti e vendeu caro a derrota. No final, a melhor qualidade são-paulina e a eficiência e Ricardo Oliveira definiram o placar de 3 a 2.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Com a vitória, o Tricolor vai a 41 pontos e se mantém na décima posição, já o Prudente segue na última colocação com 21 pontos. Na próxima rodada, o São Paulo faz o clássico com o Santos, no Morumbi, enquanto o time do interior paulista vai a Salvador enfrentar o Vitória.

Marcação desde o ataque decide

Assim como já havia acontecido diante do Vitória, na última quarta-feira, os quatro jogadores de frente do Tricolor foram fundamentais. Mas não só pelo desempenho ofensivo e, sim, principalmente pela ajuda na marcação, que começou desde o campo de ataque. Foi assim que surgiram os dois gols são-paulinos na etapa incial. Desta vez, os meias Marlos e Lucas e os atacantes Fernandinho e Ricardo Oliveira tiveram essa responsabilidade. Precisando desesperadamente de um resultado positivo, o Grêmio Prudente demonstrou uma postura corajosa, não se encolheu lá atrás e até levou certos problemas para a defesa dos visitantes. Mas a maior qualidade do São Paulo fez a diferença.

O jogo começou em ritmo acelerado e, antes de a rede balançar, cada time teve uma oportunidade, com Lucas por um lado e Willian pelo outro. Mas aos 7min não teve jeito. Marlos brigou pela bola no meio-campo, abriu na esquerda para Fernandinho, que tocou para Ricardo Oliveira. O camisa 99 sofreu falta e ele mesmo cobrou com categoria, no ângulo, fazendo 1 a 0 para o Tricolor.

Apesar da boa postura em campo e de um início animador, o São Paulo deu uma cochilada nos minutos seguintes. O Prudente passou a acreditar e teve certa liberdade para tocar a bola no meio-campo. Aos 33min, Adriano Pimenta encontou espaço na área pela direita e chutou forte. Rogério Ceni espalmou e, no rebote, Wesley igualou o marcador: 1 a 1.

Mas os donos da casa não tiveram tempo para comemorar. Aos 34min, um minuto depois, mais um desarme são-paulino no campo de ataque deu origem ao segundo gol. Rodrigo Souto e Ricardo Oliveira brigaram pela bola, que chegou até Lucas na ala direita. O meia deu ótimo passe para Ricardo Oliveira, que só tocou na saída do goleiro, fazendo 2 a 1.

Antes do intervalo, o Prudente ainda perdeu o lateral-esquerdo Alex Oliveira, que saiu machucado e deu lugar a Arthur Henrique.

Segunda etapa

O Tricolor não voltou bem nos minutos iniciais do segundo tempo e o Prudente se aproveitou dos espaços. Em um chute de longe de Wesley, Rogério Ceni defendeu em dois tempos. Richarlyson e Fernandinho encontravam dificuldades para apoiar pela esquerda e, mesmo pela direita, que vinha sendo a melhor opção ofensiva, as jogadas ficaram emperradas. Mesmo assim, em um contragolpe Ricardo Oliveira desperdiçou a oportunidade de ampliar.

Percebendo o mau momento da equipe, Carpegiani trocou Marlos e Fernandinho por Carlinhos Paraíba e Fernandão. Deu certo. Logo depois, aos 12min, Lucas fez belo lance individual e Ricardo Oliveira encheu o pé para marcar o seu terceiro gol no jogo: 3 a 1.

O Prudente teve a chance de voltar para a partida quando Roberto foi derrubado por Carlinhos Paraíba dentro da área. Porém, aos19min, Willian isolou a bola na cobrança do pênalti e a equipe da casa parece ter sentido o golpe. O confronto esfriou e os dois lados diminuíram o ritmo. Carpegiani ainda colocou o volante Zé Vitor no lugar de Casimiro, mas o panorama seguiu inalterado. Já nos acréscimos, aos 46min, Wesley foi mais esperto que a zaga tricolor em jogada pela esquerda e diminuiu para 3 a 2.

