Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Grêmio leva ‘olé’ do mistão do Oriente Petrolero

Bolivianos devolvem o placar do jogo de ida e Tricolor gaúcho termina a fase de grupos na segunda posição do Grupo 2

Com atuação muito ruim, o Grêmio foi goleado por 3 a 0 pelo Oriente Petrolero, nesta quinta-feira, na Bolívia, pela última rodada da fase de grupos da Copa Santander Libertadores. Com a derrota, o Tricolor gaúcho, que já estava classificado, manteve-se na segunda posição do Grupo 2, com dez pontos.

O Tricolor Gaúcho poderia terminar a chave na liderança, uma vez que o Junior Barranquilla, líder do grupo, ficou apenas no empate com o León de Huánuco, jogando em Barranquilla, por 1 a 1. Com a derrota, o Grêmio pode terminar com uma das piores campanhas entre os segundos colocados.

MAIS LIBERTADORES:
– SIMULADOR: Confira como podem ficar os duelos das oitavas
– TABELA: Veja os resultados e a classificação das chaves
– Santos vence Cerro no Paraguai e renasce no Grupo 5
– Universidad Católica e Vélez Sarsfield avançam no Grupo 4

O JOGO

O técnico Renato Gaúcho surpreendeu ao escalar o zagueiro Mário Fernandes na direita, deslocando Gabriel para o meio de campo. Mas a opção pouco interferiu na maneira como o Grêmio já vinha jogando, no 4-4-2, sempre em busca do ataque.

A ofensividade característica do Tricolor pôde ser reconhecida rapidamente. Porém, com o passar do tempo, não tornou-se objetiva e, com poucas finalizações, o time gaúcho acabou sofrendo pressão da equipe boliviana.

Depois dos 30 minutos, o goleiro Victor foi constantemente ameaçado. Saucedo, com chute de muito longe, fez o camisa 1 tricolor espalmar para escanteio. Na sequência, outra grande defesa de um chute de fora e depois, no rebote, mais trabalho.

Escudero, após pisar na bola em lance no qual sairia cara a cara com o goleiro, mostrava como o Grêmio estava nervoso com a pressão do Oriente Petrolero. O time tricolor sentia muito a falta do maestro Douglas, que ficou em Porto Alegre por causa de uma gripe.

Ao contrário do que se esperava, Renato Gaúcho não modificou a equipe. E, com a mesma postura na volta do intervalo, o Grêmio viu o time boliviano abrir o placar. Rodolfo deu muito espaço para Arce pela direita e o atacante cruzou para dentro da área. Fernández, que se antecipou a Rafael Marques, cabeceou sem chances para Victor.

Mesmo já eliminado da Libertadores, mas jogando bem e dominando o Grêmio, o Oriente Petrolero foi agraciado com gritos de “olé” pelos torcedores na metade do segundo tempo. O time gaúcho não acertava os passes, o que prejudicava a continuidade das jogadas. Borges, sem goleiro, acertou a trave direita, na melhor chance tricolor.

Mas a noite não era brasileira. Depois de se lançar ao ataque em busca do empate e da virada, o Grêmio deu espaços e foi castigado com dois gols. No contra-ataque, Arce lançou da direita o companheiro Saucedo, que estava na esquerda, dentro da área. Ele chutou sem chances para Victor. Na sequência, Arce mandou uma bomba e deixou o dele. Aos 40, Rodolfo foi expulso. E mais gritos de “olé”.

Os gremistas, agora, querem esquecer o vexame na Bolívia. A notícia boa é que o “Neymarzinho” Leandro, xodó tricolor, poderá ser inscrito, tornando-se a maior esperança tricolor nas próximas fases da Libertadores. Resta agora aguardar quem será o adversário nas oitavas de final.

FICHA TÉCNICA
ORIENTE PETROLERO 3 X 0 GRÊMIO

Local: Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra (BOL)
Data-Hora: 14/4/2011 – 22h45 (de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (EQU)
Auxiliares: Juan Cedeño (EQU) e Christian Lescano (EQU)
Cartões amarelos: Fábio Rochemback (GRE)
Cartões vermelhos: Rodolfo 40’/2T (GRE)
Gols: Fernández 5’/2T (1-0), Fernando Saucedo 30’/2T (2-0) e Arce 34’/2T (3-0)

ORIENTE PETROLERO: Etulain, Hoyos, Schiapparelli, Caamaño e Gutierrez; Fernando Saucedo, Terrazas, Aguirre e Veizaga (Campos 20’/2T); Fernández (Peña 20’/2T) e Arce (Melén 35’/2T) – Técnico: Ariel Russo.

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes (Diego Clementino 11’/2T), Rafael Marques, Rodolfo e Bruno Collaço (Fernando 31’/1T); Fábio Rochemback, Adilson (Vinícius Pacheco 11’/2T), Lúcio e Gabriel; Escudero e Borges – Técnico: Renato Gaúcho.

abril 15, 2011 - Posted by | Grêmio |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s