Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Com gols-relâmpagos, reservas do Peixe batem o Paulista

Em tarde inspirada de Maikon Leite, Peixe derrota o Galo por 3 a 0 e agora encara a Ponte nas quartas de final

Querendo mostrar serviço para Muricy, os reservas do Santos jogaram bem e venceram o Paulista por 3 a 0, na Vila Belmiro, em partida válida pela última rodada do Paulistão. A vitória começou a ser construída logo no começo de jogo, com gols relâmpagos de Keirrison e Alan Patrick, que marcaram antes dos dois minutos de jogo. Maikon Leite, o melhor em campo, liquidou a fatura no segundo tempo.

Apesar da vitória, o Peixe permaneceu na quarta colocação do Campeonato Paulista, por ter menor saldo de gols do que o Corinthians, e irá encarar a Ponte Preta nas quartas de final da competição, em casa, no próximo final de semana, em data ainda não definida. Na fase de classificação, as duas equipes empataram em 2 a 2, no Moisés Lucarelli.

Mesmo já estando com a cabeça no jogo da próxima quarta-feira, pela Copa Santander Libertadores, contra o Deportivo Táchira (VEN), o Santos fez uma grande partida e não teve trabalho para bater o Galo. O grande destaque da partida foi Maikon Leite, que participou dos dois primeiros gols e ainda fez o seu no final.

O JOGO

O Santos começou o jogo com tudo e fez com que o torcedor que chegou à Vila Belmiro um pouco atrasado perdesse os dois primeiros gols do time. Em apenas um minuto e meio de jogo, o placar já anotava 2 a 0 para o Peixe.

Com somente 48 segundos, Maikon Leite recebeu passe na entrada da área, avançou e chutou cruzado. A bola passou pelo goleiro Cristiano e, quase em cima da linha, Keirrison apareceu para dar um leve toque e abrir o marcador.

O Paulista não teve nem tempo para se recuperar do susto e, após recuperar a bola na saída errada do time de Jundiaí, Maikon Leite cruzou da direita para Alan Patrick, livre, tocar para o fundo das redes e marcar o segundo do Alvinegro.

Os gols relâmpagos foram um balde de água fria nas esperanças do Galo de conquistar uma vaga na fase final do Paulistão. A equipe do interior precisava vencer e torcer por um tropeço do São Caetano, mas a desvantagem logo no início diminuiu o ímpeto do time.

A única boa chance dos visitantes no primeiro tempo foi com o ex-santista Baiano. Aos 18 minutos, ele cobrou falta da entrada da área e mandou a bola no ângulo. O goleiro Vladimir se esticou todo e fez uma excelente defesa.

Já o despreocupado Santos que, classificado, encarou o duelo como um “amistoso de luxo”, trocava passes com tranquilidade e, apesar de não ter grandes ambições, fazia uma boa partida, criando várias oportunidades de gol.

As principais jogadas do ataque santista saiam do pé de Maikon Leite. O camisa 7 infernizou a vida da defesa do Paulista e deu trabalho para o goleiro Cristiano. Aos 12 minutos, ele recebeu passe dentro da área e pegou de primeira, quase marcando o terceiro. Jogada parecida aconteceu aos 26, e dessa vez Cristiano fez boa defesa.

O atacante estava impossível e, aos 30, quase fez um golaço. Róbson deu ótimo passe por elevação para Keirrison, que escorou de cabeça para Maikon Leite. Sem dominar, o baixinho arriscou da entrada da área e mandou por cima do gol.

Com o marcador a seu favor, o Peixe se dava ao luxo de desperdiçar diversas oportunidades. No final do primeiro tempo, o zagueiro Bruno Aguiar perdeum grande chance. Após bate e rebate na área do Galo, a bola sobrou para o zagueiro que, de frente para o gol, chutou mal e mandou para fora.

No segundo tempo, o domínio santista persistiu. O time da casa poderia, inclusive, ter aplicado uma goleada, mas pecou nas finalizações e, assim como na primeira etapa, Maikon Leite brilhou e criou diversas oportunidades.

Aos seis minutos da etapa final, Alan Patrick quase marcou o terceiro do Peixe. Ele fez fila na defesa do Paulista e chuta colocado, mas o goleiro Cristiano saltou e fez ótima defesa, evitando o que seria um golaço.

O Santos ia perdendo gol atrás de gol, e aos 14, foi a vez de Maikon Leite desperdiçar chance incrível. O camisa 7 fez boa jogada individual, invadiu a área e mandou no poste esquerdo do gol do Paulista.

Mas sorte melhor estava reservada para ele e, aos 34, finalmente o merecido gol de Maikon saiu. O atacante avançou pelo lado direito, invadiu a área e bateu cruzado, dando números finais ao placar.

O Santos volta a jogar pelo Paulistão no próximo final de semana, contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro, em partida válida pelas quartas de final. Antes disso, porém, o Peixe encara o Deportivo Táchira (VEN), quarta-feira, no Pacaembu, em partida decisiva da Libertadores.

SANTOS 3 X 0 PAULISTA

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 17/4/2011 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho (SP)
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP) e Risser Jarussi Corrêa (SP)
Renda e público: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Róbson, Vladimir e Moisés (SAN); Guigov e Fabiano (PAU)
GOLS: Keirrison, 49”/1ºT (1-0); Alan Patrick, 1’/1ºT (2-0); Maikon Leite, 34’/2ºT (3-0)

SANTOS: Vladimir; Pará, Vinicius Simon, Bruno Aguiar e Alex Sandro; Adriano, Danilo, Alan Patrick (Dimba, 39’/2ºT) e Róbson (Moisés, 17’/2ºT); Zé Eduardo e Keirrison (Emerson, 42’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho

PAULISTA: Cristiano; Weldinho, Eli Sabiá, Henrique e Guigov; João Paulo (Bruno Formigoni, Intervalo), Fábio Gomes, Baiano e Barboza; Mike (Juninho, 23’/2ºT) e Fabiano (Carlão, 15’/2ºT). Técnico: Wagner Lopes.

abril 17, 2011 - Posted by | Santos | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s