Mas o gol saiu tarde e o São Paulo pôde comemorar em Presidente Prudente a segunda vitória com Carpegiani no comando.

GRÊMIO PRUDENTE 2 X 3 SÃO PAULO
Giovanni; Bruno Ribeiro (Wanderley), Anderson Luís, Diego Giaretta e Marcelo Oliveira (Arthur Henrique); Anderson Pedra, João Vitor, Roberto e Adriano Pimenta; Willian (Araújo) e Wesley Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Casemiro (Zé Vitor), Marlos (Carlinhos Paraíba) e Lucas; Fernandinho (Fernandão) e Ricardo Oliveira
Técnico: Fábio Giuntini Técnico: Paulo César Carpegiani
Gols: Ricardo Oliveira, aos7min e aos 34min do 1º tempo, e aos 12min do 2º tempo. Wesley, aos 33min e aos 46min do 2º tempo
Cartões amarelos: Diego Giaretta (Prudente). Cartão vermelho: Não houve.
Estádio: Prudentão, em Presidente Prudente (SP). Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP). Auxiliares: Dante Mesquita Júnior (SP) e Osny Antonio Silveira (SP)

outubro 9, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, São Paulo | , | Deixe um comentário

Novo São Paulo visita o desesperado Prudente

Na segunda partida de Carpegiani, time pega o lanterna do BR-10

LANCEPRESS!

Grêmio Prudente e São Paulo fazem o único duelo entre paulistas da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 18h30, no Prudentão. Na segunda partida sob o comando de Paulo César Carpegiani, o Tricolor enfrenta novamente um rival que ocupa a parte de baixo da tabela, tipo de confronto em que tem se dado bem no Brasileirão.

Lanterna do campeonato com apenas 21 pontos conquistados, o Prudente faz as contas para não ser rebaixado para a Série B de 2011. Ao pegar o Brasileirão de 2009 como parâmetro, a situação é preocupante. O Fluminense, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, terminou a competição com 46 pontos, após arrancada na reta final. Para atingir tal pontuação, o Prudente precisa marcar 25 dos próximos 30 possíveis. A matemática assusta, mas não tira a confiança:

– Ainda dá sim. Vamos lutar até o fim. O torcedor pode ter certeza que vamos brigar até o último minuto para tirar o Prudente desta situação – garantiu Wanderley, que começa o jogo no banco hoje. Sem problemas, a equipe deverá ser igual à que perdeu para o Grêmio.

Dez posições acima, exatamente no meio da tabela, com 38 pontos, o Sampa busca mais uma vitória com Carpegiani para não ser obrigado a desistir do sonho de conquistar uma vaga na Libertadores. Sem Dagoberto, suspenso, o técnico ganha três reforços para o jogo: Fernandão, recuperado de lesão na panturrilha esquerda, além de Richarlyson e Ricardo Oliveira, que voltam de lesão.

– Futebol é muito cruel. Está bem, cai… Algum time lá em cima ainda não teve a caída, mas pode ter no fim. Está se estreitando. Temos confrontos com os três lá de cima (Fluminense, Cruzeiro e Corinthians), então, se quisermos aspirar algo, temos de fazer três pontos a mais do que eles. Mas temos de pensar no próximo jogo, e assim sucessivamente – analisou o técnico.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO PRUDENTE X SÃO PAULO

Estádio: Prudentão, Presidente Prudente (SP)
Data/hora: 9/10/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra
Auxiliares: Dante Mesquita Júnior e Osny Antônio Silveira

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni, Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Diego Giaretta e Artur Henrique; Anderson Pedra, Roberto, João Vitor e Adriano Pimenta; Wesley e Willian. Técnico: Fábio Giuntini.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Casemiro, Rodrigo Souto, Lucas e Fernandinho; Marlos e Ricardo Oliveira. Técnico: Paulo César Carpegiani.

