Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Atlético-MG dá adeus ao sonho da Copa do Brasil

Com lances polêmicos e mau futebol, o Atlético-MG dá adeus a conquista da maior competição nacional do primeiro semestre

Um jogo muito pegado: isso foi o que se viu no confronto entre Atlético-MG e Grêmio Prudente, válido pela segunda fase da Copa do Brasil, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O empate em 0 a 0 foi o retrato do duelo. Apesar da vontade, o time alvinegro não conseguiu marcar um gol e sequer conquistar uma vaga nas oitavas de final da competição nacional.

O jogo foi muito complicado, mas a situação piorou com a expulsão de dois jogadores do Atlético-MG na segunda etapa: Leonardo Silva e Serginho. Além disso, em lance bastante polêmico, o árbitro anulou o que poderia ser o gol da vitória atleticana.

PRIMEIRO TEMPO

O Atlético-MG iniciou a partida com muita vontade. Precisando garantir um resultado positivo, o Alvinegro partiu para cima do Grêmio Prudente e, logos aos 30 segundos de partida, o primeiro chute a gol saiu com Ricardo Bueno, que tentou finalizar de fora da área.

Aproveitando-se de Guilherme Santos, novo lateral-esquerdo do time, o Atlético-MG investia em jogadas naquela faixa do campo. Aos três minutos, após uma boa jogada, Renan Oliveira finalizou de fora da área, mas a bola desviou em Douglas e saiu para escanteio. Depois da cobrança do corner, Leonardo Silva cabeceou e obrigou o goleiro Márcio a realizar excelente defesa.

Esboçando muita vontade, o centroavante Ricardo Bueno dava alternativas ao setor de criação da equipe alvinegra. Mas quem chegou com perigo ao gol de Márcio, foi o companherio de Bueno: Magno Alves. Após receber de costas par o gol, o camisa 11 girou sobre o marcador e finalizou rasteiro, obrigando o goleiro prudentino a realizar grande defesa.

Os primeiros minutos de partida tiveram duas cores: preto e branco. Impedindo que o Prudente chegasse ao seu gol, o Galo pressionava a saída de bola dos paulistas e mantinha o jogo em seu campo de ataque. A todo instante, Guilherme Santos era acionado no setor ofensivo e, por seu lado, apareciam as principais jogadas do Atlético-MG.

A primeira grande jogada do Grêmio Prudente saiu dos pés do meia-atacante Saldanha. Após driblar o zagueiro Réver, o camisa 8 finalizou por cima do gol de Renan Ribeiro.

Por volta dos 20 minutos de partida, o ritmo atleticano caiu e o jogo ficou bastante equilibrado. Com o empate, que insistia em continuar no placar da partida, os paulistas se garantiam nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Ao término da primeira etapa, o setor de criação do Atlético-MG não conseguiu manter o ímpeto do princípio de partida e deixou o Grêmio Prudente crescer na partida. Aos 37 minutos, o atacante Eraldo teve oportunidade de cabecear sozinho. Contudo, a bola passou por cima da meta defendida por Renan Ribeiro.

Insistindo demais nas jogadas aéreas, o Atlético-MG não conseguia finalizar com perigo ao gol de Márcio. As oportunidades apareciam, entretanto, o bloqueio do Grêmio Prudente não era furado pelos alvinegros.

Cobrando uma falta da intermediária, Serginho levou muito perigo ao gol de Márcio. O jogador tentou deslocar do goleiro, que conseguiu fazer boa defesa e afastar para escanteio. Um minuto depois, foi a vez de Guilherme Santos fazer boa jogada pela esquerda e cruzar para o meio da área. Mas o camisa 1 do Grêmio Prudente saiu bem e agarrou a bola.

No fim do primeiro tempo, os atleticanos pediram a entrada de Neto Berola. E foram prontamente atendidos. O jogador entrou, durante o intervalo, no lugar de Renan Oliveira.

SEGUNDO TEMPO

Logo aos dois minutos, o Grêmio Prudente levou perigo ao gol de Renan Ribeiro com uma bola alçada na área. Entretanto, o árbitro assinalou falta no goleiro.

