Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Kleber brilha em seu clássico ‘favorito’ e Palmeiras bate o Santos

Verdão mantém escrita de dois anos, vence na Vila Belmiro e fica na liderança do Paulistão

Conhecido pelo apelido de Gladiador por seu estilo brigador dentro de campo, o atacante Kleber não foge de um clássico. E o seu favorito pelo Palmeiras é contra o Santos. Neste domingo, o camisa 30 brilhou e fez o gol da vitória do Verdão por 1 a 0 sobre o Peixe, na Vila Belmiro, que garante o Alviverde na liderança do Paulistão.

Desde sua volta, no meio do ano passado, este foi o primeiro clássico vencido pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Curiosamente, o primeiro jogo do técnico do seu retorno foi justamente contra o Peixe. Mas foi o auxiliar-técnico, Murtosa, quem comandou o time na vitória por 2 a 1, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

De quebra, o Verdão mateve uma escrita: não perde do rival há seis partida, quase três anos. Foram quatro vitória e dois empates nesta sequência.

O jogo deste domingo começou mais do que nervoso. De lado a lado, reclamações e faltas duras. Neymar levou um amarelo depois de entrada dura de Kleber, que acertou o rosto do atacante santista em um lance anterior.

Na parte das reclamações, o Santos saiu na frente. Reclamou de dois pênaltis não marcados e Neymar também não gostou da atitude dos palmeirenses.

– Não me estranhei com o Kleber, ele me deu uma cotovelada ali, mas é normal. Falei: “P***, Cicinho você está dando cotovelada, está de sacanagem?” Mas é do jogo – garantiu o atacante santista.

O Peixe foi melhor durante o primeiro tempo. Principalmente com a bola nos pés. Tocando bem a bola, conseguiu inverter bem o jogo e dificultar o trabalho da defesa palmeirense, a melhor do Paulistão até agora. Na melhor chance do time no primeiro tempo, Ganso desperdiçou cabeçada, dentro da pequena área, sem marcação.

Mesmo com dois meias, Lincoln e Patrik, o Verdão pouco conseguiu criar. Nitidamente postado no contra-ataque, o time também não conseguiu assustar muito o goleiro Rafael. Mas assustou, em chute de muito longe de Marcos Assunção, que pegou no travessão.

Na etepa final, o panorama da partida pouco mudou. O Santos com a bola e o Palmeiras buscando um contra-ataque. E o Verdão teve uma boa chance logo no começo, em falta cobrada por Marcos Assunção, que bateu na trave de Rafael.

E o equilíbrio continuou. Aos 16 minutos, Danilo marcou para o Santos, mas o árbitro Vinicius Furlan anulou por impedimento. Logo depois, foi a torcida palmeirense comemorar, mas não levar: Thiago Heleno fez, mas também estava fora de jogo.

O Peixe continuou melhor, mais consciente com a bola. O Palmeiras conseguiu fazer o que pretendia. Chegou em uma boa trama, que Rivaldo finalizou nas mãos de Rafael. Mas aos 33 minutos, não teve jeito: Patrik deu ótimo passe por cobertura para Kleber, que só tocou para as redes e fez seu ótimo gol no Paulistão. Nenhum rival paulista levou mais gols do Gladiador pelo Alviverde, já foram três.

Com a vantagem, o Alviverde aumentou ainda mais sua marcação. O Peixe, diferentemente do que fez no jogo, não conseguiu criar boas chances e não teve chances de empatar.

Agora, o Santos volta às suas atenções para a Copa Santander Libertadores. Na próxima quarta-feira o time enfrentará o Colo Colo (CHI), em duelo decisivo, precisando da vitória para manter suas chances de classsificação para as oitavas de final da competição.

O Verdão só voltará a jogar no próximo sábado, quando pegará o Grêmio Prudente, no Canindé.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 3/4/2011 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Giulliano Neri Colisse e Fabio Rogerio Baesteiro

Renda e público: R$ 447.102,00 / 10.719 pagantes
Cartões amarelos: Neymar, Durval e Elano (SAN); Danilo, Patrik, Kleber, Cicinho e Rivaldo (PAL)
Cartão vermelho:
GOLS: Kleber, 33’/2ºT (0-1)

SANTOS: Rafael, Pará (35’/2ºT – Felipe Anderson), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Danilo, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo (15’/2ºT – Keirrison). Técnico: Marcelo Martellote.

PALMEIRAS: Deola, Cicinho (40’/2ºT – Chico), Danilo, Thiago Heleno e Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik e Lincoln (21’/2ºT – João Vitor); Adriano (37’/1ºT – Luan) e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

abril 3, 2011 - Posted by | Palmeiras, Santos |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s