 

outubro 8, 2010 Posted by | Grêmio Prudente, São Paulo | , | Deixe um comentário

Grêmio goleia o Prudente no Olímpico e segue à caça do G-3

Com três gols de Jonas, artilheiro do Brasileirão, tricolor chegou fácil ao 4 a 0

Quatro vitórias consecutivas, melhor campanha do segundo turno e artilheiro isolado. Essas são as credenciais que o Grêmio apresenta aos torcedores para seguir sonhando com a classificação à Taça Libertadores. No início da noite desta quarta-feira o tricolor gaúcho vitimou o Prudente, com fácil vitória por 4 a 0, no Estádio Olímpico, pela 28ª rodada do Brasileirão.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Jonas – três vezes – e André Lima fizeram os gols do Grêmio, oitavo colocado com 42 pontos. O Prudente continua proprietário da lanterna, com a metade – apenas 21.

Avassalador em segundos

Pela décima vez na competição, o Grêmio marcou um gol nos primeiros 15 minutos de partida. Dessa vez, porém, exagerou na dose. André Lima mal deixou o cronômetro do árbitro Péricles Bassols disparar e saiu comemorando.

Foi um lance de futebol dominical, solteiros contra casados antecedendo o churrasco. Anderson Luís desarmou Fábio Santos, mas errou na saída, chutando sobre o jogador gremista. Jonas recuperou a bola, invadiu a área e cruzou para o centroavante, que atirou-se e justificou o número 9 que carrega às costas. Aos 44 segundos já estava Grêmio 1 a 0 Prudente. Desde a lesão do titular Borges, que passou por uma cirurgia na tíbia da perna direita e não atua mais nesta temporada, André Lima soma quatro gols em seis jogos.

Solidariedade no ataque

André, entretanto, não é daqueles centroavantes fominhas. Teve a chance de fazer mais um. Abdicou da autoria para ajudar o companheiro de ataque a consolidar a liderança na lista de artilheiros. Toda a jogada poderia ser usada como exemplo em palestras de treinadores quando o assunto é organização coletiva. Douglas lançou Fábio Santos, que cruzou para André Lima. O centroavante ameaçou concluir, mas deixou passar, e Jonas bateu de primeira: 2 a 0, aos 24.

Artilheiro dispara

Oito minutos depois, Jonas voltou a marcar. Recebeu lançamento longo de Lúcio, dominou no peito, e emendou com a canhota. De fora da área. A bola encobriu o adiantado goleiro Giovanni e quase perfurou a rede, à altura do ângulo direito. Atordoado, ainda antes do intervalo, o técnico Fábio Giuntini fez duas trocas no Prudente.

Entraram Marcelo Oliveira e Wanderley, para as saídas dos laterais Bruno Ribeiro e Arthur Henrique.

Ritmo de treino

Vencendo por 3 a 0, o Grêmio arrefeceu o ímpeto no segundo tempo. Recuou, trouxe o Prudente para o próprio campo, apostando nos contra-ataques para ampliar. Os visitantes, entretanto, gostaram da proposta e criaram boas chances, com o trio W-3: Wesley, Willian e Wanderley.

Pelo menos em quatro delas o goleiro Marcelo Grohe, substituto de Victor – que serve à Seleção Brasileira – fez belas defesas. Mas a torcida gostou mesmo foi das intervenções do zagueiro Paulão, que a cada lance arrisca a integridade dos satélites em órbita. A cada bico na bola, uma festa:

– Paulão! Paulão! Paulão!

Fechando a conta

Os gremistas também se empolgaram quando Renato convocou Diego, o Clementino, que havia marcado dois gols em duas curtas participações a partir da recente estreia. Mas desta vez o atacante pé-quente não contribuiu com o placar vitorioso.

Coube a Jonas encerrar a noite. Ele sofreu pênalti, cobrou para pedir música no Fantástico, e aos 39 finalizou os 4 a 0 do Grêmio sobre o Prudente. Na comemoração, chamou os companheiros para vibrar em frente à torcida Geral. E sob os cânticos inspirados nas hinchadas sul-americanas, celebrou seu 17º gol no Brasileirão. Artilheiro absoluto.