Com três atacantes em campo (Neto Berola, Magno Alves e Ricardo Bueno), o Atlético-MG ganhou mais movimentação no setor ofensivo e buscou o gol no princípio da segunda etapa. Enquanto Berola caia pelo lado direito e tinha o apoio de Patric, que substituiu Rafael Cruz, Magno Alves jogava pela esquerda, tendo o auxílio de Guilherme Santos.

Como de costume, o atacante Neto Berola entrou e incendiou o jogo. A todo instante, o baiano chegava com perigo ao gol de Márcio. Porém, não conseguia afundar a rede do time adversário.

Logo aos dez minutos da segunda etapa, o técnico Dorival Júnior abriu mão do esquema com três homens na linha de frente e colocou Mancini no lugar de Ricardo Bueno. O Galo perdeu a referência no ataque, mas ganhou em qualidade no meio de campo.

Em sua primeira jogada no segundo tempo, aos 15 minutos da etapa, Mancini dominou uma belíssima bola fora da área e finalizou rasteiro, no cantinho direito do goleiro Márcio, mas a bola acabou indo para fora.

Alex Maranhão teve a oportunidade de inaugurar o placar da partida aos 19 minutos da etapa complementar. Com uma boa cobrança de falta, o meia-atacante exigiu que Renan Ribeiro defendesse em dois tempos.

Mostrando muita vontade em campo, o atacante Neto Berola dominou uma boa bola na intermediária e finalizou, contudo, com muita força e por cima do gol de Márcio. Aos 23 minutos de partida, foi a vez de Mancini chegar ao gol de Márcio. Após um bate-rebate, o meia-atacante finalizou mas o arqueiro do Grêmio Prudente fechou muito bem o chute de Mancini.

O Grêmio Prudente chegou com bastante perigo ao gol do Atlético-MG, em boa jogada do Raí, lateral-esquerdo do time do interior paulista. Após boa jogada nas costas de Patric, o camisa 6 chegou à linha de fundo e bateu, tentando deslocar de Renan Ribeiro, mas acabou acertando a rede pelo lado de fora.

Por volta dos 30 minutos de partida, o Atlético-MG perdeu dois atletas. Leonardo Silva e Serginho, respectivamente, foram expulsos e complicaram a forma de jogar da equipe. Logo após a expulsão do volante, Eraldo teve a oportunidade de marcar um gol, porém, bateu para fora, ao tentar deslocar do goleiro.

Aos gritos de “olé”, quando o Grêmio Prudente pegava na bola, os jogadores do Atlético-MG demonstravam enorme nervosismo e não conseguiam chegar ao gol de Márcio.

O Atlético-MG até conseguiu colocar a bola no fundo da rede do Grêmio Prudente. Após um cruzamento de Fillipe Soutto, o zagueiro Réver cabeceou para o gol. No entanto, o árbitro Pathrice Wallace Correa Maia anulou.

Rhayner ainda ameaçou o gol atleticano. Aos 45 minutos, o time do interior paulista acabou perdendo a chance de marcar ao chegar pelo lado esquerdo do ataque prudentino.

Depois de boa jogada do Grêmio Prudente, o centroavante Eraldo teve a oportunidade de decidir o confronto. Contudo, finalizou para fora. Logo depois, foi a vez do Galo. Mancini ficou de frente para o gol, mas não conseguiu marcar.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 0 X 0 GRÊMIO PRUDENTE

Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data/hora: 6/4/2011 – 21h50
Público/renda: 6.968 pessoas/R$33.925,00
Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)
Auxiliares: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Francisco Pereira de Souza (RJ)
Cartão amarelo: Leonardo Silva, Réver, Guilherme Santos (CAM)
Cartão vermelho: Leonardo Silva, Serginho (CAM) Douglas (GPR)

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz (Patric – intervalo), Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Serginho, Fillipe Soutto, Jackson e Renan Oliveira (Neto Berola – intervalo); Magno Alves e Ricardo Bueno (Mancini – 10′ do 2T). Técnico: Dorival Júnior.

GRÊMIO PRUDENTE: Márcio; Wanderson Cafu, Douglas, Edinei e Rai; Anderson Pedra, Daniel, Saldanha (Alceu – 28′ do 2T) e Elivélton (Rhayner – 23′ do 2T); Eraldo e Juan (Alex Maranhão – 11′ do 2T). Técnico: Márcio Goiano.

abril 7, 2011 - Posted by | Atlético-MG |

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s