Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Bota finalmente se impõe e goleia o Americano

Glorioso dominou o adversário e assegurou a vitória por 4 a 0, neste sábado, no Engenhão

Não é mais início de temporada, mas os torcedores do Botafogo assistiram neste sábado, no Engenhão, à primeira vitória convincente neste ano. Em noite inspirada do setor ofensivo, com destaques para o meia Éverton e o lateral-direito Lucas, a equipe alvinegra goleou o Americano por 4 a 0 e chegou à terceira vitória na Taça Rio.

O atacante Herrera, bastante questionado nos últimos anos, desencantou e marcou dois para o Glorioso. Loco Abreu e João Filipe completaram o placar, que assegura a liderança do Grupo B para o Bota, com 9 pontos.

Na próxima rodada, a equipe do técnico Joel Santana faz o clássico com o Vasco, domingo, no Engenhão. No mesmo dia, o Americano, que perdeu a primeira no segundo turno do Carioca, enfrenta o Madureira, em Campos.

BOTA, FINALMENTE, SE IMPÕE CONTRA UM PEQUENO

Ao contrário do que vinha acontecendo neste ano, desta vez, o Botafogo conseguiu impor sua superioridade contra um pequeno. Claro que, para isso, também contou com certa colaboração do adversário.

Buscando surpreender o Alvinegro em pleno Engenhão, o Americano começou com uma postura incomum: partiu para cima. Mas o tiro saiu pela culatra. Em duas jogadas de contra-ataque, a equipe da casa alcançou uma boa vantagem no placar. Primeiro, aos 13 minutos, o lateral-direito Lucas encontrou Loco Abreu, que foi derrubado na área. Pênalti. Cordialmente, o camisa 13 deixou Herrera fazer a cobrança. O argentino bateu com segurança, abrindo o placar contra a equipe de Campos.

Aos 27, outra saída rápida da defesa. Somália lança Abreu, que domina e toca na saída do goleiro Jefferson (homônimo do camisa 1 do Fogão). 2 a 0 Glorioso!

Com a vantagem, o Bota passou a jogar como gosta: fechadinho, explorando os espaços do adversário. Por pouco, a equipe do técnico Joel Santana não desceu ao vestiário com placar ainda mais elástico. Culpa de Loco Abreu, que não conseguiu dominar passe magistral de Éverton e perdeu a chance de fazer o terceiro.

VIROU COM DOIS, ACABOU COM QUATRO

Mas a trinca botafoguense não demorou a se concretizar. Logo no início da segunda etapa, o zagueiro João Filipe, num surto de Usain Bolt, arrancou como um foguete pela direita e conseguiu o escanteio. No lance que se seguiu, Éverton, outro destaque da partida, levantou para o defensor, que, desta vez, encarnando um camisa 9, deu um toque com estilo, de pé direito, sem chances para Jéfferson.

Com a vitória praticamente assegurada, o Glorioso passou a segurar o ritmo esperando o tempo passar. Mas exagerou no freio. Nos minutos seguintes, o Americano chegou como quis na área alvinegra. Não fosse a falta de pontaria, Gustavinho, Eberson e Índio poderiam ter diminuido a desvantagem logo na sequência.

Joel então percebeu que a retranca não era o caminho. Vendo que a defesa adversária não era lá muito sólida, resolveu atacar mais: sacou o volante Somália e colocou o atacante Caio. Um minuto depois, veio o resultado. Lucas passou com precisão para Herrera, que chutou firme e assegurou a goleada do Bota.

Nos minutos finais, o técnico alvinegro fez alguns testes. Trocou os dois laterais, entre eles, o jovem Guilherme, que pôde ser mais observado após a já garantida vitória no Engenhão.

BOTAFOGO 4 X 0 AMERICANO

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 12/3/2011 às 18h30
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Assistentes: Ediney Mascarenhas e Silbert Sisquim

Renda e Público: R$ 70.870 / 2.946 pagantes

Cartões amarelos: Somália (BOT) Airton e Carlos Alberto (AME)

Gol: Herrera, aos 14’/ 1ºT e aos 24’/ 2ºT, Loco Abreu, aos 27’/1ºT, João Filipe, aos 4’/ 2ºT (BOT)

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas (Alessandro, aos 25’/ 2ºT), João Filipe, Márcio Rosário e Marcio Azevedo (Guilherme, aos 28’/ 2ºT); Rodrigo Mancha, Arévalo, Somália (Caio, aos 23’/ 2ºT) e Everton; Herrera e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

AMERICANO: Jefferson, Airton (Felipe, aos 10’/ 2ºT), Elson, Gustavo Breda e Carlos Alberto; Índio (Renan, aos 38’/ 2ºT), Marciel, Flávio Medina, Eberson e Gustavinho; Diego (Léo Santos, aos 28’/ 2ºT). Técnico: Toninho Andrade.

março 12, 2011 - Posted by | Botafogo |

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s