Próximos jogos

Ambos voltam a jogar, pela 29ª rodada do Brasileirão 2010, às 18h30m de sábado. O Grêmio enfrenta o Vasco no Estádio São Januário. E o Prudente recebe o São Paulo, no Prudentão.

GRÊMIO 4 X 0 PRUDENTE
Marcelo Grohe; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos (Gilson); Vilson, Willian Magrão (Leandro), Lúcio (Diego) e Douglas; Jonas e André Lima. Giovanni; Bruno Ribeiro (Wanderley), Anderson Luís, Diego Giaretta e Arthur Henrique (Marcelo Oliveira); Anderson Pedra, João Vitor, Roberto e Adriano Pimenta (Fabiano Gadelha); Willian e Wesley.
Técnico: Renato Gaúcho. Técnico: Fábio Giuntini.
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Data: 06/10/2010. Árbitro: Péricles Bassols (Fifa/RJ). Auxiliares: Rodrigo Pereira Jóia (RJ) e Ricardo de Almeida (RJ).
Gols: André Lima (Grêmio), aos 44seg; Jonas (Grêmio) aos 24m e aos 32m, no 1º tempo. Jonas (Grêmio), aos 39m, no 2º tempo.
Cartões amarelos: Leandro (Grêmio); Diego Giaretta, Wesley, Anderson Pedra e Giovanni (Prudente)
Público: 18.198 torcedores. Renda: R$ 280.494,50

outubro 6, 2010 Posted by | Grêmio, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário

De olho no G3, Grêmio recebe o Prudente

Renato Gaúcho vai contar com o retorno de cinco jogadores contra o lanterna do Brasileirão-2010

LANCEPRESS!

A apenas nove pontos do G3, o Grêmio recebe seu homônimo paulista, o lanterna Grêmio Prudente, nesta quarta-feira, às 19h30, no Olímpico, com transmissão em tempo real no LANCENET!.

Mesmo com as vagas para a Libertadores do ano que vem reduzidas em um primeiro momento, o Tricolor gaúcho acredita, apesar de não admitir, que pode terminar o Brasileiro entre os três primeiros.

Para isso, o técnico Renato Gaúcho vai contar com a volta de cinco jogadores, que não jogaram contra o Vitória, rodada passada, por estarem suspensos. São eles os zagueiros Vilson, Rafael Marques e Paulão, o meia Douglas e o atacante André Lima.

Além deles, defensor Mário Fernandes, o atacante Leandro e o voltante Ferdinando, antes machucados, treinaram normalmente e devem ser relacionados.

– Estamos pensando jogo a jogo. O Prudente é uma grande equipe, temos de pensar só neles agora. Vai ser difícil, não é porque eles estão lá embaixo que vai ser fácil. Temos que respeitar e pensar jogo a jogo. Claro que, com uma sequência de vitórias maior, poderemos pensar em algo mais – salientou André Lima.

Todavia, nem tudo são flores para o comandante gremista. Isso porque Renato tem sérios problemas no meio de campo. Dos quatro jogadores considerados titulares, apenas Douglas vai a campo. Os demais, Adilson, Fábio Rochemback e Souza estão no departamento médico.

Grêmio Prudente

Oito vitórias em 11 para permanecer na Série A. Essa é a missão do Grêmio Prudente no Campeonato Brasileiro para fugir do rebaixamento. E a primeira batalha já acontece nesta quarta-feira.

Depois de quatro treinadores comandarem a equipe na competição, o presidente oficializou a efetivação de Fábio Giuntini até o fim da competição. Com uma vitória e um empate no comando do time, ele terá poucos desfalques para a partida contra o Grêmio.

O zagueiro Leonardo ainda está se recuperando de uma lesão na coxa e foi vetado pelo departamento médico. Já o volante Rodrigo Mancha reclamou de dores no púbis, e também não joga. Ele sequer viajou para Porto Alegre.

