Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Em jogo apático, Vasco garante vaga nas quartas

Vasco e Náutico não saíram do zero na noite desta quarta-feira, em São Januário; Atlético-PR será adversário nas quartas

Na decisão por uma vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil, um time com a cabeça no clássico de domingo, contra outro completo de reservas. Nesse clima de desinteresse, Vasco e Náutico empataram sem gols, nesta quarta-feira, em São Januário, resultado que confirmou a classificação da equipe cruz-maltina.

No primeiro duelo, havia batido o Timbu por 3 a 0, no Recife – o que fez os pernambucanos entregarem os pontos antecipadamente. Para este jogo, apenas os reservas foram escalados.

Bernardo, que briga por uma vaga entre os titulares do Vasco, foi o destaque deste confronto apático. Do camisa 31 saíram as jogadas de maior perigo. Porém, pecou pelo egoísmo em alguns ataques, chegando a irritar alguns companheiros.

Na próxima fase, o Vasco terá pela frente o Atlético-PR. A primeira partida será disputada na próxima quarta-feira (4), na Arena da Baixada. Antes, porém, encara o principal jogo na temporada até agora. Domingo, decide o título da Taça Rio, contra o Flamengo, no Engenhão.

Já o Náutico, eliminado do Campeonato Pernambucano, entrará em férias forçadas até o dia 21 de maio, quando estreia na Série B do Brasileirão, contra a Portuguesa, no Canindé.

BERNARDO ACORDA TORCIDA DO VASCO

Num primeiro tempo de dar sono, o meia Bernardo protagonizou os poucos lances que arrancaram alguma reação da quase vazia arquibancada de São Januário. Primeiro, ao receber uma solada violenta do lateral Peter e ser retirado de campo com muitas dores no tornozelo direito. Mas o xodó da Colina voltou em seguida, aliviando os cruz-maltinos às vésperas da decisão da Taça Rio, contra o Flamengo.

Em campo, porém, esteve longe de uma exibição que lhe respaldasse a vaga de Diego Souza no time titular. Fominha, o camisa 31 irritou os companheiros, como no lance em que, num contra-ataque, deixou de passar para Eder Luis, livre, e finalizou mal para o gol, despendiçando grande chance de abrir o placar.

Em outro, arrancou novos protestos ao cobrar uma falta lateral diretamente para o gol, enquanto os zagueiros Dedé e Anderson Martins esperavam o cruzamento para a área.

Por fim, partiu dele a melhor chance da primeira etapa. Após receber belo passe de Eder Luis, ele fintou dois zagueiros, o goleiro, mas, no chute, acabou acertando o travessão.

O Náutico, que após o revés de 3 a 0 em casa na primeira partida, mandou um time de reservas para “cumprir tabela” no Rio de Janeiro. Porém, levou trabalho à defesa cruz-maltina, principalmente com o meia Deyvid Sacconi, que chegou a fazer um gol, anulado, e o ala-esquerdo Jeff Silva.

FÁGNER VOLTA E PLACAR NÃO SAI DO ZERO

Na segunda etapa, o lateral-direito Fagner voltou ao time após um mês e meio afastado se recuperando de lesão. Enquanto isso, a patia em campo permanecia. Bernardo ainda era o homem mais agressivo, assustando o goleiro Douglas com chutes venenosos de fora da área.

O Náutico, que abusou dos cartões amarelos (foram sete, no total), teve mais um gol anulado, desta vez, equivocadamente. Silas, em posição legal, finalizou para as redes do goleiro Fernando Prass, mas o bandeira assinalou impedimento do atacante do Timbu.

Nem o maestro Felipe conseguiu trazer um pouco de brilho ao jogo. No dia em que completava 300 jogos pelo Vasco, ele saiu de campo no meio da segunda etapa, após atuação apagada e muitos passes errados.

Com o apito final do árbitro Devarly Lira, alívio para os jogadores do Vasco, que com a classificação confirmada, poderão concentrar-se inteiramente na decisão de domingo.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 0 NÁUTICO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 27/4/2011 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Devarly Lira do Rosario (ES)
Auxiliares: Jose R Maciel Linhares (ES) e Vanderson Antonio Zannoti (ES)

Cartões amarelos: Ramon, Jumar (VAS), Peter, Fabio Reis, Deyvid Sacconi, Rodolfo, Jeff Silva, Jorge Felipe, Elicarlos (NAU)

VASCO: Fernando Prass, Allan (Fagner, aos 10’/ 2ºT), Dedé, Anderson Martins e Ramon; Jumar, Eduardo Costa, Felipe (Enrico, aos 21’/ 2ºT) e Bernardo; Eder Luis (Caíque, aos 40’/ 2ºT) e Elton. Técnico: Ricardo Gomes

NÁUTICO: Douglas, Jorge Felipe, Wescley e Rafael; Peter, Rodolfo Potiguar, Elicarlos, Saconni (Marcus Vinícius, aos 31’/ 2ºT), Philip e Jeff Silva; Fábio Reis (Silas, intervalo). Técnico: Zé do Carmo

abril 27, 2011 - Posted by | Náutico, Vasco da Gama | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s