Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Verdão afasta fantasma e encaminha classificação na Copa do Brasil

Kleber tarda, mas não falha! Gladiador desperdiça dois pênaltis mas se redime e marca os dois da vitória sobre o Santo André, por 2 a 1

Quando os torcedores palmeirenses conheceram seu adversário nas oitavas da Copa do Brasil, as quartas de final da mesma competição em 2004 vieram logo à mente. Na ocasião, dois empates contra o mesmo Santo André eliminaram o Verdão e aumentaram a lista de “zebras” que superaram o clube nos últimos anos. A partida desta quarta-feira, no Bruno José Daniel, no entanto, foi para afastar quaisquer más lembranças. Com um futebol envolvente e dois gols marcados por Kleber, o Palmeiras venceu o Ramalhão, por 2 a 1, e deixou encaminhada a classificação às quartas de final.

Apesar de perder dois pênaltis, o Gladiador redimiu-se rapidamente. Na primeira defesa de Neneca, marcou logo no rebote. No segundo gol, o goleiro fez boa defesa e espalmou para escanteio. Na cobrança. o Gladiador antecipou-se à marcação e ampliou. Em boa atuação, Valdivia comandou o meio de campo e além de Mago, foi o maestro da equipe antes de ser substituído para a estreia de Wellington Paulista.

Com somente oito gols sofridos no ano antes da partida, a defesa palmeirense vinha mostrando mais uma vez porque tem a melhor média de gols sofridos dentre todas no mundo. O gol de honra de Santo André, no entanto, saiu após falha na marcação de Thiago Heleno, que vinha muito bem no jogo. Anderson subiu livre para diminuir.

Para o Ramalhão, que tentava se reerguer do vergonhoso rebaixamento sofrido no Paulistão um ano após o vice-campeonato estadual, a classificação ficou difícil, mas as esperanças e a lembrança de 2004 é inspiração… O jogo de volta está marcado para a próxima quinta-feira, às 16h, no Pacaembu.

O jogo

Antes mesmo do início da partida no Bruno José Daniel, em Santo André, os jogadores do Palmeiras e o técnico Luiz Felipe Scolari perceberam que além dos onze adversários andreenses, o péssimo gramado e a má iluminação no Bruno José Daniel também teriam de ser superados pela vaga. De volta à equipe titular, o Mago Valdivia tinha a responsabilidade de municiar os atacantes e manter a boa média de 3,6 gols por jogo do Verdão na Copa do Brasil.

E num primeiro tempo em que que só o Palmeiras jogou, o Mago foi o maior destaque da equipe. Carregando a bola com tranquilidade e abusando dos dribles (efetivos), Valdivia adotou uma postura ofensiva e Kleber e Luan foram acionados com frequência. Com tamanho domínio do jogo, não demorou para que o time abrisse o placar…

Aos 20 minutos, Kleber invadiu a área do Ramalhão pela esquerda e foi derrubado pelo zagueiro Marcelo Godri quando tentava o corte. Pênalti marcado, gol tranquilo, certo? Quase. Na cobrança, Kleber bateu mal e o goleiro Neneca espalmou para o alto. No rebote, o Gladiador foi mais rápido e completou para o fundo da rede.

Abusando das faltas, o Santo André já tinha quatro jogadores pendurados com o amarelo antes mesmo do intervalo. Valdivia chegou a mancar após uma dividida no início, mas estava tudo bem. A vantagem tranquilizou ainda mais o Verdão, que controlou o resultado até descer ao vestiário.

Nos primeiros minutos da segunda etapa, um acontecimento inexplicável paralisou o jogo por cinco minutos. Para dispersar alguns torcedores que assistam à partida pendurados em árvores próxima ao estádio, policiais usaram gás lacrimogêneo e o odor invadiu o gramado. Com os atletas e a torcida atordoados, o árbitro não tinha outra opção a não ser paralisar a partida.

Com bola rolando, a marcação do Palmeiras afrouxou e o Santo André começou a trabalha e valorizar a posse de bola. A falta de qualidade da equipe, no entanto, ficou evidente e a zaga do Verdão continuava eficiente. Após belo lançamento de Tinga, aos 18 minutos, Luan recebeu em ótima condições mas chutou em cima de Neneca.

Alguns minutos depois, o goleiro do Ramalhão quase se tornou um dos nomes do jogo… Aos 22, Luan invadiu a área e foi derrubado por Sandoval, que deu carrinho por trás. Outro pênalti, outra chance para o Gladiador. Mais uma vez, Kleber bateu e o goleiro Neneca defendeu, desta vez sem rebote. Para azar dos jogadores do Santo André, a alegria durou pouco…

Logo no lance seguinte, Assunção cobrou escanteio e Thiago Heleno cabeceou firme. Neneca fez linda defesa mas deu rebote… Como de costume, Kleber apareceu, antecipou-se à marcação e tocou a bola para marcar o segundo e ampliar a vantagem alviverde. O Gladiador tarda, mas não falha!

Já no fim, o Mago deixou o campo cansado e Wellington Paulista pôde fazer sua estreia com a camisa do Palmeiras, mas o tempo foi curto e o atacante pôde fazer. Numa falha da “quase intransponível” zaga do Verdão, Aloísio cobrou falta na área, Thiago Heleno falhou na marcação e Anderson subiu livre para diminuir, sem maiores prejuízos ao resultado favorável ao Palmeiras. Vitor Hugo ainda conseguiu ser expulso aos 50 minutos da segunda etapa.

Antes da partida de volta, em pleno feriado de Páscoa, o Verdão volta a campo neste domingo, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, pela última rodada da primeira fase do Paulistão.

FICHA TÉCNICA:
SANTO ANDRÉ 1 X 2 PALMEIRAS

Estádio: Bruno José Daniel, Santo André (SP)
Data/hora: 13/4/2011 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Márcio Luiz Augusto
Renda e público: R$ 221.220,00 / 7.635 pagantes/
Cartões amarelos: Magno, Marcelo Godri, Alex Silva, Dênis, Borebi, Sandoval (STA); (PAL)
Cartões vermelhos: Vitor Hugo, 50’/2°T
GOLS: Kleber, 22’/1°T (0-1); Kleber, 24’/2°T (0-2); Anderson, 43’/2°T (1-2)

SANTO ANDRÉ: Neneca, Marcelo Godri, Sandoval e Aderson; Alex, Magno (Vitor Hugo, Intervalo), Walax, Aloísio e Dênis (Juan Felipe, 24’/2°T); Igor (Borebi, Intervalo) e Richely. Técnico: Sandro Gaúcho.

PALMEIRAS: Deola, Cicinho, Danilo, Thiago Heleno e Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção (Chico, 40’/2°T), Tinga e Valdivia (Wellington Paulista, 34’/2°T); Kleber (João Vitor, 46/2°T) e Luan. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

abril 14, 2011 - Posted by | Palmeiras, Santo André |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s