Dessa forma, Anderson Pedra assume a posição de Mancha no meio de campo, e, na zaga, Anderson Luís forma a dupla com Diego Giaretta, que terá uma motivação a mais na partida: será o centésimo jogo dele com a camisa do Prudente.

– Me sinto honrado em chegar a esta marca no Grêmio Prudente. Todas as vezes que entrei em campo, independentemente do resultado, procurei dar o meu melhor para o clube, que sempre honrou seus compromissos comigo. Se hoje tenho alguma coisa devo a Deus, ao meu trabalho e ao Grêmio Prudente – afirmou.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO X GRÊMIO PRUDENTE

Estádio: Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data/hora: 6/10/2010, às 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Ricardo de Almeida (RJ)

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Ferdinando, Fernando, Douglas e Lúcio; Jonas e André Lima. Técnico: Renato Gaúcho.

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni, Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Diego Giaretta, Artur Henrique; Anderson Pedra, Roberto, João Vitor, Adriano Pimenta; Wesley e William. Técnico: Fábio Giuntini.


outubro 5, 2010 Posted by | Grêmio, Grêmio Prudente | , | Deixe um comentário

Lanterna Prudente arranca empate contra o líder Fluminense

Tricolor fica no 1 a 1 com o Grêmio Prudente, mas segue com três pontos de vantagem para o Corinthians. Abelha continua em último na tabela

O Fluminense voltou a tropeçar no lanterna do Brasileiro, mas manteve a diferença de três pontos para o segundo colocado, o Corinthians, já que o Timão empatou com o Ceará (2 a 2). Assim como aconteceu contra o Atlético-GO (na época, o último colocado do torneio), quando perdeu por 2 a 1, o Tricolor perdeu pontos para a equipe com pior classificação da competição. O empate por 1 a 1 contra o Grêmio Prudente deixou o time das Laranjeiras com 52 pontos. Para o Abelha, que atuava em casa, o resultado deste sábado também não foi bom. Com 21 pontos, a equipe segue em último na tabela.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Em determinado momento da partida, o Fluminense chegou a estar abrindo seis pontos de vantagem sobre o Corinthians. Isso porque o Tricolor saiu na frente do placar, enquanto o Timão perdia por 2 a 0. Mas tanto o Corinthians quanto o Prudente buscaram o empate e fizeram com que a diferença entre os dois primeiros colocados não fosse alterada.

Conca foi o grande nome do jogo. O meia argentino criou três chances claras para Rodriguinho, que conseguiu aproveitar uma delas e fez o tento tricolor. Willian marcou para a equipe da casa. Deco, que fazia boa partida, deixou o gramado no início do segundo tempo porque sentiu uma fisgada na coxa. O meia será avaliado pelo departamento médico para saber se tem alguma lesão.

Na próxima rodada, as duas equipes jogam na quarta-feira, às 19h30m (horário de Brasília). O Fluminense recebe o Santos, no Engenhão, enquanto o Prudente vai até Porto Alegre encarar o Grêmio.

Poças, poucos chutes e a habilidade de Conca

A chuva que caíu em Presidente Pruidente castigou o gramado. E o espetáculo. Nenhuma das equipes conseguia armar muitas jogadas de perigo e a primeira etapa não teve muitas emoções. O Flu sofria um pouco mais com isso, já que Conca e Deco não conseguiam trabalhar a bola como de costume. Mas a fase do argentino é tão boa, que até quando a jogada tem tudo para dar errado, ela dá certo. E foi assim que o Tricolor teve sua primeira chance de gol.

O meia tentava armar jogada pela esquerda, quando foi desarmado por Bruno Ribeiro. Contudo, o corte do jogador do Prudente acabou acertando Anderson Luis e sobrou para Rodriguinho. Porém, o atacante, na cara do gol, chutou para fora, aos 14.

Mas Rodriguinho teve a chance de se redimir ainda no primeiro tempo. E quem criou essa chance foi Conca, claro. O jogador fez boa jogada pela esquerda, aos 33, e cruzou para a entrada da área, no pé do atacante. Dessa vez, o jogador não desperdiçou e acertou um chute muito forte, no ângulo de Giovanni. Fluminense 1 a 0. Segundos antes do gol, Conca havia cabeceado uma bola perigosa, mas o goleiro do Prudente fez boa defesa.

Para deixar os tricolores ainda mais felizes, o sistema de som do Prudentão anunciou o gol do Ceará sobre o Corinthians, adversário direto do Fluminense na luta pelo título brasileiro.

Apesar da vantagem do Tricolor na primeira etapa, o Prudente teve mais posse de bola. O time da casa tentava chegar aos gols com bolas cruzadas na área ou chutes de longe. Mas nenhum remate levou perigo a Rafael.

Prudente melhora e marca

Precisando do resultado, o Prudente voltou mais ofensivo no segundo tempo. Fábio Giuntini trocou Wesley por Wanderley e o time melhorou. Mas o que preocupou mesmo o torcedor do Fluminense no início da etapa final não foi a ofensividade do rival. Aos 6, Deco sentiu uma fisgada na coxa e achou melhor sair. Marquinho entrou em seu lugar.

O Prudente continuou pressionando, mas sem objetividade. O time não conseguia levar perigo claro ao gol de Rafael. O Flu, por sua vez, parecia ter sentido a saída de Deco, já que não armava nenhuma chance. Até a bola cair no pé de Conca. O meia deu um lindo passe da intermediária, que deixou Rodriguinho, pela terceira vez na partida, na cara do gol. O atacante chutou forte e rasteiro, mas Fábio Giuntini fez boa defesa e evitou o segundo tento tricolor. Mesmo assim, o torcedor do Flu comemorou. No Pacaembu, o Ceará aumentou o placar contra o Corinthians.

O lance de Rodriguinho parece ter acordado as duas equipes, que passaram a fazer um jogo mais franco. Era uma chance de um lado, outra de outro. Diego, após cobrança de escanteio, mandou bem perto da trave. Carlinhos respondeu com um chute cruzado. Pouco depois, o lateral voltou a avançar e cruzou para a área. Washington escorou para Marquinhos que, na frente do gol, chutou em cima de Giovanni. A resposta veio com Anderson, que cabeceou tirando tinta do poste.

Com as chances sendo criadas por ambos os times, uma hora o gol iria sair. E foi o que aconteceu aos 27. O Prudente roubou a bola no meio campo e Willian recebeu na entrada da área. Com um chute cruzado, o atacante deixou tudo igual. Para piorar a situação tricolor, no Pacaembu, o Corinthians igualou o placar contra o Ceará. A vantagem que chegou a ser de seis pontos, voltou a cair para três.

O Fluminense ainda tentou chegar ao gol da vitória na base do abafa, mas a zaga do Prudente conseguiu se segurar e impediu que o Tricolor disparasse na liderança.

GRÊMIO PRUDENT1 X 1 FLUMINENSE
Giovanni, Bruno Ribeiro, Anderson Luís, Diego Giaretta e Arthur Henrique; Anderson Pedra, Carlos Eduardo (Marcelo Oliveira), Roberto (Rafael Martins) e Adriano Pimenta; Willian e Wesley (Wanderley). Rafael, Mariano, Gum, André Luis e Carlinhos; Diogo, Valencia, Deco (Marquinhos) e Conca; Rodriguinho (Julio Cesar) e Washington.
Técnico: Fábio Giuntini Técnico: Muricy Ramalho
Gols: Rodriguinho, para o Fluminense, aos 33 do primeiro tempo. Willian, para o Prudente, aos 27 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Roberto e Anderson (Prudente)
Estádio: Data:02/10/2010. Árbitro: Rogério Roman (Fifa/PR) Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)

outubro 2, 2010 Posted by | Fluminense, Grêmio Prudente | | Deixe um comentário